Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Review: LEGO 76407 The Shrieking Shack & Whomping Willow

por baixinho, em 15.05.22

76407 The Shrieking Shack & Whomping Willow (1)

Tema: Harry Potter

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 777/7

Preço LEGO®: 90€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/76407-1/The-Shrieking-Shack-Whomping-Willow

 

777 peças e 7 minifigs. Até poderia ter piada se o PVP recomendado fosse um pouco mais baixo.

Este é o primeiro de sete sets (sete sets.. eheheh) da vaga Harry Potter de Junho de 2022 que estou a analisar e escolhi iniciar por este porque eu cheguei a comprar a original (4756) de 2004. Sim, o tal que tinha aquela peça super volumosa e que não servia para nada de jeito, mas o conjunto tinha uma outra curiosidade. Tinha 444 peças e 4 minifigs… De qualquer forma pensava que este conjunto era mais tardio e refiro isso mesmo no habitual vídeo de unboxing e speedbuilding do canal de Youtube da Oficina dos Baixinhos e que está no fim deste artigo.

76407 The Shrieking Shack & Whomping Willow (2)

76407 The Shrieking Shack & Whomping Willow (3)

76407 The Shrieking Shack & Whomping Willow (4)

O livro de instruções deste set (o deste ano) tem 200 páginas e divide a construção em 6 fases. Nas duas primeiras construímos a amostra de cerca, a árvore maléfica (adoro chamá-la assim) e um rochedo que serve para ativar a transformação de um dos personagens em lobisomem ou algo do género. Yeps, este rochedo é bem mais útil que aquela peça estranha que apareceu em 2004. Em termos de construção este fase é bem simples e variada já que envolve três secções diferentes. Pessoalmente achei piada à forma como o rochedo e a árvore conectam-se mas também achei que esta última fica demasiado inclinada. Aliás, é mesmo a árvore que me faz torcer mais o nariz neste conjunto, já que é demasiado redonda, simétrica e repetitiva. Não apliquei os autocolantes, por isso este efeito pode ter sido disfarçado. O mecanismo para a fazer rodar sobre si mesma é simples e, sinceramente, pouco acrescenta ao conjunto. Em termos de peças, curiosamente é a árvore que proporciona as peças mais interessantes, tantos nos dois tipos de galhos, um deles que por vezes são utilizados como raízes, como nos verdes e nas várias peças em castanho.

76407 The Shrieking Shack & Whomping Willow (5)

Na terceira e quarta fase passamos para o rés do chão da cabana. Aqui as coisas começam a agradar-me. Não quer dizer que com isto que temos técnicas de construção invulgares (talvez apenas o frontispício por cima da porta), mas que temos uma construção agradável, com um ou outro detalhe engraçado e que varia imenso ao ponto de nos esquecermos que estamos essencialmente a levantar paredes. Gostei muito do efeito geral tanto a nível exterior como interior. Claro que a casa é relativamente pequena e que a abertura traseira ainda continua a causar-me impressão (prefiro casas fechadas em todos os lados). Em termos de detalhes, destaque para o frontispício, para a chaminé em SNOT e para o interior espartano mas credível. Quanto às peças, nota para as peças impressas, para a quantidade apreciável de peças castanhas e em dark tan bem como para os vidros em castanho e escuro e o topo do baú que é um molde que não conhecia e dá um efeito bestial. Não se se estas duas peças são estreia!

Para as duas últimas fases resta-nos o primeiro andar da cabana e respectivo telhado. Refiro o telhado porque é mesmo uma das secções mais interessantes desta construção, principalmente as águas furtadas. Nada que seja uma novidade, mas o efeito está mesmo bem conseguido. Achei foi um pouco estranho que antes mesmo de colocar o telhado, a estrutura da fachada estivesse mesmo frágil e bastava colocar os dedos ou não se devia para soltar um par de peças. Gostei dos interiores com um bom destaque para o piano danificado e para a cama no chão e ao detalhe de este piso estar ligeiramente inclinado ao inferior. Não achei grande piada aos unicórnios brancos a fazerem de pingente de gelo já que estavam sempre a cair!

76407 The Shrieking Shack & Whomping Willow (6)

Penso que temos algum potencial de jogabilidade mesmo se esquecermos a óbvia criada pelo rochedo e pela árvore. A casa está bem equipada para servir de cenário ao que se passa (pelo menos do que me lembro) no filme.

As Peças 9/10 (boa variedade e algumas raras bem úteis)

A Construção 8/10 (agradável com alguns bons apontamentos)

O Desenho 8/10 (um bom compromisso entre o que se viu nos filmes e o brinquedo LEGO)

Jogabilidade 8/10 (um bom cenário para o que de viu no filme)

76407 The Shrieking Shack & Whomping Willow (7)

Um conjunto que cumpre bem a função de representar uma cena de um dos filmes do Harry Potter. Tem um lote de peças muito interessante e proporciona uma experiência de construção agradável. Um bom set do tema!

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:08

Review: LEGO 71771 The Crystal King Temple

por baixinho, em 15.05.22

71771 The Crystal King Temple (1)

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 703/6

Preço LEGO®: 80€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71771-1/The-Crystal-King-Temple

 

Tensegrity!!

Este é o conjunto que utiliza algo que os fãs descobriram algures no primeiro confinamento. Utilização de peças LEGO para criar um efeito que simula a antigravidade. Mas será que este set apenas destaca-se por isso?

71771 The Crystal King Temple (2)

71771 The Crystal King Temple (3)

O livro de instruções é volumoso para o esperado de um conjunto de uma gama abaixo dos 100 euros. São 132 páginas com um formato próximo do A4 e onde uma das primeiras páginas é dedicada ao aviso que a LEGO está numa fase de substituição dos sacos de plástico de utilização única por de papel e que poderá ser encontrada uma mistura dos dois tipos de sacos neste conjunto. O que não aconteceu, são todos de plástico. Aliás, na altura que escrevo estas palavras já abri quase duas dezenas de sets com este aviso e todos tinham apenas sacos de plástico. A construção está dividida em 6 fases, as três primeiras dedicadas à secção frontal com escadarias e plataformas; a segunda ao templo propriamente dito. A construção é variada e, por vezes, até entusiasmante. Para esta sensação contribuiu algumas alturas onde o que se constrói, ou fica de pernas para baixo, ou são pequenos gadgets, ou a utilização de peças comuns em situações incomuns, etc. Sim, existem estruturas que possuem uma boa dose de peças technic, mas nada exagerado. Claro que o ponto em que se coloca o calabouço flutuante é interessante e até foi curioso deixá-lo tombado no fim da quinta fase. 

71771 The Crystal King Temple (4)

Para esta experiência de construção agradável ajudou que a distribuição do tipo de peças fosse bem ao mesmo gosto. Ou seja, muitas peças básicas. O que faz com que a justificação de um preço por peça superior a 11 cêntimos torne-se mais difícil. Sim, considero que este conjunto é um pouco mais caro do que o habitual para um set não licenciado. No entanto isso não retira valor ao conjunto em si. De resto, não destaco nenhuma peça em especial (as mais especiais são, no meu entender, de difícil utilização) mas posso dizer que fiquei agradado com a quantidade de algumas peças. Por exemplo as 19 unidades da wedge plate 2x2 6186657 e as também 19 unidades da tile 2x2 com 2 studs 6212077, ambas em cinzento claro, ou mesmo as 29 plates 1x2 em dark tan que têm a mania de desaparecerem logo do stock mal se comece a construir um landscape.

71771 The Crystal King Temple (5)

A construção resulta numa estrutura bastante alta e imponente onde, como não haveria deixar de ser, destaca-se o calabouço flutuante. Mas o set não se esgota aí, já que é notória a intenção de torná-lo num cenário de um pequeno jogo de plataformas para os nossos heróis recuperarem (penso que seja recuperar) as várias armas douradas. Sim, faz lembrar um pouco o LEGO Super Mário, mas unicamente na ideia geral. Essa jogabilidade direccionou o design do conjunto num sentido que acho interessante e aliás, alguns dos obstáculos foram bem imaginados, não deixando de ser simples. Apenas não gosto muito do rosa transparente que abunda por todo o set, mas isso é mesmo por uma questão de gosto pessoal.

71771 The Crystal King Temple (6)

71771 The Crystal King Temple (8)

Como foi dito acima, a jogabilidade deste conjunto assenta muito na premissa de luta para a recuperação das armas. Apesar da minha opinião não abonar muito para situações de conflito, a verdade é que a sensação de “jogo de plataforma” desvanece parcialmente o conflito puro e duro. A presença de muitos minifigs de ambas as facções, o pequeno dragão e, como não haveria deixar de ser, do calabouço flutuante, reforçam o potencial de jogo do set.

As Peças 8/10 (boa distribuição sem grandes destaques)

A Construção 8/10 (agradável e com alguns detalhes interessantes)

O Desenho 9/10 (imponente e jogável)

Jogabilidade 9/10 (plataformas!!)

71771 The Crystal King Temple (7)

Este é um conjunto que é construído de forma agradável e que resulta num cenário com um bom potencial de brincadeira. Gosto do aspecto de plataformas e o calabouço flutuante é um excelente detalhe. Este conjunto tem tudo para passar despercebido, mas vale mais do que aparenta.

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:39

Review: LEGO 71768 Jay's Golden Dragon Motorbike

por baixinho, em 14.05.22

71768 Jay's Golden Dragon Motorbike (1)

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 137/2

Preço LEGO®: 20€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71768-1/Jay-s-Golden-Dragon-Motorbike

 

Mais uma fornada de conjuntos Ninjago e eu começo a perguntar-me se isto algum dia vai acabar. Qualquer que seja a resposta, acho que não me afecta muito e até confesso que acho divertido que uma série que estaria condenada ao habitual período de 2-3 anos, ainda por aqui ande. Esta fornada tem 8 conjuntos e mais um 4+ que na realidade faz parte da fornada anterior que eu analisei algures em Dezembro do ano passado. Este é o mais pequeno e por vezes isso não significa que ser o de menor interesse.

71768 Jay's Golden Dragon Motorbike (2)

A construção esteve a cargo do meu filho (7 anos) e como dá para perceber em algumas cenas do speedbuilding que está no vídeo no fim deste artigo, tive que ajudar em alguns detalhes. A maior parte das vezes isso aconteceu porque tinha alguma dificuldade em encaixar algumas peças mais “duras” e em algumas das secções que envolviam peças technic. No início do pequeno livro de 60 páginas temos um aviso a dizer que a LEGO está a substituir as embalagens de plástico por papel e que pode haver mistura dos dois tipos. Neste conjunto isso não acontece, continua a ser tudo de plástico. Nenhuma delas é numerada, portanto apenas temos uma fase de construção. Apesar do coração da mota ser essencialmente peças system, a colocação das rodas recorre a peças technic o que, a meu ver, empobrece tanto a experiência de construção como também a variedade de peças. Fora isso, a construção é vulgar com algumas pitadas de SNOT.

71768 Jay's Golden Dragon Motorbike (3)

O resultado é uma motorizada que está em linha com outras já lançadas pela LEGO neste e noutros temas. Gigante e com um aspecto bem agressivo. Apesar de ter alguns detalhes originais (cabeça que levanta e jantes especiais na roda traseira), a verdade é que nada surpreende.

71768 Jay's Golden Dragon Motorbike (4)

Em termos de jogabilidade, um grande bocejo para o evitável conflito entre os maus e bons.

Um ponto extra para as minifigs (o meu filho adorou-as) e principalmente para o bot que está mesmo engraçado.

As Peças 6/10 (algumas interessantes, mas muito technic)

A Construção 7/10 (fluída e variada, apesar de muitos passos technic)

O Desenho 7/10 (agressivo qb, mas sem inovar)

Jogabilidade 5/10 (nada de novo por estes lados)

71768 Jay's Golden Dragon Motorbike (5)

Um pequeno set de entrada para o tema que cumpre a sua função, sem brilhar e sem acrescentar nada de realmente novo ao panorama LEGO.

Conclusão 6/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:06

Review: LEGO 21329 Fender Stratocaster

por baixinho, em 11.05.22

21329 Fender Stratocaster (1)

Tema: Ideas

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 1074/-

Preço LEGO®: 100€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/21329-1/Fender-Stratocaster

 

Sou um grande apreciador de música e não me vejo sem ter uma banda sonora diária. O meu grupo preferido são os Pink Floyd, mas isso não me impediu de explorar imensos outros géneros e de sentir que ouço bastantes coisas diferentes. No entanto sou um leigo completo em termos de conhecimentos musicais, seja em teoria musical, seja em instrumentos. Sei que existem as Fender, as Stratocasters, as Telecasters, as Gibson Les Paul, etc e tal, mas apenas isso. Portanto, quando foi anunciado o lançamento deste set, o meu entusiasmo foi próximo do nulo. Mas sabendo que a minha filha adora guitarras eléctricas e que ficou entusiasmada com esta representação através de peças LEGO, lá tratei de arranjar este set para uma análise e depois decorar o quarto dela.

21329 Fender Stratocaster (3)

21329 Fender Stratocaster (4)

A primeira pergunta que me fiz foi: duas cores? Mas isso envolve a maior parte das peças da guitarra? A segunda foi: Amplificador? Acrescenta algo essencial ao modelo?

21329 Fender Stratocaster (5)

21329 Fender Stratocaster (6)

21329 Fender Stratocaster (7)

Temos várias peças exclusivas (a maior parte impressas) e incomuns o que até torna este conjunto interessante tendo em conta o seu PPP pouco acima dos 9 cêntimos. O destaque vai para a quantidade apreciável de peças (sejam plates, sejam bricks) que permitem o SNOT. No entanto, uma boa parte são pretas ou vermelhas, o que a meu ver diminui  interesse. Claro que a coisa não se esgota aí, já que temos slopes curvas, bricks básicos e uma cornucópia de peças pequenas que fazem deste conjunto um insuspeito pack de peças. Nada que me chame grandemente a atenção, mas não deixa de ter uma boa variedade e selecção de peças.

21329 Fender Stratocaster (8)

A construção é.. Diferente. Primeiro temos um pequeno suporte para a guitarra que é essencialmente composto por peças technic e que é tão rápido que facilmente nos esquecemos dele. Aliás, apenas ao reler este texto é que dei pela falta dele. Depois começamos pelo braço da guitarra espalhando a nossa construção invadindo o corpo com algumas peças brancas. Apenas depois disto é que vamos construir o corpo e onde temos que decidir qual vai ser a cor da guitarra. São duas as versões (vermelha e preta) e nas fases seguintes teremos que misturar peças que são comuns às duas e peças exclusivas de cada cor. Ou seja, isto significa que se um dia quisermos mudar a cor, seremos obrigados a desmontar uma boa parte da guitarra e voltar a montar tendo que utilizar várias peças novamente. Sinceramente não consigo entender esta opção!? A construção do corpo da guitarra envolve imenso SNOT, mas o que se destacou mais foi mesmo a colocação das cordas com uma solução bastante interessante e que até utiliza peças que mais tarde são retiradas e nunca mais utilizadas. Depois chegamos ao amplificador que, segundo a minha filha, também é da Fender. A experiência de construção decorre ao longo de quatro fases e pode ir do tédio de colocar 86 tiles 1x2 em grelha à entusiasmante construção de cada um dos transistores, válvulas e outros aparelhos electrónicos de antanho utilizando soluções bem originais. Pena que depois a maior parte destes detalhes fiquem escondidos. Por fim temos a construção do pedal cuja ligação ao amplificador é através de um tubo pneumático e o outro liga o amplificador à guitarra. Não achei esta solução nada elegante já que o tubo é bastante volumoso para a escala utilizada.

O resultado final é perfeitamente reconhecível e, posso afirmar até, bastante fiel. Apesar de até ter gostado de construir o amplificador, tenho a sensação que não acrescenta muito ao conjunto. Julgo que a solução ideal teria sido apenas a guitarra (com o suporte) em vermelho e mais tarde poderiam ter lançado a versão preta um pouco à semelhança com o que fizeram com o Fiat 500.

As Peças 7/10 (várias exclusivas, boa selecção, mas sem brilhar)

A Construção 8/10 (um pouco de tudo, momentos wow e momentos monótonos)

O Desenho 9/10 (realista qb)

Jogabilidade 9/10 (perfeita para colocar na estante de um qualquer admirador de guitarras)

21329 Fender Stratocaster (2)

É questionável a necessidade da presença do amplificador e da opção entre duas cores. No entanto, o modelo é bastante realista e proporciona uma experiência de construção agradável. Perfeita para o pessoal que adora guitarras!

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:46

Review: LEGO 60351 Rocket Launch Centre

por baixinho, em 06.05.22

60351 Rocket Launch Centre (01)

Tema: City

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 1010/7

Preço LEGO®: 140€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60351-1/Rocket-Launch-Centre

 

Peças brancas para fazer domos!! Brrrr…

Este é o conjunto da série que menos me chamou a atenção, talvez por se situar na Terra, talvez por aquele centro espacial não me convencer muito, talvez por aquele foguetão ser parecido com o editado em 2019 (de qualquer forma, todos os foguetões são parecidos.

60351 Rocket Launch Centre (02)

60351 Rocket Launch Centre (03)

Em termos de peças este conjunto segue em linha com os anteriores da série, ou seja, tem um PPP superior a 10 cêntimos, o que para mim é caro. Ok, temos muitas peças de grande dimensão e um bom punhado de exclusivas, mas mesmo assim os quase 14 cêntimos parecem-me exagerados. Além dos quartos de domo em branco, destaco as duas unidades dos cestos em branco, as duas fences 29165 em branco, os exclusivos 14 (!) andaimes em azul escuro e a variedade que me parece ter uma melhor distribuição peças básicas vs peças específicas que muitos sets do tema City. Por último devo referir que a presença da peça que emite luz não acrescenta nada ao conjunto. Um completo desperdício.

60351 Rocket Launch Centre (04)

60351 Rocket Launch Centre (05)

Surpreendentemente achei a construção agradável. Claro que haver secções bem diferentes ajudou à festa, mas penso que isso não foi a única característica que levou a essa minha impressão. As oito fases estão distribuídas ao longo de 4 (!) livros. O primeiro é dedicado ao pequeno todo terreno que vai abrir a tampa (não me vem à cabeça outra expressão) ao meteorito acabado de cair. A construção é agradável e o efeito é bem melhor do que eu estava à espera. Aquele veículo tem tudo para servir de base a coisas interessantes. No segundo livro montamos aquela espécie de garagem com um telescópio no topo. A montagem da parte inferior é sofrível, mas o telescópio já tem algumas coisas giras para ver. Pessoalmente achei que o conjunto poderia ter ficado muito melhor, mas reconheço que em termos de jogabilidade é satisfatório. Curiosamente aparece na capa deste livro de instruções um pequeno rover que apenas será construído na última secção do set. A terceira secção é uma espécie de sala de controle. É, de longe, o componente que menos me atraiu apesar de sentir que tem lógica ter sido incluído no set. Construção simples com um ou outro detalhe melhorzito, tem um gadget interessante mas que apenas funciona se aplicarmos os autocolantes, coisa que não faço. Por fim chegamos à plataforma de lançamento e respectivo foguetão. Pensava que a construção da plataforma iria ser entediante. Nada disso. Não é propriamente a construção de um modular, mas achei que para a idade indicada, proporciona um exercício interessante. Gostei da introdução de vários e simples gadgets que fazem com que uma estrutura que tinha tudo para ser estática, ganha-se algum dinamismo. Chegamos por fim ao foguetão. Não fiquei muito impressionado já que não foge muito àquilo que a LEGO nos ofereceu noutros conjuntos semelhantes. Aliás, ainda não é desta que a LEGO consegue fazer um foguetão que divida os vários andares de forma aceitável. De qualquer forma, é um bom brinquedo.

As Peças 8/10 (variedade de peças interessantes)

A Construção 8/10 (com alguns bons momentos sem se mostrar entediante)

O Desenho 7/10 (variada em termos de qualidade com bons detalhes e outros nem por isso)

Jogabilidade 9/10 (vários componentes que potenciam boas brincadeiras)

60351 Rocket Launch Centre (06)

60351 Rocket Launch Centre (07)

60351 Rocket Launch Centre (08)

O maior conjunto desta série é uma espécie de amálgama de pequenos componentes com níveis de qualidade variáveis. Gostei do topo do observatório, da plataforma de lançamento e do veículo todo o terreno. O resto é aceitável e complementa bem para um bom potencial de jogabilidade.

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:44

Review: LEGO 60350 Lunar Research Base

por baixinho, em 04.05.22

60350 Lunar Research Base (1)

Tema: City

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 786/6

Preço LEGO®: 100€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60350-1/Lunar-Research-Base

 

Peças transparentes para fazer domos!! Brrrr…

Este é o conjunto desta série de quatro em que as imagens mais me cativaram e não foi só pelo domo. O próprio formato da base chegou para isso!

60350 Lunar Research Base (2)

60350 Lunar Research Base (3)

Mas vamos com calma e comecemos pela construção. São sete as fases que se espalham por 3 livros de instruções de diferentes formatos. Na primeira temos a montagem dos astronautas, rover/bulldozer, drone terrestre de prospecção e pequena cratera com meteorito. A experiência de construção não é nada de relevante mas resulta num pequeno cenário interessante e fora do vulgar. Gostei da originalidade do rover/bulldozer já que não me lembro de ter visto algo assim da LEGO. Em termos de peças destaque imediato para 2440 que em branco não é nada vulgar. No vídeo, erradamente indiquei que a tinha quando era miúdo. Na verdade fazia parte de um set do meu irmão mais novo (esta ou uma peça semelhante) e as minhas recordações são de quando era adolescente e, por vezes, fazia construções para ele. Apesar de não achar grande piada à água (?) na lua e meteorito, adorei o detalhe do microorganismo que teve direito a impressão e não é um simples autocolante! Ena, que importância que a LEGO lhe deu! :D

60350 Lunar Research Base (4)

Na segunda fase temos uma pequena nave espacial de transporte entre a estação espacial e a superfície da Lua. Este é, provavelmente, o veículo da série toda que mais me provocou uma sensação agridoce. A verdade é que a nível estético está muito engraçado. Até gostei do detalhe da chama (chama no vácuo?) ser uma peça solta e o formato geral segue bastante de próximo alguns concepts arts que existem. No entanto a resistência da construção deixa muito a desejar. As antenas parabólicas estão sempre a saltar fora. Eu sei que a utilização barra 2L (78258) em branco é sempre bem vinda, mas neste caso acho que poderiam ter utilizado uma solução mais resistente. As pernas também mal se aguentam e a verdade é que a nave só fica estável quando assenta nos cones de exaustão dos motores. Por fim e aquilo que eu achei mais intrigante. A forma como a cápsula frontal encaixa no corpo a nave (através de pins), indica que seria destacável. Não o é e nem é aconselhável fazê-lo, já que vai desmontar algumas peças que fazem com que a nave facilmente descambe em pedaços mais pequenos. Fora isso, a montagem é interessante, o resultado a nível estético é muito bom e a jogabilidade apenas é afectada pelos problemas que referi acima.

60350 Lunar Research Base (5)

Chegamos então ao último livro que compreende as cinco fases da construção da base lunar propriamente dita. O alinhamento é esquisito. Começamos pelo centro, continuamos com o centro, depois vamos para o módulo da direita, depois para o da esquerda com a manga de acoplagem ao rover e só no fim é que chegamos ao domo. Parece que a própria LEGO quis deixar o melhor para o fim :D. A construção da base tem muito de “empilhar peças”, mas também vários detalhes interessantes, o que faz com que não seja nada monótona. Pessoalmente gostei da forma como conseguiram colocar os módulos na diagonal, da forma como a manga sobre e desce (apesar das falhas na estrutura) e de todo o domo transparente. Isto fez com que a distribuição de peças entre básicas e específicas seja muito interessante, já que olho para as peças e vejo que vão ser muito úteis no meu tipo de construção. Além das peças de domo (será que não me canso de falar delas?), destaque para a antiga antena parabólica, para as escotilhas em branco, quantidade de tiles interessantes e para aquelas garras que o drone transporta. Última nota para os módulos que seguem um formato muito semelhante aos que existem no set 60227 Lunar Space Station, apesar de não serem exactamente do mesmo tamanho (o que é uma pena). Em termos de jogabilidade, a base é um poço de potencial e com o bónus de se poder ligar o rover do 60348.

As Peças 9/10 (domos transparentes acompanhados de um sortido interessante de peças)

A Construção 8/10 (agradável, mas sem brilhar)

O Desenho 9/10 (sci-fi qb)

Jogabilidade 10/10 (o tipo de jogabilidade que eu aprecio, sem conflito e mesmo assim empolgante)

60350 Lunar Research Base (6)

Fora a falha da fragilidade da pequena nave espacial, este é um conjunto perfeito para crianças que sonham com a exploração espacial. Tem uma boa distribuição entre peças básicas (mais) e peças específicas (menos), tem várias peças cativantes, a experiência de construção é agradável e o resultado final é, esteticamente, muito bom. Por fim, tem a capacidade de potenciar brincadeiras interessantes sem recorrer ao mais batido (e questionável) conflito. 

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:38

Review: LEGO 60349 Lunar Space Station

por baixinho, em 02.05.22

60349 Lunar Space Station (1)

Tema: City

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 500/5

Preço LEGO®: 60€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60349-1/Lunar-Space-Station

 

Eu sei que as estações espaciais podem assumir formas estranhas. Mas acho que nesta tentaram ficar a meio caminho de algo assimétrico e estacionário e as formas gerais de uma nave espacial, o que resultou em algo pior que estranho, feio.

60349 Lunar Space Station (2)

Bem, já deu para ver que à semelhança do conjunto anterior da série, o 60348, não vou muito à bola com este set em termos estéticos. Mas será que vale a pena se tivermos em conta outros critérios?

60349 Lunar Space Station (3)

O meu filho teve a tarefa de construir quatro das cinco fases e apesar de um detalhe ou outro, não foi tão estimulante como a do rover. Primeiro temos a cápsula que apesar de ter um exterior giro, o interior parece-me um pouco vazio. A segunda e terceira fases são dedicadas à construção do módulo gigante com grandes janelas (?) e uma forma meio arredondada. Não sei se era essa a intenção, mas acho que não foi bem conseguida. A construção é básica e fiquei com a sensação que apesar do esforço, resulta num espaço monótono. O interior é simples, talvez demasiado simples. Para a quarta fase temos a construção de alguns detalhes do módulo anterior (braço e antena) e a construção do módulo central que alberga o espaço para a colocação do meteorito. Nesta fase fez-me lembrar que continuo a achar que a introdução do azul escuro apenas causa ruído ao esquema de cores desta série. Na última fase temos a construção do módulo que suporta os painéis solares, uma espécie de drone espacial e uns.. Thrusters? Mas para que raios querem que a estação espacial tenha motores daquele tamanho? Se é uma estação espacial, a ideia é ela ficar no mesmo lugar e apenas ter uns pequenos escapes para se manter no lugar e não parecer uma nave espacial. Nope, não gostei. Como também não consigo gostar dos suportes dos dois últimos módulos.

60349 Lunar Space Station (4)

No entanto, como aconteceu com o rover, se em termos de design a estação espacial é um desastre, a jogabilidade é interessante. Temos 5 minifigs (ainda me pergunto como cabem todas lá dentro), temos uma cápsula para fazer viagens, temos uma zona habitável relativamente composta, temos um meteorito que é possível apanhar em pleno voo, colocá-lo no interior e estudá-lo, por fim temos um drone que parece que ativa os painéis solares. Sim, recuso-me a falar dos motores espaciais de uma pretensa estação espacial.

60349 Lunar Space Station (5)

Quanto a peças a sensação é agridoce. Temos uma distribuição de peças interessante com uma variedade relativamente forte de peças básicas. Temos algumas peças que merecem destaque, como os painéis solares impressos, as 8 unidades da canópia em azul claro transparente e as peças que compõem a cápsula que me parecem ter algum potencial apesar de serem sempre uma “mono-peça”. Não vou falar da banana nem do PPP.

As Peças 7/10 (variedade interessante mas algo cara)

A Construção 7/10 (cumpre sem causar experiência interessante)

O Desenho 4/10 (para mim o ponto mais fraco deste conjunto)

Jogabilidade 8/10 (bom potencial de brincadeira séria)

60349 Lunar Space Station (6)

60349 Lunar Space Station (7)

Pessoalmente considero este conjunto um desastre em termos estéticos, no entanto cumpre todos os requisitos para ser um bom conjunto em termos de jogabilidade. Gostei particularmente por potenciar uma brincadeira sem recorrer ao conflito.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:17

Review: LEGO 60348 Lunar Roving Vehicle

por baixinho, em 27.04.22

60348 Lunar Roving Vehicle (1)

Tema: City

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 275/3

Preço LEGO®: 30€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60348-1/Lunar-Roving-Vehicle



Estou a gostar que a LEGO ciclicamente volte ao espaço dentro do tema City. Não é a mesma coisa que um tema espacial puro e duro, mas não deixa de ser uma aproximação ao tema e que até tem alguns laivos de “científico”.

60348 Lunar Roving Vehicle (2)

Este rover é o primeiro da série de quatro conjuntos que foram lançados em Março deste ano. Aparentemente é mais simples do que saiu na Creator em 2020 (31107 Space Rover Explorer) mas isso não diminui o interesse que tinha nele. Aliás, há um detalhe que aparece na caixa que o colocou no meu radar instantaneamente. A possibilidade de se ligar através da escotilha a outro set do tema!

60348 Lunar Roving Vehicle (3)

Em termos de peças não é propriamente um achado. O PPP situa-se em quase 11 cêntimos, o que me parece exagerado para um set não licenciado e que, por cima, não tem peças raras que sejam particularmente interessantes. Destaco a presença de duas unidades da 35191 em branco (que irá aparecer mais vezes nesta série), dos minifigs e respectivos acessórios e de duas unidades da 65617 em LBG. A distribuição de peças não é a óptima (mais peças específicas do que básicas), mas é de salientar que fora as peças technic, a grande maior parte são úteis.

60348 Lunar Roving Vehicle (4)

A construção desenrola-se ao longo de 3 fases. Primeiro dedica-mo-nos às minifiguras, cratera e rocha/meteorito/whatever pejada de cristais azuis que provavelmente são água num estado qualquer. Construção simples sem nada que destacar. Devo referir que a mochila agora é composta por peças (relativamente básicas) o que dá um aspecto mais blocky aos astronautas. É bom pela versatilidade das peças, mas ao mesmo tempo fica aquém de algumas soluções que a LEGO nos deu no passado. A segunda fase ocupa-se da construção da parte central do veículo. Algo que até poderia ser insosso, na verdade tem algumas particularidades que tornam a construção divertida. Primeiro há que referir que o interior do veículo está dividido em duas secções, presumo que uma com atmosfera e outra sem atmosfera para transporte dos astronautas equipados. Segundo, há algumas técnicas nada convencionais em conjuntos para esta faixa etária. Utilização de barra+clip para virar ao contrário peças e a utilização de peças em SNOT para virar duas vezes a linha de studs. Até o meu filho reparou nisso! A última fase é dedicada ao topo, rodas e outros acessórios, o que faz com que a construção seja bem variada se excluirmos a montagem dos 6 rodados duplos.

60348 Lunar Roving Vehicle (5)

O design é, não consigo exprimir melhor, confuso. Não sei se é a presença de várias cores (questiono a necessidade do azul escuro) ou mesmo as superfícies que variam muito ao longo de todo o veículo. Além disso, temos aqueles windscreens que, sinceramente, não nos consegue levar para paisagens lunares mas sim para uns estaleiros quaisquer aqui bem na Terra. Ou seja, esteticamente este rover não me convenceu apesar…

60348 Lunar Roving Vehicle (6)

Apesar de ter tudo para ser interessante em termos de brincadeira e, acima de tudo, estar bem próximo daquilo que poderá ser um rover de exploração na superfície lunar. Tem um compartimento pressurizado bem equipado, as rodas permitem movimentos giros (yeps), temos secção para levar os astronautas e um base atrás para levar as rochas para análise na base. Claro que fico intrigado como se acede a estas duas coisas. :)

As Peças 6/10 (variedade interessante mas algo cara)

A Construção 8/10 (agradável)

O Desenho 5/10 (confuso e com algumas opções estéticas questionáveis)

Jogabilidade 9/10 (imensas possibilidades)

60348 Lunar Roving Vehicle (7)

O set mais pequeno desta série é excelente em termos de jogabilidade e aproximação à ciência por detrás desta aventura, mas desilude em termos estéticos com um formato e esquema de cores confusos.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:28

Review: LEGO 10297 Boutique Hotel

por baixinho, em 24.04.22

10297 Boutique Hotel (01)

Tema: Creator Expert

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 3066/7

Preço LEGO®: 200€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/10297-1/Boutique-Hotel

 

Para começar declaro desde já que vou avaliar este conjunto com um 10 em 10.

Porque é que isso acontece? Simples, adorei tudo neste set. Noto que todo este entusiasmo não é algo que seja vulgar num velho com mais de 22 anos de hobby. Mas então o que justifica todo este interesse?

10297 Boutique Hotel (02)

Podemos começar pelas peças. O PPP é baixo mas o mais importante nem é isso (e por isso nem o quantifico), mas sim uma distribuição do melhor que há. Temos um grande volume de peças básicas e onde muitas delas estão em cores incomuns ou mesmo raras; temos peças incomuns e outras bastante recentes; temos peças com impressões muito interessantes e, por fim, temos algumas peças em cores novas. Por falar em cores novas, o light nougat (no vídeo refiro como flesh) chega às peças normais e de que forma. Este conjunto traz nada mais nada menos que 14 tipos de peças diferentes nesta cor, sendo que a maior parte delas são básicas e 8 delas exclusivas. Ou seja, já temos uma variedade de peças interessante para possibilitar a construção de alguma coisa. Destaco a quantidade de peças em dark orange, medium nougat, tan, dark tan, castanho, sand green, entre outras. Tudo cores interessantes.

10297 Boutique Hotel (03)

As sete minifigs são exclusivas e, como é hábito, não teço grandes comentários sobre elas.

10297 Boutique Hotel (04)

As catorze fases da construção desenrolam-se ao longo das 396 páginas de um livro de instruções com as dimensões próximas do A4. Fiquei intrigado por ser de abertura horizontal, mas depois verifiquei que não é o primeiro assim. O início é ocupado com os tradicionais textos e fotos onde o mote são o décimo-quinto aniversário da série. Uma foto dos sets em conjunto com os autores é, provavelmente, o ponto alto desta introdução. De notar também a presença de algumas curiosidades que aparecem em algumas páginas e em que nos são explicadas através de pequenos textos e que muitas vezes remetem para outros conjuntos da série. A construção começa, como não poderia deixar de ser, pelo assentamento de tiles e construção do rés-do-chão tanto do hotel como da pequena galeria de arte. O grande destaque nas sete fases que levam a construir o rés-do-chão vai para a forma como são conseguidas as secções diagonais e que irão acompanhar a construção inteira. Relembro que, como é habitual neste tema, a montagem mais monótona das paredes e de outros detalhes que requerem bastantes repetições, é sempre intercalada pela construção de um móvel ou um detalhe mais interessante, o que evita que a tarefa se torne chata.

10297 Boutique Hotel (05)

As três fases que ocupam a construção do primeiro andar já pareceram ser mais rápidas. As paredes interiores utilizam bricks com 5 de altura, coisa que, confesso, não me agradou muito. Aqui também apercebi que este edifício tem 3 frentes detalhadas. As traseiras que mal se vêm tiveram direito a um tratamento semelhante às duas fachadas viradas para a rua, o que acrescenta um valor enorme ao conjunto!

10297 Boutique Hotel (06)

As três fases seguintes ocupam-se do segundo andar (águas furtadas?) que compõem a suite do hotel e que, como é hábito, acrescenta mais uma forma de fazer telhados ao repertório do tema. A décima-quarta e última fase, que se ocupa do terraço, tinha tudo para passar despercebida não fosse aquele pináculo que utiliza uma técnica engraçada para completar o efeito de “domo”.

10297 Boutique Hotel (07)

Por fim devo referir que aconselho vivamente a construir esta preciosidade ao longo de vários dias para assim saborear com calma todos os detalhes e técnicas utilizadas. Eu demorei cerca de 5 horas espalhadas ao longo de uma semana porque estava com alguma pressa (tenho vários reviews na calha) e senti que poderia ter apreciado melhor a experiência se o tivesse feito com mais calma.

10297 Boutique Hotel (08)

O design é simplesmente soberbo. Não sou muito entendido em relação a estilos de arquitectura, mas o sabor europeu do início do século XX está bem presente em vários detalhes do edifício principal. Já a galeria, recheada de obras de arte interessantíssimas, tem um estilo mais tardio (diria anos 50 ou 60), o que indica que o hotel é na verdade já algo antigo na época que é retratado. No entanto, já sou mais entendido em algumas características quanto ao estilo de construção LEGO. Adoro a existência de três fachadas, algo que é raro nestes conjuntos. Gosto imenso da utilização de diagonais e acho o jogo de cores belíssimo. Fiquei surpreso por serem utilizadas tantas cores sem causar confusão. Apesar do edifício ser relativamente baixo, a quantidade de pormenores faz com que haja sempre para onde olhar.

10297 Boutique Hotel (09)

Fica imensamente bem ao lado dos modulares, claro que devido ao estilo arquitectónico é capaz de emparelhar melhor com alguns. Além de ser um dos melhores modulares de todos os tempos a nível estético, acho que as peças que o compõem são um excelente ponto de partida para outras criações.

As Peças 10/10 (excelente variedade com uma boa proporção entre peças básicas e específicas)

A Construção 10/10 (quase 400 páginas de deleite)

O Desenho 10/10 (genialmente bonito e com uma formato original)

Jogabilidade 10/10 (a série dos modulares ainda fica melhor com este set)

10297 Boutique Hotel (10)

10297 Boutique Hotel (11)

10297 Boutique Hotel (12)

Para os AFOLs este é um set obrigatório. Peças novas com fartura, uma experiência de construção recheada de pontos muito interessantes como as paredes diagonais e um design que já é um clássico. Este set também pode ser uma prenda ideal para aquele amigo que nós queremos mostrar que este hobby é muito mais do que aparenta!

Conclusão 10/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:16

Review: LEGO 10311 Orchid

por baixinho, em 20.04.22

10311 Orchid (1)

Tema: Creator Expert - Botanical Collection

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 608/-

Preço LEGO®: 50

Link Brickset: https://brickset.com/sets/10311-1/Orchid

 

Depois de ter montado os cactos (10309 Succulents), virei-me para o restante set desta linha, as orquídeas. Set que tinha tudo para não me cair nas boas graças, já que é bem evidente que utiliza peças technic q.b., que a maior parte das peças são demasiado específicas e que em termos de técnicas não me parece grande coisa. Será que fiquei com estas impressões no fim?

10311 Orchid (2)

Em termos de peças sabe a algo agridoce, já que é evidente que a maior parte das peças technic são inúteis (nem todas, já que há algumas que dão bastante jeito, como os eixos 32L) e há uma porrada de peças que são demasiado específicas para terem qualquer utilidade além da evidente (sim, estou a falar da cabeça do Demogorgon transformada em flor). No entanto há várias peças que se apresentam em cores esquisitas que são atraentes e que me parecem ter grande potencial. Olho assim para os garfos e escudos ovais em branco, mas também para as plates 2x4 em sand blue e para as peças que compõem as folhas. 

10311 Orchid (3)

A construção é dividida em 4 fases. Começamos pelo interior do vaso que utiliza uma estrutura semelhante a um set da linha Harry Potter (fiquei a saber pelo próprio livro de instruções) e que basicamente é composta por peças technic. Na segunda fase terminamos o vaso recorrendo a apenas duas páginas, mas que na verdade estamos a repetir o mesmo passo num número insano de vezes. O que vale é que é rápido e simples, o que faz com que não chegue a ser propriamente uma seca. A terceira fase limita-se à construção dos verdes. Caule, folhas e também o suporte “metálico” que aguenta com o peso das flores (isto na versão real, claro). Apesar de haver várias nuances nos diferentes ramos/caules, a verdade é que é tudo muito parecido e que faz perder o entusiasmo até nos apercebermos que a estrutura está a ganhar uma altura bastante considerável. Aí é que passamos para a última fase e que é o verdadeiro coroar do set. As orquídeas estão bestiais na sua forma de construção e no seu efeito final, o que nos faz esquecer que temos que fazer várias completamente iguais! Uma das técnicas utilizadas (vou apenas indicar que garfo+escudo+clip=pétala pequena) é provavelmente a coisa mais inesperada que vi num set LEGO nos últimos anos. Quase que vale a pena comprar este conjunto apenas para ter a experiência de construir isto :). Por fim coloca-se a terra (ou casca de pinheiro) no vaso que de forma solta criam um efeito muito bom.

10311 Orchid (4)

Como já estava a indicar nos parágrafos anteriores. O efeito final é muito, mas muito bom. Não sou propriamente especialista ou sequer entusiasta de flores, mas tenho mesmo que referir que estamos perante um dos conjuntos mais bem conseguidos dos últimos tempos em termos de design, mesmo tendo em conta a genialidade de muitos sets que a LEGO editou em anos recentes.

10311 Orchid (5)

Jogabilidade, é pá, isto é mesmo para ficar quietinho numa prateleira lá em casa ou mesmo receber a honra de ocupar um centro de mesa!

As Peças 7/10 (algumas peças em cores interessantes, mas também muita palha)

A Construção 7/10 (ligeira durante ¾ do tempo, entusiasmante na recta final)

O Desenho 10/10 (bestialmente realista e com uma presença espectacular)

Jogabilidade 8/10 (cumpre o efeito decorativo)

10311 Orchid (7)

10311 Orchid (8)

A LEGO continua a surpreender na variedade de conjuntos para adultos. Este conjunto pode não ser o mais indicado para AFOLs, mas possui um design arrojado e ao mesmo tempo ultra-realista. O efeito final é soberbo.

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:18

Review: LEGO 10309 Succulents

por baixinho, em 19.04.22

10309 Succulents (1)

Tema: Creator Expert - Botanical Collection

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 771/-

Preço LEGO®: 50€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/10309-1/Succulents

 

No ano passado a LEGO surpreendeu com uma colecção inesperada relacionada com a botânica. Se eu acho que a tarefa de representar animais com peças LEGO é uma tarefa difícil, a representação (satisfatória) de plantas pode parecer não ser tão complexa, mas mesmo assim não é para todos. Dos três conjuntos que já saíram, analisei o 10281 Bonsai e posso dizer que gostei muito. Não analisei os outros dois porque, confesso, não são da minha área de interesse. O mesmo posso dizer deste Succulents e também das Orquídeas que vão ser objecto de análise já a seguir. Será que vou mudar de opinião e seguir com mais interesse esta série?

No momento que escrevo estas palavras não está disponível o inventário de peças no Brickset, ferramenta que utilizo para saber se existem peças exclusivas, etc e tal. No entanto apesar de não ter reparado em nenhuma peça nova em relação ao molde utilizado, não é difícil de perceber que temos várias iterações cor/peça que são novidade com este conjunto. Mas o set não vive apenas dessas peças em cores esquisitas, temos muitas peças básicas (apesar de não saber bem o que fazer com 72 unidades do brick 1x2 com buraco para o eixo technic) e também cores interessantes onde dominam vários tons de verde e cores mais garridas como o coral e o dark red. Das várias peças, destaco a presença das 20 unidades da 6382575 e destaco também mas desta vez negativamente a presença desnecessária a presença de 6 unidades da 6103643.

10309 Succulents (3)

Na caixa aparece no canto inferior direito uma indicação que dá para 1 a 3 jogadores.. Perdão, construtores. Pelo que percebi, esta é uma nova forma da LEGO indicar que os seus produtos podem proporcionar experiências de grupo. Claro que para já ainda não aparece o que deverá ser mais vulgar, 1 construtor. Esta faceta dos 3 construtores é possível não só pela natureza do conjunto mas também pela divisão das instruções em 3 livros que abarcam construções que são completamente independentes. Sim, até poderiam ser construídas em diferentes ordens. Curiosamente, estas três secções são divididas por sua vez em 3 vasos também completamente independentes.

Como calculam a construção destes nove vasos tem sempre uma base semelhante e que ao fim do terceiro já era construída de cor. No entanto, os cactos propriamente ditos são todos suficientemente diferentes para tornar a experiência de construção muito variada e cativante. É exactamente isso que adorei neste conjunto, foram 9 pequenos exercícios de construção, uns mais simples, outros mais intrincados, mas todos com o seu interesse.

10309 Succulents (2)

Tudo resulta num conjunto agradável e, admito, estranhamente bonito. Posso não ser a melhor pessoa para apreciar flores e os seus derivados, mas este conjunto resulta bem e aposto que algumas pessoas até irão preferir utilizá-lo em vez de um conjunto de cactos verdadeiros (pessoalmente prefiro sempre o natural).

 

As Peças 7/10 (pack de peças em cores esquisitas)

A Construção 9/10 (conjunto agradável de pequenas experiências)

O Desenho 9/10 (diferentes modelos que resultam bem juntos)

Jogabilidade 8/10 (decorativo qb)

10309 Succulents (4)

É sem dúvida alguma uma agradável surpresa e que torna a colecção botânica mais interessante. Construção rápida e interessante com um efeito muito mais giro que muitas naves espaciais que andam por aí. E eu adoro naves espaciais!!

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:19

Review: LEGO 76900 Koenigsegg Jesko

por baixinho, em 29.03.22

76900 Koenigsegg Jesko (1)

Tema: Speed Champions

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs:280/1

Preço LEGO®: 20€ 

Link Brickset: https://brickset.com/sets/76900-1/Koenigsegg-Jesko

 

Desde que a LEGO decidiu aumentar a escala dos Speed Champions de 6-wide para 8-wide, que este tema tem sido um manancial de técnicas avançadas em forma condensada. Nunca tinha ouvido falar da Koenigsegg (yeps, percebo pouco de automóveis) e fiquei curioso com o set. Será que aguenta a responsabilidade de manter a grande qualidade destes sets?

76900 Koenigsegg Jesko (2)

Em termos de peças sim. São mais que as mães (de Bragança?) e, apesar de serem pequenas na sua grande maior parte, são quase todas relativamente fáceis de utilizar. Ok, temos algumas específicas, mas a quantidade delas até não é exagerada tendo em conta o tipo de conjunto que temos em mãos. Por isso o preço por peça fica nuns atractivos 8,1 cêntimos apesar de termos que pensar que muitas delas são pequenas. Fora a faca (?) de talhante em verde lima, as peças exclusivas são as impressas da canópia, minifig e da minúscula lateral de uma plate 1x1. Nada que seja propriamente indispensável. No vídeo de unboxing fico admirado com os pneus estarem incrustados nas jantes, mas já verifiquei e já tinha visto igual noutros sets. Devo estar a ficar lélé.

76900 Koenigsegg Jesko (3)

A construção é dividida em duas fases ao longo da maior parte da 80 páginas do livro de instruções. Como é habitual nestes conjuntos, temos direito a todo malabarismo de peças possibilitado pelo SNOT. Gostei particularmente da forma como parte das secções traseiras estão, numa primeira fase, apenas seguras por um stud e mais tarde ficam mais firmes com recurso a outros studs que são colocados. Confusos? Construam que vale a pena! :)

76900 Koenigsegg Jesko (5)

O desenho segue, de forma possível, bastante bem o desenho do original. No entanto ainda olho com algum desconforto os studs visíveis no capot. Não estou a ver a melhor solução, mas mesmo assim.. Já os studs entre eixos que ficam a apontar para baixo, já são mais fáceis de ignorar apesar de criarem um efeito deveras esquisito.

A jogabilidade é a esperada. Temos um modelo que ficará bem nas prateleiras dos apreciadores (mesmo sem autocolantes) e que qualquer criança poderá utilizar como brinquedo. Apesar de para este caso achar que ficará melhor servida com um conjunto mais simples como o 60256. As peças podem não servir para grande coisa se estiverem isoladas, no entanto reforçam bastante bem qualquer stock.

As Peças 8/10 (muitas peças pequenas para todos os gostos)

A Construção 9/10 (experiência gratificante de forma condensada)

O Desenho 8/10 (excelente para aquela escala, mas aqueles studs…)

Jogabilidade 8/10 (coleccionismo e alguma brincadeira)

76900 Koenigsegg Jesko (4)

Este vem com a marca Speed Champions em todo o lado. Qualidade de construção de forma condensada e um modelo giro para expor.

Conclusão 8/10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:09

Review: LEGO 40527 Easter Chicks

por baixinho, em 20.03.22

40527 (3)

Tema: Seasonal

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: ??/-

Preço LEGO®: GWP

Link Brickset: https://brickset.com/sets/40527-1

 

Basicamente há dois tipos de GWP (gift with purchase - prenda com compra). Os que enlouquecem os AFOLs que por norma esgotam em pouco tempo e depois vendem-se a preços absurdos e os que passam despercebidos juntos a essa comunidade. Este Easter Chicks faz claramente parte do segundo lote :)

40527 (5)

Mas como não enlouqueço com tudo o que a LEGO faz para AFOLs, também poderia ficar entusiasmado com algumas coisitas que são lançadas a pensar nos mais novos. Isso acontece várias vezes e vamos então ver se acontece com estes pintainhos da Páscoa.

40527 (4)

A caixa é relativamente volumosa para aquilo que se espera do set, mas mesmo assim ao abrir fiquei admirado com a quantidade de sacas (5) e livros (2) presentes no interior.  O primeiro livro é dedicado aos pintainhos onde cada um corresponde a uma fase. A construção envolve algum SNOT básico e apesar de algumas diferenças, é muito semelhante entre as duas aves. A construção do ovo envolve duas fases, uma para a parte inferior e a seguinte para a parte superior. Em ambas fases temos que construir as quatro faces do ovo que são iguais, mas como são relativamente pequenas, não chega a ser monótono. É engraçado verificar que alguns passos de ambas as partes envolve construir com o modelo de pernas para o ar. Por fim temos a quinta fase onde temos um bom punhado de quartos de pizza para decorar a parte superior do ovo. Pessoalmente achei esta tarefa muito monótona e se a linha Dots baseia-se nisto, dispenso-a.

O resultado é giro, fofo e resulta bem como uma pequena decoração festiva. Não é pretensioso a nível de técnicas e até mesmo de peças especiais (apesar de achar que existem ali algumas que são bastante incomuns). Gosto do esquema de cores suave e penso que é esse detalhe que faz com que este set seja interessante a nível de peças. Isso e a quantidade de bricks para SNOT.

As Peças 7/10 (peças em cores interessantes)

A Construção 7/10 (alguns passos repetidos, mas no geral é agradável)

O Desenho 8/10 (agradavelmente alusivo à páscoa)

Jogabilidade 6/10 (decorativo qb)

40527 (2)

É uma pequena prenda despretensiosa que cumpre bastante bem a função. Poderá não ser propriamente inesquecível, mas proporciona uma construção agradável e o resultado tem um efeito decorativo interessante.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:02

Review: LEGO 60322 Race Car

por baixinho, em 16.03.22

60322 Race Car (1)

Tema: City

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 46/2

Preço LEGO®: 10€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60322-1/Race-Car

 

Os conjuntos 4+ não costumam ter muita sorte nas minhas análises. Será que este se safa?

A verdade é que a minha reacção ao conjunto não foi a melhor e isso ficou bem evidente no vídeo de unboxing e speedbuilding que se encontra no final deste artigo. 

60322 Race Car (2)

Primeiro temos as peças. Mais de 20 cêntimos de PPP não é agradável, mas acho que mais do que isso é a questão que a grande maior parte das peças são completamente inúteis nas mãos de uma criança de 4 ou 5 anos. Não há um único brick básico, a peça base de qualquer construção de uma criança com aquela idade. Isso faz-me olhar para este conjunto e não vê-lo como um jogo de construção.. Mas sim um brinquedo que tem que ser construído. Algo como um Playmobil que se constrói e depois não se pode desfazer porque arriscamo-nos a ficar com uma mão cheia de nada. Este conjunto é isso!

Sim, temos algumas peças interessantes para AFOLs como aquela plate 2x3 with holder em laranja (65886), o troféu e o arco branco, mas isso não vale nem um décimo do preço deste conjunto.

60322 Race Car (3)

Nem falo muito dos dois minifigs que parecem que saíram da mesma fornada (serão irmãos?) e rapidamente caem no esquecimento de qualquer pessoa.

60322 Race Car (4)

O livro de instruções é algo que pessoalmente acho que roça o absurdo. Se antes o pessoal se queixava de se colocar apenas uma peça em alguns passos, neste isso acontece mas com agravante que cada passo ocupa duas páginas. Sim, leram bem. Duas páginas. Numa aparece umas mãozinhas com as peças que são necessárias (duas mãos que apenas criam ruído) e depois na página seguinte a colocação da página. São várias vezes que duas páginas são gastas apenas com uma peça! Isto não parece nada sustentável… O número do passo desapareceu dando lugar apenas à barra de progressão na parte inferior. A numeração das páginas mantêm-se, felizmente. Ahh, quando são múltiplas unidades de uma mesma peça, já não aparece o “2x”, mas sim a imagem repetida 2 vezes. Não sei até que ponto isso facilita, mas pronto.

60322 Race Car (5)

O design é miserável. A busca de ter algo moderno e com curvas suaves fez com que o modelo ficasse vazio. O espaço que o minifig tem é tanto que arrisco a dizer que parece que está numa banheira gigante.

A jogabilidade é a esperada de um brinquedo qualquer que representa um carrinho. Como brinquedo de construção é zero

As Peças 3/10 (peças caras e, na maior parte, inúteis para os mais novos)

A Construção 4/10 (colocam-se umas peças…)

O Desenho 2/10 (aquilo é um fórmula 1?)

Jogabilidade 4/10 (empurra-se e anda)

60322 Race Car (6)

Se um miúdo tem o azar de receber este set como o primeiro LEGO, vai ter uma noção completamente errada do que deve de ser um brinquedo de construção.

Não avalio com um 1 porque quer queiramos quer não, o material continua a ter uma qualidade excelente.. No que toca a design e potencial de brinquedo de construção, não vale nada.

Conclusão 3/10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:57

Review: LEGO 60323 Stunt Plane

por baixinho, em 14.03.22

60323 Stunt Plane (2)

Tema: City

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 59/1

Preço LEGO®: 10€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60323-1/Stunt-Plane

 

Depois de quase dois meses sem fazer uma review, volto à carga. O set escolhido para este regresso foi um pequenino Stunt Plane, um conjunto City deste ano e que representa um veículo que a LEGO gosta de periodicamente visitar, os aviões de acrobacias. Conjunto que está situado na recente faixa City de 10 euros onde temos sempre um pequeno veículo acompanhado por uma ou duas minifigs.

Este conjunto possui apenas 59 peças (yeps, mais ou menos 17 cêntimos a peça) mas que depois a sensação de susto pode ser diminuída quando pensamos que tem a presença de várias peças em dark azure, sendo algumas delas exclusivas. Ok, estas até nem são nada demais e até passamos bem sem elas nesta cor. As asas em vermelho são novidade (na verdade, meia novidade já que haviam vermelhas na versão anterior desta peça) e podem ser consideradas as peças mais interessantes do conjunto. Realce também para a canópia, a double cheese impressa e a roda dianteira de molde único (pneu+jante). 

A minifig é exclusiva mas fora o capacete+visor, acho que não tem grande interesse.

60323 Stunt Plane (3)

O livro de instruções tem 44 páginas e devo referir que fiquei espantado por utilizar um grafismo e paradigma semelhante aos Monkie Kid do ano passado. Barra de progressão na parte inferior e arte de destaque para secções terminadas. A construção é linear e sem qualquer ponto que consiga destacar.

60323 Stunt Plane (4)

O resultado final é um pequeno avião que visualmente é bastante interessante. Gosto particularmente que tenha um aspecto que facilmente poderia ser encaixado na linha de sets que a LEGO lançou no final dos anos 80, início dos anos 90. Achei bestial o detalhe das cheeses trans-smoke que dão a sensação que é uma continuação do cockpit. Estranhei a ausência de uma entrada de ar proeminente e devo também referir que o esquema de cores é muito semelhante à anterior reencarnação deste veículo, o 60177 Airshow Jet.

60323 Stunt Plane (5)

Não se pode pedir muito mais a este set quanto à jogabilidade. Apela a uns bons voos acrobáticos e as peças até se podem mostrar úteis noutras construções.  

 

As Peças 6/10 (peças interessantes mas caras)

A Construção 6/10 (sem surpresas)

O Desenho 8/10 (cumpre na perfeição mas sem brilhar )

Jogabilidade 9/10 (swoosh!)

60323 Stunt Plane (1)

É um pequeno conjunto LEGO simpático que resulta num avião pronto para várias aventuras. É um pouco caro se tivermos em atenção às peças, mas este detalhe tem tudo para piorar nos próximos tempos.

Conclusão 7/10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:20

Review: LEGO 21332 The Globe

por baixinho, em 18.01.22

21332 The Globe (01)

Tema: Ideas

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 2585/-

Preço LEGO®: 200€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/21332-1/The-Globe

 

Mal recebi a caixa fui dar uma vista de olhos ao projecto original (ver aqui) e fiquei agradavelmente admirado pela qualidade da proposta. Já não me lembrava muito bem como era e ao analisar as várias imagens, gostei do que vi e fiquei contente por a LEGO ter respeitado várias das principais características do projecto do Disneybrick55. 

21332 The Globe (02)

No momento em que escrevo estas palavras ainda não tenho confirmação oficial quanto ao preço de venda ao público deste set. Mas a verdade é que em termos de peças há vários detalhes com que fazem que seja uma compra interessante. Claro que poderia referir a existência de 32 unidades das plates 1x5 em preto, mas julgo que rapidamente se vão tornar vulgares para lhe dar muita importância agora. Dou mais importância à variedade de peças castanhas (sim, salivei com tiles e slopes curvas), às plates wedges de várias formas e cores (incluindo várias 6x2), tiles cortadas, n plates 6x6 azuis escuras, peças em dourado metálico entre outras peças nada comuns. De destacar as peças gravadas que apesar de bem temáticas, julgo que facilmente poderão ser encaixadas em MOCs. Claro que há uma catrefada apreciável de peças Technic e muita delas repetidas até à exaustão, mas dá para perceber que não havia grande coisa a fazer para termos um globo como deve de ser.

21332 The Globe (05)

O livro de instruções tem 232 páginas e as primeiras, como habitualmente, são dedicadas a uma introdução aos globos terrestres, referência ao autor original, designers da LEGO e, por fim, um artigo “Together, We Can Rebuild The World” que refere os planos de sustentabilidade por parte da empresa. São 16 as fases que, por sua vez, podem ser divididas em quatro grandes secções. Suporte do globo, equador, hemisfério norte e hemisfério sul. Adorei a construção da primeira secção já que o suporte é construído de forma estável e resistente sem utilizar peças Technic. As soluções encontradas são elegantes e conseguem um bom equilíbrio entre o “brinquedo” e o “clássico”. Fiquei admirado com a utilização de pneus na base como anti-derrapantes. Funciona na perfeição e acho que esta solução não vai demorar a ser utilizada mais vezes. A construção da segunda secção já foi algo mais monótono onde tive que montar 16 secções muito parecidas. O que vale é que a parte mais interessante foi deixada para o fim, “pintar” as massas continentais no mar azul-escuro. A construção dos hemisférios são algo agridoce. Por um lado temos a monotonia da montagem de 32 fatias, 16 mais 16 iguais onde fiquei farto de enfiar peças em eixos Technic. Por outro temos a colocação das massas continentais, que é sempre um momento giro. Além de “desenhar” as linhas das Terra, temos também uma ou outra surpresa para colocar na face do globo. A décima-sexta fase é dedicada apenas aos pólos e colocação dos eixos. Não me posso esquecer de referir que são colocadas 4 rodas dentro do globo e que não consegui perceber a função. Suspeito que tem que ver com a estabilidade. Pode ter-me escapado alguma referência no livro, mas com certeza que vou tentar saber mais! De qualquer forma aconselho a dividir a construção ao longo de dias, para esbater a sensação de monotonia.

21332 The Globe (06)

Em termos de design o globo é simplesmente espectacular. O efeito é excelente tendo em conta que estamos perante uma construção com peças LEGO. Claro que os espaços entre as peças são notórios e, em certos ângulos, até é possível ver de um lado para o outro. O desenho dos continentes é também o possível tendo em contas as peças LEGO existentes, mas mesmo assim é bastante reconhecível e, apesar de torcer o nariz a alguns detalhes (não deveria ser Oceania em vez de Australia?), o efeito geral é muito, muito bom. De forma surpreendente, adorei o suporte. Cumpre na perfeição a função com o bónus de ter o charme de não utilizar peças Technic!

21332 The Globe (08)

A jogabilidade também foi algo que me surpreendeu, já que não estava à espera que o movimento rotativo do globo fosse tão suave e que a utilização de pneus na base ajudasse imenso à fixação nas superfícies. É um objecto que fica bem em qualquer secretária, prateleira ou mesmo outro móvel lá de casa. De preferência ao pé de um bom set LEGO como o 21313/92177 Ship in a Bottle.

As Peças 9/10 (boa variedade a um preço justo)

A Construção 8/10 (agridoce, alguns momentos excelentes, outros muito repetitivos)

O Desenho 10/10 (lindo!)

Jogabilidade 10/10 (excelente presença em cima de uma mesa)

21332 The Globe (10)

A construção monótona não impede que este conjunto seja simplesmente excelente em termos de design. É, provavelmente, dos sets mais bonitos que construí nos últimos anos!

Conclusão 10/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

Review: LEGO 71761 Zane's Power Up Mech EVO

por baixinho, em 29.12.21

71761 Zane's Power Up Mech EVO (1)

Tema: NinjaGo

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 95/2

Preço LEGO®: 10€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71761-1/Zane-s-Power-Up-Mech-EVO

 

Para o último desta série de reviews ficou o mais pequeno dos 6 sets que recebi. Mais pequeno e, aparentemente, o mais desinteressante. Será que isso se confirma?

71761 Zane's Power Up Mech EVO (2)

São 95 peças, o que faz com que o PPP esteja muito próximo dos 10 cêntimos. Nada que entusiasme, mas que, infelizmente, começamos a estar habituados nos sets pequenos. O esquema de cores é agradável e contêm uma variedade de peças relativamente interessante onde destaco as novas plates em ângulo e várias plates normais e modificadas. Claro que como é um set relativamente pequeno também não há muito por onde olhar.

71761 Zane's Power Up Mech EVO (3)

O mesmo acontece com a construção já que rapidamente chegamos ao fim. O livro de instruções tem a habitual banda desenhada desta série mas que ao fim de algumas olhadelas torna-se inconsequente. Tanto em termos de construção como design, este mech do Zane é muito semelhante ao vermelho do Kay que aparece no Dojo, o maior set desta série.

Quanto ao design, não posso apontar muito já que o resultado da construção torna-se num mech bastante reconhecível e com as articulações necessárias para umas boas poses. Outro detalhe é que acho que há um bom equilíbrio entre a complexidade de algumas técnicas e a simplicidade da construção em geral. Isso torna o mech algo longe da simplicidade dos 4+, mas sem ser algo que dê vontade de colocar na estante porque irá partir-se todo nas mãos de uma criança. O meu filho adora-o e fartou-se de dizer que este era o set que gostou mais da série!

As Peças 7/10 (nem mau, nem entusiasmante)

A Construção 7/10 (simples e rápida)

O Desenho 8/10 (boa mas sem brilhar)

Jogabilidade 7/10 (mech vs mauzão =  muita porrada)

71761 Zane's Power Up Mech EVO (4)

Um set que cumpre bem a função de proporcionar um bom entretenimento de forma algo barata. Cumpre sem brilhar. 

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:21

Review: LEGO 21331 Sonic the Hedgehog Green Hill Zone

por baixinho, em 28.12.21

21331 Sonic the Hedgehog Green Hill Zone (1)

Tema: Ideas

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 1125/1

Preço LEGO®: 70€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/21331-1/Sonic-the-Hedgehog-Green-Hill-Zone

 

Pera aí, 1125 peças por 70 euros? Ou este set é um achado ou há aqui algum erro!?

21331 Sonic the Hedgehog Green Hill Zone (2)

Na verdade o que acontece é que a grande maior parte das peças são relativamente pequenas e comuns, como é o caso das mais de duzentas plates 1x1. O que significa que tive que andar mais de duzentas vezes a colocar aquelas pecitas pequenas e que se no início é gratificante, rapidamente se torna bestialmente monótono. Mas nem tudo se resume a essas peças, vamos descobrir mais.

21331 Sonic the Hedgehog Green Hill Zone (3)

Nunca fui fã do Sonic (ou sequer de jogos de consola em geral) e isto resulta em que vou analisar algo que, sinceramente, não me causa grande interesse fora o ser LEGO. No entanto acho curioso que cada vez goste mais da experiência de construir algo que nunca compraria ou, sequer, colocasse na minha wishlist. Dá a sensação que tenho que equilibrar bem o meu gosto pelas peças LEGO e o meu desinteresse e, por vezes, aversão do tema tratado.

O projecto original do Ideas pode ser encontrado aqui e como podem ver, alguns elementos foram aproveitados mas fora a ideia geral, pouco ficou. Mesmo não sendo um grande entendedor do tema, julgo que a representatividade foi mantida e no geral a complexidade de construção também.

A construção é dividida em 6 fases onde apenas a última é composta por dois sacos. Em cada uma das fases vamos colocando uma jóia no stand do Sonic, quase que a lembrar o completar de níveis ou ganhando vidas. Achei engraçado, mas na verdade não acrescenta nada de significativo à experiência de construção. Experiência de construção que é relativamente básica com o contra que uma boa parte dela é, como indiquei acima, empilhar plates 1x1. Ok, são de cores bem giras e úteis, mas isso não entra neste ponto :).

21331 Sonic the Hedgehog Green Hill Zone (4)

Achei curioso o facto que a construção é aparentemente modular, já que nas primeiras 4 fases criamos 4 secções do cenário, mas que durante a quinta unimos todas essas partes. Claro que ficam uns buracos technic no princípio e uns pins no fim do cenário que podem sugerir a opção de colocar vários sets iguais em linha ou a possibilidade de aparecerem mais sets deste estilo.

O desenho é mehh. Parece-me que capta a essência de alguns pontos chave do jogo mas ,para um fã de LEGO, não acrescenta nada de novo ao panorama actual. Não existem propriamente técnicas ou soluções novas e o pouco de SNOT de jeito que aparece (curiosamente apenas na última fase) não entusiasma por aí além. Devo referir que alguns detalhes são completamente dependentes dos autocolantes. Como não aplico-os, o efeito é mesmo fraco. Creio que ficará bem na estante de um entusiasta desta série de jogos e no dos coleccinadores ávidos de sets Ideas e pouco mais.

21331 Sonic the Hedgehog Green Hill Zone (5)

Quanto à jogabilidade é para mim uma grande incógnita e estou curioso como é que o meu filho irá brincar com este set. É que se por um lado temos um um pequeno percurso que faz lembrar perfeitamente o jogo, será que alguém consegue dar-lhe uso mais que três vezes? Pronto, temos o tal Doctor Eggman para servir de inimigo para algumas aventuras. Se me perguntarem se dá para fazer alguma coisa de jeito apenas com as peças deste conjunto, a resposta será rápida. Duvido!

21331 Sonic the Hedgehog Green Hill Zone (6)

O PPP das peças é bastante bom e o lote tem várias peças muuiiito interessantes (dark-orange, hummmm), mas o grande destaque vai para as minhas primeiras plates 1x5. Estranhamente não dei por elas até a altura de estar a utilizá-las na construção. Pareceu-me que eram 1x6 tanto no livro de instruções como quando peguei nelas. Claro que não estava à espera delas e creio que não volte a confundir, no entanto acredito que com as crianças cause confusão, principalmente se estiverem com 1x6 no mesmo lote.

As Peças 9/10 (bom preço, peças interessantes)

A Construção 6/10 (algo monótona com alguns bons pormenores)

O Desenho 8/10 (vou crer que será interessante para os aficionados dos jogos)

Jogabilidade 7/10 (pequeno circuito com boss final também deve funcionar aqui)

21331 Sonic the Hedgehog Green Hill Zone (7)

Um set recheado de um bom lote de peças e que é relativamente fiel à essência deste jogo decano. Pode ser entusiasmante para os fãs do tema, mas não acrescenta nada de essencial para um AFOL que não ligue nada a consolas.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:14

Review: LEGO 71767 Ninja Dojo Temple

por baixinho, em 28.12.21

71767 Ninja Dojo Temple (1)

Tema: NinjaGo

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 1394/8

Preço LEGO®: 100€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71767-1/Ninja-Dojo-Temple

 

O quinto conjunto desta série é também aquele que mais curiosidade me despertou quando as imagens desta vaga foram conhecidas. Não sou muito fã da amálgama que o tema NinjaGo se tornou, mas gosto quando, de certa forma, regressam às origens.

71767 Ninja Dojo Temple (6)

A primeira nota está para o preço do conjunto. 100 euros para uma caixa relativamente grande e com quase 1400 peças? Hum, isto tem tudo para valer a pena! São pouco mais de 7 cêntimos por cada peça e nesta vaga isso é um feito. Mas o melhor em relação às peças nem foi isso. Foi o facto que sempre que abria uma nova saqueta, ficava ainda mais agradado com a seleção de peças que se espalhavam à minha frente. A proporção de peças básicas (mais) e peças específicas (menos) era a ideal, as cores utilizadas eram quase todas do meu agrado e fiquei com a sensação que a grande maior parte delas facilmente iriam para as minhas construções originais. Isto se andasse com tempo para as fazer :)

71767 Ninja Dojo Temple (8)

Além disso gostei da presença de algumas peças novas (para a minha colecção), o que pode causar alguma admiração para quem me conhece. Fiquei agradado porque eram peças que posso considerar de básicas, que preenchem lacunas na LEGO e que, talvez principalmente, tem tudo para serem utilizadas por mim com regularidade. Tem também uma variedade de peças raras e incomuns muito interessantes. Várias delas não tinha nenhum exemplar no meu stock ou eram escassas. Quando desmontar este conjunto, fico com a certeza que vou ficar com uma melhor colecção de peças. É daquelas alturas em que ter vontade de desmontar um set é um sinal de apreço para o próprio set!

71767 Ninja Dojo Temple (10)

Em termos de minifigs a seleção é a habitual neste tipo de conjuntos. Temos a qualidade habitual nas impressões e formas, acessórios bestiais e a presença da Pixal, personagem que não teve direito a tantas aparições como isso.

71767 Ninja Dojo Temple (13)

A construção é dividida em 12 fases, todas elas relativamente curtas e com uma quantidade de peças que diria na média. Ignorando as minifigs, a primeira fase é o ariete motorizado dos malvados homens (bem, na verdade, minifigs) cobra; depois passamos para o pequeno mech do Kai e só na terceira fase é que chegamos ao dojo. São nove as fases que dedicamos ao dojo e posso dizer que passaram num instante. Apesar de termos uma ou outra zona repetida e apesar de não ser propriamente uma maravilha de técnicas ousadas, a verdade é que a construção é deliciosa. A quantidade de formas diferentes, de zonas alternadas e detalhes interessantes faz com que este set seja uma excelente experiência de construção tendo em conta que é direccionado para os mais novos. Além disso a construção é intercalada entre vários detalhes o que faz com que o “levantar paredes” nunca se torne numa tarefa chata. A décima-segunda fase é dedicada ao pequeno acrescento lateral e respectiva ponte de ligação.

71767 Ninja Dojo Temple (15)

O resultado final é completamente do meu agrado. O dojo tem um aspecto fantasioso qb onde não são esquecidos detalhes realistas. Existem vários pormenores que o tornam bastante jogável e até arrisco dizer que algumas coisas giras ficam tão escondidas que depois não vão chegar a ser utilizadas. Claro que a construção com a traseira aberta não é propriamente do meu agrado, mas facilita imenso a brincadeiras dos mais novos. Adorei a forma como é alcançada uma dimensão considerável para esta faixa de preço sem se recorrer a peças demasiado grandes (as POOP como se falou no último do podcast Conversas em Construção).

71767 Ninja Dojo Temple (2)

71767 Ninja Dojo Temple (3)

Quanto à jogabilidade, temos um templo recheado de locais de brincadeira, apesar de a maior parte deles serem demasiado pequenos para os meus dedos. Depois temos os mauzinhos que acrescentam as habituais possibilidades de aventura.

As Peças 10/10 (excelente variedade e preço)

A Construção 9/10 (agradável de princípio ao fim)

O Desenho 9/10 (templo bastante identificável recheado de vários detalhes )

Jogabilidade 9/10 (oferecer o potencial de jogabilidade habitual)

71767 Ninja Dojo Temple (16)

Este é um excelente conjunto LEGO. Excelente variedade e distribuição de peças, experiência de construção muito boa que resulta num design interessante e com um grande potencial de brincadeira.

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:00

Review: LEGO 71762 Kai's Fire Dragon EVO

por baixinho, em 20.12.21

71762 Kai's Fire Dragon EVO (1)

Tema: NinjaGo

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 204/3

Preço LEGO®: 30€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71762-1/Kai-s-Fire-Dragon-EVO

 

Ok, voltamos a ter um preço estapafúrdio. Como disse no vídeo, acredito mesmo que isto tenha sido um engano. É que este set e o 71763 tem o mesmo preço e o tamanho da caixa e a quantidade de peças é bem diferente. Será que o preço irá mudar? Por acaso é mesmo uma coisa com que fiquei curioso e até coloquei uma nota na agenda para verificar isto algures a meio de Janeiro. 

O livro de instruções tem 92 páginas e divide a construção em quatro fases. De notar que voltamos a ter níveis (ver reviews anteriores) e neste existem três. Apesar de ter sido eu a montar, mostrei e expliquei este novo conceito ao meu filho (7 anos). Achou piada, mas deu mais valor às vinhetas de banda desenhada nas instruções do que propriamente ao detalhe de haver um desenvolvimento dos personagens.

71762 Kai's Fire Dragon EVO (2)

71762 Kai's Fire Dragon EVO (3)

71762 Kai's Fire Dragon EVO (4)

A experiência de construção é então diferente já que existem vários momentos onde temos que alterar construções já feitas. Talvez o pormenor mais simples é mesmo colocar acessórios nas minifigs, tendo que retirar e colocar novamente a cabeça. Fora isso, nada de novo.

71762 Kai's Fire Dragon EVO (5)

71762 Kai's Fire Dragon EVO (6)

O resultado final é um dragão melhorzito do que o do set 71760 mas que no fundo segue as mesmas formas. Se no 71760 tinha achado o local de onde saem as asas, neste acho estranha o formato geral das asas, já que ficam muito para a frente e quase que fazem lembrar umas garras. Pessoalmente não gosto nada do efeito. 

71762 Kai's Fire Dragon EVO (7)

A jogabilidade é garantida pela presença de dois mauzinhos e um par de acessórios. A história introduzida pelo livro de instruções é algo giro, mas que rapidamente é colocado de lado.

71762 Kai's Fire Dragon EVO (8)

Em termos de peças, as mais interessantes já são conhecidas nossas de outros conjuntos desta vaga. Gosto de algumas das peças douradas, peças impressas e de alguns dos acessórios.

As Peças 6/10 (caro para o que oferece)

A Construção 7/10 (vulgar, exceptuando a história simples que é introduzida ao longo das páginas)

O Desenho 6/10 (o esperado)

Jogabilidade 6/10 (dragão contra dois mauzinhos…)

71762 Kai's Fire Dragon EVO (9)

71762 Kai's Fire Dragon EVO (10)

No fundo é um pequeno brinquedo onde a jogabilidade resulta mais das construções do que do ato de as construir ou mesmo das possibilidades que as peças proporcionam. Qualidade habitual da LEGO, mas pouco para os 30 euros que custa.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:45


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


subscrever feeds