Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Review: LEGO 71748 Catamaran Sea Battle

por baixinho, em 19.02.21

71748 Catamaran Sea Battle 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs:780/6

Preço LEGO®: 69.99€ 

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71748-1/Catamaran-Sea-Battle

 

Este é o último conjunto desta série de cinco Ninjago. Apesar de ser o maior não era propriamente aquele que mais me atraiu quando os vi pela primeira vez. A razão é simples, à primeira vista os veículos são demasiado fantasiosos, cheios de referências diversificadas e confusas para caírem nas minhas graças.

Será que fiquei com essa sensação no fim de os construir?

71748 Catamaran Sea Battle 2

A construção é dividida em dois pequenos livros. O primeiro, com duas fases, é dedicado ao catamarã dos heróis da série. O segundo, é obviamente dedicado à embarcação dos ilhéus  e possui quatro fases de construção. Chamei de “embarcação” e não catamarã já que na verdade é um trimarã.. Quando completo já que as secções laterais podem sair.

71748 Catamaran Sea Battle 3

O primeiro modelo tem uma construção bastante interessante já que as peças technic servem para accionar um mecanismo que faz com que os cascos se afastem do centro. Não é propriamente um efeito por aí além, no entanto dá alguma jogabilidade ao veículo. No entanto o que gostei mais foi mesmo o esquema de cores já que por norma não gosto da utilização do vermelho. No entanto, a conjunção com o amarelo alaranjado (ou laranja amarelado) dá-lhe uma interessante combinação que é ao mesmo agressiva e desportiva. Gostei também do pormenor das frentes dos cascos estarem construídas num plano deslocado em relação ao resto da embarcação. A adição da vela é bastante boa e não atrapalha o acesso ao convés. Bem, o problema deste barco (e do outro) é mesmo a falta de um convés digno desse nome já que o barco é pensado como um veículo unipessoal. Julgo que é uma falha enorme em termos de jogabilidade já que muita acção poderia decorrer com os vários minifigs que compõem o set. Aliás, temos três minifigs heróis e apenas há espaço para um no catamarã. :/

71748 Catamaran Sea Battle 4

A construção do segundo cat... trimarãn é também interessante já que é criado um mecanismo para a secção dianteira sair um poucochinho para fora. Sim, o efeito não é assim tão imponente, no entanto é divertido construí-lo. A construção até é bastante linear até chegarmos à última fase onde construímos as secções laterais (mini-barcos) que são praticamente idênticos. O aspecto da embarcação é que acho esquisita. Se por um lado remete para a mistura de civilização pré-colombiana com Polinésia, por outro contém elementos “mecânicos” e de fantasia resultando numa amálgama que sinceramente não é do meu gosto. Além disso e como referi acima, não há propriamente um convés, mas sim três lugares para cada um dos tripulantes e um espaço para um prisioneiro. Curiosamente uma das características que não dei muita importância, as secções laterais tornarem-se em pequenos barcos, foi aquilo que mais atraiu ao meu filho.

71748 Catamaran Sea Battle 5

Em termos de peças há de tudo um pouco. Peças muito interessantes e outras onde coço a cabeça a perguntar-me se alguma vez as vou utilizar. O PPP fica pouco abaixo dos 9 cêntimos, o que até nem é mau. Várias das peças interessantes são referidas no vídeo de abrir e montar que está no fim deste artigo. 

71748 Catamaran Sea Battle 6

Quanto às minifigs, o tradicional dos conjuntos Ninjago. Excelentes impressões e acessórios. Como venho dizendo sempre neste sub-tema, é mesmo uma pena os ilhéus não estarem numa cor normal!!

71748 Catamaran Sea Battle 7

Concluindo a série, os conjuntos são acima da média mas penso que poderiam ter feito um melhor trabalho com o próprio tema em si. Civilizações pré-colombianas ficariam excelentes em Adventurers!! Agora daqui a uns dias começo mais uma série de reviews, desta vez Monkie Kid!

As Peças 7/10 (uma ou outra peça interessante com um PPP aceitável)

A Construção 8/10 (vários detalhes interessantes resultam numa boa experiência de construção)

O Desenho 7/10 (o trimaran é amálgama de estilos que não me conseguiu agradar)

Jogabilidade 7/10 (duas embarcações, 6 minifigs e temos a festa feita)

71748 Catamaran Sea Battle 8

É um conjunto com algumas qualidades mas que não se destaca dos restantes sets do tema, apesar de ser o mais caro. Acho que as embarcações ganhariam se tivessem um aspecto mais clássico.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:31

Review: LEGO 71747 The Keepers' Village

por baixinho, em 18.02.21

71747 The Keepers' Village 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs:632/5

Preço LEGO®: 49.99€ 

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71747-1/The-Keepers-Village

 

Para o quarto conjunto desta série temos uma ilha.. Ou melhor, parte de uma ilha. Bem, pensando melhor e tendo em conta que não vi a série, pressuponho que seja uma ilha devido ao nome do sub-tema.

71747 The Keepers' Village 2

O facto de ser um playset agrada-me já que diversifica a oferta desta linha. Isto tendo em conta que os restantes três conjuntos ou são veículos ou é um grande animal que até pode ser considerado de transporte :). Além disso este set representa não um edifício ou estrutura mas o pedaço de um cenário natural. Não sou muito conhecedor dos sets Ninjago, mas parece-me que é um conceito algo incomum no tema.

71747 The Keepers' Village 3

Com isso em mente comecei a construir (vídeo de unboxing e speedbuilding no fim do artigo) as cinco fases que compõem este conjunto e que percorrem as 152 páginas de um livro de instruções com uma dimensão próxima do A4. A primeira fase é dedicada à parte da “selva” da ilha em que a construção pareceu-me exageradamente caótica com um resultado um pouco confuso. Acho que lhe falta um trilho para dar alguma ordem à selva.. Ok, se calhar estou a dizer exactamente o contrário daquilo que é esperado de uma selva. De qualquer forma tem duas armadilhas. Uma delas o Artur adorou, já que é simples de utilizar e o efeito (o minifig ficar pendurado) está muito bom. A segunda é um disparador com um pequeno baloiço disfarçado à frente. Quando estava a construir pensei que o baloiço fosse activar de alguma forma o disparador, mas não. Simplesmente não “ligam”. Fiquei (e o meu filho também) sem perceber a real intenção desta engenhoca. Apesar da vegetação estar bem representada, penso que aquela planta esguia e com apenas uma folha fica demasiado artificial. Poderiam ter trabalhado bem melhor neste nada pequeno pormenor.

71747 The Keepers' Village 4

As três fases seguintes dedicam-se à secção principal da ilha, ou pedaço de ilha. Primeiro construímos a “prisão” que fica debaixo de uma cabeça de um animal em pedra e umas fontes de, julgo eu, lava. Como sempre há um pequeno mecanismo para dar uma abertura para a fuga de um dos nossos heróis. Achei interessante a utilização de vários tipos de slopes, curved wedges e cores para representar as rochas. Ficam com um ar bastante bom e até penso que segue algumas das tendências de construção de AFOLs. Como ponto alto destaco as escadas em caracol que apesar de utilizarem técnicas simples, resultam num efeito bonito. 

71747 The Keepers' Village 5

A última fase é dedicada ao totem que é composto por três “guerreiros” empilhados. Como não coloquei os autocolantes, perdem muito do seu efeito. No entanto gostei bastante dos acessórios que são composto por um único pack de peças brancas.

Aliás, este é um bom conjunto em termos de peças (PPP de 8 cêntimos) já que tem uma variedade interessante de peças mais específicas, algumas peças incomuns e várias peças mais básicas mas muito úteis. O esquema geral de cores também me agrada bastante. Penso que é um bom pack de peças para quem gosta de construir landscapes com o bónus de trazer bons acessórios e uma ou outra peça mais difícil de arranjar.

71747 The Keepers' Village 6

Os minifigs são da qualidade habitual no tema Ninjago. Gosto dos vários acessórios e as impressões são excelentes. Como disse num review anterior, fico com pena dos ilhéus não serem de uma cor mais natural para assim poderem ser utilizados noutros contextos.

71747 The Keepers' Village 7

Gosto do aspecto final do conjunto com duas secções na diagonal (uma facilmente destacável) e com uma dimensão ajustada para a jogabilidade. Falando em dimensão, talvez esperasse algo maior para o preço que tem.

As Peças 9/10 (bom preço para uma boa selecção de peças)

A Construção 7/10 (regular com alguns bons pormenores)

O Desenho 8/10 (irregular com alguns pontos não tão bem conseguidos e outros muito bons)

Jogabilidade 8/10 (alguns gadgets interessantes e um bom cenário para umas boas aventuras)

71747 The Keepers' Village 8

É um conjunto que não decepciona e com um bom lote de peças que facilmente podem ser utilizadas noutros contextos. Adoro a forma das pedras e alguns dos gadgets estão muito bem conseguidos. Pena a dependência dos autocolantes para um componente que me parece central no cenário.

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:43

Review: LEGO 71746 Jungle Dragon

por baixinho, em 17.02.21

71746 Jungle Dragon 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs:506/4

Preço LEGO®: 39.99€ 

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71746-1/Jungle-Dragon

 

Mais um dragão Ninjago! Em dezembro até fiquei relativamente agradado com o 71742 Overlord Dragon, será que este é melhor?

É :)

Mas atenção, apenas cheguei a esta conclusão durante a montagem. É que a primeira coisa que reparei neste dragão é que, como o do 71742, tem umas asas assim para o.. Nhec. Apesar de não ficarem tão mal como isso, dão um ar de depenado que retira muito da imponência ao dragão. Outra coisa é que o esquema de cores abusa do azul turquesa, cor que não faz parte das minhas preferências. 

71746 Jungle Dragon 2

A construção é da complexidade esperada para uma criatura destas. Articulações, algum SNOT tanto para efeito estético como para travamento de peças e várias peças que tentam dar um aspecto orgânico à construção. Digo “tentam” porque acho que nunca fico inteiramente satisfeito com o resultado. Das cinco fases da construção provavelmente aquela que fica na memória é mesmo a segunda (primeira dedicada ao dragão) onde através de algum SNOT e de plates em ângulo (estas) é conseguido que o corpo fique dobrado criando uma forma bem natural e que ainda não tinha visto num dragão LEGO. 

71746 Jungle Dragon 3

O resultado final é que o dragão é bem proporcional e fácil de pegar. Como disse acima, as asas dão-lhe um ar depenado, mas que é brutalmente compensado por aquilo que gosto mais neste dragão. O esquema de cores. Sim, a mistura entre as peças douradas (bem, apesar de na imagem da caixa parecerem dourado metálico, são apenas pearl gold), azul turquesa, sand green e as inevitáveis outras cores de suporte dão um ar bastante único e, talvez, bastante apropriado para as (misturas de) culturas representadas.

71746 Jungle Dragon 4

Fico-me a perguntar se é incoerente este dragão ter seis membros (4 patas e 2 asas) e o do 71742 ter apenas quatro (2 patas mais 2 asas).

De qualquer forma adorei o pormenor da língua de lado.

71746 Jungle Dragon 5

O PPP fica nos oito cêntimos, o que é até interessante para a quantidade e variedade de peças que o set disponibiliza. Sim, a maior parte delas é específica, o que se compreende pelo o que é retratado, mas mesmo assim temos várias delas que são muito fáceis de utilizar. Principalmente para quem gosta de azul turquesa. Fico intrigado com a escolha da cor dos ilhéus!? Não seria melhor uma cor mais neutra (amarelo) para ser mais fácil de os utilizar noutros contextos?

71746 Jungle Dragon 6

A jogabilidade é a esperada. Temos um dragão que apesar de parecer oriundo da “ilha”, é controlado pelo Lloyd; temos um Zane equipado num pequeno e ameaçador veículo voador e finalmente temos dois ilhéus aparentemente indefesos. Não, não vou ver a série para perceber a razão deste conflito nada equilibrado.

As Peças 9/10 (variedade interessante a um bom PPP)

A Construção 8/10 (articulações, muitas)

O Desenho 9/10 (muito bom  tanto nas formas conseguidas como no esquema de cores)

Jogabilidade 8/10 (grande possibilidades de poses e… conflito )

71746 Jungle Dragon 7

Não estava à espera de grande interesse neste dragão e o resultado surpreendeu-me imenso. Uma boa experiência de construção, muitas peças a um bom preço e um dragão que me rendeu pela sua beleza insuspeita. Adorei o esquema de cores!

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review: LEGO 71745 Lloyd's Jungle Chopper Bike

por baixinho, em 16.02.21

71745 Lloyd's Jungle Chopper Bike 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs:183/3

Preço LEGO®: 19.99€ 

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71745-1/Lloyd-s-Jungle-Chopper-Bike

 

Posso não ser um grande seguidor dos vários sub-temas que o Ninjago foi gerando nesta última década, mas lembro-me que a quantidade de motorizadas altamente artilhadas é enorme. Será que esta acrescenta algo de novo?

Sinceramente não sei já que apenas construí um par delas. 

71745 Lloyd's Jungle Chopper Bike 2

Em termos de design o veículo é bastante apelativo e além de um esquema de cores que me agrada, a presença da vela dá-lhe um ar único. Isto mesmo antes de saber que essa parte pode-se destacar para se transformar num pequeno veículo voador. No vídeo (que podem ver no fim deste artigo) chamei-lhe de glider, mas não sei se é o termo mais correcto. O resultado é bastante resistente e a adição da suspensão traseira é um pormenor deveras interessante. No entanto, a não presença de um guiador ou mesmo de um volante cria um efeito esquesito. Gosto da forma como os canos de escape podem ser utilizados para o repouso e apesar de saber que é necessário para criar estes efeitos, fico algo reticente à inclusão de tantas peças technic.

O PPP anda por volta dos 11 cêntimos, o que não é propriamente agradável num conjunto não licenciado. Aliás, a impressão geral é que é um set relativamente pequeno para o seu custo. A presença de três minifigs ajuda a compor o preço, principalmente porque, como é norma neste tema, são ricamente decoradas e com bons acessórios. Uma delas é bastante interessante, já que faz parte da facção dos “ilhéus”. 

Por isso há também que referir que este conjunto (e os próximos três que vou analisar) são a primeira fornada de um novo sub-tema, o The Island, que mistura elementos de civilizações pré-colombianas e outras das ilhas do Pacífico. O resultado é visualmente agradável mas muito fantasioso como é hábito no Ninjago.

71745 Lloyd's Jungle Chopper Bike 3

A jogabilidade do conjunto é a esperada para uma boa motorizada a andar a acelerar pelo chão do quarto do miúdo com o bónus muito bem conseguido com o destaque do pequeno veículo voador. A suspensão e os projécteis adicionam algum efeito, mas penso que rapidamente será ignorado. Fico sempre com a impressão que depois de desmontado, pouco se consegue fazer com as peças deste set.

A experiência de construção é relativamente interessante com bastante technic e SNOT à mistura, no entanto não tem assim nada em especial que fique na memória. 

As Peças 6/10 (boas cores, muito technic)

A Construção 7/10(boa experiência mas sem nada de especial)

O Desenho 8/10 (cores e formas cativantes)

Jogabilidade 7/10 (uma motorizada artilhada com um veículo voador acoplado)

71745 Lloyd's Jungle Chopper Bike 4

É um conjunto Ninjago por excelência. Um veículo agressivo com alguns gadgets e preparado para umas boas aventuras. Possui um esquema de cores interessante mas o resultado final parece-me de pequena dimensão para o valor de referência.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:22

Review: LEGO 71740 Jay's Electro Mech

por baixinho, em 15.02.21

71740 Jay's Electro Mech 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs:106/2

Preço LEGO®: 19.99€ 

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71740-1/Jay-s-Electro-Mech

 

Este é o primeiro conjunto que vou analisar de cinco Ninjago que vão sair em Março. Claro que um 4+ não augura nada de transcendente. No entanto, posso adiantar que além de ser o único 4+ da série, é o único Legacy já que os restantes quatro são de um novo sub-tema. 

71740 Jay's Electro Mech 2

Mas vamos concentrar a atenção neste conjunto e deixar os restantes para as próximas reviews

Como conjunto 4+ que é, possui várias peças enormes (e horrorosas) que deturpam completamente uma avaliação do PPP, que neste caso chega aos 20 cêntimos. Ignorando essas peças grandes e, para mim, inúteis, temos algumas peças interessantes. As tiles 1x3 impressas com veios de madeira, os aracnídeos, alguns dos acessórios de minifig e uma ou outra peça mais básica que facilmente pode ser utilizada noutros contextos. A verdade é que não assim tantas para serem justificarem o preço do conjunto. 

71740 Jay's Electro Mech 3

Como é de esperar a montagem é relativamente simples.. Mas fiquei intrigado com a inclusão de algumas peças technic. Componentes que nas mãos dos mais pequenos são sempre difíceis de utilizar. 

O desenho é muito simples e até posso dizer que faz lembrar um pouco o conjunto original, o 70754 de 2015. No entanto o mech está com a frente completamente aberta o que deixa o Jay bastante exposto (às balas). Eu sei que assim facilita a colocação e remoção do garoto mas.. Em termos de design é horrível.

71740 Jay's Electro Mech 5

Quanto à jogabilidade, é um conjunto para andar à porrada e pouco mais. Aliás, até fico um pouco reticente quanto à inclusão de uma arma funcional num set para miúdos tão novos.

 

As Peças 6/10 (as peças interessantes não justificam a compra do conjunto)

A Construção 5/10(basta dizer 4+)

O Desenho 510 (eu sei que é para os mais pequenos, mas não era de proteger melhor o Jay?)

Jogabilidade 5/10 (conflito. Apenas isso)

71740 Jay's Electro Mech 4

Acho bem que a LEGO disponibilize conjuntos 4+ temáticos, não acho bem é que esses sejam claramente baseados numa jogabilidade de conflito e em praticamente nenhuma de construção. 

Assim fica a léguas de um qualquer conjunto Classic na questão do que é ser um jogo de construção.

Conclusão 5/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

Ninjago faz 10 anos

por baixinho, em 14.01.21

Pois, é verdade. Um tema que era para durar dois ou três anos, chegou à marca dos 10 e com vontade de continuar por cá mais uns tempos. Fica aqui o press release do acontecimento, bem como de alguns sets que vão sair (ou já sairam) e outras iniciativas. 

Ahh, imagens oficiais e o vídeo o gigantesco Ninjago Gardens já anda por aí!!!

LEGO® NINJAGO® CELEBRA O SEU 10º ANIVERSÁRIO COM NOVOS SETS E COLABORAÇÕES CHEIAS DE ESTILO

 O Grupo LEGO convoca todos os mestres de Spinjitsu para a celebração de uma década de LEGO® Ninjago® com o lançamento de um set exclusivo para as lojas oficiais LEGO, novas colaborações e um olhar nostálgico para alguns dos marcos desta gama.

Em 2011, começava a jornada LEGO® NINJAGO® e mudou a vida de centenas de crianças em todo o Mundo. Hoje, o Grupo LEGO comemora o décimo aniversário desta gama que continua a inspirar crianças e adolescentes a recriar e a construir cenas épicas, enquanto desenvolvem as suas capacidades Ninja.

Muitas crianças cresceram com LEGO NINJAGO e com a série de televisão NINJAGO® Mestres do Spinjitzu, onde o Mestre Wu e os ninjas Kai, Lloyd, Zane, Nya, Jay e Cole ensinaram várias lições valiosas para a vida, enquanto usavam a sua coragem e habilidades ninja para combater as forças do Mal.

Num mundo onde muitas crianças e jovens adultos se sentem inseguros e uma intensa pressão para cumprir com as expectativas, NINJAGO ensinou aos fãs como dominar as capacidades de um ninja e de “ser um ninja” na vida real, ensinando-lhes valores como a inclusão, a amizade, a confiança e manterem-se fiéis a si próprios. Através da sua história e moral, mas também da experiência de brincadeira, NINJAGO influenciou positivamente e ajudou várias crianças a desbravar o caminho até à idade adulta e a enfrentar os muitos desafios que até lá encontraram. “Vai chegar um dia em que todos temos de crescer. Quando esse dia chegar, é importante não esquecer as lições da nossa infância. A infância é o melhor treino que alguma vez vão ter.” – Mestre Wu.

“Tem sido uma viagem extraordinária, ver esta linha tornar-se em algo que apaixonou as crianças durante 10 anos.” Diz Michael Svane Knap, Design Manager no Grupo LEGO, que trabalha com a linha LEGO NINJAGO desde 2013. “Alguns dos que cresceram com LEGO NINJAGO expressam agora a sua gratidão e dizem-nos como aprenderam capacidades úteis para toda a vida. Isso é, na minha opinião, o melhor de LEGO NINJAGO. As crianças aprendem sobre a amizade, confiança e muito mais… e claro, os ninjas são fixes!”.

Além das 13 temporadas da série de televisão e vários minifilmes, o franchise incluiu vários sets LEGO, merchandise, vários videojogos e jogos de app, um filme, revistas, livros para colorir, bandas-desenhadas, livros infantis, quartos e hotel e uma atração temática na LEGOLAND.

“Originalmente, a linha NINJAGO ia terminar depois da segunda temporada, em 2012.” Diz Tommy Andreason, Senior Manager de Desenvolvimento de Entretenimento no Grupo LEGO, que trabalhou na linha LEGO NINJAGO e na série de TV desde o seu início. No entanto, o seu sucesso contínuo levou a que tanto a série como os produtos continuassem até aos dias de hoje. “O sucesso mostra o incrível empenho dos fãs, que faz com que a linha continue forte 10 anos depois”, acrescenta.

Para celebrar o 10º aniversário, o Grupo LEGO vai lançar 11 sets LEGACY ao longo de 2021. A 1 de fevereiro é lançado o primeiro exclusivo das lojas LEGO, os jardins de três pisos da cidade LEGO NINJAGO, dando aos fãs a possibilidade de reviver cenas da série, através de uma experiência de construção. Como bónus, seis dos sets LEGACY vêm com uma minifigura de ninja dourado colecionável de edição limitada.

Além dos novos sets, o Grupo LEGO juntou-se a marcas de roupa para criar merchandising especial deste aniversário. A primeira colaboração é LEGO NINJAGO x HYPE, que será lançada a 15 de janeiro, inspirada no design futurista e colorido do “Prime Empire”, cenário da temporada de 2020 da série de TV. Entusiasmantes colaborações com outras marcas serão anunciadas ao longo do ano.

Em www.LEGO.com/ninjago10anniversary vai existir conteúdo dedicado ao aniversário, contado a história de LEGO NINJAGO ao longo dos anos, exibindo conteúdo criado pelos fãs, como fan art, construções e fotografias. A LEGO House vai também marcar a ocasião, com uma exposição a celebrar os 10 anos de NINJAGO.

Sets a ser lançados para celebrar o aniversário:

 Para marcar o 10º aniversário de NINJAGO, o Grupo LEGO vai lançar um total de 23 sets:

-11 sets LEGACY que vão ser lançados ao longo de 2021, oito dos quais saíram a 1 de janeiro. A 1 de fevereiro sai o LEGO NINJAGO Jardins da Cidade de NINJAGO, um tributo aos 10 anos da linha. Em março e junho serão lançados quatro e cinco sets respetivamente, relacionados com a série de TV. Entre janeiro e junho vão sair também mais três sets para a faixa etária 4+.

-sete dos 11 sets LEGACY vão ter uma minifigura dourada exclusiva, colecionável, a representar cada um dos seis ninjas e o Mestre Wu.

Como tudo começou:

Numa sexta-feira, no Outono de 2009, foi feito um desenho que foi o início de algo grande. Tommy Andreasen fez um esboço com ninjas elementais e a sua equipa teve a ideia de os ninjas fazerem parte de uma espécie de spinners, para permitir brincadeiras com mais ação.

No desenho dá para ver um ninja de água, que acabou por não existir até Nya aparecer e se tornar mestre da água em 2015. O sketch tinha a palavra “Spinjago”, que foi a primeira ideia para nome, que se transformou em “Spinjitzu” – uma junção das palavras “spin” (rodar) e “ninjitsu” (arte marcial).

NINJAGO é também uma combinação das palavras “Ninja” e “GO”, a segunda metade do nome da marca LEGO, que foi também pensado para ser um “grito de guerra”.

Série de TV:

2021 marca o 10º aniversário da série de TV NINJAGO, que está a ser produzida continuamente desde o lançamento do primeiro episódio piloto em 2011. Originalmente, era para durar apenas duas temporadas, até 2012, mas o sucesso da série e das linhas, ditou a sua continuidade. Este marco reflete a popularidade da série junto do seu público. Em 2021 vai ser lançada a 14ª temporada, que vai ser um tributo ao ator Kirby Morrow, que deu voz a Cole durante muitos anos e faleceu recentemente.

Em NINJAGO não há uma personagem principal, é sobre a equipa. Mas desde o início, todas as temporadas focaram uma personagem, ajudando as crianças a saber mais de todas as personagens. O foco de 2021 será Nya e os seus poderes elementais.

Videojogos:

Os ninjas aparecem como personagens jogáveis em vários videojogos e jogos para telemóvel, incluindo LEGO Battles: NINJAGO (2011), LEGO NINJAGO: Nindroids (2014), LEGO NINJAGO: Shadow of Ronin (2015), LEGO Dimensions (2015), LEGO Worlds (2017), The LEGO NINJAGO Movie Video Game (2017), LEGO Brawls (2019) e LEGO Legacy: Heroes Unboxed (2020).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:01

Review: LEGO 71742: Overlord Dragon

por baixinho, em 22.12.20

71742 Overlord Dragon 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 372/2

Preço LEGO®: 29.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71742-1/Overlord-Dragon

 

Chegamos então à última review desta série. A tarefa não poderia ter ficado mais difícil, avaliar um dragão construído com peças LEGO. É que sinceramente às vezes gosto muito do resultado atendendo à grande dificuldade que é recriar com peças LEGO um ser vivo, outras vezes detesto porque não consigo transportar a visão da construção para a visão de uma criatura viva. Qual será a minha opinião para este dragão em particular?

71742 Overlord Dragon 2

Primeiro devo referir que este conjunto não traz qualquer minifigura limitada apesar da presença de uma versão dourada do Lloyd. Além disso, segundo o Bricket este conjunto não é o “redux” de um mais antigo como acontece com os outros quatro sets analisados nesta série.

A construção do bicho é engraçada já que essencialmente estamos a construir de dentro para fora (como acontece em muitos sets technic) e não de baixo para cima como muitos conjuntos system. Além da utilização do SNOT para a introdução de vários detalhes há também a utilização desta técnica para aumentar a resistência do modelo. Forma bem mais interessante que o habitual travamento através de peças technic. No entanto, as peças technic estão lá. Pode não ser em grande quantidade como acontece noutros conjuntos, mas mesmo assim numa quantidade notória. Isto acontece compreensivelmente devido às articulações e para conseguir certas orientações. No fundo temos três fases de construção agradáveis, mesmo tendo em conta alguns momentos montar secções em espelho.

71742 Overlord Dragon 3

O resultado é.. Escuro. Mesmo que queira, não consigo deixar de não gostar de esquema de cores demasiado escuros nas construções LEGO. Não é só porque depois dificilmente utilizo as peças mas também talvez porque o brilho das peças é mais notório e dá um ar mais plástico/artificial à coisa. Ok, é mesmo uma esquisitice minha. Fora a escuridão (brilhante) que é o dragão, a verdade é que o resultado consegue ser maioritariamente proporcional e captar as formas gerais de um dragão (estranhamente europeu). Talvez as asas fiquem um pouco vazias com aquelas três espadas gigantes, mas no geral esse defeito não se nota muito. Fiquei mais descontente com as patas que parecem ser um pouco grandes em relação ao resto do dragão.

Por ser demasiado escuro o meu interesse pelas peças é limitado. Ok, há ali algumas bem interessantes mesmo sendo escuras e não me posso esquecer que o cinzento escuro é uma cor que até é fácil de utilizar. O preço por peça é de 8 cêntimos o que até é bastante aceitável para um conjunto Ninjago. Destaco algumas peças relativamente comuns em cores não tão comuns (roxo, azul escuro e dourado) e relembro que podem ver o vídeo “Abrir e Montar” que se encontra no final deste artigo onde eu refiro outras peças.

As brincadeiras possíveis com o dragão é mesmo pô-lo a voar de um lado para o outro (sim, porta-se bem quanto a isso) e simular umas lutas com o pequeno Lloyd. Estranhamente senti mais falta de um oponente à altura neste conjunto que nos anteriores (71738, 71737 e 71736). De qualquer forma tem um aspecto bem imponente para o preço que é e ficará bem em qualquer prateleira dedicada ao tema.

As Peças 7/10 (muito escuro)

A Construção 9/10 (rápida e bastante interessante)

O Desenho 7/10 (imponente, mas escuro)

Jogabilidade 7/10 (a esperada para um dragão dos maus)

71742 Overlord Dragon 4

Talvez o ponto que eu considero mais fraco (esquema de cor escura) é algo demasiado pessoal para pesar numa avaliação mais imparcial. No geral é um dragão com boa presença a um preço que eu considero justo.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review: LEGO 71738 Zane's Titan Mech Battle

por baixinho, em 21.12.20

71738 Zane's Titan Mech Battle 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 840/4

Preço LEGO®: 59.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71738-1/Zane-s-Titan-Mech-Battle

 

Para quarta review desta série temos um mech, tipo de veículos para qual não tenho uma opinião conclusiva. Se por um lado aprendi a gostar dos mechs bem militares do universo Battletech (adorava jogar no computador os vários MechWarriors dos anos 90), os mechs humanóides bem estilizados vindos do animé ou do manga nunca me atraíram grandemente. 

71738 Zane's Titan Mech Battle 2

Este conjunto entra bastante bem no segundo grupo e por isso entro novamente de nariz torcido para um review. Será que vai acontecer o mesmo que na análise anterior?

71738 Zane's Titan Mech Battle 3

Em termos de peças devo referir que um PPP de pouco mais de sete cêntimos é bastante interessante para este tema. Claro que existem imensas peças minúsculas, mas a verdade é que é bem compensado pelo facto de existir uma boa variedade de peças interessantes bem como estar bastante bem fornecido em termos de peças não tão vulgares. Como vem sendo habitual, consultem o vídeo “Abrir e Montar” que está no fim do artigo para verem as peças que destaco ao longo de cada uma das fases. A verdade é que os tons utilizados neste conjunto são bem mais da minha preferência o que animou logo as coisas. Lingotes em branco e em dourado com fartura, wedges e tiles de várias cores e, não devo deixar de referir, boa variedade de peça em sand-blue.

71738 Zane's Titan Mech Battle 4

Os minifigs apesar de bem peculiares, não lhes consigo dar grande destaque. Sim, temos direito a mais um dourado versão limitada.

71738 Zane's Titan Mech Battle 5

Passando uma vista geral às peças, chegamos ao ponto onde os mechs conseguem ser bastante positivos, a experiência de construção. A verdade é que a presença de articulações como o cuidado estético para que tudo fique bonitinho no fim, proporcionam soluções bem interessantes que tornam a construção entusiasmante. Este set não foge a isso. A longo das seis fases temos vários momentos que são em espelho (então a das pernas..), no entanto como a construção envolve tantas orientações e várias articulações, não chega a ser cansativa. Aliás, há umas semanas construí três mechs do filme Ninjago (não, não fiz o review) e sinceramente este bate todos.. Principalmente porque é mais pequenino e também por utilizar algumas técnicas diferentes. Uma das técnicas que vai ficar para a memória é a articulação do joelho onde a parte de trás está simplesmente incrível.

71738 Zane's Titan Mech Battle 7

A construção resulta num desenho que apesar de não ser o meu estilo, está muito, muito bom. O aspecto humanóide está perfeito e muito próximo daquilo que me habituei a ver nos mangas. Gosto particularmente do esquema de cores onde o branco sobressai de um núcleo mais escuro. A posição do piloto é a habitual apesar de achar que fica demasiado exposto. As articulações permitem várias posições no entanto acho que os tornozelos fiquem um pouco frouxos o que por vezes resulta em que o mech tombe um pouco, mas sem cair.

Ahh, não esquecer que este set tem provavelmente a melhor parte de trás que já vi num mech LEGO.

71738 Zane's Titan Mech Battle 8

Apesar dos inimigos estarem fracamente representados (na versão original, o 70737 Titan Mech Battle, estavam representados dois mechs), existem bastantes possibilidades de brincadeira. Claro que para isso ajuda o próprio mech, já que facilmente arranjam-se inimigos mais poderosos para ele combater. Sim, não consigo ver uma criança a ter uma brincadeira mais pacifista com um mech deste género...

As Peças 8/10 (selecção muito interessante)

A Construção 9/10 (cheia de momentos bons)

O Desenho 9/10 (excelente)

Jogabilidade 7/10 (a esperada para um mech)

71738 Zane's Titan Mech Battle 6

Surpreendentemente este foi o conjunto desta série (até agora) que mais me agradou. Digo isso porque não vou muito à bola com este tipo de mechs, mas o resultado é bastante interessante. Além de que traz uma boa variedade de peças e a construção é recheada de bons momentos.

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Review: LEGO 71737 X-1 Ninja Charger

por baixinho, em 18.12.20

71737 X-1 Ninja Charger 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 599/5

Preço LEGO®: 49.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71737-1/X-1-Ninja-Charger

 

Se à primeira vista o 71736 Boulder Blaster foi o set que mais me chamou à atenção, o terceiro set da série (este) foi o que me atraiu menos. Um carro enorme vermelho e preto? Nahh, isto não é mesmo para mim. Quando a caixa me chegou às mãos, reparei que tinha um mecanismo para sair uma mota do interior o que ajuda a justificar a dimensão do veículo bem como o preço. Mas estas características serão suficientes para destorcer o meu nariz?

O PPP é de um pouco mais de 8,3 cêntimos. Bom para um conjunto que apesar de não ser licenciado, é de um tema conhecido por trazer várias peças únicas ou raras. É o caso deste conjunto que traz algumas peças que, pelo menos para mim, eram desconhecidas. Pena que o Brickset ainda não tenha o inventário das peças para poder verificar se realmente são novas já que pelo menos no Bricklink não as encontro nas cores que aparecem neste set. O melhor é mesmo dar uma vista de olhos no vídeo de “Abrir e Montar”, no final deste artigo, para saber quais as peças que destaco. Apesar de haver uma ou outra novidade em termos de cores, a verdade é que o sortido de peças do conjunto não me foi assim tão especial. A quantidade de peças em preto e vermelho e ainda por cima com uma quantidade apreciável de peças technic ajudaram a que o meu nariz se mantivesse torcido. As minifigs seguem a qualidade do tema mas sem brilhar como acontece no 71735.

71737 X-1 Ninja Charger 2

Sim, não me posso esquecer da presença de mais um minifig dourado versão limitada, desta vez o Cole.

71737 X-1 Ninja Charger 3

A construção, que se faz em cinco fases através das folhas de um livro com pouco mais de 150 páginas, confesso que foi algo aborrecida. Não sei se foi por estar de mau-humor na altura que o montei, ou pela presença de vários componentes technic ou mesmo de vários momentos de construir o simétrico dos passos anteriores. Sim, há muito SNOT e várias curvas bem conseguidas. No final o efeito até é giro, agressivo e transmite potência. No entanto, não deixo de o olhar como descomunalmente grande para um carro! São mais de 23cm.. Quase uma baseplate. Aliás, ele ocupa praticamente toda a secção da estrada de uma (posso dizer agora, antiga) roadplate. Já vi tanques de guerra mais pequenos.

71737 X-1 Ninja Charger 4

É mesmo essa a maior sensação sempre que olho para este carro. É enorme, demasiado grande para a escala minifig. O minifig fica literalmente perdido lá no meio.

71737 X-1 Ninja Charger 5

Mas se no veículo a minha principal queixa até nem está no design mas sim na dimensão (ok, e também no esquema de cores), a mota é para mim um desastre. Primeiro acho-a desequilibrada ao ter bastante mais volume na frente e praticamente nenhum na traseira. Sim, eu sei que isso até acontece regularmente nas motorizadas reais, mas acho que nesta o efeito não é bem conseguido. Além disso acho que, no mínimo, é irrealista a forma como o condutor fica sentado, já que não segura nenhum guiador e fica algo desamparado e deslocado. Se calhar até devo cometer a heresia de dizer que a mota da versão original deste set (70727) é melhor!

71737 X-1 Ninja Charger 6

Em termos de jogabilidade não tenho grande coisa a apontar. É um veículo todo ele (tanto funcionalmente como esteticamente) virado para o conflito e pouco se pode esperar mais. De qualquer forma este deve ser o mote de 90% deste tema...

As Peças 6/10 (algumas boas peças no meio de um mar de vermelho e preto)

A Construção 5/10 (aborrecida com muito technic e secções em espelho)

O Desenho 8/10 (agressivo e potente.. Mas demasiado grande)

Jogabilidade 7/10 (a esperada para um set Ninjago)

71737 X-1 Ninja Charger 7

71737 X-1 Ninja Charger 8

Um veículo de dimensões enormes que apela à agressividade tanto funcionalmente como na estética e com um esquema de cores que me desagrada, teria tudo para não me encantar.

E não me encantou. 

Tem peças interessantes e, agora, até posso dizer que tem elementos bem construídos, simplesmente não se encaixa naquilo que eu espero de um set LEGO.

Conclusão 6/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:26

Review: LEGO 71736 Boulder Blaster

por baixinho, em 16.12.20

71736 Boulder Blaster 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 449/4

Preço LEGO®: 39.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71736-1/Boulder-Blaster

 

Eis a segunda review desta série!

Dos cinco conjuntos Ninjago que recebi, este foi o que mais me despertou a atenção. As razões são simples. É aquele que me parece menos dependente do tema, é uma (espécie de) nave e tem aquele intrigante windscreen.

71736 Boulder Blaster 2

Começo logo pelo windscreen.. É que quando abri a caixa (e como podem ver no vídeo no final do artigo) a peça estava solta. Nada aconselhável já que pode ficar riscada e suja. Bem, por outro lado é menos um saquinho plástico no oceano. Mas fora esse pormenor a peça é lindíssima mesmo tendo em conta que os apliques são em dourado, o que a torna perfeita para algo mais próximo do steampunk :D. Fora isso e apesar de haver várias peças interessantes e até uma que não conhecia, o que ficou para a memória é que uma boa percentagem delas são pretas. O que para mim é quase sinónimo de serem praticamente inúteis. Yeps, tenho que começar a construir em preto para não ter sempre este discurso. Também não quer dizer com isto que o set não vale a pena para peças, porque vale. Aliás, fiquei de olho em tantas que este não é um set que vai para o Artur, como outros desta série. Lingotes em cinzento metálico.. Hummm.

Ahh, sim, o PPP está um pouco abaixo dos 10 cêntimos.

71736 Boulder Blaster 3

Como no set anterior, traz também uma minifig limitada em dourado (desta vez o Kay) mais dois dos heróis da série e um inimigo com o cabelo em crista que tem um aspecto bastante familiar.. Deve ser porque é o irmão de um minifig do set anterior.

71736 Boulder Blaster 5

A construção é bastante fluida e sem momentos monótonos já que a estrutura do veículo é bastante singular. Penso que os únicos momentos repetidos sejam as asas e as secções que são colocadas à volta do motor. Gostei da forma como criam resistência à estrutura através do travamento mas com peças system. Solução de dimensão mais reduzida e com utilização de peças mais úteis que as technic. Não quer dizer com isto que não há peças technic, mas pelo menos não são assim muitas.

O aspecto final é bastante interessante, agressivo e transmite bem o ar de potência. Pena a cor. É que além de, como disse acima, as peças pretas serem de difícil utilização, a verdade é que o veículo fica demasiado escuro e não consegue mostrar de forma vincada as formas que possui por causa da cor. Talvez com mais castanhos e cinzentos o efeito ficasse melhor e mesmo assim ficaria dentro da tonalidade do herói que o utiliza, o Cole. Mesmo assim o efeito é muito melhor que a versão original. O 70747 Boulder Blaster de 2015 que até tinha mais castanhos, mas era mais pequeno e mesmo assim custava quase o mesmo. Gostei também do detalhe da pega que é bastante útil e não afecta em nada o desenho.

71736 Boulder Blaster 6

A aeronave já é mais que suficiente para brincadeiras. Mas mesmo assim temos várias outras características que podem gerar mais brincadeiras. O múltiplo canhão frontal  funciona bem e como bónus pode servir para libertar o Lloyd da pequena prisão. O mal é depois andar de rabo para o ar a apanhar os projéteis espalhados pelo chão. De qualquer forma os miúdos devem disparar poucas vezes já que depois passam para o clássico “pin, pin, pin” também conhecidos por “tiros pela boca” ou mais prosaicamente, onomatopeias. Isso e o “swoosh” que tão bem fica quando andámos com este Boulder Blaster de um lado para o outro a rasar os móveis lá de casa.

 

As Peças 8/10 (boas, mas muitas pretas)

A Construção 8/10 (agradável e com momentos interessantes)

O Desenho 9/10 (agressivo e potente, pena o preto)

Jogabilidade 8/10 (voa que se farta)

71736 Boulder Blaster 4

É um set que vale imenso pelo aspecto agressivo e potente do veículo que até está muito bem acompanhado por minifigs e potencial de jogabilidade. Pena ser em preto :/

Conclusão 8/10


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review: LEGO 71735 Tournament of Elements

por baixinho, em 15.12.20

71735 Tournament of Elements 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 283/7

Preço LEGO®: 29.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71735-1/Tournament-of-Elements

 

Tive a oportunidade de analisar cinco conjuntos Ninjago de Janeiro de 2021 e apesar de não ser um dos meus temas de eleição, a verdade é que à custa do entusiasmo do meu filho, já começo a conhecer os nomes das personagens, quem é tio de quem, quem é irmão de quem e que o Cole é o mais divertido deles :)

71735 Tournament of Elements 2

Para comemorar os 10 anos do tema (yeps, quem diria) a LEGO começou este ano a editar alguns conjuntos que revisitam outros mais antigos (quando digo antigos é com quatro anos ou mais) num género de construção que no meio AFOL é conhecido por “redux”. 

71735 Tournament of Elements 3

Em Janeiro vai continuar a fazê-lo e desta vez com uma pequena surpresa. A surpresa é a presença de uma versão dourada e limitada de seis dos personagens principais. Em alguns conjuntos sai uma delas e é preciso adquirir seis conjuntos diferentes para ficar com a colecção completa. Nesta série de reviews aparecem quatro destas minifigs.

71735 Tournament of Elements 4

Portanto a partir de hoje e durante cinco dias vou tentar postar o review de cada um desses sets acompanhado com o habitual vídeo de “Abrir e Montar”. Desta vez não vou fazer vídeos de análise, fazendo apenas um final com os cinco conjuntos.

Começando, neste momento ainda não existe a lista de peças no Brickset, ferramenta essencial para as minhas análises da raridade e interesse das peças do conjunto. No entanto no vídeo de “Abrir e Montar” faço a referência a várias delas. No geral o conjunto tem várias peças interessantes onde realço os acessórios de minifigs, as peças douradas e as várias plates em tan que tanto jeito dão quando estamos a construir landscape. Não há propriamente grandes estreias no entanto tem várias peças recentes (por exemplo o cone invertido de 2x2x2 e a tile 2x6) para o conjunto ter o seu interesse. Não falo muito do PPP do conjunto por causa da presença de 7 minifigs, um número expressivo que altera facilmente este tipo de contas para um set deste preço. Aliás, devo referir que as minifiguras são.. Brilhantes. Há ali três que são compostas por peças (sim, para mim as minifigs são compostas por peças que podem ser separadas) que facilmente podem criar personagens bastante únicas noutros cenários originais. Parecem mesmo saídas de uma qualquer série de minifigs coleccionáveis.

A construção é dividida em três fases e não é propriamente memorável. A presença de secção na diagonal e a interessante forma de fazer as colunas vermelhas apimentam um pouco as coisas, mas a experiência é tão rápida que facilmente é esquecível. 

71735 Tournament of Elements 5

Pelas imagens do cenário original percebe-se que este conjunto é uma interpretação bem simplista. No entanto não deveremos esquecer que a versão original do conjunto, o 70756 Dojo Showdown, ainda mais deslocado é em relação ao cenário original. Portanto não deveremos ser assim tão críticos em relação ao cenário.. Já que não passa disso mesmo. Um cenário com alguns troféus e itens escondidos para um torneio de porrada velh.. Ops, de combate.

E a jogabilidade centra-se nisso mesmo. Temos 6+1 minifigs que devem combater entre si num torneio. É um bocado limitado, no entanto a inclusão de troféus e itens no cenário faz com que seja suficiente para um bom potencial de histórias.. Se bem que alicerçadas na luta. Sim, o tal gadget para por o Jay a rodar à força toda e assim derrubar tudo e todos é divertida.

 

As Peças 7/10 (minifigs!!!)

A Construção 7/10(básica)

O Desenho 7/10 (um cenário competente para o torneio)

Jogabilidade 8/10 (porrada velha com alguns troféus)

71735 Tournament of Elements 6

Apesar de a avaliação não ser excelente, não deixa de ser um curioso conjunto pejada de várias minifigs interessantes (e talvez exclusivas) que podem originar boas histórias. Pessoalmente acho que a jogabilidade está muito centrada na luta entre minifigs.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00

Inspire

por baixinho, em 10.12.20

Nya Kabuki

Lego Inspire é um utilizador relativamente recente no Flickr que consegue maravilhar com fotografias de minifigs (e não só). As fotografias são fortemente editadas mas quem se importa com isso quando o efeito é soberbo?

The Misty Forest

Vale a pena dar uma vista de olhos na galeria dele e, talvez, começar a pensar nuns wallpapers para o PC :)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:20

Review: LEGO 71705 Destiny’s Bounty

por baixinho, em 24.11.20

70705 Destiny's Bounty 1

Tema: NinjaGo

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs:1781/7

Preço LEGO®: 129.99€ 

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71705-1/Destiny-s-Bounty

 

Yahh, um barco voador. Quem conhece bem os meus gostos até já se devia estar a perguntar quando é que iria fazer um review deste conjunto. O problema é que há uns anos atrás tive uma fraca experiência com uma das versões da Destiny’s Bounty (ler aqui) e, portanto, não estava com vontade de repetir o erro.

No entanto como o meu filho Artur (6 anos de idade) adora NinjaGo, lá decidi experimentar e dar-lhe a oportunidade de construir um set já com uma boa dimensão.

É mesmo pela construção que vou começar. São catorze fases ao longo de 316 páginas. De notar que as fases são notoriamente mais curtas que as que eu estou habituado nos conjuntos 18+. Cerca de noventa por cento da construção foi realizada pelo meu filho ao longo de 2 semanas (!). Ajudei mais nas secções que incluíam Technic e pouco mais. No entanto fui observando e percebendo o prazer dele quando se apercebia dos pequenos gadgets que iam aparecendo, de alguns detalhes e, para espanto meu, de utilizações menos convencionais de algumas peças e/ou técnicas de construção. Já começa a saber apreciar uma construção LEGO. Apesar de ter algumas secções em espelho, a construção é agradável e, penso eu, indicada para a idade-alvo (9+).

Depois da construção concluída o resultado é.. Impressionante. Não só pela dimensão e pelo peso, mas também pelo design. É que o desenho joga com detalhes mais clássicos com técnicas de construção avançadas o que resulta perfeitamente e com formas e curvas que podem fazer empalidecer muitos barcos de outros temas LEGO. Apesar de ter algum technic, é realmente um conjunto system. Além disso esta versão é bastante composta, cheia. O que realmente não acontecia nas versões de 2012 (9446) e 2015 (70738) do Destiny’s Bounty. Mesmo apesar da embarcação ser relativamente grande, é um pouco difícil de colocar todos os minifigs no convés além de que o acesso ao interior é um pouco difícil. No vídeo de análise apontei uma falha que afinal não existia, já que houve um erro na altura da construção. Fora isso, não posso apontar grandes defeitos.

A introdução de vários gadgets vem reforçar a jogabilidade do conjunto apesar de não considerar nenhum deles propriamente essencial. Talvez o mais interessante para a brincadeira seja o insuspeito dojo, já que possui a possibilidade de o retirarmos e abri-lo para os minifigs poderem treinar. Outro pormenor que achei interessante foi que não foram incluídos os habituais inimigos (apesar do pequeno Lloyd na primeira temporada ser uma espécie de inimigo chato), o que possibilitou a presença de todos os elementos que compunham a equipa na altura. Falo na altura já que este set é um Legacy e pretende representar o Destiny‘s Bounty da primeira temporada (algures em 2012).

O PPP deste conjunto situa-se nos 7,3 cêntimos, o que é bastante bom principalmente tendo em conta da presença de 7 minifigs. Apesar de ter peças exclusivas (fora minifigs e acessórios temos as 6218833, 6218836 e 6313216), a minha atenção recaiu mais sobre a quantidade e variedade de peças em castanhos e tan. Devido a uma boa parte da construção ser próximo do que chamamos clássico, faz com que a quantidade de peças que se podem facilmente utilizar noutras situações seja muito grande. Algo que muitas vezes não acontece nestes conjuntos mais temáticos. Fiquei espantado comigo mesmo por não ter simplesmente ignorado os minifigs. Ok que agora já vou conhecendo melhor as personagens NinjaGo devido à adoração do meu miúdo. No entanto e tentando distanciar-me, a verdade é que até vejo algumas potencialidades na maior parte das peças que os compõem.

Claro que é só ver, porque este set vai ficar ao cuidado do Artur e julgo que ele não vai demorar muito a fazer modificações em tudo :)

As Peças 9/10 (bom preço por peças muito interessantes)

A Construção 9/10(muito variada no estilo)

O Desenho 9/10 (excelente, apenas falhando por ser um pouco apertado)

Jogabilidade 8/10 (a normal para um set temático. Não se sente a falta de “inimigos”)

70705 Destiny's Bounty 2

Confesso, não estava à espera de um conjunto tão bom. Excelente no design geral, rico em detalhes, gadgets atractivos e dá mesmo a vontade de andar a voar com ele.

Ofusca completamente as encarnações prévias de 2012 (9446) e 2015 (70738).

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Os temas das revistas LEGO

por baixinho, em 16.09.20

Quando os primeiros números da revista Star Wars começaram a aparecer nas papelarias portuguesas era um comprador assíduo. Apesar de cada vez menos gostar das revistas em si, os pequenos sets LEGO eram deveras interessantes. Com o tempo o interesse foi diminuindo (talvez porque começaram a sair cada vez mais minifigs, o que não são propriamente do meu interesse) e acabei por deixar de as comprar. Altura que coincidiu mais ou menos com o aparecimentos de outros títulos como Friends, NinjaGo, City entre outros.

Nos últimos meses o meu filho Artur (5 anos) começou a interessar-se pelas revistas, primeiro porque eu dei-lhe as de Star Wars que tinha para, inicialmente, fazer recortes e  mais tarde para lhe lerem as histórias e fazer algumas das actividades. Segundo o factor Netflix deu-lhe um grande impulso no interesse no tema NinjaGo.

Logo foi praticamente inevitável ele gastar algumas das suas economias em duas revistas NinjaGo.

Se no início achava algo muito próximo do desperdício, a verdade é que o dinheiro gasto nas revistas até foi bem aproveitado. As minifigs que sairam em ambas já serviram (e continuam a servir) para mil e uma aventuras além de que já foram desfeitas e refeitas em conjunto com outras um bom par de vezes. Além disso as próprias revistas já foram lidas, relidas e praticamente todas as actividades realizadas, já que algumas são demasiado complexas para o petiz.

No entanto há qualquer coisa nas revistas que não me faz sentir confortável.

Não demorei muito para descobrir a causa deste desconforto. Ou melhor, as causas já que é um conjunto de vários factores que tornam as revistas algo pior do que aparentemente são.

Não, não vou começar pelo preço já que não me parece que seja demasiado alto para o conjunto revista/oferta LEGO. O primeiro factor que me incomoda são mesmo os temas. Star Wars, NinjaGo, Batman, Nexo Knights, Jurassic Park e até os insuspeitos City e Friends. Os primeiros são de conteúdos sem profundidade, irrelevantes e que, por cima, não tem uma regularidade e continuidade assegurada já que dependem dos temas da própria LEGO. Os segundos apesar de genéricos são tratados também de forma tão ligeira (e arrisco dizer, americana) que se tornam praticamente inúteis em termos de formação de uma criança. Ou seja, nenhum destes títulos podem ser considerados interessantes em termos de estruturação de valores e aprendizagens para os mais novos. São temas de ler, fazer e deitar forma.

Claro que podem dizer que é o que vende, mas se a LEGO se mostra preocupada, e bem, com o futuro como vemos na questão da sustentabilidade abordada ontem, parece-me que é uma oportunidade desperdiçada os conteúdos destas revistas. Principalmente sabendo da existência ou conhecendo outras séries de revistas/livros em que os conteúdos são muito mais interessantes e pertinentes. Não, não vou exemplificar com a Playmobil (que continua a ser um brinquedo para crianças muito mais interessante em termos de temas abordados) mas sim com uma série de livros de animais que o Artur teve há uns anos atrás e que regularmente voltam a estar disponíveis nas papelarias. São cerca de 60 números onde cada livro trata de uma espécie animal de forma infantil, com histórias e curiosidades mas ao mesmo tempo com cuidado científico. Cada livro também trazia dois animais (o abordado no livro e outro) em plástico com uma boa dimensão. Apesar do Artur já pouco brincar com animais ainda "lê" os livros regularmente. Mas o melhor de tudo é que já os consultou algumas vezes quando surgiram dúvidas quanto aos animais.

Portanto não é difícil de perceber que olhando para estes livros fico com alguma pena que o Artur ande tanto à volta das revistas LEGO já que estão próximas do lixo em termos de relevância para aquilo que eu quero que o meu filho se torne.

Este é o ponto mais importante, mas não é o único que me incomoda. Outro é a questão que não se sabe (e provavelmente nem a editora) a continuidade das revistas. Uma pessoa começa uma e simplesmente não sabe se vai durar dois números ou trinta. Mais um ponto para o descartável e não para a proclamada economia circular que a LEGO deseja dar aos seus produtos.

Falei acima dos temas, mas além dos temas a forma como eles são tratados também é péssima. As histórias são sempre frenéticas, sem tempo de ponderação e sem qualquer profundidade. Parece que foram criadas para miúdos que bebem coca-cola de manhã a noite e ainda estou para perceber como há pais que se queixam da pretensa hiper-actividade dos filhos mas continuam a contribuir com brinquedos que estimulam isso ainda mais. Logo a LEGO que é acima de tudo um brinquedo de construção, onde características de valor como a paciência, perseverança, criatividade etc deveriam ser estimuladas, são descartadas em prol de histórias de "acção". Muita "acção".

Portanto é interessante verificar que em vez de ficar feliz com o interesse do Artur pelas revistas LEGO, que são uma faceta do meu adorado hobby, fico preocupado.

ps. quando escrevi este artigo, no domingo passado, ainda não conhecia a existência desta revista que tem mesmo aspecto de satisfazer parte das preocupações! :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Tributo ao 375 Castelo Amarelo (parte 4)

por baixinho, em 06.11.19

Ninjago Castle

Apesar do título remeter directamente para o tema NinjaGo, a verdade é que a primeira vez que vi este MOC a minha memória disparou logo com lembranças do tema Ninja do final dos anos 90. Desde de uma escolha de um esquema de cores contrastantes, linhas vincadas e aquelas muralhas remetem para estas peças que tão bem caracterizavam o tema.

Ninjago Castle - Interior

Dos vários detalhes que adoro neste MOC posso enumerar o corte do subsolo, as muralhas, o portão, o pequeno lago e toda a decoração que a torna tão oriental.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

Micro Destiny's Bounty

por baixinho, em 07.02.19

The Destiny's Bounty

A embarcação Destiny's Bounty já apareceu várias vezes como set do tema NinjaGo que dispensa apresentações. W. Navarre criou esta micro verão bastante interessante e com instruções!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:31

Sets LEGO de 20€ (parte 10: review do 70629 Piranha Attack)

por baixinho, em 03.07.18

Tema: The LEGO Ninjago Movie

Ano de Edição: 2017

Número de Peças/Minifigs: 217/4

Preço LEGO®: €19,99

Link Brickset: https://brickset.com/sets/70629-1/Piranha-Attack

 

NinjaGo é, hoje em dia, um tema incontornável no panorama LEGO e no meio de tantos conjunto de 20 euros do tema, escolhi o único disponível do filme.

Em termos de peças é inegável que existem várias muito interessantes. No entanto há tantas a causar estranheza que me pergunto se no final a (elevada) variedade tão interessante como isso. Não há peças exclusivas (não entram aqui os minifigs) mas há algumas raras interessantes, como por exemplo a 86500 em trans-clear que aparece apenas em mais três conjuntos.

Sim, o conjunto tem 4 minifigs que devem fazer as delícias das crianças e dos coleccionadores, mas pessoalmente passam-me ao lado exceptuando talvez parte dos acessórios.

70629 Piranha Attack (3)

A construção é dividida em duas fases, uma para o riquexó e outra para a mech-piranha. Ambas tem os seus pontos interessantes mas, e apesar do livro de instruções longo, são experiências muito curtas. Mesmo tendo em conta o preço do conjunto.

70629 Piranha Attack (4)

Não vi o filme, mas fiquei curioso porque neste conjunto parece que os designers da LEGO queriam utilizar as peças mais esquisitas possíveis. No caso do riquexó o efeito até poderia ter ficado interessante se o resultado não fosse uma construção enorme para a escala minifig. Tão grande que o minifig que puxa fica inevitavelmente virado para baixo. A esquisita mech-piranha é isso mesmo, esquisita. No entanto durante a construção até a estava a achar engraçada.. Até ao momento em que foram construídas as patas.

70629 Piranha Attack (6)

Ambos modelos são resistentes e, mesmo não tendo visto o filme, compreende-se que há algum conflito implícito.. Mas mais nada. Apenas dá para por as minifigs a guerrear e não me lembro de mais nada. Nem considero que as peças são interessantes para se construir algo apenas com as provenientes neste conjunto.

 

As Peças 7/10 (no meio de tanta variedade e peças esquisitas, há coisas boas)

A Construção 7/10 (interessante mas demasiado curta)

O Desenho 5/10 (talvez pretensioso por parte dos designers?)

Jogabilidade 4/10 (apenas conflito)

 

70629 Piranha Attack (5)

Confesso que fiquei desiludido após a construção deste set. Construção que, reconheço, é agradável e que possui algumas peças bem interessantes. Mas no entanto o resultado final é uma desilusão tanto no desenho como na jogabilidade.

Conclusão 6/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

 

Índice de reviews Sets LEGO de 20€

parte 1: introdução

parte 2: review do 10713 Creative Suitcase

parte 3: review do 10847 My First Number Train

parte 4: review do 21140 The Chicken Coop

parte 5: review do 31076 Daredevil Stunt Plane

parte 6: review do 41186 Azari & the Goblin Forest Escape

parte 7: review do 42072 WHACK!

parte 8: review do 60181 Forest Tractor

parte 9: review do 41333 Olivia’s Mission Vehicle

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:58

Micro Destiny's Bounty

por baixinho, em 24.01.18

Destiny's Bounty - Microscale

O Destiny's Bounty é provavelmente o navio que mais me atrai no mundo LEGO e que já vai, que me lembre, na sua terceira reencarnação. Não consegui arranjar o primeiro (9446), fiquei decepcionado com o segundo (70738) que revi aqui e fiquei maravilhado pelo aspecto do último (70618). Claro que está na minha curta e abandonada wishlist, o que provavelmente significa que nunca o vou construir.

No entanto este post não apenas sobre os sets, mas sim para esta simpática miniatura criada pelo brickwebster que possui interessantes detalhes mas em que adoro o efeito geral conseguido apenas com técnicas relativamente simples.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:01

Review: O Livro do Spinjitzu

por baixinho, em 21.11.17

Ninjago: o livro do Spinjitzu

A capa deste livro está simplesmente bestial já que tem uma espécie de imitação de couro gravado em relevo com alguns motivos dourados. A qualidade do material estende-se pelo interior do livro com impressão e papel de qualidade.

O livro é em parte um compêndio das aventuras NinjaGo, uma mistura de manual (lembram-se do manual dos escuteiros? algo do género) e muitas curiosidades sobre o tema.

Ninjago: o livro do Spinjitzu

A Idade recomendada (não encontro no livro, mas é fornecida no site da editora) é para maiores de sete. No entanto acredito que os miúdos do primeiro ciclo apenas consigam ler o livro com a ajuda dos pais. Muito devido à extensão de alguns textos e talvez ao nível do português utilizado. No entanto creio que muitos miúdos do segundo ciclo iriam vibrar com as quase 100 páginas cheias de aventuras e curiosidades.

Ninjago: o livro do Spinjitzu

É, de certeza, imprescindível para os fãs de NinjaGo. Pode ser interessante para os miúdos que viram o filme ou a série de TV ou mesmo aqueles que possuam um ou outro conjunto (o livro tem referências a alguns dos conjuntos LEGO do tema). No entanto, e por ser bem específico, os miúdos que não conhecem o universo NinjaGo podem sentir-se um pouco perdidos no meio de tantas referências ao tema.

Devo agradecer à editora 20|20 pela oportunidade de analisar este livro. Esta cópia do livro será oferecida a uma criança dentro da idade aconselhada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

Review: O Livro dos Segredos

por baixinho, em 13.11.17

Ninjago: O livro dos segredos

Dos três livros que me chegaram, este foi o que inicialmente menos me despertou a atenção. Mas como é habitual nestas situações, revelou-se uma autêntica caixinhas de surpresas.

O livro é relativamente de pequenas dimensões (- que A5) com dezenas de páginas que desafiam o dono às mais variadas actividades. Quase que pode ser visto como um diário em que não é relatado o dia-a-dia mas sim várias facetas da criança.

Ninjago: o livro dos segredos

Apesar de estar aconselhado a miúdos com mais de sete anos, pessoalmente indicaria-o para crianças no final do 1º ciclo ou início do 2º ciclo. A maior parte das actividades poderão exigir alguma orientação por parte dos pais principalmente para os miúdos mais novos já que exige algum poder de interpretação.

Ninjago: o livro dos segredos

Este é um livro que com algum esforço se pode tornar numa excelente brincadeira ao longo de várias semanas. A criança poderá deixar algo de si no livro tornando imensamente pessoal.

Se pode ser visto como uma brincadeira agora, irá com certeza ser uma delícia quando revisto pelos donos daqui a uns bons anos.

Devo agradecer à editora 20|20 pela oportunidade de analisar este livro. Esta cópia do livro será oferecida a uma criança dentro da idade aconselhada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:49


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


subscrever feeds