Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Review: LEGO 10277 Crocodile Locomotive

por baixinho, em 29.04.21

10277 Crocodile Locomotive 1

Tema: Creator Expert

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs:1271/2

Preço LEGO®: 104.99€ (99.99 na Alemanha) 

Link Brickset: https://brickset.com/sets/10277-1/Crocodile-Locomotive

 

Antes de começar devo referir que não sou da facção de AFOLs que acredita que a LEGO anda a copiar MOCs e ideias do pessoal a torto e direito. Digo isso porque este set foi um dos em que isso se falou mais, apesar desta locomotiva já ter sido lançada pela LEGO pelo menos duas vezes. No início dos anos 90 com a velhinha 4551 e há quase 15 anos atrás integrada num conjunto que apela ao lendário, o 10183. Este conjunto de 2007 juntou na altura os mais conhecidos AFOLs que construíam comboios, que a partir de um lote de peças bem limitado criaram 30(!) modelos diferentes. Dois pontos interessantes. Primeiro o set apenas trazia as instruções em papel para a Crocodilo e as restantes 29 instruções estariam no site da LEGO numa página que já não existe. Segundo, um dos AFOLs envolvidos foi o canadiano Pierre Normandin que actualmente é LEGO Designer e foi o responsável por este mesmo set :D

10277 Crocodile Locomotive 2

Ao abrir o conjunto fiquei relativamente surpreso já que a construção está dividida apenas em quatro fases. Algo que não me parece muito vulgar num conjunto de mais de 1000 peças, mesmo tendo em conta que é um Creator Expert. A primeira fase compreende apenas os minifigs e a linha que irá servir de base para a locomotiva. A construção é bastante linear e apenas estranhei a utilização de wedges que se auto-anulam para criar o mesmo que uma plate 3x3… Em termos de peças poderia destacar os 8 carris dentados em DBG que são uma herança dos antigas sistemas de comboios, mas nesta fase a minha atenção foi mesmo para as 64 unidades da plate 1x1 em castanho escuro. Sim, não é propriamente uma peça rara, mas as mais de 50 unidades fazem com que se tornem bastante úteis na hora de construir.

10277 Crocodile Locomotive 3

A segunda fase é dedicada à parte inferior da secção central. Apesar de não ter sentido nenhum momento wow, a construção proporciona uma experiência agradável onde o SNOT abunda e onde é sempre delicioso ver tudo a bater certinho. Quanto às peças os cinzentos e o castanho abundam e isso faz com que as peças sejam daquelas que pouco tempo aguentam nas minhas gavetas. Mas devo destacar as peças gravadas já que além de serem exclusivas deste set, parecem-me todas também fáceis de utilizar. Sim, mesmo aquela com o 10277 gravado. Gostava de ter várias unidades da 6331692, porque a acho bastante steampunkish.

10277 Crocodile Locomotive 4

É-nos reservada a terceira fase para a parte superior na secção central. Quanto a peças a presença daquele windscreen em castanho é muito boa. Sim, já me estou a vê-lo a utilizá-lo em algo não tão clássico como uma locomotiva. Já não estou a ver um uso assim tão simples para os chicotes vermelhos, mas alguma coisa há-de aparecer. A construção em si não é propriamente entusiasmante, mas possui uma componente que adoro abordar nos meus MOCs, estruturas com recurso a barras e clips. Nisso os pantógrafos (acho que é assim que se chamam) são um bom exemplo da capacidade das peças LEGO criarem estruturas deste género.

10277 Crocodile Locomotive 5

As sacas que compõem a quarta e última fase resultam num grande volume de peças. Já há algum tempo que não via uma fase assim tão volumosa. Claro que seria de prever algo assim já que esta fase é inteiramente dedicada à construção das secções que rodeiam a parte central. Construir em duplicado (podem ver no vídeo abaixo) uma secção tão rica em detalhes e técnicas fez com que a aventura se arrastasse por cerca de 40 minutos.. Algo talvez demasiado grande para o habitual. Apesar de vários detalhes em SNOT e peças em situações esquisitas, o que achei mais interessante foi a colocação, já perto do final, de tiles num plano inclinado. A forma como é conseguida é tão simples e, ao mesmo tempo, tão fora da caixa que até nem parece ter vindo de um conjunto oficial da LEGO.

10277 Crocodile Locomotive 6

O resultado final é imediatamente reconhecível. Bem, devo dizer que o formato nada convencional da locomotiva ajuda a isso. Apesar de haver ali algumas coisas que poderiam estar melhor (por exemplo as três secções estarem mais juntas), creio que está muito bom tendo em conta as várias limitações no desenho de conjuntos LEGO. 

As Peças 8/10 (festival de peças castanhas e cinzento claro e escuro)

A Construção 8/10 (agradável sem ser propriamente memorável)

O Desenho 9/10 (muito realista)

Jogabilidade 9/10 (ideal para habitar displays dos pessoal que adora comboios)

10277 Crocodile Locomotive 7

É um conjunto de valor seguro já que se assemelha imenso ao original e proporciona uma agradável experiência de construção. É também uma boa fonte de peças!

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:51

Terça-feira do Ideas: Working Mini Golf Course - Fully Playable!

por baixinho, em 27.04.21

Sim, o nome deste projecto é aquilo tudo e inclui mesmo o ponto de exclamação. Compreendo que hoje em dia só assim é que se consegue captar a atenção das pessoas...

No meu caso foi mesmo o colorido agradável da construção. De alguma forma remete-me para "brinquedo", "banda desenhada" e "boa disposição" :). 

Mas a construção é uma autêntica caixinha de surpresas já que, como refere o título, é jogável. Bem, um brinquedo de construção já é jogável por inerência, no entanto aqui refere-se que o resultado final é funcional. Basicamente dá para rodar os minifigs através de engrenagens que se encontram nas secções laterais da construção e com isso fazer com que as pequenas bolas (plates round 1x1) sigam para os buracos. Para perceberem, o melhor é mesmo ver o vídeo seguinte.

Colocar as bolas no buraco apenas com aquelas tacadas, não dever ser tão fácil assim. Mas gosto de ver um MOC muito bonito acompanhado de uma funcionalidade relativamente simples, mas muito bem integrada na construção. Confesso que fico curioso como os designers passariam isto para um set oficial. Não é que não acredite que consigam, pelo contrário. A minha curiosidade é que de certeza que iriam tentar melhorar um projecto que eu já acho excelente e isso iria resultar em algo extraordinário!

Neste momento este projecto tem 1 407 apoiantes e ainda tem 602 dias para chegar aos 10 000. Aqui ficam as minhas previsões:

Chegará aos 10 000 apoiantes?

Sim. O autor, LEGOParadise, já conseguiu chegar ao 10 000 duas vezes e acredito que com este projecto consiga fazê-lo novamente.

Se chegar aos 10 000 apoiantes, a LEGO irá torná-lo num set oficial?

É tão bonitinho que é quase irresistível para mim. Espero que cause o mesmo efeito no quartel general da LEGO.

A ser um set oficial, entraria na minha wishlist?

Talvez, já que acho que deve proporcionar uma experiência de construção bastante agradável. Duvido é que o mantivesse montado...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:51

Rocinante

por baixinho, em 27.04.21

Rocinante v2

Quem não conhece a nave espacial centro de muita acção da série The Expanse? Se não conhecem, é porque não andam atentos à ficção científica produzida na última década.

Pois, esta nave que tem tudo para ser tão ou mais conhecida que a Millennium Falcon (pelo menos passam-se muitas mais coisas por lá) já teve várias interpretações em LEGO e eu próprio já destaquei um MOC aqui. No entanto esta versão (que na verdade já é a segunda) da Julie vanderMeulen tem um aspecto muito bom que capta na perfeição as formas da nave. Não devo deixar de referir que a Julie colocou as instruções disponíveis no Rebrickable!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:40

The Medieval Speedshop

por baixinho, em 26.04.21

The Medieval Speedshop

Esta construção do Stephen Gofers tem tudo para ser encantar qualquer AFOL que goste de temas medievais. Uma casa bem atrativa com muitos detalhes e uma forma bem característica, a habitual árvore com utilização de técnicas avançadas e um landscape detalhado e "natural".

No entanto confesso que apesar de adorar ver e fazer este tipo de habitações, o estilo deste MOC do Stephen entra numa categoria que pessoalmente não faria. A razão é simples, está numa escala enorme.

A utilização de grandes escalas permite a aquisição de várias formas interessantes, mas sempre que olho comparo a dimensão das minifigs e fico sempre com a sensação que ficam demasiado pequenas.

Nada que afecte a qualidade da construção, no entanto ficaria fora de escala para as construções que costumo fazer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

[MOC] Motocross, algumas fotografias da construção

por baixinho, em 25.04.21

Motocross - some WIP pics

Ficam aqui algumas fotografias do progresso da construção. Penso que sejam mais ou menos auto-explicativas, mas aqui vai uma pequena descrição.

Não tenho qualquer fotografia, mas tinha um pequeno desenho tanto da pista em si, como do perfil para anotar mais ou menos como iria ser o relevo e o seu desnível. Claro que durante esboço e em praticamente toda a construção consultei imensas fotografias de motocross, já que não sou apreciador deste desporto e desconhecia várias coisas sobre ele.

Na primeira foto (desculpem a qualidade) está marcado mais ou menos o local da pista. Não foi muito difícil de a fazer já que tive que jogar com a área que tinha disponível. Dois por quatro baseplates 32*32, o que dá mais ou menos 50cm*100cm. Depois comecei por fazer os "alicerces" do relevo com a ajuda de bricks 2x4. Muitos. Não tirei fotos apenas com essa estrutura, mas na segunda foto dá para ver isso quase na sua totalidade já que apenas tenho uma parte da pista e o túnel. Sim, o túnel tem interior detalhado apesar de não ser visível...

Na terceira foto já tinha a pista mais ou menos completa e já tinha começado a construir uma parte verde do relevo. Basicamente construia uma secção mais ou menos a grosso modo, que depois suavizava os desníveis com plates pequenas. Como estava com dificuldades de decidir como fazer o relevo verde em cima do túnel, saltei para outra secção. Mais ou menos no topo esquerdo tenho uma espécie de socalco em madeira que não estava planeado. Fi-lo para "justificar" um grande desnível e também para introduzir algo diferente.

Na quinta e na sexta foto cobri praticamente todo o MOC deixando apenas a zona da bancada já que ainda não tinha decidido como ela iria ser.  A introdução da mina de água e das rochas já estava planeada desde o esboço, mas a forma de executar apenas foi decidida na hora da construção. Os dois elementos fazem muito lembrar a zona onde vivo (uma freguesia de Paredes de Coura) por isso baseei-me muito nas rochas que realmente rodeiam a casa onde vivo.

Na sétima fotografia já tenho a bancada completa. O estilo da bancada surge muito no seguimento do socalco que tinha feito anteriormente, já que quebrava o verde e não introduzia uma bancada de cimento que iria ficar irrealista (yeps, eu sei que o túnel anda lá perto). Optei por utilizar o sand green para identificar os locais onde a erva está mais pisada para assim quebrar um bocado o mar de verde que o MOC se estava a tornar e também a dar algum sentido às movimentações dos espectadores. Por fim na oitava foto está o MOC completo com todos os minifigs, motorizadas, vegetação e outros artefactos. Sim, ainda experimentei utilizar fio da LEGO, mas o preto ficava horrível e a C0937 não tinha muitas peças com fio em branco. Portanto não me fiz rogado e lá fui comprar cordel à drogaria e até gostei do efeito.

Espero que tenham gostado desta breve explicação do meu mais recente MOC. Podem ver a apresentação do MOC com mais imagens aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:22

Balão de ar quente

por baixinho, em 23.04.21

On the balloon

Sempre achei difícil construir balões ou outros veículos de ar quente. Fiz várias tentativas e até fiquei satisfeito com o resultado de algumas delas. No entanto, o aspecto arredondado e até leve nunca ficou completamente ao meu gosto. Aliás, o próprio brilho do ABS vai contra aquilo que persigo.

Por isso olho para esta construção do Revan New e apesar de achar que o balão está demasiado pequeno para o cesto que transporta, gosto do aspecto. Ainda não consigo perceber se o ruído criado pelos studs é benéfico para a aparência do balão, mas sem dúvida alguma que as cores são.

Vale a pena seguir o link na foto para perceber a razão e inspiração deste MOC.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:20

Review: LEGO 92176 NASA Apollo Saturn V

por baixinho, em 22.04.21

92176 NASA Apollo Saturn V 1

Tema: Ideas

Ano de Edição: 2020 (reedição do 21309 de 2017)

Número de Peças/Minifigs:1969/-

Preço LEGO®: 129.99€ (menos dez euros na Alemanha) 

Link Brickset: https://brickset.com/sets/92176-1/NASA-Apollo-Saturn-V

 

Este foi outro Ideas que deixei escapar e que para grande prazer meu (e raiva dos especuladores de sets) a LEGO decidiu relançar. Não, eu não me interesso por ter uma referência diferente, a caixa vai para a reciclagem e ainda não sei o que fazer com as instruções… provavelmente terão o mesmo caminho. O set, esse já tem lugar reservado numa das estantes da minha futura LegOficina ao lado de outros sets dedicados à exploração espacial. Bem, na verdade eu sei que o quero por algures, ainda não sei bem como...

Aliás, este foi, talvez, um dos pontos em que tornou a experiência de construção deste set diferente da grande maioria dos últimos sets que montei. Eu já tinha decidido que este set não é para desmontar e assim a atenção que dei às 1969 peças (sim, também o ano do lançamento) que o compõe foi diferente.

92176 NASA Apollo Saturn V 2

Primeiro não me importei muito com o excelente PPP de 6.6 cêntimos que está praticamente ao nível dos sets Classic que, na sua maioria, são constituídos apenas por peças básicas. Apesar de não ter qualquer minifigura (que tem um custo de produção relativamente alto), não encontro grandes justificações para este preço baixo. Também não dei muita atenção à quantidade apreciável de peças exclusivas já que muitas são-no devido às impressões. Por outro lado a quantidade monumental de slopes curvas já foi apreciada…

Mas se as peças não me chamaram grandemente a atenção, a experiência de construção foi outra história. É que a superfície monótona deste foguetão tinha tudo para apontar para uma construção também monótona. Desenganem-se, a construção é um festival de técnicas para que as várias secções do Saturn V se aproximem ao máximo da forma cilíndrica. É que não é apenas conseguir quatro faces e que depois são “curvadas” com recurso a slopes curvas. Na verdade a maior parte do foguetão é constituída por 8 faces e existem mesmo secções (as que têm as tiles 1x2 em grelha) que sobem a parada para 16 faces! A forma como estas coisas são conseguidas é algo que só consigo classificar como engenharia artística.

92176 NASA Apollo Saturn V 3

Claro que a construção não são só pontos altos. Existem várias secções que são repetidas ou mesmo muito parecidas, no entanto isso é minimizado pelo facto de que realmente vemos o foguetão a crescer a alta velocidade tendo em conta tudo o que se passa dentro dele. Não cronometrei, mas creio que a construção não tenha chegado às três horas e o resultado é… enorme.

92176 NASA Apollo Saturn V 4

Sim, a melhor palavra para descrever este set é “enorme”. Mas além de enorme, os designers tiveram o cuidado de colocarem todos os detalhes possíveis para que a superfície fosse tudo menos monótona. Temos as grelhas, impressões, painéis, barras, etc para que o resultado fosse tudo menos liso. Isso além de tornar a experiência de construção mas diversa, fez com que o resultado ficasse imensamente mais realista e vistoso. 

92176 NASA Apollo Saturn V 5

Gostei também da inclusão do módulo lunar e do módulo de comando (o tal que não me lembrava do nome no vídeo que está no fim do artigo). Podem não ser miniaturas lá muito detalhadas, mas cumprem na perfeição o seu efeito. Apesar daqueles dourados no módulo lunar ficarem ainda piores quando ao lado daquelas gloriosas cheeses em dourado metálico. Ahh, uma última palavra para aqueles suportes um pouco desinspirados… Sim, apenas desinspirados.

92176 NASA Apollo Saturn V 6

Se tiverem curiosidade em relação às diferenças entre este set e o original, podem ler este artigo no Brickfanatics que está num português um pouco manhoso. :)

As Peças 7/10 (muitas slopes curvas!!)

A Construção 10/10 (engenharia elevada a arte)

O Desenho 9/10 (extremamente fiel)

Jogabilidade 9/10 (imponente para ser exposto)

92176 NASA Apollo Saturn V 7

Este é um conjunto perfeito para os entusiastas da exploração espacial. Proporciona uma excelente experiência de construção que resulta numa construção com um aspecto realista, imponente e majestoso.

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:04

A vibrant part of the Historica's Grand Capital.

por baixinho, em 22.04.21

Cedrica City Block

Foi assim que o autor, Marco den Besten, descreveu este majestoso MOC na sua apresentação no EuroBricks. E não é para mais, já que se verificarem o link da frase anterior, vão reparar que foram necessárias 34 fotografias para mostrar tudo o que este MOC tem para mostrar!

Sim, vão ao EuroBricks ver a quantidade de locais e actividades que o Marco conseguiu colocar numa baseplate 32x32.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Novo R2-D2

por baixinho, em 21.04.21

A LEGO anunciou hoje oficialmente a nova versão do R2-D2. Tendo em conta que a versão anterior (a 10225) já tinha nove anos, não seria de esperar muito para voltar a preencher esta falha na oferta de produtos Star Wars. 

Por acaso é uma coisa que me intriga. Os filmes Marvel por norma têm um box office superior aos Star Wars, no entanto essa popularidade aparentemente não se reflete nos sets LEGO, já que a oferta infinitavemente maior do tema espacial indica mais vendas.

Mas voltando ao R2, aqui fica o (pequeno) press release em português e no fim um comentário meu ao set.

CONSTRÓI O DROIDE MAIS ADORADO DA GALÁXIA

CHEGOU O SET DE CONSTRUÇÃO LEGO® STAR WARS™ R2-D2™

Hoje o Grupo LEGO revelou um novo produto imperdível para a coleção de qualquer fã de Star Wars™: o set de construção LEGO® Star Wars™ R2-D2™, lançado para celebrar os 50 anos da Lucasfilm.

O droide mais adorado da galáxia pode agora ser recriado com um extraordinário nível de detalhe, com 2314 peças, o maior número de elementos e características numa versão LEGO de R2-D2 até à data. Os construtores LEGO adultos e fãs de Star Wars podem agora recriar alguns dos seus momentos favoritos do filme, enquanto recriam detalhes como a cabeça rotativa, a perna retrátil e o periscópio. O modelo tem também algumas ferramentas escondidas, incluindo um sabre de luz guardado num compartimento secreto. 

O set é perfeito para quem procura uma experiência imersiva e divertida de construção. Quando terminado, a réplica de R2-D2 é a peça central ideal para qualquer sala, incluindo a versão minifigura do droide, uma placa de exposição e uma peça especial de celebração do 50º aniversário da Lucasfilm.

Sobre o novo set, Jens Kronvold Frederiksen, Creative Lead de LEGO® Star Wars™ diz: “Já tivemos o prazer de recriar centenas de modelos inspirados em Star Wars nas últimas duas décadas, desde que lançamos os primeiros sets do tema. Com a Lucasfilm a celebrar o seu 50º aniversário, pareceu-nos adequado explorar os limites do que era possível criar com peças LEGO e reproduzir uma das personagens favoritas dos fãs com um nível de detalhe numa antes visto. Estamos muito satisfeitos com o resultado e esperamos que os fãs se divirtam tanto a construir, como nós nos divertimos a criar.”

O novo set vai ser um exclusivo LEGO.com e das lojas oficiais LEGO, estando disponível a partir de 1 de maio de 2021, com um PVP recomendado a partir de 199€.

Informação de produto:

Nome: LEGO® Star Wars™ R2-D2™
Número de produto: 75308
Número de peças: 2314
Inclui uma versão minifigura de R2-D2™ e uma peça exclusiva do 50º aniversário da Lucasfilm
Medidas: 31cm de altura, 20cm de largura e 15cm de profundidade
Preço recomendado: 199€

Compreendo perfeitamente que seja um set obrigatório para os fãs do tema, principalmente para aqueles que não possuem uma unidade da versão anterior. Os nove anos que separam o lançamento dos dois sets permitiram a utilização de novas peças e, talvez principalmente, a utilização de técnicas que melhoraram imenso o resultado final do conjunto. Mais fiel ao original e com formas mais graciosas, este R2-D2 vai ser um sucesso durante uns bons tempos.

Pelo menos até aparecer uma nova versão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:44

Havana antiga

por baixinho, em 20.04.21

MOC Havana 1717 - for Being Pirates Stop-Motion

O autor, VaneStream, desta magnífica interpretação de uma Havana do século XVIII tenciona utilizá-la como cenário dos seus interessantes filmes em stop motion. Adoro a forma como fez a construção onde os tons muito próprios foram bem aplicados em estruturas que aparentam estar muito próxima do desabamento. Várias das técnicas são interessante e posso dizer que achei genial a utilização de slopes curvas nas paredes do edifício azul.

Interessante também a superfície. Sim, não é LEGO, mas o efeito é mesmo muito interessante. Podem ver e seguir os vídeos do VaneStream aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:05

Terça-feira do Ideas: Women of Computing

por baixinho, em 20.04.21

Eu sei que o 21312 Women of NASA foi recebido de forma relativamente morna pela comunidade AFOL, ou seja, sem grandes entusiasmos mas de alguma forma também com um certo respeito. Isso porque há que enaltecer este lançamento já que apesar de não ser propriamente algo que vá entrar no top de vendas, mostra que a LEGO está atenta aos valores mais modernos e humanistas. 

Por isso ao ver este projecto da 20tauri (que de qualquer forma também foi a autora do 21312) fiquei com, pelo menos, a curiosidade de ver quem eram as mulheres homenageadas. A primeira, Ada Lovelace, já era minha conhecida já que habita (ou deveria habitar) qualquer manual da história da programação. As restantes provavelmente já não guardo recordações, apesar de o nome da Hopper ter feito abanar algumas lâmpadas (ou válvulas) no fundo do meu cérebro. 

Por isso confesso que me deu muito mais prazer ler descrição deste projecto que propriamente ver as construções em si. Aliás, a descrição de cada uma das homenageadas é que me fez ver com mais atenção e até apreciar cada uma das vignettes.

Por isso dei a pensar neste projecto não como "mais do mesmo", mas como uma sequela que de alguma forma até ultrapassa em termos de valores o original.

Como o original, não estou a ver grandes dificuldades para uma equipa de LEGO Designers (em que não é necessário ser composta exclusivamente por elementos do género feminino) tornar este projecto em algo que respeite as normas dos sets LEGO e mesmo assim ser atractivo.

Neste momento este projecto tem 5 594 apoiantes e ainda tem 761 dias para chegar aos 10 000. Aqui ficam as minhas previsões:

Chegará aos 10 000 apoiantes?

Se em cerca de um mês percorreu metade do caminho, não estou a ver grandes entraves para chegar ao fim do caminho nos restantes 761 dias. :)

Se chegar aos 10 000 apoiantes, a LEGO irá torná-lo num set oficial?

Porque não?

A ser um set oficial, entraria na minha wishlist?

Sim, para fazer companhia ao 21312. Set que ainda não abri, mas que tenciono fazê-lo e deixá-lo numa estante da minha futura LegOficina.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Allanar Mine

por baixinho, em 19.04.21

Allanar Mine

Se o MOC que destaquei ontem primava por ser bastante simples, linear em termos de técnicas de construção e de pequena dimensão, este criado pelo -LittleJohn vai no sentido contrário.  Primeiro é enorme!! A escala utilizada pode não ser perceptível ao início, mas se repararmos no tamanho das figuras (ok, eu sei que são anões) e o pé direito utilizado na casa, começamos a ter uma ideia do real tamanho do MOC. 

Allanar Mine

Mas nem só do tamanho vive esta construção, já que o exterior bastante detalhado é acompanhado de interiores bem vivos.

Allanar Mine

 Como curiosidade, fica aqui a imagem em que o autor se inspirou para fazer este MOC.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Medieval Tavern

por baixinho, em 18.04.21

Medieval Tavern

Não era difícil de prever que o 21325 iria servir de inspiração para outros MOCs do género. É que além de ser vistoso, utiliza técnicas de construção relativamente simples e que não são só fáceis de replicar, como são também fáceis de adaptar.

Medieval Tavern

Esta taberna do Versteinert cumpre todos os requisitos para se tornar uma boa acompanhante do Medieval Blacksmith. Linhas gerais muito semelhantes, exterior credível mas sem deixar de ser um brinquedo, interiores detalhados e um aspecto final muito agradável.

Para quem quiser construir um igual, o autor teve a amabilidade de colocar as instruções no Rebrickable.

Medieval Tavern

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:22

Os MOCs de Takeshi Itou

por baixinho, em 16.04.21

As construções deste AFOL japonês foram uma das minhas primeiras referências a nível de construções medievais. Foi muito activo entre 2002 e 2005 e depois disso apenas apresentou ocasionalmente alguns MOCs, sendo o último de 2019. 

Ao longo de quase duas décadas o seu estilo pouco mudou, o que dá um aspecto bem uniforme à apresentação de cada uma das construções. Basta verificar a pasta dele no Brickshelf para perceber que todos os seus MOCs facilmente enquadram-se num tema único.

Alguns poderão afirmar que o estilo de construções dele é ultrapassado ou datado já que apenas utiliza técnicas de construção básicas, no entanto não consigo deixar de olhar para essa característica como algo também a apreciar. É quase como dizer que a música clássica é ultrapassada ou datada...

Por isso mesmo adoraria experimentar algo deste género, construir um MOC neste estilo. Uma fantasia épica, ambiente pacífico e monumental, utilizando maioritariamente peças básicas, uma palete de cores limitada e, aqui é que será sempre difícil de cumprir, cingir-me a estilos de construção mais básicos. Sim, prevejo que este tipo de limitação não facilite a construção do MOC.. muito pelo contrário.

Claro que não é uma coisa que vá fazer brevemente (já tenho um outro projecto em curso e ainda outro na calha), mas definitivamente está na minha lista. 

ps. Sim, os fundos que ele faz para as suas fotografias, são lindíssimos

pps. Interessante verificar que a dimensão das fotos vai aumentando. Em 2002 as fotografias tem apenas 400(!) pixeis de largura, em 2011 tem 800px e em 2019 já tem 1024px.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51

Review: LEGO 92177 Ship in a Bottle

por baixinho, em 15.04.21

92177 Ship in a Bottle 1

Tema: Ideas

Ano de Edição: 2020 (reedição do 21313 de 2018)

Número de Peças/Minifigs:962/-

Preço LEGO®: 69.99€ 

Link Brickset: https://brickset.com/sets/92177-1/Ship-in-a-Bottle

 

A LEGO deveria fazer isto mais vezes. Reeditar conjuntos.

Claro que isso iria dar cabo do negócio a muita gente, mas pelo outro lado, iria fazer muitos AFOLs contentes. É que se a LEGO se põe a fazer isto, a incerteza de comprar para valorização posterior vai ser enorme… :D

92177 Ship in a Bottle 2

Mas deixando a especulação “leguista” de lado, vamos focar a atenção neste conjunto que é uma reedição do 21313 que saiu apenas dois anos antes. Como toda a gente deve saber, o responsável pelo desenho foi o Tiago Catarino e ele não resistiu em por várias marcas suas no set. A mais conhecida e talvez a mais apreciada (apesar de errada historicamente) é a minúscula bandeira portuguesa que está hasteada na popa da embarcação.

Aliás, devo dizer que o trabalho do Tiago é, logo à primeira vista, memorável. É que transformar a ideia original (ver aqui) que é notoriamente irrealizável como set LEGO (além de ser uma garrafa de uns 2 litros), em algo mais pequeno, mais detalhado, mais proporcional e, acima de tudo, mais interessante em termos de construção. Claro que o Tiago não fez tabula rasa do projecto e aproveitou, e bem, várias características do original. Por exemplo as velas, as plates round 1x1 para a água, os globos, o nome da embarcação, etc. Isto tudo resulta num set excelente para colocar em exposição numa qualquer prateleira, mas será que vale apenas por isso?

92177 Ship in a Bottle 3

Quando abri a caixa deu logo para confirmar que este set é diferente de tudo o resto. A proporção de peças transparentes é enorme e ocupa praticamente a totalidade de três dos cinco sacos do conjunto (4 fases). No entanto devo confessar que fiquei algo incomado por as peças maiores não estarem ensacadas... O livro é regular com 154 páginas e felizmente não colocaram as páginas negras que habitaram muitos conjuntos 18+ do ano passado. Na primeira fase construímos a embarcação e é uma lição em termos de orientações de peças e formas curvas. No entanto, se o casco ficou excelente, penso que os mastros ficaram algo atarracados. Penso que foi uma cedência expectável para manter a dimensão da garrafa. Depois de concluída a embarcação passamos para a segunda fase que é dedicada à parte inferior da garrafa (quando de pé). Todas as peças desta fase são trans-clear exceptuando 4 jumpers. Apesar desta fase não conter muitas peças diferentes (apenas nove), a verdade é que a construção é um pequeno atrofio. Além das peças serem transparentes e serem facilmente confundíveis entre si, a construção utiliza algumas técnicas interessantes para mudar a orientação das peças, o que faz com que fique mais confusa. Claro que nada de muito difícil ou desmoralizador.. Aliás, pelo contrário, já que é giro ir verificando a necessidade de inverter peças para mais tarde bater tudo certo. A terceira fase é daquelas que deve ficar para os anais das instruções LEGO. Apenas tem um único passo e envolve 284 peças...

92177 Ship in a Bottle 4

De forma algo estranha, a última fase envolve duas secções distintas. Finalizar a parte superior da garrafa bem como fazer a base de suporte. Se o topo da garrafa não tem propriamente grandes segredos, o suporte é de forma insuspeita muito interessante em termos de construção já que envolve várias orientações e até peças soltas que apenas ficam entaladas entre outras. Na construção da embarcação já tinha acontecido algo semelhante, onde é colocada uma plate 1x6 em tan, que inicialmente fica apenas pousada e apenas é conectada posteriormente. Sim, adoro estes detalhes.

Ahh, acho que não devo esquecer de referir que o resultado do livro de instruções é simétrico ao da imagem da caixa :)

Por fim temos as peças e aproveito para dizer que a probabilidade de este conjunto não se manter montado é mesmo por causa de várias peças que o compõem. Aqueles “vidros” curvos do topo da garrafa (6002) povoam o meu imaginário há mais de 15 anos, já que houve uma altura que foram muito utilizados em naves espaciais já que são excelentes para envidraçar uma ponte de comando. Nunca tive um, são raríssimos, e agora ter quatro de uma só vez abre imensas possibilidades de construção. Claro que é uma coisa que vai ficar para mais tarde que a lista de projectos actual já é algo extensa :). Mas a lista de peças interessantes não se limita a estas peças. Adoro o disco parabólico com a bússola impressa, os globos, as peças em dark-orange, as curvas dadas por várias peças castanhas e, está claro, a imensa quantidade de peças trans-clear. Yeps, vai ser mesmo difícil manter este set montado.

Ahh, as peças transparentes são do novo material e isso é mesmo notório. Aliás, a LEGO até lhes dá uma nova referência. Por exemplo 6343724 que era a antiga 6225039.

As Peças 9/10 (muitas peças específicas, mas muito interessantes)

A Construção 10/10 (3 fases simplesmente excelentes e outra ímpar)

O Desenho 9/10 (não é perfeito, mas fica bem em qualquer prateleira)

Jogabilidade 9/10 (perfeito para exposição)

92177 Ship in a Bottle 5

O Tiago Catarino tem toda a razão em estar orgulhoso deste set. É lindíssimo, proporciona uma experiência de construção diferente e entusiasmante e está recheado de peças interessantes. 

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:56

YMPÄRI YMPÄRI YMPÄRI

por baixinho, em 14.04.21

YMPÄRI YMPÄRI YMPÄRI

O nosso querido Eero Okkonen mergulha novamente na área onde se sente melhor, a construção de pequenas esculturas. No entanto desta vez além das habituais imagens estáticas, temos direito (confesso que fiquei sem perceber se por ele ou se por outra pessoa) a um pequeno vídeo. O vídeo é bastante experimentalista e talvez isso o torne mais especial. Mas fora experimentalismos, mostra bastante bem as capacidades que este modelo tem de ter poses diferentes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51

Terça-feira do Ideas: Native American Settlement

por baixinho, em 13.04.21

Apesar de declaradamente estar mais inclinado para as histórias e tradições europeias, não quer dizer que não aprecie projectos alusivos a outros continentes. Principalmente quando abordam temas que a LEGO rondou no passado :)

Este projecto do Padlix pode não ser propriamente de originalidade única, já que houveram acampamentos índios da própria LEGO e também já vimos vários como construções originais. Mesmo a aproximação em que as tendas são construídas com recurso a wedges plates não é nova.. mas fica tão bem. Sim, mesmo tendo em conta que as tendas são enormes e, penso eu, algo descoloridas, o efeito é muito bom. 

Não vejo grandes problemas para este projecto ser adaptado a um set LEGO. Claro que provavelmente os tipis iriam ficar mais pequenos e coloridos, que o terreno iria ser muito modificado e alguns dos acessórios podem desaparecer.

Neste momento este projecto tem 401 apoiantes e ainda tem 419 dias para chegar aos 10 000. Aqui ficam as minhas previsões:

Chegará aos 10 000 apoiantes?

Não acredito. No entanto, como as marés da Internet são difíceis de prever, tudo pode acontecer :)

Se chegar aos 10 000 apoiantes, a LEGO irá torná-lo num set oficial?

Apesar de a LEGO já ter recusado projectos ligados ao western, até acredito que este tenha perninhas para andar. É uma representação pacífica e interessante que depois pode ser utilizada para cenário de acções mais movimentadas...

A ser um set oficial, entraria na minha wishlist?

Talvez. Poderá ter vários detalhes e peças interessantes, mas sai um pouco fora do meu radar actual.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:19

Castelo do rio Azul Petróleo

por baixinho, em 13.04.21

Teal River Fortess

Pelo menos é assim que o tio Google traduz Teal. Sim, sempre pensei que fosse azul turquesa, mas deixo essas considerações para os mais entendidos.

Esta construção do Tirrel Brown tem muitos detalhes que me encantam. É aparentemente simples, tem um esquema de cores com áreas bem delineadas, o teal na água fica demais e os vários componentes estão bem dispostos dando espaço a cada um deles brilhar.

O Tirrel já não mostrava novas construções há cerca de 5 anos. Pode dizer-se que fez uma reentrada neste mundo de forma espectacular.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Vídeo sobre arrumar peças

por baixinho, em 12.04.21

Ao fim de mais de 100 vídeos, abordei aquela que é a tarefa que provavelmente os AFOLs despendem mais tempo. Arrumar/organizar peças.

Claro que é um pequeno vídeo onde apenas falo de como procedo em determinadas situações. No entanto já retirei ideias para fazer mais deste género.

Espero que gostem!! :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:38

Mercearia

por baixinho, em 12.04.21

Village Grocers

Há construções que nos encantam logo no primeiro olhar e que depois de uma análise mais atenta, mostram que valem ainda mais. É o caso desta Village Grocer do Andrew Tate que consegue captar a atenção pelas suas formas e cores, mas que quanto mais olhamos, mais intrigados e maravilhados ficamos com vários detalhes. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


subscrever feeds