Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



MOC Alheio: Pirate Submarine por captaincorn

por baixinho, em 28.04.09


 


Aqui está um MOC bem original.


 



 


Gostei de vários pormenores como as vigias, interiores e os minifigs. A abundância dos castanhos é que satura um pouco.


 


Link para a pasta no BrickShelf e link para a visualização da mesma pasta através do CoolIris.


 


LBaixinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:01

Um testemunho para a rádio

por baixinho, em 28.04.09

Na quinta-feira passada a Tânia avisou-me a meio da manhã que um jornalista da Rádio Renascença estava interessado em me entrevistar por causa do hobby LEGO.


Estranhei, visto que normalmente a Tânia é que é entrevistada já que está no programa LEGO Ambassador há mais de dois anos. Fiquei elucidado quando ela explicou que era por causa deste blog. Ele queria a minha opinião pessoal sobre o que é ser AFOL.


Por incrível coincidência, estava nessa mesma altura a ultimar um texto que tinha começado dois dias antes sobre essa mesma temática. Texto que publiquei pouco depois aqui.


 


A entrevista foi incluída em duas peças pelo jornalista José Carlos Silva, uma pequena para a RFM e outra maior para a RR. A versão escrita pode ser encontrada aqui e na mesma página podem ser ouvidos dois excertos da peça.


 


Gostei do trabalho do jornalista que fez uma pesquisa interessada sobre o assunto e não se limitou ao copy&paste que cada vez mais abunda no "jornalismo". Tentou ouvir vários entendidos que pudessem explicar melhor o hobby, tanto visto de dentro como de fora.


 


Achei engraçada e interessante a explicação dada pelo Nélson Lima (Instituto da Inteligência) para a razão de haver adultos a construirem com peças LEGO.


A opinião dada pela psicóloga da infância Helena Damião sobre o brinquedo LEGO é pertinente, no entanto não estou de acordo com a visão dada por ela sobre a utilização do LEGO na sala de aula. Acho que confundiu o brinquedo com o LEGO Educacional. Gostaria de ter a oportunidade de conversar com ela para lhe esclarecer que a LEGO Educacional funciona de maneira séria, programada e bem direccionada para cada uma das actividades.


A representante do Museu do Brinquedo de Sintra, Ana Moreira deu um contexto histórico e social ao brinquedo e hobby.


 


Tenho pena de não ter ouvido a versão completa desta peça jornalistica mas fiquei com a ideia que o trabalho está muito interessante.


 


LBaixinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:04


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


subscrever feeds