Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


La Tour

por baixinho, em 16.11.22

Se não me engano, esta é a sexta vez* que a LEGO mostra-nos a Torre Eiffel (10181: Eiffel Tower, 21019: The Eiffel Tower, 854011: Eiffel Tower Magnet, 40568: Paris Postcard e 10255: Assembly Square). Vamos considerar que a 40579: Eiffel's Apartment é a sétima. A pergunta que faço é, porque raios nunca acertaram na cor?

(retirado do site oficial da torre)

Segundo site da torre, neste momento ela tem três tons de castanho, mas tendo em conta a percepção das cores utilizadas pela LEGO, o dark-tan seria a cor mais próxima. Pessoalmente acho que também seria uma cor mais interessante em termos de peças, mas pronto. Vamos lá ao press release e volto a seguir para mais alguns comentários.

Deixe-se encantar pela LEGO® Torre Eiffel — o set mais alto de sempre!

O Grupo LEGO revelou hoje a sua construção mais alta de sempre — o deslumbrante novo set LEGO® Torre Eiffel. Um dos monumentos mais reconhecíveis do mundo, o novo set LEGO vai levar-nos de imediato ao coração de Paris.

Como incorpora a altura e a arquitetura característica do famoso monumento, este imponente set LEGO atinge uns magníficos 149 cm uma vez concluído, pelo que se trata do último grito em forma de tijolo.

Uma maneira magnífica de acrescentar uma nova peça de exposição em casa, o set de 10 001 peças foi projetado para replicar com autenticidade a imponente torre de ferro forjado — completa com a maravilhosa treliça, três plataformas de observação, paisagismo, elevadores, um gabinete no topo, uma torre de transmissão e a bandeira francesa no ponto mais alto. O set pode ser ainda separado em quatro secções, o que torna mais fácil a construção, movê-lo e brincar com ele.

A Torre Eiffel foi construída entre 1887 e 1889 como peça central da Feira Mundial de 1889. Apesar de na altura o desenho ter sido criticado, tornou-se desde então um ícone cultural à escala global e uma das estruturas mais reconhecíveis do mundo.

Ao descrever o processo de conceção do novo set, Rok Žgalin Kobe, Designer da LEGO, comenta: «Queríamos encontrar a expressão derradeira em LEGO para a obra-prima de engenharia e arquitetura que é a Torre Eiffel. Seguimos os princípios estruturais da torre original à risca tanto quanto o Sistema LEGO nos permitiu. Durante a montagem, vamos descobrir técnicas de construção LEGO interessantes e inovadoras que dão vida às características arquitetónicas da torre em peças de LEGO. Uma vez concluído, podemos imaginar a sensação de cortar a respiração que é estar lá em cima e admirar a história rica da cidade de Paris. É o set perfeito para os fãs de viagens e arquitetura.»

O set LEGO Torre Eiffel estará disponível a 25 de novembro de 2022 nas lojas LEGO e em LEGO.com/Eiffel ao preço recomendado de 629,99 €.

INFORMAÇÃO ADICIONAL DO PRODUTO: LEGO® EIFFEL TOWER (10307)


  • Idade — 18+
  • O modelo mede:
  • 149 cm de altura, 57 cm de largura e 57 cm de profundidade
  • 10 001 peças
  • Preço: 629,99 €
  • Principais funções e características:
  • O set LEGO mais alto até hoje
  • Separa-se em quatro secções para facilitar a construção, o movimento e a brincadeira
  • Incrivelmente pormenorizado, com a bonita treliça, paisagismo, elevadores, um gabinete no topo, uma torre de transmissão e a bandeira francesa no alto

Mais de 10000 peças (eheheh) com quase metro e meio de altura e isto faz-me fazer outra pergunta. Era necessário ser assim tão grande?

Por um lado sim. A torre é um monumento reconhecido mundialmente que se destaca na paisagem parisiense. A dimensão dada é a única forma de a poder destacar de outras construções LEGO, seja exposta insdiscriminadamente com outros sets, seja englobada num display com, por exemplo, modulares (mesmo não sendo à mesma escala).

Mas por outro lado, não. A LEGO anda a numa onda de quanto maior, melhor. Apesar de achar que isto também é fruto de uma parte dos fãs da marca (que por norma gostam de pensar: quanto maior o investimento, maior o lucro mais tarde; ou coisas do género), acho que é dever da marca pensar além do imediato e prever o que este tipo de caminho poderá resultar a longo prazo.

Além disso é evidente pelas fotos que a grande dimensão não disfarçou algumas das limitações das peças LEGO já que são perceptíveis algumas falhas nas treliças e alguns componentes em que apesar de se notar que não há peça melhor para aquela função, fica algo longe do real. Esse problema continuaria a existir num set mais pequeno mas aí as limitações das peças LEGO seriam, com certeza, mais desculpáveis.

Tanto o Taj Mahal como a Pirâmide de Gizé são excelentes exemplos do que tento desmonstrar. Acredito que a comunidade AFOL ficaria melhor servida com uma Torre na faixa dos 100-150 euros, mesmo que fosse um upgrade à 21019 de 2014 e que curiosamente é da responsabilidade do mesmo designer.

* sétima. Como a Helena Anjos refere no Facebook, existe ainda o conjunto 21044 Paris.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:34

Review: LEGO 10497 Galaxy Explorer

por baixinho, em 09.09.22

10497 Galaxy Explorer (1)

Tema: Icons

Ano de Edição: 2022

Número de Peças/Minifigs: 1254/5

Preço LEGO®: 100€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/10497-1/Galaxy-Explorer

 

Com a comemoração dos 90 anos da empresa LEGO, a empresa aproveitou para lançar alguns conjuntos referentes à data. Este é um deles e é basicamente um reimaginar do conjunto 497/928 Galaxy Explorer de 1979. Como bónus, a LEGO disponibilizou na Internet as instruções para novas versões dos irmãos mais pequenos do Explorer, o que pode dar a vontade a algum pessoal de comprar logo 3 unidades deste set.

10497 Galaxy Explorer (2)

A caixa é logo uma das características que chamam a atenção pelo seu design já que remete directamente para aquela que é chamada a época de ouro da LEGO (algo que poderá ser questionável). Vou ser sincero ao dizer que adoro estas caixas e não é só pelo sentimento nostálgico que despertam. É que acho que o artigo em si (neste caso, a construção LEGO), é muito mais visível e fácil de perceber que a grande maioria das caixas que se fazem agora. Bem, não é propriamente agora mas sim nas últimas duas décadas. Ok, as caixas da linha Icons e linha Ideas já começam a ter minimalistas, mas a verdade é que aquele fundo negro não beneficia alguns dos sets e acho que esta aproximação (a clássica) é mais alegre e consegue criar uma identidade mais única. Achei estranho a caixa ser aberta através de um punch lateral o que a danifica. Não é que isso me chateie muito (a minha já foi para a reciclagem), mas tendo em conta que, creio eu, a maioria dos AFOLs colecionadores gosta de as guardar, a ceninha da fita-cola seria a escolha mais lógica.

10497 Galaxy Explorer (3)

Em termos de peças devo mesmo começar por referir que o PPP é muito jeitoso. Anda perto dos 8 cêntimos, o que é um verdadeiro achado hoje em dia no que toca a Icons. Há várias peças exclusivas, a maior parte delas são impressões e outras penso que sejam actualizações de moldes já antigos e por isso tem uma nova referência no Brickset. Pessoalmente o destaque vai para o tile meio círculo em light-bley (foram tantas as vezes que achei que esta peça ficaria melhor do que duas quartos-de-pizza juntas), as canópias em amarelo transparente (sim, uma estava riscada e parece que é comum isso acontecer) e para os óculos dos Minions (6303442). Mas além destes destaques há muitas outras peças bastante úteis e, por isso, não posso deixar de dizer que adorei as peças impressas, a quantidade fenomenal de plates e tiles cinzentas e as sempre úteis wedges. Achei piada a que só tenham sido utilizadas cores que existiam na altura (claro que o cinzento fui substituído pelo novo) mas que no fim faz com que a pallete de cores das peças seja algo monótona. Yeps, já não consigo viver sem aqueles tons pastéis todos.

10497 Galaxy Explorer (4)

10497 Galaxy Explorer (5)

Provavelmente esse é um dos pontos que eu considero como dos mais fracos do conjunto. Se por um lado o esquema de cores obedece de forma irrepreensível o modelo original, acho completamente deslocado do que normalmente se vê e viu na ficção científica. Aliás, o próprio formato da nave é algo esquisito. Mas claro que não me posso queixar disso já que o designer (o excelente Mike Psiaki) seguiu à risca os valores do original. Aliás, devo referir que tendo em conta as limitações do desenho de sets LEGO, o original e o preço target, dificilmente se conseguiria fazer melhor do que este set. Eu é que se calhar adoraria que a LEGO fizesse uma nave espacial na linha Icons com traços modernos mais sem ser vinda de um filme, série de TV ou IP manhoso.

10497 Galaxy Explorer (6)

Há detalhes que são excelentes, começando pelo trem de aterragem, as técnicas perfeitas que foram utilizadas para se conseguir aqueles ângulos, os interiores que normalmente são esquecidos, o plano inclinado para o habitáculo, o gadget da rampa de acesso, a porta entre o compartimento do rover e o habitáculo, o próprio rover,  as setas “impressas” e as minifigs onde se inclui o robô bem ao estilo clássico. Aliás, é mesmo nisso que o conjunto vale. Consegue cheirar a clássico mas onde o estilo de construção é do mais moderno que há e o facto de ser 1.5x maior só lhe traz encanto. Aliás, a nave é mesmo enorme para aquilo que nos habituamos a ter nesta faixa de preço!

10497 Galaxy Explorer (7)

10497 Galaxy Explorer (8)

Para chegarmos a este desenho a construção desenvolve-se ao longo de nove fases que nos são mostradas num livro de instruções com 164 páginas e com dimensões próximas do A4. As primeiras quatro fases são dedicadas ao que eu chamo a estrutura da nave. A primeira pode assustar pela quantidade de peças technic que, apesar de serem na maioria úteis bricks technic, é mesmo assim algo aborrecida. Mas depois tudo muda e começamos a trabalhar com peças na diagonal onde são utilizadas várias soluções interessantes para no fim bater tudo certinho. As últimas cinco fases tornam as coisas ainda melhores, já que dedicamos praticamente todos os passos ao casco e habitáculo da nave. Sim, há vários momentos de construir em espelho algo que fizemos uns passos antes, mas nada que torne a experiência cansativa. Há detalhes de construção como a comporta e as setinhas “impressas” que são os momentos que mais facilmente ficam gravados na memória. Num ápice temos a nave pronta e até começamos a pensar que poderiam ter ido mais além com a superfície lunar e a pequena base como acontece no original.

A jogabilidade foi testada pelo meu filho. Fartou-se de brincar com algo que não é relativo a um filme ou série de TV, cujas as minifiguras são genéricas e que não há um conflito implícito. Afinal há esperança na humanidade já que as crianças de hoje conseguem ainda brincar com algo que era comum há 40 anos atrás e que insistem a dizer-nos que está fora de moda. Portanto, 10!

As Peças 9/10 (bom preço para uma boa variedade e com algumas preciosidades)

A Construção 10/10 (excelente experiência com vários momentos wow)

O Desenho 10/10 (um redux perfeito)

Jogabilidade 10/10 (tudo para uma criança ser feliz num set de luxo)

10497 Galaxy Explorer (9)

Excelente preço para um bom volume de peças. Excelente experiência de construção que resulta num set que consegue captar uma época da LEGO sem parecer datado e, por fim, uma jogabilidade excelente onde qualquer criança consegue brincar sem recorrer a um qualquer IP de qualidade questionável e sem conflito implícito! 

Conclusão 10/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:46


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


subscrever feeds