Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



DUPLO®

por baixinho, em 27.06.06


Para além dos bonecos, livros e DVDs, a Leila também tem LEGO® DUPLO (não seria ela filha de quem é :). 

Neste momento já não acha piada nenhuma ao LEGO QUATRO que lhe oferecemos no Natal. Já o passamos para as mãozinhas da prima Mafalda e começamos a colecção DUPLO.

O DUPLO e as construções que lhe fazemos despertaram nela a capacidade de criação. Para além de empilhar peças; uma actividade que ela nunca se cansa, percebe já que existem diferenças entre a construção LEGO e a realidade mas também percebe a analogia entre os dois. O carro LEGO embora com outras dimensões, sem portas, sem barulho, bancos ou volante é na mesma um carro. O mesmo se passa com as casas, comboios, animais ou os bonecos. Essa é a casa de partida para ela evoluir nas suas construções.

Inicialmente ficava frustrada e triste quando a construção se desmoronava, agora não, sabe que pode voltar a construir!!!  E como por vezes a construção não fica igual ao que estava, o espanto e a alegria saem redobradas.

Nesta altura a sua peça preferida é a plate DUPLO 2x4, e com ela está a melhorar substancialmente a motricidade fina.  Sabe que para o encaixe é necessário mais "jeito" que força. Põe a língua de fora e encaixa a peça com jeitinho, como o pai ;)

Para além de tudo utiliza o balde do conjunto 5352 como banco, encosta-a ao sofá e utiliza-o como banca de construção. Nenhum dos dois lhe mostrou que poderia fazer isso mas as idas para a LegOficina foram suficientes para ela ver como nós praticamos e que acaba por ser a forma mais confortável de construir. 

Estando bem sentada e ter uma base de construção à sua altura.

A LegOficina é um autêntico "parque de diversões" para ela. As estantes, as cores, o ruído que as peças fazem, tudo é uma festa, tudo é motivo para prestar atenção e querer tocar.

Já lá tem uma mesa e banco para o tamanho dela. Mas os baldes 4496, que estão empilhados no meio da LegOficina, exercem sobre ela o fascínio brutal. Abre-os, mete-lhe as mãozinhas e desata a fazer barulho no meio de grandes gargalhadas. Temos sempre muita atenção, estamos a falar de bricks pequenos mas até hoje foram muito poucas as vezes que as meteu na boca.

Prefere pegar-lhes e empilhá-las, de preferência alternando as cores.

Agora é acompanhar a evolução natural. Demorada mas divertida :) .

Tânia e Luís Baixinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:33


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Alex a 27.06.2006 às 15:17

E paizinhos mais babados nao ? :P

A baba já chega a leiria :p

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


subscrever feeds