Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Organizando a nova LegOficina (parte 4 de muitas)

por baixinho, em 14.08.22

Desfazer construções às vezes pode ser algo melindroso mesmo que a nível pessoal. Quanto a sets as coisas já não me custam muito. Nos primórdios do hobby qualquer set que comprasse era, inevitavelmente, para peças. Na altura (há mais de 20 anos) não havia tanto a popularidade do coleccionismo como há agora e eu entrei para este hobby por causa das potencialidades criativas e não pela faceta de coleccionar. Apesar de a compreender de certo modo.

Claro que com o tempo fiz colecção (ou melhor, não desfiz todos os sets que adquiria) de alguns conjuntos. A razão é simples, começava a ter imensas peças e desfazer alguns dos conjuntos simplesmente não acrescentava muito ao meu stock de peças. Com o passar do tempo o problema mudou, tenho demasiados sets para o espaço que tenho! A solução é colocar parte deles em exposição no meu local de trabalho e os restantes sim, vão para peças. Sim, poderia pensar em vender, mas além de não gostar de o fazer (nem faço isso com jogos de tabuleiro em que é um hobby que funciona muito bem com compra e venda de usados) isso é impossível fazer em relação aos que me chegam através da LEGO. Portanto a solução é simples, quando monto e analiso um set, fico com uma ideia do seu destino que basicamente pode ser um de três. Poderão haver nuances, mas basicamente as três opções são estas:

Vão para peças mal tenha disponibilidade; São para guardar/expor enquanto houver espaço, quando não tiver, estão na possibilidade de irem para peças para o espaço que ocupam ser para outros sets que considere mais interessantes; São para guardar/expor e dificilmente sairão desta condição.

Falei acima das nuances porque pode haver situações diferentes como por exemplo os sets que são módulos do castelo de Hogwarts do Harry Potter. São sets que pretendo desmontar mas primeiro quero juntar mais exemplares (neste momento tenho cinco e penso que me faltam quatro) para filmar em conjunto. Coisa que pode demorar meses ou até anos se entretanto sairem mais. Claro que poderei desistir a meio e fazer um vídeo com o que tenho se vir que as coisas poderão estender-se demasiado no tempo :)

Mas se ando tão decidido quanto aos destino de sets, porque é que falei que a decisão de desmontar construções pode ser algo melindroso? A questão não se põe tanto nos sets mas sim nos MOCs e até nos WIPs! Assunto que pretendo abordar num outro post!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:09

Videolog no YouTube

por baixinho, em 12.08.22

Ontem comecei o que espero ser uma série de pequenos vídeos relatando o se vai passando na minha LegOficina. Isto vai um pouco na direcção que sempre quis ao longo destes anos todos em que não tive o meu próprio espaço, falar mais sobre as minhas actividades neste hobby e não tanto sobre destaques de construções de outras pessoas. Claro que não vou parar de fazer isso (ainda ontem destaquei um grande MOC), mas simplesmente diminuir esse tipo de artigos já que o objectivo deste blog foi sempre ser predominantemente pessoal.

Este primeiro vídeo basicamente aborda o assunto que fiz neste post de há dois dias atrás. Não é pretensão fazer versões escritas e filmadas de um mesmo assunto, calhou. Quanto aos conteúdos, com certeza que não me vou limitar a falar das arrumações já que pretendo fazer muitas mais coisas com as peças LEGO do que isso. Logo veremos :D

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:19

Organizando a nova LegOficina (parte 3 de muitas)

por baixinho, em 10.08.22

LegOficina 20220810

Cheguei a altura de fazer os meus montinhos de peças. A estratégia é a de sempre, pego numa caixa de peças soltas, separo em montinhos de peças de um mesmo tipo (slopes, bricks 1x*, brick 2x*, plates 2x*, cheeses, plates modificadas, tiles, wedges plates, etc) e depois de ter feito esta pré-separação, avanço para arrumação direta nas gavetas de cada grupo de peças.

O tempo desta operação varia mais por causa da variedade de peças do que propriamente com a quantidade. O que significa que no mínimo posso levar umas duas horas até um máximo de praticamente um dia inteiro. Claro que isto não é grande novidade para quem gosta de ter um bom stock de peças para construir.. o mal é que ando há anos a acumular peças por organizar.

Não pretendo fazer uma maratona a organizar peças já que conto fazer vários intervalos a construir sets (que vão alimentar as caixas de peças para separar) e aventurar-me novamente em MOCs!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:03

Organizando a nova LegOficina (parte 2 de muitas)

por baixinho, em 09.08.22

LegOficina 20220808

Isto de não ter Internet em casa faz com que sobre muito tempo para outras coisas :)
Os avanços na LegOficina tem sido diários, mas a maior parte das vezes nem tem sido algo muito visível. Horas a fio a desmontar conjuntos, MOCs, WIPs em peças. Peças que mais tarde serão separadas para serem colocadas nas devidas gavetas, recipientes, etc.

Entretanto já cheguei a uma disposição geral das minhas SUCs, aquelas estantes metálicas em azul escuro com gavetas transparentes e que me acompanham desde o início do hobby, algures no ano 2000. Junto à janela deixei espaço para o meu PC e na direita ficou o espaço para o meu filho estudar. Não se vê muito bem, mas estão cinco colunas perpendiculares no canto direito. O bom desta disposição é que além de termos espaço de trabalho extra-LEGO, ainda dá espaço para colocar umas 3 dezenas de SUCs, o que significa um acréscimo de cerca de 1/3 em relação ao que tenho. Claro que muitas peças, principalmente as mais volumosas,  estão nas gavetas de plástico que estão por baixo da banca, mas isso terá uma outra solução que vai necessitar o seu t€mpo já que envolve móveis feitos à medida.
Entretanto o meu filho já passou à fase de montagens onde construiu dois sets Harry Potter (review em breve) e conto também fazer algo do género brevemente!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:59

Organizando a nova LegOficina (parte 1 de muitas)

por baixinho, em 05.08.22

LegOficina 20220727

Esta foto já tem vários dias e posso dizer que as coisas neste momento já estão algo diferentes. Os desenvolvimentos são poucos de um dia para outro já que não consigo estar 100% dedicado à organização da LegOficina.

A atualização do blog também tem ficado para segundo plano porque, como devem já ter imaginado, ainda não tenho acesso à Internet em casa. Confesso que também não tenho sentido grande falta :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:49

Finalmente, a minha nova LegOficina

por baixinho, em 26.07.22

LegOficina 20220721

Finalmente já estou a viver na minha casa nova e isso significa, claro, uma LegOficina nova. Esta foto já tem alguns dias, mas mostra o espaço praticamente vazio e dá para perceber mais ou menos a área. Mais ou menos, porque a foto é com efeito de grande angular o que distorce um pouco as coisas, por exemplo a janela é quadrada!

Aos poucos vou enchendo com coisas (principalmente com LEGO) que, durante alguns anos, estiveram em vários locais. Ao mesmo tempo vou arrumando, tarefa que sei que dificilmente alguma vez será finalizada. Penso que daqui a algumas semanas já tenha as coisas mais ou menos organizadas para a LegOficina estar em condições de utilização :D

LegOficina 20220725

O estado actual é este e como se pode verificar, ainda tenho muito trabalho pela frente!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:18

17 anos do blog Oficina dos Baixinhos

por baixinho, em 06.04.22

LegOficina 20120525

Pois, no ano passado estava a contar estar a escrever estas palavras já na minha nova LegOficina. Não estou, mas espero que passe a essa nova fase brevemente.

Nos entretantos continuo a habitar as paragens virtuais com o blog (e também no meu canal de Youtube e no podcast Conversas em Construção) e a acompanhar o que se vai fazendo no mundo LEGO essencialmente através do Flickr e alguma coisita no Youtube. Em linha com o que vai sendo a minhas preferências gerais, sinto cada vez mais desinteresse nas redes sociais e, por consequência, na faceta do hobby que utiliza estas plataformas. Pouco tempo dispenso no Facebook, apenas utilizo o Instagram por causa do trabalho e o Whatsapp é, para mim, essencialmente um serviço para troca de mensagens rápidas.

Como ainda não tenho a minha LegOficina nova a funcionar, o blog continua a ser focado essencialmente em reviews e destaques de MOCs de outros AFOLs. Claro que de vez em quando vou variando, mas sinto falta de escrever (longas) opiniões sobre várias facetas deste hobby tão rico. O que vale é que vou deixando algumas opiniões no podcast. Aliás, posso dizer que as sessões de gravações com o Alex, Tiago e Pedro têm proporcionado momentos bem divertidos. Divertidos são também os pequenos encontros que vamos fazendo mais ou menos semanalmente nas oficinas da 0937. O Guerreiro e o Venceslau são os mais assíduos, mas de vez em quando aparece mais gente, o que torna as coisas ainda melhores. 

Claro que com a LegOficina parada os projectos vão acumulando-se na minha cabeça. O interessante é que muitas das ideias que vou tendo, são direccionadas para o meu filho mais novo. No passado construí alguns MOCs para a minha filha brincar (esta casa, esta outra casa e mais este “esconderijo”) e provavelmente farei algo do género para o Artur. Depois tenho de tudo um pouco. Voltar ao Outromundo, naves espaciais, paisagens extraterrestres, medieval com e sem fantasia e até algo pitoresco como cenários nacionais. Bem, vontade não falta!!!

Portanto, agora é esperar que o próximo ano do blog seja finalmente testemunha do regresso do hobby ao normal depois de alguns anos fora do que eu considero habitual.

ps. Para efeitos do habitual registo, o blog tem 4980 posts e estão contabilizados 1045 comentários aqui (não contabilizo comentários nas redes sociais).

pps. A foto que ilustra este artigo tem quase, quase 10 anos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:00

Red C09, desmantelamento completo

por baixinho, em 23.03.22

Dismantle the Red C09 spacecraft (phase 4)

Completei o desmantelamento da Red C09 (ver aqui o início e aqui o meio termo) e a variedade de peças resultante foi algo que reforçou algumas das ideias que tenho quanto à distribuição das peças LEGO nos sets. Facilmente dá para perceber que a quantidade de peças básicas (sejam bricks, sejam plates) é enorme em relação aos outros tipos e isso vai em linha àquilo que eu defendo na variedade de peças nos sets LEGO. Mais peças básicas, menos peças específicas.

Já que quando desmontamos os conjuntos a quantidade de peças específicas é enorme e, apesar de poderem parecer interessantes, a verdade é que facilmente se acumulam porque quando construímos a maior parte das peças que utilizamos são as básicas!

Fica aqui o vídeo onde verbalizo essa conclusão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:06

Construindo

por baixinho, em 01.06.21

LegOficina 20210601

Tenho aproveitado uma maior disponibilidade de tempo para voltar às construções. Sim, retirei o modelo para tirar a fotografia, já que já começa a ser reconhecível.

No entanto a fotografia não é tanto para servir de teaser, mas mais para referir a volta à construção com as minhas peças, coisa que ultimamente não tenho conseguido fazer. É simplesmente delicioso ter uma visão do que quero e ir tentando chegar a essa forma com as peças que tenho à minha volta. Claro que muitas vezes não tenho o que preciso, e tenho que fazer adaptações. Umas mais fáceis de assimilar, outras que provocam mudanças no que quero construir.

Nesta imagem podem ver uma adaptação que fui obrigado a fazer, neste caso apenas na questão das cores. As quatro secções curvas em tons de castanho tem várias peças em preto porque tive que introduzir essa cor no esquema de cores do MOC por falta de determinadas peças em tons de castanho. Assim ando a espalhar peças pretas um pouco por todo o lado para não se notar tanto a presença (marcante) de algumas peças que não tinha em tons castanhos.

Sim, eu sou daqueles que por norma limito-me às peças que tenho. Raramente faço compras no Bricklink e quando o faço, é apenas porque não consegui dar a volta de outro jeito.

Já gastei dois períodos de mais ou menos duas horas. A correr bem, acredito que mais umas 6 ou 8 horas e está prontinho para fotografar e partilhar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26

Encontrar uma peça num palheiro

por baixinho, em 31.05.21

Encontrar peças...

Estou muito bem a construir um MOC quando para um detalhe vou precisar de uma peça que sei que tenho pelo menos quatro unidades.

O problema é que é um Technic Brick 1x1 with Cross Hole (73230) mas que está ainda no lote de peças Technic que ando a amontoar há cerca de um ano...

Toca a por o cronómetro a andar que acho que vou bater um recorde qualquer :D

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:21

Vídeo sobre arrumar peças

por baixinho, em 12.04.21

Ao fim de mais de 100 vídeos, abordei aquela que é a tarefa que provavelmente os AFOLs despendem mais tempo. Arrumar/organizar peças.

Claro que é um pequeno vídeo onde apenas falo de como procedo em determinadas situações. No entanto já retirei ideias para fazer mais deste género.

Espero que gostem!! :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:38

16 anos do blog Oficina dos Baixinhos

por baixinho, em 06.04.21

LegOficina20160305 (2)

Há dezasseis anos eu e a Tânia lançamos este projecto com este post. O blog na altura era graficamente bem diferente, a imagem que acompanhava o post não sobreviveu (nem me lembro qual era) e desde 2010 que praticamente estou sozinho nestas andanças. Mas muito daquilo que nos fez avançar com o blog, continua a ser a essência deste projecto.

Partilhar o que se vai passando na LegOficina e assim mostrar o que é ter as peças LEGO como hobby

Claro que neste momento não tenho propriamente uma LegOficina em casa, mas é praticamente certo que no próximo aniversário já tenha essa situação resolvida :).

Desta vez não vou fazer grandes futurologias, apenas espero estar aqui para o ano a fazer um post similar!

 

ps. Para efeitos de registo neste intervalo de tempo foram colocados 4618 posts e feitos 968 comentários (apenas aqui no blog, não contabilizo nas redes sociais).

pps. A imagem é de 2016 e é uma das últimas que tenho da LegOficina original. Sim, aquilo é uma vaca do mar desmontada :)

ppps. Ahh, não se esqueçam de subscreverem o meu canal do YouTube! :D

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

100º Vídeo!

por baixinho, em 24.03.21

Hoje disponibilizei o centésimo vídeo no canal de YouTube do blog a Oficina dos Baixinhos. Não é propriamente o 100º vídeo que produzi, já que alguns são provenientes da própria LEGO, mas não deixa de ser uma marca a comemorar.

Em Maio do ano passado, quando comecei a produzir os meus próprios vídeos, escrevi este pequeno post a indicar o que estava a pensar fazer. Claro que se pode verificar que eu não sou muito dado a futurologias e claro que as coisas divergiram um pouco do planeado. :)

Primeiro não contava que produzisse tantos vídeos em menos de um ano. Segundo, avancei com outros formatos além dos complementares às reviews.

Tento fazer sempre o unboxing e timelapse building e ocasionalmente uma análise em vídeo. Os "Abrir e Montar" (45 vídeos neste momento) são algo extenuantes. Não tanto a filmar mas mais na edição que pode demorar algumas horas a fazer. No entanto são aqueles que mais visionamentos tem e portanto devo continuar com eles e apenas fazer os "Analisar"  (16 vídeos) quando não conseguir filmar a montagem.

Mas além dos vídeos complementares aos reviews, comecei outros. Os "Desconstruir" (20 vídeos) onde revelo algumas características e segredos de vários dos meus MOCs e, mais recentemente, os "Comentar" (7 vídeos) onde falo de várias curiosidades sobre LEGO. Tenho também um vídeo de "tops", onde indico os meus preferidos de um certo contexto. Creio que será um formato que me vou dedicar pouco, apesar da sua aparente popularidade. 

Emoff-topic tenho também os "Abrir para Jogar" (2 vídeos) onde faço unboxings de jogos de tabuleiro e que serve para o canal não estar inteiramente dedicado ao hobby LEGO e assim poder chegar a mais gente. Vou tentar fazer sempre que me chegue um jogo novo o que poderá levar a hiatos de meses tendo em conta o meu ritmo na aquisição de jogos de tabuleiro.

Tenho ideias para mais formatos, mas essencialmente creio que a maior parte dos novos vídeos irão entrar na categoria dos "Abrir e Montar" e "Comentar".

Quanto a subscritores (ouvi dizer que isso é importante..), tenho neste momento 169, o que considero um número interessante tendo em conta que me dirijo essencialmente a AFOLs portugueses. Mesmo assim ainda vou resistindo ao cliché de pedir subscrição, activar as notificação, etc e tal :)

 

ps. Já agora, estejam atentos a este post já que tenciono actualizá-lo regularmente com novos canais em português dedicados ao hobby LEGO.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

Extra, Extra

por baixinho, em 09.03.21

Extra parts from 14 sets

Na minha última jornada de reviews fiquei com uma quantidade apreciável de peças extra. Apesar de antigamente ficar sempre entusiasmado por ter peças por qual (pretensamente) não paguei, a verdade é que com o tempo deixei de dar muita importância a estas peças. Não que elas não dêem jeito, mas a verdade é que por norma são relativamente vulgares.

Mas ao olhar para a fotografia mais atentamente e apesar de haver sempre cheeses e plates round 1x1 com fartura, já vi ali algumas coisitas interessantes :D

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:10

Recordando o LUP

por baixinho, em 02.02.21

LEGO Universe LUP Meet 2008

Para quem não sabe, LUP é a sigla de LEGO User Partner (ou em alguns casos Partnership). A LEGO utilizou esta sigla algumas vezes há mais de 10 anos atrás para designar algumas iniciativas com AFOLs, mas que o conhecimento destas eram tão restrita que a sigla apenas ficou na memória de quem participou.

Eu fui um deles :)

O jogo LEGO Universe teve um programa em que AFOLs de todo o mundo (vá, América do Norte, Europa e Austrália) foram convidados para participarem na criação do jogo. Não, não iríamos programar nem ser beta testers (apesar de também o termos feito), mas mais sermos algo como consultores. Contribuímos principalmente com construções (cheguei a ver algumas minhas no jogo), com o nosso feedback como AFOLs e com muitas ideias.

LEGO Universe LUP Meet 2008

Não vou comentar aqui o resultado ou o próprio jogo em si, já que nunca liguei muito a este tipo de jogos de computador (MMORPG ou algo do género), além de que não interessa para o propósito deste post. Vou mais relatar um pouco do que foi esta experiência para mim, um AFOL.

Algures no início de 2007 e através de contactos que tinha dos tempos em que fui LEGO Ambassador (sim, na altura era LEGO Ambassador e não LAN Ambassador como é agora) fui convidado a participar num programa secreto e que envolvida assinar um acordo de confidencialidade enorme. Nada a que não tivesse habituado já que na altura da minha participação como LEGO Ambassador (entre 2005 e 2006) assinei vários. Além de mim, outro português também foi convidado para o programa, o Pedro Agnelo. Depois de alguns meses de contribuições online, em Julho de 2007 lá fomos a Denver, onde estavam os escritórios da NetDevil, para aquilo que na altura intitulamos como um fim-de-semana de sonho para qualquer AFOL. Além do nervosismo da grande viagem (detesto andar de avião) e da experiência sempre única de entrar nos EUA, havia a ansiedade daquela que iria ser a minha primeira experiência como AFOL num evento no estrangeiro. Conhecer finalmente vários AFOLs que apenas tinha trocado emails ou conversas em fóruns.

LEGO Universe LUP Meet 2008

E a experiência foi magnífica. A distância do tempo não me permite fazer um relato cronológico detalhado, mas lembro-me perfeitamente das sessões de formação curtas intercaladas com desafios de construção para serem finalizados em menos de uma hora, dos vários corredores onde íamos buscar peças à mãozada para as nossas bancas de trabalho, das imensas conversas sobre LEGO com AFOLs, de partilharmos os resultados fenomenais dos vários desafios, de conhecermos AFOLs e LEGO designers que admirava, de irmos a uma loja LEGO e termos direito a um desconto substancial (somado ao preço em dólares que é sempre mais simpático), de termos que apresentar o nosso trabalho a outros AFOLs, de podermos trazer quilos de peças em conjunto com outras prendinhas LEGO, de ver pela única vez alguém de pé e coberto até ao pescoço dentro de um enorme caixote cheio de peças LEGO, de ver lagartas de LEGO conectadas com uma extensão que ultrapassava facilmente os 100 metros, de construir colaborativamente em equipas de pessoas que mal se conheciam, de respirar LEGO durante três dias.

Sim, foi mesmo essa a sensação que na altura eu e o Agnelo comentamos entre nós. Respirar LEGO durante três dias.

LEGO Universe LUP Meet 2008

Coisa que em 2007 era algo... estupendo :D

Claro que também poderia relatar a visão das Montanhas Rochosas, os cães da pradaria, as casas/estradas/carros enormes, as empregadas de mesa, o desperdício de energia em estar tudo ligado a toda a hora, o metro dentro do aeroporto, os comboios, os quartos de hotel imensos, os refrigerantes altamente açucarados que davam umas bonitas noites de insónia, as sanitas cheias, os enormes escritórios open space, os colchões altos e moles, os sinais escritos, o calor abafado, o território quadriculado e outras peculiaridades que estava habituado a ver em filmes e que é bem diferente presenciar ao vivo.

LEGO Universe LUP Meet 2008

O programa continuou durante mais algum tempo e eu e o Agnelo voltamos a Denver em Junho de 2008 e eu em Maio de 2009 para encontros mais ou menos iguais. Aliás, as fotos que ilustram este artigo são do encontro de 2008.

Além da experiência magnífica, aprendi imenso e abriu portas para novas aventuras no estrangeiro que tratei logo de prosseguir. Em Outubro de 2007 fui com a Tânia durante uma semana inteira à LEGO World na Holanda que na altura era maior exposição mundial. Durante vários anos continuei a ir lá fora apesar de ultimamente isso já não me cativar tanto como cativava na altura. Também experimentei construir sem estar a pensar num resultado final perfeito, mas sim em conseguir num pequeno espaço de tempo transmitir uma ideia apenas com peças LEGO. Algo que ainda hoje faço muito.

Não posso dizer categoricamente que foi a minha melhor experiência como AFOL, já que são tantas as boas que não consigo andar a classificar. No entanto vai ficar sempre para a memória.

Ps. Fotografias de Joe Meno (editor do Brickjournal) que despoletaram este post!

PPs. Entretanto mais fotografias do Alfred Speredelozzi. Do primeiro encontro e do segundo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Preparado

por baixinho, em 19.01.21

LegOficina 20210122

Preparado para mais uma jornada de separação de peças. Não sei quanto tempo esta vai levar, no entanto vou tentar ter espaço na banca para poder fazer outras coisitas nos entretantos.

Por outro lado, a ver se paro de fazer a asneira de desmontar os sets/MOCs e colocar as peças todas num mesmo sítio...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:19

Despojos da construção de um MOC

por baixinho, em 29.10.20
 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Despojos de um novo MOC. Sim, usei peças technic. #lego

Uma publicação partilhada por Oficina dos Baixinhos (@oficinadosbaixinhos) a

Hoje de manhã coloquei esta fotografia na conta do Instagram onde mostro algumas peças que sobraram do meu último MOC.

Sim, estão lá algumas peças Technic. A ideia da construção surgiu ao ver um mecanismo no Youtube e depois tentei fazer algo semelhante adaptando a ideia ao desenho do MOC que queria. O andar para a frente e para trás até ao mecanismo funcionar na perfeição demorou algum tempo, mas a experiência foi excelente!

Como é um MOC para oferecer, a apresentação fica para outra altura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Várias reviews na calha

por baixinho, em 19.06.20

Tenho vários sets à espera de serem construídos para publicar as respectivas reviews aqui no blog. As pessoas que me seguem no Instagram sabem que comecei o Pirates of Barracuda Bay no início da semana passada.. e que ainda não o acabei. Ontem chegou a casa o Mickey e além desses tenho outros três conjuntos em fila de espera. Como agora filmo as montagens o processo de análise dos sets fica mais lento. Filmar a construção leva a que o processo fique um pouco mais demorado, depois ainda faço a edição do vídeo o que leva o seu tempo, principalmente em sets enormes como o do Barracuda. Enquanto faço a edição vou fazendo também o texto da review. Que agora até fica mais simples já que vários dos pontos tratados passam para o vídeo. Neste momento o texto e o vídeo das reviews são pensados para serem complementares e não independentes. Coisa que poderei mudar já que a experiência com o Pirates of Barracuda Bay está a resultar numa autêntica longa metragem.. se calhar no futuro vou fazer como alguns Youtubers e separar a montagem do review.

Portanto, a ver se este fim-de-semana consigo avançar bastante nesta tarefa para durante a a próxima semana saírem pelo menos uma boa parte das reviews que tenho que fazer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:50

15 anos de Oficina dos Baixinhos

por baixinho, em 06.04.20

LegOficina 20200216a

Faz hoje 15 anos que eu e a Tânia começamos este blog. Trabalhamos juntos até meados de 2010, altura em que o blog ficou em pausa durante cerca de 3 anos. Em julho de 2013 voltei, desta vez sozinho (ok, vou tendo umas ajudas dos meus filhos, Leila e Artur). Em fevereiro de 2017 altero o nome original do blog (LegOficina dos Baixinhos) para o actual.

A LegOficina real também teve a sua história de mudanças mas podem ver como anda agora no post anterior :)

Agora é esperar um ano em que as coisas voltem rapidamente ao normal que por aqui na Oficina dos Baixinhos, tentarei manter a regularidade.

 

ps. Para efeitos de registo neste intervalo de tempo foram colocados 4131 posts e feitos 891 comentários (apenas aqui no blog, não contabilizo nas redes sociais).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00

LegOficina em tempos diferentes

por baixinho, em 06.04.20

LegOficina 20200405

A situação despoletada pelo COVID-19 alterou imenso o meu trabalho como relatei no post anterior.

Como tive que começar a criar modelos em casa, tive que criar um pequeno stock de peças. Como a casa onde vivo não é muito grande, o stock não poderia ser muito grande. Como não tive disponibilidade e tempo para fazer um apanhado de parte das peças que a Caixa de Brinquedos possui, a solução foi pegar em duas grandes caixa de peças soltas provenientes de vários sets que analisei nos últimos tempos. Depois de separar e organizar mais ou menos as peças por tipo (tarefa que levou vários dias e em que ainda não sinto que esteja concretizada) entre caixas que trouxe do trabalho e caixas de sets, posso dizer que tenho as condições mínimas de trabalho.

Claro que é uma tarefa árdua procurar peças entre tantas diferentes para depois descobrir que a sortido disponível é desequilibrado faltando coisas tão comuns e básicas como bricks round 1x1 em preto. Mas nada que tire o ânimo e com uma certa dose de improvisação, as coisas vão-se fazendo.

Claro que o chato é que a mesa é necessária para outras coisas, logo sempre que vou mexer nas peças LEGO tenho que montar todo este aparato para no fim ter que desmontar e guardar...

De qualquer forma, ontem comecei a trabalhar num novo WIP que podem ver na minha conta de Instagram.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog