Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Glamour

por baixinho, em 12.02.24

The castle lounge

Há trabalhos que por muito que a gente olhe, não consegue abarcar a quantidade e riqueza de detalhes. Este é um deles. Victor van den Berg exagera de uma forma em que facilmente nos perdemos.

Por curiosidade, o que mais destaco nesta fotografia é a própria cor, seja conseguida por edição ou não.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:58

O caminho da simplificação

por baixinho, em 09.02.24

Há uns dias foi anunciado que o Bricklink deixaria de classificar as variantes de algumas peças. Ou seja, passaria considerar uma mesma peça todas as variantes com "ligeiras" diferenças entre elas.

Claro que estamos a falar de um preciosismo que não afecta uma boa parte dos AFOLs. Apenas os coleccionadores mais conhecedores e os construtores de criações que estão mais atentos a pequenas diferenças que podem dar aquele toque especial ao MOC. Por estranho que pareça, até me sinto com dificuldade em incluir-me nestes grupos.

No entanto, não consigo estar de acordo com esta decisão. Primeiro porque este é um hobby que, quer queiramos quer não, tem origem exactamente nessas pessoas. Pessoas que são meticulosas tanto na escolha dos sets que coleccionam como na recolha de informação que enriquece a sua colecção.  Pessoas que vêem pequenas diferenças entre as diversas variantes das peças e onde isso é um factor de decisão na escolha da peça para compor um efeito especial no MOC. Segundo porque é informação que se vai perder. O Bricklink é, além de uma plataforma de compra e venda, um grande referencial consultado por praticamente todos os AFOLs dignos dessa classificação. Começar a simplificar apenas vai tornar esse referencial mais pobre. Em terceiro lugar, vai eliminar uma ferramenta essencial para um tipo de AFOLs. É normal em qualquer campo de interesse que as pessoas entrem por um patamar composto por, chamemos assim, curiosos. Depois, conforme o interesse da pessoa, o nível de conhecimento vai evoluindo e assim subindo nos vários patamares que qualquer hobby possui. Claro que nem toda a gente chega aos patamares finais, nem há qualquer interesse nisso. A distribuição dos AFOLs (como de qualquer outro hobby) será muito semelhante a uma pirâmide onde teremos uma enorme base de curiosos e um topo reservado aos mais entendedores da matéria. Este caminho tomado pelo Bricklink vai dificultar a vida a uma boa parte desses patamares superiores.

O caminho da simplificação é verificado em vários campos onde há um enorme crescimento de pessoas envolvidas. O hobby LEGO tem crescido imenso nos últimos anos e isso está afectar o próprio hobby em si. Os caminhos que a LEGO está a tomar para agradar um leque cada vez mais diversificado de pessoas faz com que haja uma simplificação em muitos aspectos. Aspectos esses que, provavelmente, poderão desagradar aqueles que andam há mais tempo por aqui ou até aqueles que querem algo mais que ser um simples curioso.

Esta decisão do Bricklink é, além de um caminho tomado, um reflexo do que está a acontecer.

Podem ver as peças afectadas aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:36

Cavaleiro de Gondor

por baixinho, em 07.02.24

Gondor Knight

Estava entretido a ver imagens de rovers, já que o mês de FebRovery não perdoa, quando vi esta imagem e não consegui de deixar de clicar e tentar ver mais. Claro que não dá para perceber se a torre ao fundo é efeito de Photoshop ou uma construção LEGO desfocada. Mesmo desconfiando que seja a primeira opção, não retira valor à beleza da imagem. 
Colocar os minifigs num ambiente realista cria um efeito único e que, por vezes, tornam-nos mais vivos que os filmes em stop-motion.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Era uma vez o Facebook

por baixinho, em 05.02.24

Pois, depois de dois meses de hiato, voltei a postar regularmente no blog. Pelos menos vou tentar que seja regularmente :D. No entanto, passado uns dias depois de voltar ao activo é que notei que esqueci-me completamente de colocar os posts na página da Oficina dos Baixinhos no Facebook. A verdade é que cada vez utilizo menos essa rede social e não tenciono inverter o sentido da coisa. Por isso é natural que vá deixar de colocar os posts que faço aqui no Facebook. Se não mudar de ideias no futuro, este provavelmente será o último a aparecer por aquelas bandas.

Não, não contem que vá migrar para outro serviço como o Instagram, TikTok ou mesmo voltar ao Youtube. A intenção é continuar apenas no blog durante o tempo que tenho planeado. Claro que sei que assim irei chegar a menos pessoas.. mas penso que já passei essa fase, se é que alguma vez a tive.

Portanto, até quarta que, como já devem ter percebido, ando a tentar estar presente todas segundas, quartas e sextas!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:16

Novos Carros de Corrida

por baixinho, em 02.02.24

A LEGO anda mesmo numa de cruzar temas. Fê-lo, bastante bem na minha opinião, com o tema Espaço e agora faz o anúncio de que está a fazer o mesmo com algumas marcas de automóveis. Fica aqui o press release para terem uma ideia do que está a acontecer:

E emoção das corridas chega às famílias:

O Grupo LEGO lança nova gama de veículos de corrida com as marcas McLaren Racing e Senna, a escuderia de Fórmula 1 Mercedes-AMG PETRONAS e a BMW

 O Grupo LEGO anuncia a chegada de novos produtos LEGO® Technic™, LEGO Icons e LEGO Speed Champions, em colaboração com a BMW, as marcas McLaren Racing e Senna, e a escuderia de Fórmula 1 Mercedes-AMG PETRONAS

Dá ainda a conhecer dois novos produtos da linha LEGO City, inspirados nas corridas, com lançamento, como os demais, a 1 de março, para que as famílias possam desfrutar de uma variedade de experiências de construção emocionantes

O Grupo LEGO anuncia hoje novos produtos no âmbito de uma grande celebração do emocionante mundo das corridas, com a empresa a estabelecer parcerias com uma série de icónicas marcas de automóveis e de corridas, como a BMW, a McLaren Racing e a marca Senna, e a escuderia de Fórmula 1 Mercedes-AMG PETRONAS, para fazer chegar veículos incríveis aos vários temas.

Com a nova gama de veículos, a empresa pretende homenagear a paixão dos fãs pelas corridas e criar experiências de brincadeira emocionantes de que as famílias possam desfrutar, à medida que reproduzem alguns dos carros mais icónicos da indústria.

No dia 1 de março, acontece o lançamento de dois sets LEGO Speed Champions criados em colaboração com os parceiros da McLaren Racing e da BMW, dois carros LEGO Technic da escuderia de Fórmula 1 Mercedes-AMG PETRONAS, um carro LEGO Icons da McLaren e da marca Senna, além de dois novos carros LEGO City inspirados nas corridas.

«Brincar é uma ótima maneira de as famílias se unirem através de paixões partilhadas», refere Niels Henrik Horsted, Head of Product do Grupo LEGO. «Colaborar com um grupo de parceiros para criar uma variedade de experiências lúdicas para as famílias é uma grande oportunidade para o Grupo LEGO, pelo que criámos veículos para adultos e crianças, para que, à medida que vão construindo, possam desfrutar de uma experiência de brincadeira partilhada. Todos podemos preferir carros diferentes, gostar de diferentes campeonatos ou competições, torcer por escuderias diferentes, mas o que nos une é o amor partilhado que temos às corridas emocionantes e aos incríveis carros!»

A linha LEGO Icons recriou um dos carros de F1 mais bem-sucedidos de sempre, o McLaren MP4/4, de 1988. Desenvolvido em colaboração com a McLaren Racing e a marca Senna, o LEGO Icons McLaren MP4/4 e Ayrton Senna tem detalhes precisos e funções realistas. O produto inclui direção funcional, suspensão com haste, asa traseira ajustável, pneus slick, retrovisores, caixa de velocidades e um pormenorizado motor V6 turbo, além do suporte de exposição para o carro e a minifigura de Ayrton Senna.

A nova gama traz ainda o mesmo carro em duas versões, para diferentes idades recomendadas. Assim, as famílias podem agora desfrutar de uma excelente experiência de construção com o set LEGO Technic Mercedes-AMG F1 W14 E Performance para adultos e a versão pull-back, para crianças de mais de sete anos. O modelo à escala 1:8, para adultos, tem detalhes de pintura autênticos, um motor V6 funcional com pistões móveis, que os fãs podem explorar de perto ao removerem a cobertura do motor, uma asa que abre, suspensão individual, direção funcional e pneus slick. A versão pull-back, para crianças, assegura um aspeto autêntico e excelente brincadeira recheada de ação, já que as crianças podem recriar os seus momentos de corrida favoritos.

O set LEGO Speed Champions Carro de Corrida de Fórmula 1 McLaren 2023, para crianças acima dos nove anos, dá aos jovens fãs a oportunidade de conhecerem de perto a pintura preta e laranja, bem como os detalhes de design icónicos do carro de corrida verdadeiro, que ganham vida à medida que o modelo vai sendo construído. O LEGO Technic Carro de Corrida McLaren Fórmula 1, lançado em 2022, permanece no portefólio do Grupo LEGO, para que as famílias possam partilhar uma divertida experiência de construção.

O pack de carros de corrida LEGO Speed Champions BMW M4 GT3 e BMW M Hybrid V8 inclui, além dos dois modelos, duas minifiguras de pilotos. Os fãs com mais de nove anos podem desfrutar do pack duplo e pôr os carros à prova, competindo uns contra os outros, assim que a construção estiver concluída. Cada um dos carros de corrida vem repleto de pormenores autênticos que sublinham o estilo e o alto desempenho do icónico fabricante automóvel alemão.

LEGO City apresenta dois novos sets inspirados em corridas, destinados a crianças de mais de quatro anos: LEGO City Carro de Corrida Verde, que traz piloto e fotógrafo, pneus desportivos e um bonito spoiler traseiro, e LEGO City Carro de Corrida e Camião de Transporte de Carros, que inclui um carro de corrida com elegante design slammed-wide, suspensão rebaixada e guarda-lamas pronunciados, para melhor condução e tração, bem como um camião de transporte com rampa de acesso e duas minifiguras de pilotos.

Os novos sets LEGO de celebração da paixão pelas corrida estão disponíveis a 1 de março de 2024, nas lojas LEGO, em http://www.lego.com e nos principais retalhistas mundiais.

Informações sobre o produto:

LEGO® Icons McLaren MP4/4 e Ayrton Senna

  • Idade: 18+
  • PVP recomendado: 79,99 €
  • Peças: 693
  • N.º de produto: 10330
  • Dimensões: 12 cm de altura, 32 cm de comprimento e 17 cm de largura
  • Disponibilidade: pré-venda em www.LEGO.com

LEGO® Technic™ Mercedes-AMG F1 W14 E Performance

  • Idade: 18+
  • PVP recomendado: 219,99 €
  • Peças: 1642
  • N.º de produto: 42171
  • Dimensões: 13 cm de altura, 63 cm de comprimento e 26 cm de largura

LEGO® Technic™ Mercedes-AMG F1 W14 E Performance Pull-Back

  • Idade: 7+
  • PVP recomendado: 26,99 €
  • Peças: 240
  • N.º de produto: 42165
  • Dimensões: 6 cm de altura, 24 cm de comprimento e 10 cm de largura

LEGO® Speed Champions Carro de Corrida de Fórmula 1 McLaren 2023

  • Idade: 9+
  • PVP recomendado: 26,99 €
  • Peças: 245
  • N.º de produto: 76919
  • Dimensões: 4 cm de altura, 19 cm de comprimento e 7 cm de largura

LEGO® Speed Champions Carros de Corrida BMW M4 GT3 e BMW M Hybrid V8

  • Idade: 9+
  • PVP recomendado: 49,99 €
  • Peças: 676
  • N.º de produto: 76922
  • Dimensões: o BMW M4 GT3 tem 18 cm de comprimento

LEGO® City Carro de Corrida Verde

  • Idade: 4+
  • PVP recomendado: 9,99 €
  • Peças: 56
  • N.º de produto: 60399
  • Dimensões: 3 cm de altura, 11 cm de comprimento e 5 cm de largura

LEGO® City Race Carro de Corrida e Camião de Transporte de Carros

  • Idade: 6+
  • PVP recomendado: 29,99 €
  • Peças: 328
  • N.º de produto: 60406
  • Dimensões: 7 cm de altura, 17 cm de comprimento e 6 cm de largura

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:55

49º episódio do podcast Conversas em Construção

por baixinho, em 31.01.24

Depois de um grande hiato, chega um novo episódio do Conversas em Construção. O episódio foi gravado algures em Novembro, mas a minha falta de disponibilidade levou a que só o acabasse de editar no início desta semana.

O tema foi o Bricklink e o ataque que sofreu na altura. A conversa depois alargou-se à importância da plataforma para o mundo AFOL.

Além de mim, estiveram presentes o Alex pela ⁠⁠Play Well Portugal e o Pedro Sequeira (0937 Superfan no ⁠⁠Intagram⁠⁠).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:30

Desmontar Dagobah

por baixinho, em 29.01.24

LegOficina 20240113 (1)

Apesar de ter andado afastado do blog, não quer dizer que não vou andando a fazer umas coisitas em casa. Bem, neste caso, a desfazer. No mês passado oferenceram-me o 75330 Dagobah Jedi Training Diorama que tive o prazer de montar e... logo de seguida desmontar. O set é composto por várias peças interessantes em quantidades apreciáveis que me fizeram imaginar várias construções originais.

LegOficina 20240113 (2)

Claro que para já arrumei as peças e ficam à espera de uma oportunidade de serem úteis num dos meus futuros MOCs. Claro que eu sei que não irei utilizá-las todas, mas as que utilizar serão, com certeza, essenciais.

LegOficina 20240113 (3)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:27

LEGO volta aos jogos de tabuleiro

por baixinho, em 26.01.24

Após dois meses inactivo volto com a notícia curiosa que a LEGO vai voltar a lançar jogos de tabuleiro originais. Curioso já que os boardgames são um dos meus hobbys preferidos. Mas antes de tudo, aqui fica o press release oficial.

Apresentação de Monkey Palace — Uma lúdica colaboração de jogos de tabuleiro entre o Grupo LEGO e a Asmodee

O Grupo LEGO e a Asmodee anunciam hoje o primeiro jogo de tabuleiro criado em conjunto, Monkey Palace. O jogo será apresentado oficialmente aos retalhistas e parceiros da indústria na Feira de Brinquedos de Nuremberga e estará disponível para compra a 3 de outubro na SPIEL Essen, a maior convenção de jogos de tabuleiro do mundo, e em alguns dos principais retalhistas globais.

Monkey Palace foi criado pelos designers de jogos David Gordon e Tin Aung Myaing e proporciona diversão em família para todas as idades. Trata-se de um jogo de estratégia ligeira em ambiente de selva pensado para dois a quatro jogadores, que incorpora elementos de cooperação e de competição.

 Os jogadores devem trabalhar em equipa, estrategicamente, para construir o Monkey Palace enquanto competem pela maior acumulação de tijolos e pontos, sempre sob o olhar atento do Macaco. O palácio vai tomando forma gradualmente, de que resulta uma construção impressionante com elementos LEGO que os jogadores podem expor em casa com toda a satisfação. O icónico LEGO System in Play significa que cada vez que o jogo de tabuleiro é jogado, a experiência de construção e a construção final são verdadeiramente distintas e singulares.

Birgitte Bülow, veterana da indústria e líder da equipa de criação de jogos de tabuleiro LEGO na Asmodee, declarou: «Estamos entusiasmados por levar todos os fãs de LEGO e jogos de tabuleiro nesta viagem, aliando a criatividade intemporal do Grupo LEGO à nossa paixão e experiência em jogos de tabuleiro. O uso das infinitas possibilidades dos tijolos LEGO foi fundamental na conceção deste jogo. Acreditamos que Monkey Palace oferece uma experiência de jogo extraordinária, capaz de fundir competição e colaboração, a entusiastas de jogos de tabuleiro em todo o mundo.»

Jaume Fabregat, Board Games Lead da LEGO Publishing, afirmou: «No Grupo LEGO, estamos comprometidos em inspirar os construtores de amanhã, razão por que estamos tão satisfeitos por anunciar Monkey Palace, em colaboração com a Asmodee. O jogo desafia crianças e adultos a usar elementos LEGO para construir, desconstruir e reconstruir os seus palácios, criando uma experiência de brincadeira divertida em que não há dois jogos iguais. Esta última colaboração permite-nos dispor de formas ainda mais criativas e inovadoras de jogar.»

Esta colaboração foi o resultado de uma extensa investigação e desenvolvimento empreendidos por ambas as empresas, com o objetivo partilhado de criar experiências sociais inovadoras nos momentos de brincadeira capazes de transcender gerações. Juntos, o Grupo LEGO e a Asmodee pretendem descobrir novas formas de combinar o acarinhado LEGO System in Play e a natureza socialmente interativa dos jogos de tabuleiro, proporcionando experiências de jogo inovadoras e únicas para famílias e fãs de LEGO.

Como é sabido, a LEGO aventura-se de vez em quando nos jogos de tabuleiro e fê-lo de forma mais séria entre 2009 e 2013 com a linha Games. Apesar do investimento é de acreditar que o retorno não foi o esperado, já que a linha foi cancelada. O que até pode ser considerado algo inesperado já que na altura tanto os jogos de tabuleiro como a LEGO estavam em franco crescimento. No entanto o crescimento do mercado dos jogos de tabuleiro tem sido exponencial e a LEGO deve querer apanhar esse comboio.

Pessoalmente acho curiosa a parceria com a Asmodee, uma empresa controlada por um fundo financeiro que basicamente foi comprando várias editoras do ramo. Algumas iniciativas confirmaram o sucesso do negócio, outras nem por isso. 

Quanto ao título anunciado, posso dizer que apenas a possível presença de peças LEGO é que faz despertar-me alguma curiosidade. Os autores são completamente desconhecidos no meio e o estilo de jogo descrito não faz o meu género. Claro que ficarei atento às novidades já que ficaria contente se estiver enganado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:07

Review: 11030 Lots of Bricks

por baixinho, em 22.11.23

11030 Lots of Bricks (2)

Tema: Classic

Ano de Edição: 2023

Número de Peças/Minifigs: 1000/-

Preço LEGO®: 60€

Link Brickset: https://brickset.com/reviews/set-11030-1

 

A primeira vez que ouvi falar deste set foi através do Tiago Catarino onde referiu a particularidade de apenas ter bricks. Claro que isso bastou para despertar a minha curiosidade tanto a nível profissional como AFOL. Passado algum tempo finalmente tenho a oportunidade de analisar esta caixa que, parece-me, tem mais surpresas do que as esperadas.

A primeira surpresa é que as peças foram escolhidas de uma forma muito particular. Temos apenas 6 tipos de peças, todas bricks como referi acima, em 10 cores diferentes. Ou seja, temos tijolos 1x1, 1x2, 2x2, 1x4, 2x4 e 2x6 em branco, vermelho, amarelo, preto, laranja, verde-lima, dark purple, medium nougat, medium azure e coral. Yeps, temos uma regularidade desconcertante de 100 peças de cada cor, todas com a mesma quantidade e tipos.

11030 Lots of Bricks (3)

A surpresa seguinte é a distribuição do tipo de peças. Temos as esperadas e muito bem vindas 32 unidades dos bricks 2x4, as inevitáveis 20 bricks 2x2 e as mais específicas 4 unidades da 2x6. Parece-me que a distribuição das 2x? É aceitável. O mesmo não acontece com as 1x? já que ter 16 das 1x1, 20 das 1x2 e apenas 8 das 1x4 fez com que ficasse com a sensação de desequilíbrio já que acho as 1x4 essenciais para construções. Claro que isto é uma opinião pessoal e, provavelmente, o pessoal da LEGO analisou as necessidades e pode ter chegado a conclusões diferentes das minhas.

A terceira surpresa foi a escolha das cores. Das cores clássicas (branco, preto, vermelho, azul e amarelo) apenas o azul está ausente, tendo sido substituído por uma versão mais moderna, clara e alegre, o medium azure. Curiosamente, acho que aconteceu o mesmo com outras duas cores fundamentais nas construções, o castanho foi substituído pelo medium nougat e o verde pelo verde-lima. Depois temos o habitual laranja, o esperado dark purple e o coral que faz esquecer o rosa e sucedâneos de forma mais eléctrica. Portanto, a substituição de 3 cores habituais por versões mais modernas é uma surpresa. Uma boa surpresa.

11030 Lots of Bricks (4)

A quarta surpresa já vem do manual. As 48 páginas numa dimensão pouco menor que a A4 estão dispostas de forma bem diferente do esperado. A lista de peças encontram-se logo no início (quarta página) e, curiosamente, não aparecem as referências das peças. Apenas a representação de uma perspectiva superior (não a habitual isométrica) com a quantidade. Compreende-se esta opção já que as peças são todas bricks. Passamos para um índice visual muito colorido mas, penso eu, nada eficiente. Já que nos aponta uma série de construções para uma página que representa uma secção de várias. As instruções propriamente ditas são acompanhadas por imagens dos modelos completos (várias vezes acompanhados por outros modelos que não há instruções) e por fases passo a passo num formato bem giro e que podem ver nas imagens. No fim temos uma página dupla com ideias para outras construções. Posso dizer que adorei a aproximação diferente do manual já que apela, e muito, a que os miúdos construam outros modelos.

Por fim, a surpresa vai para os próprios modelos propostos já que não tem problemas algum em utilizar as peças tradicionais em situações em que normalmente vemos peças específicas. Os bricks servem para rodas, para folhas, para portas, para janelas e por aí a fora.

11030 Lots of Bricks (5)

São exactamente este tipo de modelos que utilizo em algumas das actividades que dinamizo no meu local, a Caixa de Brinquedos em Paredes de Coura. Por norma utilizo apenas bricks 2x4 e com essas peças faço, e faço com que os participantes façam, tudo o que é suposto construir naqueles momentos. Este conjunto é uma rica extensão ao que estou habituado a fazer e revela-se uma boa opção para o meu trabalho.

Além disso e pensando como um AFOL: Ena, peças baratas (6 cêntimos), bricks básicos que estão sempre a utilizar em todos os tipos de construções, nem que seja para encher e, por fim, algumas cores bem interessantes. Este é daqueles conjuntos que podemos comprar algumas unidades para ter um bom stock de algumas cores!

11030 Lots of Bricks (1)

Este set encheu-me as medidas tanto como AFOL como profissional que utiliza as peças LEGO. Acredito que seja daqueles que seja obrigatório nas casas de crianças e adultos que gostem de LEGO, não só pelo seu potencial como brinquedo de construção mas também por ser extremamente útil. Consegue surpreender e não só apenas pela sua simplicidade.

Conclusão 10/10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:09

Conquistador do Amazonas

por baixinho, em 20.11.23

Conqueror of the Amazon, 1638

Os trabalhos do ~Koschei~ são interessantes de seguir não só pela suas qualidades técnicas, mas também pelos feitos curiosos que abordam. Em vez de perderem tempo comigo, sigam o link acima e deliciem-se com belíssimas construções e textos interessantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:11

Palácio sobre rodas em LEGO

por baixinho, em 17.11.23

Este é daqueles anúncios que a LEGO faz e que me põe a pensar que a empresa por vezes parece um monólito de granito. Já são partilhadas imagens do set há umas boas semanas e só agora é que há um anúncio oficial?

Bem, coisas que me ultrapassam e por isso vamos, primeiro, ao press release oficial e, depois, à minha breve opinião.

O Grupo LEGO anuncia hoje o set LEGO® Ideas O Comboio do Expresso do Oriente — uma bela recriação com tijolos de uma das formas de viajar mais luxuosas e lendárias do mundo. Conhecido como “palácio sobre rodas”, o Expresso do Oriente foi o primeiro comboio de luxo internacional do mundo, que, de 1883 a 1977, transportou milhares de passageiros pela Europa até Istambul.

Lançado para comemorar o 140.º aniversário do comboio, o novo set LEGO de 2540 peças transporta os construtores de volta à era dourada das viagens, com algumas características-chave impressionantes, como a locomotiva principal, o tênder, vagões-cama e vagões-restaurante.

O set LEGO Ideas O Comboio do Expresso do Oriente tem ainda tejadilhos removíveis para permitir o acesso aos pormenorizados interiores, oito minifiguras LEGO, em que se incluem o maquinista, um chefe, funcionários e uma variedade de passageiros que retratam diferentes tipos de viajante. É ainda possível encontrar, por todo o magnífico set, decoração alusiva aos pontos que o comboio visitou no seu percurso original.

O set foi concebido por Thomas Lajon, fã de LEGO de 27 anos residente em Paris, no âmbito do programa LEGO Ideas. Uma vez projetado, 10 000 pessoas votaram para que se transformasse num set oficial. Em declarações a propósito da sua ideia, Thomas Lajon afirmou: «Sempre fui um grande fã de locomotivas, veleiros e transatlânticos. Quando era pequeno, colecionava tudo o que se relacionasse com eles. Anos mais tarde, a minha namorada encorajou-me a voltar ao contacto com tijolos LEGO, e sabendo do amor que tenho aos comboios, motivou-me a construir um. Naturalmente, escolhi construir o Expresso do Oriente, um sumptuoso comboio francês, no centro de muitas histórias.»

O set LEGO Ideas O Comboio do Expresso do Oriente chega a 1 de dezembro às lojas LEGO e a www.LEGO.com/Orient-Express, com PVP recomendado de 299,99 €.

Informação sobre o produto:

  • Idade: 18+
  • PVP recomendado: 299,99 €
  • Peças: 2540
  • N.º de Produto: 21344
  • Dimensões: 116 cm de comprimento, 8 cm de largura e 12 cm de altura
  • Disponibilidade: 1 de dezembro de 2023, nas lojas LEGO e em www.LEGO.com/Orient-Express

Opinião curta: É caro mas é lindo!

Opinião um pouco mais longa:

O original tem outro esquema de cores e é bem mais pormenorizado, no entanto gosto muito desta versão da LEGO onde consegue comprimir as dimensões do original mas mantendo os traços gerais; utilizando um esquema de cores mais, IMO, interessante; e acrescentando uma segunda carruagem. Gosto do detalhe de utilizar uma largura mais larga (8-wide) que os habituais 6-wide dos conjuntos regulares da linha City. Aliás, acho que a LEGO definitivamente deveria adoptar essa escala quando faz, muito esporadicamente é verdade, conjuntos de comboios direccionados ao mercado adulto. Quanto à necessidade de motores e curvas para este set, a maior parte dos compradores apenas vão expor este monumento sobre rodas, os restantes que querem mesmo vê-lo a andar, sabem perfeitamente onde buscar este tipo de material!

Aliás, acho que este último tipo de AFOLs, nem está muito preocupado com este set em particular já que, por norma, fazem o seu próprio material circulante.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:24

Análise das peças do Pick & Build Lisboa/Porto (Parte 40)

por baixinho, em 15.11.23

O título mudou para incluir também as peças que são disponibilizadas na loja do Porto (na verdade é em Matosinhos, mas como haveria pessoal que não iria perceber…), mas decidi manter a numeração. Não teria lógica recomeçar quando iria manter os formatos dos artigos.

Neste momento existem algumas poucas peças que apenas apareceram na loja portuense. No entanto creio que é uma questão de tempo até aparecerem também em Lisboa. O contrário já acho menos provável. Acredito que haverão sempre peças que aparecerão em Lisboa e não no Porto. As diferentes dimensões das lojas faz com que se espere isso e duvido que um possível maior volume de vendas no Norteshopping justifique o contrário.

As cinco peças que hoje escolhi para analisar são provenientes da lista da loja do Norteshopping, mas no entanto parte delas já foram disponibilizadas na loja do Colombo. Como tenho mais afinidade com a loja do Porto, provavelmente vou guiar-me pelas existências de lá para esta série de artigos.

 

Black Horse Hitching / Harness Traces

Esta peça é de 1987 e lembro-me vagamente de o meu irmão mais novo ter uma ou duas. Era a versão fixa da 4587 Horse Hitching / Harness Traces with Hinge. Estranhamente e apesar da sua menor versatilidade, conseguiu manter-se até hoje.

A verdade é que esta peça é uma resistente já que desde o seu lançamento, há 36 anos, apenas apareceu em 114 sets e a cor mais comum é mesmo o preto com 47 conjuntos. Depois temos o DBG com 29 e todas as restantes cores não ultrapassam o aparecimento em mais de 9 conjuntos. Aliás, há cinco cores que apenas apareceram num único set.

Apesar da sua estóica resistência, não me parece que seja uma peça útil no P&B já que a sua utilização é limitada e o seu formato esquisito faz com que seja difícil de utilizar em novas situações.

1 em 3 estrelas

 

Blue Brick 1 x 8

Esta é daquelas peças básicas que uma pessoa poderá pensar que até é relativamente comum e isso não é inteiramente verdade. Ok, é uma peça de 1961 (esta versão) e poderemos considerar que as 330 vezes que já saiu neste cor em conjunto faz com que seja fácil de encontrar. No entanto, a verdade é que nos últimos 7 anos nunca apareceu em mais de 5 conjuntos num ano. 

Reflexo dos tempos onde as cores clássicas e até as peças mais básicas estão a ser preteridas pela LEGO?

Não o sei dizer, mas posso garantir que esta peça é essencial em qualquer stock de um AFOL, já que pelo seu formato poderá ser utilizada inúmeras vezes. A cor pode não ser a mais indicada, mas também não é das piores…

2 em 3 estrelas

 

Bright Light Orange Plate, Round Half 4 x 8

Basicamente uma peça interessante numa cor que… que raios é que vou fazer com ela?

Poderia pensar utilizar várias no relevo de uma praia, mas sinceramente não acho que seja a cor mais indicada para isso.

A peça é de 2016, nesta cor aparece no ano seguinte e desde aí em 14 conjuntos. Quatro vezes em Friends, duas vezes em DC Super Hero Girls (sucedâneo de Friends) e duas vezes no Trolls World Tour, um daqueles temas esquecíveis que a LEGO lembra-se licenciar demasiadas vezes.

1 em 3 estrelas

 

Dark Bluish Gray Cone Half 4 x 2 x 3

Esta é uma peça de 2018 e que no total das cores apenas saiu em 17 conjuntos, sete das quais nesta cor e cinco em  Sand Green. Não é difícil de adivinhar que em ambas cores, o tema Harry Potter sobressai.

Gosto da peça e acho que tem a sua utilidade além dos telhados pontiagudos dos castelos das aventuras do fedelho com uma cicatriz na testa. Pergunto-me se valerá a pena comprar mais do que umas poucas unidades. Tipo, vou ter algumas para no caso de precisar… mas duvido que quando forem necessárias, precise mais do que duas. Quatro, vá lá.

1 em 3 estrelas

 

Dark Orange Tile, Round 2 x 4 Oval

Esta é uma peça de 2020 e que nesta cor apenas apareceu em cinco conjuntos. Uma vez em 2021 e as restantes neste ano de 2023.

Curiosamente já andava atrás desta peça há um bom tempo e, portanto, fiquei contente de a ver na inauguração da loja portuense. A razão é simples, adoro o formato e a cor, vejo-a a ser facilmente utilizada em telhados (medievais ou mais rústicos) ou mesmo em calçadas mais coloridas.

Mesmo sabendo que brevemente irei receber várias de uma encomenda que fiz há meses, coloquei um bom lote no único copinho que comprei na inauguração da loja portuense.

3 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita às lojas. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas em ambas lojas.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:35

Heroica ainda resiste

por baixinho, em 13.11.23

Heroica 20231112

Heroica foi uma série de jogos que a LEGO lançou quando aventurou-se no mundo dos jogos de tabuleiro há mais de uma década atrás. Não me vou alongar muito, mas basicamente os sets/jogos tinham um potencial imenso com o material disponibilizado em cada conjunto, mas as regras eram... fraquinhas.

Talvez por causa desse potencial todo, nunca desfiz os conjuntos e guardei-os até agora ainda com as caixas, livros e peças. Claro que tudo misturado entre as caixas, mas completos. Tenho boas recordações de jogar com a minha filha e até de haver uma versão online no Fórum 0937 através de uma folha de cálculo e em que um jogo durava meses!

Pois, o meu filho no outro dia decidiu abrir as caixas, remontar alguns dos jogos e começar a jogar. Experimentou jogar sozinho e com os pais e... praticamente chegou à mesma conclusão. Tem tudo para ser um jogo interessante, mas a regras... blahh. Ele está habituado a jogar vários tipos de jogos de tabuleiro moderno cá em casa (devo ter uns 100 incluindo expansões) e nos encontros de grupos, percebe rapidamente quando um jogo é estimulante o suficiente para voltar a jogá-lo.

Claro que poderíamos experimentar fazer regras novas (como fizemos no Fórum 0937), mas não sei se o trabalho valeria a pena tendo em conta que temos vários jogos prontinhos a jogar...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:27

O fotógrafo

por baixinho, em 10.11.23

The Photographer

Ao passear por um dos vários grupos do Flickr que estou inscrito, dei com o autor Syrdarian e fiquei bastante agradado com as suas criações que conjugam elementos da natureza e ruínas místicas. O que não é o caso desta que representa algo mais real, como um fotógrafo que aproveita a situação. Não só há que referir a excelência na representação dos vários detalhes naturais, bem como o piquenique do fotógrafo. Especial menção para o esquema de cores com zonas bem definidas e a água. Adoro a aplicação de plates em SNOT.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:13

Terra Station Z (outra vez)

por baixinho, em 08.11.23

05_Terra_Transporter_Z

Em Setembro passado abordei o MOC Terra Station do Mathijs Bongers onde referi que a magia estava na simplicidade geral da construção. Passado uns dias o autor revelou mais algumas fotografias onde mostrava os veículos. Este Terra Transporter é um deles e segue bastante bem o estilo da base inteira. 

04_Terra_Transporter_Z

Como a imagem acima demonstra, há o cuidado de haver possibilidade de modularidade e isso não compromete a dimensão geral do veículo. Gosto imenso do esquema de cores (bem, talvez o trans-blue não seja a minha escolha preferida) e do formato do cockpit que, como vamos ver num outro post, é comum a outros veículos.

Vou acabar da mesma forma que o outro post, adoraria fazer algo do género!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:52

Review: LEGO 21060 Himeji Castle

por baixinho, em 06.11.23

21060 Himeji Castle (09)

Tema: Architecture

Ano de Edição: 2023

Número de Peças/Minifigs: 2125/-

Preço LEGO®: 160€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/21060-1/Himeji-Castle

 

A linha Architecture já não tem a relevância que tinha há uns anos atrás quando era uma das poucas representantes do “LEGO para adultos”. Com o aparecimento do Creator Expert, 18+, Adults Welcome, Icons, etc, foi perdendo espaço e, na minha opinião, a repetição de alguns edifícios, só acelerou a sensação de cansaço do tema. No entanto, há dois anos com a edição de uma versão mais pequena (e melhor) do Taj Mahal, levou que a linha traçasse um novo rumo que foi reforçado com o lançamento da Pirâmide de Gizé no ano passado e com o lançamento deste ano do Castelo Branco. Será que o volume de vendas irá permitir que a linha continue neste sentido?

Espero que sim.

21060 Himeji Castle (01)

Esta afirmação indica logo o que penso em particular deste set e da linha em geral. Adoro os monumentos históricos e a forma como a LEGO está a conseguir representá-los. Mas vamos agora falar deste em particular.

21060 Himeji Castle (02)

O livro de instruções é um pouco mais pequeno que o A4 e contém 208 páginas. Como é habitual nestas linhas para adultos, as primeiras páginas são dedicadas ao objecto representado, a algumas palavras do designer e à versão da LEGO. Essas páginas são com o fundo em preto, o que as distingue das páginas de instruções propriamente ditas que já são em cinzento. O que torna a construção mais simples já que o preto por vezes dificultava a visualização de peças em algumas das cores mais escuras.

21060 Himeji Castle (03)

A construção divide-se em 17 fases que acompanham, mais ou menos, os níveis do castelo. Não posso dizer que fiquei grandemente admirado com as técnicas utilizadas, no entanto a utilização se jumpers e do offset é explorada ao máximo. São inúmeras as vezes em que utilizamos vários tipos de jumpers para criar efeitos que melhoram imenso o modelo. Cheguei a sentir que não haverá outro set LEGO em que o jumper é tão explorado como este. A única altura em que senti alguma monotonia na construção passou-se praticamente no fim onde ocorre a montagem das várias árvores que compõem o set.

21060 Himeji Castle (04)

Não sou propriamente conhecedor deste monumento mas o resultado é belíssimo e, penso, eu, segue os traços gerais do edifício. O esquema de cores escolhido é agradável e as técnicas utilizadas para representar os pequenos detalhes são mais que suficientes para o resultado final ser bastante interessante mesmo para uma pessoa, como eu, que não conhece bem o original.

21060 Himeji Castle (05)

Já o coloquei ao lado dos outros dois (Taj Mahal e Gizé) e o resultado é bastante satisfatório. São as construções mais truculentas que os Architecture que estávamos habituados, o que resulta num impacto mais interessante. Aliás, devo referir que este set é um pouco maior do que estava à espera!

21060 Himeji Castle (06)

Em termos de peças o PPP é de sete cêntimos e meio o que até é o expectável para um set onde abundam as pequenas. Gosto imenso da variedade que este set oferece, já que temos um bom equilíbrio em termos de peças básicas (muitas) e específicas. De notar quantidades interessantes de algumas peças como as 121 flores 1x1 em dark green, as 98 plates 1x1x2 em branco, as 38 slopes 75º 2x2x3 em dark tan e os 20 boomerangs em DBG. Destaco também a variedade de cores já que praticamente todas são utilizáveis no meu estilo de construção.

21060 Himeji Castle (07)

Em termos de exclusividades também temos coisitas interessantes. A ponta do telhado em DBG deve ser a mais visível já que foi criada com este set em mente. Já existe noutro conjunto, mas as 21 unidades dão um bom lote. Outras interessantes já as referi acima, as flores e os boomerangs.

As Peças 10/10 (variedade muito interessante com várias preciosidades)

Construção 8/10 (jumper galore)

O Desenho 9/10 (fiel de forma bem simples)

Jogabilidade -/10 (para expor…)

21060 Himeji Castle (08)

21060 Himeji Castle (10)

21060 Himeji Castle (11)

21060 Himeji Castle (12)

Este é um digno sucessor dos recentes Taj Mahal e Pirâmide de Gizé. Sem espantar a nível de técnicas, resulta numa construção que mostra a imponência do edifício original bem como a simplicidade das suas linhas. O efeito do esquema de cores é bastante agradável.

Conclusão 9/10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:31

Museu de História Natural em LEGO

por baixinho, em 03.11.23

A novidade já é de segunda, mas acho que mesmo assim posso dar uma opinião deeste novo modular. Mas antes disso, a habitual press release.

Desvendar a História Tijolo a Tijolo: O Grupo LEGO revela o muito aguardado set LEGO Icons Museu de História Natural

O Grupo LEGO anuncia hoje a chegada do seu maior set modular em número de peças e um dos temas de construção mais pedidos pelos fãs — o set LEGO® Icons Museu de História Natural.

O set LEGO Icons Museu de História Natural é o complemento perfeito para a LEGO Coleção de Edifícios Modulares, apresenta arquitetura inovadora, novas técnicas de construção e inúmeras histórias divertidas. O modelo de dois andares inclui átrios duplos, um telhado removível e piso intermédio, e vem recheado de exposições e pormenores construídos com tijolos.

À direita da entrada, os visitantes são recebidos por um enorme esqueleto de braquiossauro construído com tijolos. Este dinossauro é tão grande, que o pescoço se eleva acima do primeiro andar e se estende ao segundo. É ladeado por várias exposições mais pequenas, incluindo um crânio de tigre-dentes-de-sabre, um fóssil e, verdade, até ovos de dinossauro. No patamar, a secção de geologia do museu tem em exposição uma colorida coleção de quartzo, geodes, estalagmites e uma projeção de um corte da Terra com o núcleo liquefeito.

A caminho do segundo andar, é possível observar um grande mapa do planeta mostrando a órbita projetada de um novo foguete, um planetário pormenorizado do sistema solar e um diorama de uma futura base espacial. No telhado, o conservador do museu relata experiências e viagens no seu gabinete detalhado enquanto escreve as memórias.

Prepare-se para embarcar numa viagem do passado ao futuro e celebrar momentos-chave da história mundial com o set LEGO Icons Museu de História Natural.

Informação sobre o produto:

Idade: 18+

PVP recomendado: 299,99 €

Peças: 4014

N.º de Produto: 10326

Dimensões: 31 cm de altura x 38 cm de comprimento x 25 cm de profundidade

Disponível: Pré-encomenda a 30 de outubro. À venda a 1 de dezembro.

Hiperligação: www.lego.com/museum

O set LEGO Icons Museu de História Natural está disponível para pré-encomenda a 30 de outubro de 2023 e disponível para compra a 1 de dezembro de 2023, nas lojas LEGO e em www.lego.com/museum, com PVP recomendado de 299,99 €.

Gosto deste último parágrafo. Antes de começarem a gastar o vosso subsídio de natal, lembrem-se que podem comprar isto!

Este modular ocupa a mesma área que o Assembly Square, o que por si só já é um feito. Acho que vai acalmar aquele pessoal que já andava a coçar a cabeça há demasiado porque a métrica não batia certo. Claro que o tamanho do edifício é justificado pela natureza do próprio. Um museu deste género é, por norma, enorme e, dentro das restrições habituais da LEGO e da própria linha, este modelo corresponde ao esperado.

Claro que o tipo de instituição levou a que o estilo de construção adoptado seja algo... enfadonho. No entanto não consigo de olhar para o modelo e perceber logo o sentido e não deixar de achar que a opção do estilo tomado foi a mais correcta. Claro que o que estranho aqui até foi a cor escolhida, já que naturalmente seria de esperar uma cor mais neutra tipo branco, cinzento claro ou até mesmo tan. Mas mesmo assim percebo a escolha de uma cor mais incomum que não sai muito fora do esperado e pode ser mais interessante em termos de variedade de peças. 

Este set contém a habitual azáfama que nos habituaram com os últimos modulares. Minifigs, histórias mais ou menos evidentes, interiores detalhados, pequenas construções que preenchem e abrilhantam os espaços, etc. Tudo feito com o seu sucesso para que o edifício não fique demasiado "seco".

Não, não é o melhor modular de sempre. Mas também está longe de ser o pior. É um edifício institucional, que não são assim muitos na colecção, com traços facilmente reconhecíveis e que, sinceramente, acho que corresponde ao que se espera desta linha. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:57

Na abertura da loja LEGO do Porto

por baixinho, em 30.10.23

No sábado passado estive na abertura/inauguração da nova loja certificada da LEGO no grande Porto, no Norteshopping em Matosinhos. Surgiu a oportunidade de gravar-se um episódio do Conversas em Construção com o Marcos Bessa e, claro está, tivemos que aproveitar. Estas oportunidades de presenciar estes eventos e de criar novo material tanto para o podcast como para este blog são únicas e nunca é demais agradecer quem nos proporciona isto. Para essa conversa apenas estive eu, o Alex da PlayWell Portugal e o Pedro Sequeira, já que o Tiago Catarino infelizmente não conseguiu estar.

Cheguei bem antes da abertura e assisti alguma da azáfama que foram os últimos preparativos. Como devem imaginar, há sempre aqueles detalhes que só no fim são resolvidos e que muitas vezes aumentam o nervosismo das pessoas que são responsáveis pelo evento/local. Claro que eu desta vez não fazia parte desse grupo o que deu-me direito de apreciar as pessoas e a forma como foram resolvendo as situações.

Ainda antes da abertura, nós os três e o Marcos Bessa tivemos uns bons minutos (talvez um pouco mais de meia-hora) basicamente a conversar. Já nos conhecemos relativamente bem o que facilitou imenso a conversa o que, acredito eu que ainda não ouvi, deve ter resultado num episódio bem interessante. Não vou adiantar o conteúdo porque acho que mais vale a pena ouvir o podcast... quando sair, claro. Ando um pouco atarefado para editar e ainda não sei quando o vou fazer ou se desta vez o Pedro irá ter esse trabalho. Já o fez algumas vezes e o resultado é impecável!

Depois da conversa, houve agora oportunidade de olhar como deve de ser para a loja durante alguns minutos, já que a inauguração estava mesmo prestes a acontecer. Em comparação com a loja lisboeta, a loja é bem pequena. Não andei de fita métrica na mão, mas acredito que em termos de área pública ande entre o 1/3 e 1/2 da loja do Colombo. No entanto, não quer dizer com isso que os clientes tenham essa fracção da experiência, já que acho que o trabalho de a condensar foi bem feito. Temos uma selecção muito abrangente do que a LEGO oferece hoje em dia num espaço que, julgo eu, foi gerido de forma eficiente.

Claro que a minha atenção concentrou-se na parede Pick & Build (antiga Pick a Brick) que é sensivelmente e compreensivelmente metade da de Lisboa. São 35 slots com peças diferentes (Lisboa são 64) mais as sete dos dois níveis superiores que tem peças repetidas, provavelmente porque estão situadas num local demasiado alto para os comuns dos mortais (eu não). Além disso, os funcionários mostravam uma baseplate com mais peças que se encontravam em stock e que gentilmente traziam as caixas para fora se o cliente assim o desejasse. Por isso, quando actualizar o meu ficheiro com esses registos, vou assinalar mais do que as 35 peças que estão visíveis. A selecção das peças é, como habitual, dependente do sortido que a LEGO disponibiliza e da necessidade de se criar um efeito visual agradável à parede. Pessoalmente achei o sortido interessante e com peças que não me importaria de encher copos com elas se houvesse mais dinheiro para dispender. Claro que haviam também aquelas peças que, como devem imaginar, nem lembraria ao menino Jesus.

A minha atenção também virou-se para a linha Classic que é aquela que eu considero que continua a ser mais interessante para as crianças. Neste campo não fiquei nada agradado já que ocupa um lugar sem qualquer destaque e, por incrível que pareça, não contém aquele que é um dos sets mais interessantes (para crianças) dos últimos anos. Review desse set em breve.

Mas esse detalhe não mancha o geral da Loja já que cumpre o objectivo de aproximar a marca dos clientes e fãs.

Depois da inauguração tivemos a abertura da loja o que significou que encheu, mas de forma controlada já que as entradas eram controladas. A fila cá fora durou algumas horas mas acho que sem se tornar demasiado longa e demorada. Isto resultou que o movimento até fosse fluído.

Consegui encher o meu copito (yeps, ainda não chegaram os recipientes de cartão) sem grandes preocupações e ainda tive longas e interessantes conversas com várias pessoas. Destaque para as que tive com o Marcos e o Romão Santos (autor da saborosa francesinha que estava logo na entrada da loja), mas sem esquecer com todo o resto do conhecidos e até ao pessoal que lê este blog ou ouve o podcast e que vieram nos cumprimentar. Um grande abraço!

Almocei com pessoal da 0937 e depois apenas passei à frente da loja para verificar que a animação continuava. Desta vez fui relativamente cedo para casa já que no dia a seguir tinha a festa de aniversário do mais novo e as preparações levam o seu tempo.

Ps. não, não tirei fotografias por isso utilizei uma que encontrei na net de um site que fala da loja e que deixo aqui o link para lerem a opinião deles!!

Pps. entretanto atualizei o meu ficheiro com as peças do Pick and Build e podem ver aqui. Bastante novidades em relação à de Lisboa!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:31

Review: LEGO 31140 Magical Unicorn

por baixinho, em 27.10.23

31140 Magical Unicorn (4)

Tema: Creator

Ano de Edição: 2023

Número de Peças/Minifigs: 145/-

Preço LEGO®: 10€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/31140-1/Magical-Unicorn

 

Este é mais um dos animaizinhos Creator deste ano. Ok, eu sei que este é um ser de fantasia, mas está tão próximo de um real que por vezes esqueço-me disso. Isso e talvez andar a vê-lo em tudo o que é formato. Peluches, caco para por em cima do móvel, desenhos animados, peluches, nos videojogos, brinquedos, peluches.. Enfim, fomos invadidos e não sabíamos. Agora a LEGO ajuda à festa.

Este é um conjunto de 10 euros com 145 peças, o que resulta num Preço Por Peça de quase 7 cêntimos. Nada de outro mundo tendo em conta que estamos perante um set não licenciado e onde habitam uma boa quantidade de peças comuns. Nada de mal quanto a esta característica, mas, penso eu, deveria embaratecer ainda mais o conjunto. Não tem peças exclusivas (nem disso estava à espera) mas há algumas que fiquei contente em aparecerem num conjunto relativamente barato. Falo do brick 1x1 com um stud de lado e do arco invertido 1x2, ambos em laranja, e da plate 1x1 com duas barras laterais em branco. Tudo peças que neste momento ainda são raras. Apenas temos três bricks, todos em branco, no entanto até temos uma boa selecção de plates básicas, slopes curvas e tiles. O que resulta numa variedade que poderia tender mais para o básico, mas que não choca como em outros conjuntos da linha.

31140 Magical Unicorn (1)

A construção é… Rápida e insonsa. Não me cativou e não me deixou qualquer recordação. Não construí os outros dois modelos, mas pelas imagens duvido que a minha opinião mudasse.

O resultado é, no fundo, bem esquisito. É que os membros têm a junção à frente e atrás do corpo (e não dos lados, como acontece nos adoráveis cãezinhos que falei aqui) o que resulta num animalzinho com uns movimentos estranhos. Então se lhe tirarmos a cauda, o aspecto é… como posso dizer, mais esquisito ainda?

31140 Magical Unicorn (2)

Mas pronto, as crianças olham para aquilo e veem um unicórnio, podem brincar um pouco com aquilo e quando se cansarem (hoje em dia deve levar minutos), colocam-no no pedestal que a LEGO inteligentemente providenciou no conjunto.

E não, não penso que seja uma piscadela de olho à cultura woke, é simplesmente um arco-íris que as crianças adoram ver representado.

As Peças 8/10 (variedade e preço interessante)

A Construção 6/10 (meh)

O Desenho 5/10 (que raio de sítio para por as patas)

Jogabilidade 6/10 (minimamente brincável)

31140 Magical Unicorn (3)

Como AFOL pode ser um meio simples de arranjar algumas peças interessantes, para as crianças não deixa de ser um pequeno jogo de construção que resulta num animal reconhecível. No entanto não consigo deixar de olhar para o conjunto e achá-lo mediano.

Conclusão 6/10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:26

Ornitóptero LEGO do filme Duna

por baixinho, em 25.10.23

Da versão do recente filme do Villeneuve, que ainda não consigo achar piada ao do Lynch e parece que o sentimento é comum com o pessoal da LEGO :D

Aqui fica o press release:

Prepare-se para sobrevoar Arrakis no novo LEGO® Icons Dune™ Atreides Royal Ornithopter

O Grupo LEGO anuncia hoje a sua primeira experiência de construção do universo Dune, da Legendary Entertainment, baseada na adaptação cinematográfica de Denis Villeneuve da obra-prima de Frank Herbert, com o set LEGO® Icons Dune™ Atreides Royal Ornithopter, dando vida em forma de tijolos LEGO a uma das aeronaves mais famosas do emocionante épico de ficção científica.

Como parte da nova experiência de construção de 1369 peças, os fãs de Dune™ vão, como nunca, poder recriar o design dinâmico de um Ornithopter, inspirado na morfologia da libélula, numa aeronave com pás funcionais que podem bater e recolher-se com uma rotação de 180 graus.

Com 23 cm de altura, 57 cm de comprimento e 79 cm de largura, o set LEGO Icons Dune™ Atreides Royal Ornithopter apresenta um trem de aterragem dobrável, além de oito novas minifiguras LEGO de personagens-chave de Dune™, como Paul Atreides, Lady Jessica, Gurney Halleck, Chani, Leto Atreides, Liet Kynes, Duncan Idaho e o barão Harkonnen com o seu longo manto.

O set LEGO Icons Dune Atreides Royal Ornithopter dá um brinquedo ou peça de exposição incrível para os fãs dos romances originais de Dune, de Frank Herbert, ou da recente e bem-sucedida franquia cinematográfica de Denis Villeneuve, com Dune: Part Two™ previsto chegar aos cinemas a 15 de março de 2024.

«Tal qual os fãs mundo fora, ficámos completamente maravilhados quando o épico Dune se estreou — pelo que o nosso regresso a Arrakis em Dune: Part Two foi a oportunidade perfeita para dar vida a esta icónica nave em forma de tijolos LEGO», afirmou Michael Psiaki, Design Master no Grupo LEGO. «Os construtores podem agora recriar esta impressionante nave com pormenores incríveis, seja para a expor orgulhosamente ou recriar em casa as cenas favoritas da épica saga de Dune.»

 «Transformar um acarinhado ícone de Dune numa obra-prima LEGO foi sempre um sonho para nós. O design único e criativo deste produto está perfeitamente alinhado com o espírito de Dune e da LEGO, e estamos entusiasmados por vermos fãs de todas as idades a desfrutar da experiência», declarou Amber Sheppo, Vice-President, Consumer Products and Partenerships, Legendary Entertainment.

O LEGO Icons Dune™ Atreides Royal Ornithopter está disponível para pré-venda a 24 de outubro, e à venda a 1 de fevereiro de 2024, nas lojas e online, com PVP recomendado de 164,99 €.

O set LEGO Icons Dune™ Atreides Royal Ornithopter faz parte da gama LEGO Sets para Adultos, que proporciona aos adultos experiências de construção imersivas que lhes permitem mostrar a criatividade e construir obras-primas que podem orgulhosamente expor em casa.

Para saber mais sobre o novo LEGO® Icons Dune™ Atreides Royal Ornithopter, visite: https://www.lego.com/product?p=10327.

Ok, agora o que eu penso deste fantástico set.

É isso, é fantástico e para ficar com essa ideia tive que ver este vídeo do Catarino já que a descrição e as fotografias não chegaram. A adaptação parece-me excelente e as funcionalidades fazem com que a construção se torne extremamente interessante. Claro que toda a gente sabe que os adultos que a vão construir vão utilizá-las meia dúzia de vezes. No primeiro dia quando construírem aquele lindo veículo e nas primeiras visitas dos amigos lá a casa. Depois irá ficar esquecido numa estante qualquer a apanhar pó já que entretanto lá apareceu um qualquer outro set LEGO que vai roubar o protagonismo.

Sim, também não entendo a necessidade de tantas minifigs...

Mas a pergunta que se põe, vamos ter apenas um conjunto do tema ou haverão mais coisinhas a ser cozinhadas do universo do Frank Herbet, versão Villeneuve? A verdade é que a LEGO está a cada vez mais enveredar por aventuras onde apenas lança um, dois, três sets e não me admiraria que este fosse mais um deles...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:30


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


subscrever feeds