Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Review: LEGO 51515 Robot Inventor

por baixinho, em 19.10.21

51515 Robot Inventor (3)

Tema: MindStorms

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs: 949/-

Preço LEGO®: 360€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/51515-1/Robot-Inventor

 

Este é a quarta geração do MindStorms, mas será que é tão entusiasmante como a primeira? Sim, falo da primeira, já que as suas várias versões foram durante anos recordistas de vendas.

Tive ou tive acesso a todas as encarnações do MindStorms. Comprei o velhinho RCX ainda estava fresquinho da universidade e como fazia parte da minha área de interesses, foi explorado até ao tutano. Cheguei mesmo a fazer alguns robôs originais, no entanto acho que isso aconteceu porque a maior parte das peças e suas conexões eram próximas do system. O NXT já não me causou tanto encanto, mas utilizei-o bastante no clube de robótica na escola onde trabalhava. Já era mais próximo dos beams technic e isso fez que praticamente não fizesse construções originais. No entanto, tanto eu como os miúdos do clube farta-mo-nos de experimentar construções que iam aparecendo na Internet. O EV3 apareceu numa fase em que já não estava tanto ligado à robótica. Construí vários modelos (nenhum original meu) e senti por muitas vezes que era um (bom) upgrade ao NXT, mas sem romper com algo propriamente novo.

Este Robot Inventor já não tem, pelo menos de forma evidente, um nome pomposo para o brick programável, referido muitas vezes apenas por hub

Olhando para a caixa a primeira impressão é que em termos de modelos propostos, não são propriamente um salto enorme em relação às gerações anteriores. No entanto, depois de abrir comecei a notar várias diferenças agradáveis no próprio hub. Primeiro não vem com suporte para pilhas vindo já com uma bateria (que vem já meia carregada) que é super simples de destacar; Segundo, é extremamente leve e mais pequeno o que facilita imenso na hora de criar, já que muitas vezes tem que ser “transportado” pelo próprio robô; Terceiro, vem com 6 portas (sim, o EV3 tinha 8), mas desta vez não há distinção entre portas de sensores e de motores. Vale tudo; Por fim, o habitual LCD foi substituído por uma simples matriz de 5x5 LEDs que acho que é simplesmente uma excelente obra de design de produto. Além de minimalista e simples de utilizar tem um efeito belíssimo!

Claro que temos as inevitáveis melhorias em termos de memória e processador e também da presença de sensores embutidos no próprio hub, um giroscópio e um acelerómetro. Mas estes desenvolvimentos acho que são os naturais tendo em conta a evolução tecnológica.

Quando montei o primeiro robô tive direito a habitual e demorada actualização do firmware do hub e fiquei surpreendido por os motores também terem direito à sua actualização. A montagem segue o que é já normal nestes pequenos robôs sem nada que me chamasse particularmente a atenção. De notar que no momento em que escrevo estas linhas só experimentei os dois primeiros modelos (Charlie e Tricky), mas uma vista geral nos outros três diz-me que não ficarei grandemente surpreendido.

51515 Robot Inventor (1)

Também na área das electrónicas, este conjunto vem equipado com 4(!) servo-motores, um sensor de distância e um sensor de cores. É um pouco parco a nível de sensores externos, mas as 4 unidades de servo-motores é, sem dúvida alguma, muito bom! É a primeira vez que um MindStorms traz tantos motores no conjunto base.

Quanto à programação eu apenas utilizei a aplicação do computador. O ambiente de programação segue um modelo muito semelhante ao Scratch, o que considero excelente já que facilita a passagem dos miúdos desta forma de programar para outras e vice-versa. Achei um pouco esquisito os modelos trazerem a programação já completa contendo apenas alguns comentários e a proposta de alterarmos alguns parâmetros para se ver os efeitos. Acho que prefiro a forma que aparece em outros sets (como por exemplo o WeDo) onde tínhamos que nós próprios fazermos o código, apesar de haver algo a guiar-nos.

Depois de programado o upload do programa para o hub pode ser realizado através de bluetooth ou cabo USB. O hub tem, à partida, 20 slots numerados para a colocação de programas, acabando assim a forma de guardar programas que existiam nas versões anteriores. Esta simplificação poderá ser algo irritante para o pessoal mais geek, mas pessoalmente achei algo positivo. Podemos dar início ao programa através do computador ou através do próprio hub. Mas além de dar início, o programa da LEGO tem vários outros e interessantes recursos tais como saber o estado actual dos sensores (embutidos ou ligados), acesso às várias slots, controle directo dos motores através de um gamepad virtual, etc.

Em termos de jogabilidade não há muito a dizer. Os cinco modelos propostos proporcionam dezenas de horas de exploração e brincadeira. Além disso, o conteúdo da caixa e o ambiente de programação podem, teoricamente, servir para milhares de horas de brincadeira!

As Peças 9/10 (boa selecção)

A Construção 8/10 (a habitual para este tipo de conjunto)

O Desenho 10/10 (minimalista e bastante actual)

Jogabilidade 10/10 (horas e horas de exploração)

51515 Robot Inventor (2)

O mais recente MindStorms é, naturalmente, uma evolução interessante em relação às versões anteriores. No entanto, além de manter a qualidade habitual dá um grande salto tanto a nível de ambiente de programação como de design geral. Obrigatório para quem gosta de andar a experimentar robótica e é uma excelente ferramenta de aprendizagem de várias áreas do saber como programação, inteligência artificial, mecânica, etc!

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:12



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog