Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Análise das peças do Pick & Build Lisboa/Porto (Parte 40)

por baixinho, em 15.11.23

O título mudou para incluir também as peças que são disponibilizadas na loja do Porto (na verdade é em Matosinhos, mas como haveria pessoal que não iria perceber…), mas decidi manter a numeração. Não teria lógica recomeçar quando iria manter os formatos dos artigos.

Neste momento existem algumas poucas peças que apenas apareceram na loja portuense. No entanto creio que é uma questão de tempo até aparecerem também em Lisboa. O contrário já acho menos provável. Acredito que haverão sempre peças que aparecerão em Lisboa e não no Porto. As diferentes dimensões das lojas faz com que se espere isso e duvido que um possível maior volume de vendas no Norteshopping justifique o contrário.

As cinco peças que hoje escolhi para analisar são provenientes da lista da loja do Norteshopping, mas no entanto parte delas já foram disponibilizadas na loja do Colombo. Como tenho mais afinidade com a loja do Porto, provavelmente vou guiar-me pelas existências de lá para esta série de artigos.

 

Black Horse Hitching / Harness Traces

Esta peça é de 1987 e lembro-me vagamente de o meu irmão mais novo ter uma ou duas. Era a versão fixa da 4587 Horse Hitching / Harness Traces with Hinge. Estranhamente e apesar da sua menor versatilidade, conseguiu manter-se até hoje.

A verdade é que esta peça é uma resistente já que desde o seu lançamento, há 36 anos, apenas apareceu em 114 sets e a cor mais comum é mesmo o preto com 47 conjuntos. Depois temos o DBG com 29 e todas as restantes cores não ultrapassam o aparecimento em mais de 9 conjuntos. Aliás, há cinco cores que apenas apareceram num único set.

Apesar da sua estóica resistência, não me parece que seja uma peça útil no P&B já que a sua utilização é limitada e o seu formato esquisito faz com que seja difícil de utilizar em novas situações.

1 em 3 estrelas

 

Blue Brick 1 x 8

Esta é daquelas peças básicas que uma pessoa poderá pensar que até é relativamente comum e isso não é inteiramente verdade. Ok, é uma peça de 1961 (esta versão) e poderemos considerar que as 330 vezes que já saiu neste cor em conjunto faz com que seja fácil de encontrar. No entanto, a verdade é que nos últimos 7 anos nunca apareceu em mais de 5 conjuntos num ano. 

Reflexo dos tempos onde as cores clássicas e até as peças mais básicas estão a ser preteridas pela LEGO?

Não o sei dizer, mas posso garantir que esta peça é essencial em qualquer stock de um AFOL, já que pelo seu formato poderá ser utilizada inúmeras vezes. A cor pode não ser a mais indicada, mas também não é das piores…

2 em 3 estrelas

 

Bright Light Orange Plate, Round Half 4 x 8

Basicamente uma peça interessante numa cor que… que raios é que vou fazer com ela?

Poderia pensar utilizar várias no relevo de uma praia, mas sinceramente não acho que seja a cor mais indicada para isso.

A peça é de 2016, nesta cor aparece no ano seguinte e desde aí em 14 conjuntos. Quatro vezes em Friends, duas vezes em DC Super Hero Girls (sucedâneo de Friends) e duas vezes no Trolls World Tour, um daqueles temas esquecíveis que a LEGO lembra-se licenciar demasiadas vezes.

1 em 3 estrelas

 

Dark Bluish Gray Cone Half 4 x 2 x 3

Esta é uma peça de 2018 e que no total das cores apenas saiu em 17 conjuntos, sete das quais nesta cor e cinco em  Sand Green. Não é difícil de adivinhar que em ambas cores, o tema Harry Potter sobressai.

Gosto da peça e acho que tem a sua utilidade além dos telhados pontiagudos dos castelos das aventuras do fedelho com uma cicatriz na testa. Pergunto-me se valerá a pena comprar mais do que umas poucas unidades. Tipo, vou ter algumas para no caso de precisar… mas duvido que quando forem necessárias, precise mais do que duas. Quatro, vá lá.

1 em 3 estrelas

 

Dark Orange Tile, Round 2 x 4 Oval

Esta é uma peça de 2020 e que nesta cor apenas apareceu em cinco conjuntos. Uma vez em 2021 e as restantes neste ano de 2023.

Curiosamente já andava atrás desta peça há um bom tempo e, portanto, fiquei contente de a ver na inauguração da loja portuense. A razão é simples, adoro o formato e a cor, vejo-a a ser facilmente utilizada em telhados (medievais ou mais rústicos) ou mesmo em calçadas mais coloridas.

Mesmo sabendo que brevemente irei receber várias de uma encomenda que fiz há meses, coloquei um bom lote no único copinho que comprei na inauguração da loja portuense.

3 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita às lojas. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas em ambas lojas.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:35

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 39)

por baixinho, em 04.10.23

Conversss em Construção at LEGO Shop

Depois de um intervalo de alguns dias nesta série de artigos, volto à carga com mais cinco peças.

 

White Brick, Modified 1 x 1 with Headlight

Já tinha analisado a versão em dark red desta peça na 11ª parte destes artigos. Mas como já não é vista desde 11 de Fevereiro, penso que esta versão em branco é uma digna substituta. 

Sim, apesar da versão em vermelho escuro ter ficado na lista das minhas preferidas, esta versão em branco também satisfaz todos os meus critérios para ser uma peça pertinente na parede do Pick & Build. Para perceberem acho que vale a pena reler o que disse da vermelha-escura na 11ª parte.

A peça é de 1980 e a versão em branco é, como seria de esperar, do mesmo ano. Desde aí já saiu em 517 conjuntos, o que faz dela relativamente comum. Aliás, nos últimos cinco anos nunca saiu em menos de 20 sets

Vale a pena ter um bom punhado delas em casa. Mas sem exagerar que, afinal, é fácil de adquirir mais.

2 em 3 estrelas

 

White Fence 1 x 4 x 2 Spindled with 4 Studs

Quando apareceu a versão, fiquei logo com a impressão de que o lógico seria a versão recta (esta) também estar disponível. Parece que nesta questão a LEGO fez um brilharete ao disponibilizar as duas peças. Se bem que por vezes podem não estar as duas ao disponíveis ao mesmo tempo.

Esta peça é de 2008 (há uma versão mais antiga com apenas dois studs no topo) e a versão e branco é de 2011. Nestes doze últimos anos apareceu em 41 conjuntos o que não a torna propriamente comum, mas também não se pode dizer que é rara. Como seria de esperar (?), o tema onde aparece mais vezes, com praticamente metade dos conjuntos, é o Friends.

Esta é uma peça que apesar de específica, consegue ser versátil o suficiente para ser utilizada em várias situações. Gosto dela e gosto de estar bem munido dela.

3 em 3 estrelas

 

Sand Green Brick 1 x 6

Já tivemos o brick 1x1 nesta cor, que infelizmente já não é visto há meses e que, por isso, pode ser depreendido que não voltará mais. Portanto esta é a única peça que temos nesta cor, o que poderá limitar a sua utilidade.

Como peça, a sua origem remonta a 1961 e, nesta cor, apareceu em 2000 no set da estátua da liberdade que, pelos preços que tem no BrickLink, deve fazer salivar muita gente. Curiosamente, a peça reapareceu apenas dois anos depois noutra estátua de um personagem que, infelizmente, deve ser ainda mais conhecido que a senhora de Nova Iorque.

A peça apareceu em 26 conjuntos o que nos poderia fazer pensar que seria à volta de um por ano. No entanto nos primeiros tempos teve alguns hiatos de vários anos e actualmente aparece em 3 ou 4 sets por ano.

Pessoalmente adoro a cor e a peça facilmente torna-se útil. Gosto de ver esta cor em edifícios, mas também em veículos (nem precisam ser militares) e, claro, para landscape.

Já tenho um bom molho em casa mas ao comprar um copito na loja, com certeza que ia por uma boa quantidade destas peças.

3 em 3 estrelas

 

White Brick 1 x 12

Esta é uma peça de 1993 e em branco apareceu no ano seguinte. Desde aí já habitou 141 conjuntos.

É uma peça básica que, pelas duas dimensões, caí num grupo engraçado. A sua versatilidade é menor que as peças mais pequenas, mas no entanto torna-se imprescindível em algumas situações.

Se acham que vão precisar de peças deste formato, tragam um bom punhado. Se não, apenas algumas para dizerem que a tem :D.

2 em 3 estrelas

 

Black Brick 1 x 10

Basicamente o mesmo que a peça anterior apesar de achar que o preto é uma cor menos interessante que o branco.

Curiosamente esta peça também é de 1993 e em preto apareceu no mesmo ano. Desde aí já andou por 145 conjuntos. Yeps, pouco mais que a anterior.

2 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:10

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 38)

por baixinho, em 08.09.23

Opening Day of the first LEGO certified store in Portugal

Faz hoje um ano que comecei esta série de artigos que, sinceramente, não estava à espera que tivesse uma longevidade tão grande. Curiosamente, estou a escrever na centésima página do documento que uso como rascunho para estes artigos. O que pode dar uma ideia da quantidade de palavreado que isto ocupa.

A longevidade destes artigos é algo que devo agradecer aos leitores (é o tipo de artigo que tenho mais visitas… bem mais que os reviews de sets) mas também ao pessoal que vai fotografando as peças para eu poder andar mais ou menos ao corrente do que se passa a mais de 400 kms de casa. Em especial ao Miguel Santos que tem sido meticuloso nas suas reportagens fotográficas que partilha no grupo de Facebook dedicado à loja Lisboeta.

A intenção é, claro, continuar com estes artigos. Apesar de eu próprio já sentir algum cansaço, acredito que a abertura da loja em Matosinhos vá dar alguma força à tarefa.

Será que vou aguentar mais um ano a escrever sobre peças que aparecem no Pick & Build das lojas LEGO em Portugal? Não sei e, sinceramente, não é uma coisa que me preocupe.

Preocupa-me mais as falhas que a loja tem tido em alimentar a parede. Não sei se a falha está na loja, na Percassi ou na própria LEGO e, sinceramente, não me interessa. Acho que é desolador e frustrante para quem vai de propósito à loja comprar peças e ver uma boa parte das slots vazias. Por exemplo, das cinco peças que vou analisar hoje e que foram registradas pela primeira vez a 26 de julho, apenas duas continuavam disponíveis um mês depois.

Bem, acho que desta vez já escrevi bem mais do que o habitual, por isso fica aqui a análise de mais cinco peças:

 

White Brick, Modified 1 x 2 x 1 2/3 with Studs on Side and Ends

Estava na ideia que já tinha visto esta peça em preto na parede, mas não aparece nos meus registos. Portanto fico com a impressão e trato dela como peça nova por estes lados.

A peça é mesmo recente já que apareceu em 2020 na versão negra no interior do Mickey e da Minie. Esta versão em branco apenas surge no ano seguinte e desde aí já anda no interior de 39 sets

Esta é uma peça curiosa que veio aumentar ainda mais as possibilidades de colocar peças em SNOT. Com duas destas é possível colocar peças em 4 direções diferentes e isso pode resultar em algumas estruturas esteticamente e estruturalmente interessantes.

No entanto, a sua utilização pode ser bastante difícil em mãos não tão hábeis. Por isso a sua presença pode não ser tão pertinente no Pick & Build.

2 em 3 estrelas

 

Trans-Light Blue Bar 4L (Lightsaber Blade / Wand)

Que raio de peça para estar aqui!?

A barra 4L tem sua origem no tema Guerra da Estrelas logo no seu início em 1999. Nos meus primeiros sets como AFOL (sim, nessa altura) olhava para esta peça mais como um acessório de minifigs do que propriamente como peça de construção. Claro que passados alguns anos dei por mim a utilizar esta peça em outras situações já que revelou-se bastante útil quando junta a peças com clip.

Esta versão em trans-light blue apareceu logo no início já que é a cor do sabre de luz do Luke Skywalker. Desde aí apareceu em 267 conjuntos e não é difícil de imaginar que mais de metade deles (144) fazem parte da família Star Wars.

Gosto da peça, já não acho tão interessante a cor e sinceramente não vejo o interesse de a ter na parede.

1 em 3 estrelas

 

Lavender Brick, Modified 1 x 4 with Masonry Profile

Lavanda?

No início pensei que esta peça fosse em LBG e até a cheguei a registá-la. Mas depois uma olhada com mais atenção à foto fez-me emendar o erro.

Claro que preferia em LBG e não em lavanda…

Nada contra a cor (gosto das folhas, por exemplo), mas para esta peça em específico prefiro o muito mais versátil cinzento claro.

A peça é de 2014 e apesar de não ser tão versátil como a irmã mais pequena de 1x2, em grandes superfícies torna-se mais interessante porque permite menos falhas entre as peças. Esta versão em Lavender aparece em 2020 e desde aí em apenas 6 conjuntos. Mesmo sendo rara e ficar relativamente bem nos conjuntos Harry Potter, não me convence e duvido que a utilizaria facilmente.

Mesmo assim acho que iria dar o benefício da dúvida e trazer umas quantas.

2 em 3 estrelas

 

Dark Bluish Gray Plate, Modified 8 x 8 with Grille and Hole in Center

A versão original desta peça remonta a 1989 e foi introduzida com o tema dos piratas. Esta versão já é de 2005 e diferencia-se pelo orifício central. 

Esta versão em DBG é também de 2005 e é a mais vulgar já que saiu em 75 conjuntos. A segunda cor mais vulgar é a inusitada dark tan com 17 sets. Curiosamente esta é uma peça que não sinto dificuldades em utilizações onde a cor pode não bater completamente certo com o contexto. Também acho que é versátil já que o seu formato em grelha não impede que ela seja utilizada como uma vulgar plate 8x8.

Tem um problema, é grande e vai ocupar bastante na hora da colocar no nosso copo ou embalagem de cartão. Mesmo assim, penso que valha a pena trazer algumas.

3 em 3 estrelas

 

Tan Brick 1 x 4 x 3

Se até vou compreendendo os bricks altos como os 1x1x5 e os 1x2x5 por questões de estabilidade de algumas construções. Este já me faz alguma confusão. Ok, é bom para colocar uns autocolantes… mas como não os uso…

A peça é de 2019 (pensava que era mais recente), a versão em tan é do mesmo ano e apenas saiu em 7 conjuntos. Sim, bem rara.

No entanto preferia que esta slot fosse ocupada por um simples brick 1x4 da mesma cor.

Levaria duas ou três como curiosidade.

1 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:51

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 37)

por baixinho, em 04.09.23

Depois de um bom punhado de dias sem computador e sequer acesso à Internet, volto à árdua tarefa de analisar as peças que vão aparecendo na famosa parede lisboeta. Pena que por vezes a sua presença seja algo efémera.

 

Trans-Dark Blue Tile 1 x 4

Por vezes acontece que não tenho grandes certezas quanto à cor da peça e este é um dos casos. Em algumas fotos diria que é a versão trans-light blue, noutras esta. Como a última foto que vi fiquei na ideia que seria a versão escura, analiso essa.

Pena, que a versão light faria companhia à 1x2 que já apareceu na parede.

No entanto, a variação pode ser encarada com um ponto positivo, já que aumenta a palete de tiles transparentes disponíveis. Continua a ser uma excelente peça para a água, apesar do tamanho torná-la um pouco menos versátil. Claro que a sua utilização não se esgota na água, já que, por exemplo, estou a vê-la perfeitamente a ser utilizada como janelas em naves espaciais em micro-escala.

A peça é de 1987 e esta versão surge em 2011. Desde aí já percorreu 61 conjuntos o que não a torna propriamente numa peça vulgar. Vejo a sua introdução no sortido do Pick & Build como bastante interessante e é daquelas que pretendo trazer um bom lote para casa.

3 em 3 estrelas

 

Black Bar 1L with 1 x 1 Round Plate with Hollow Stud

Curiosamente eu encaixo esta peça em casa na zona das plates modificadas, mas já há algum tempo que sinto que poderia saltar para as barras. Exactamente como o Bricklink fez.

Esta frigideira (já ouvi alguém chamá-la assim) é daquelas peças que considero extremamente útil para certas situações. No entanto, a sua vulgaridade faz-me questionar a sua presença na loja.

A peça é relativamente recente, 2017, e a versão em preto é do mesmo ano e a mais comum (274 sets).

Apesar de gostar da peça, não vejo como utilizá-la em grandes quantidades (ok, já vi uns telhados que a usam, mas não gostei do efeito). Logo as que se vão arranjando nos sets e outras compritas, são mais que suficientes para eventuais utilizações.

Fica aqui um paradoxo, gosto da peça, mas acho que não acrescenta valor à parede.

1 em 3 estrelas

 

Medium Nougat Plate 1 x 5

É uma 1x6? É uma 1x4? 

Não, é uma 1x5!

Apesar de aos poucos estar a habituar-me à peça, ainda continuo a questionar-me a pertinência desta peça. Não acredito que o caminho seja fabricar toda a qualquer peça, mesmo sendo de formato básico, já que isso iria distorcer um dos pontos mais interessantes de construir com peças LEGO. Os seus limites. Há que haver um equilíbrio e é notório que a LEGO anda a esticá-lo.

Esta peça surgiu em 2021 e esta é uma das 8 cores existentes. Apareceu em 2021 e desde aí já habitou 18 conjuntos.

Provavelmente a melhor coisa desta peça seja a sua cor já que faz pandã com a 1x2 que costuma estar na parede. Ser 1x5 ou 1x6 é quase indiferente.

2 em 3 estrelas

 

Trans-Dark Pink Brick 1 x 2 without Bottom Tube

Já tivemos esta peça em vermelho transparente e azul claro transparente e esta é, de longe, a que eu acho menos útil da família.

Peça de 1954 (sim, é anterior à versão com tubinho) e que nesta cor apareceu num ano bem redondo, 2000. Desde aí já apareceu em 65 sets com um estranho hiato entre 2005 e 2014.

Pessoalmente acho que é um desperdício a sua presença no Pick & Build.

1 em 3 estrelas

 

White Plate, Modified 1 x 2 with 1 Stud with Groove and Bottom Stud Holder (Jumper)

Por vezes referida como a peça preferida por alguns notáveis, a verdade é que a versatilidade desta peça é inegável. Também é inegável que o aparecimento de outras peças com funções similares fizeram que a jumper tradicional perdesse um pouco o seu protagonismo.

A sua utilidade versa principalmente na possibilidade de colocar outras peças em off grid. Claro que pode ser utilizada de outras formas, mas só essa característica eleva-a a um patamar de excelência para a sua presença na loja lisboeta.

Esta peça é de 2010, mas teve outras versões cuja a mais antiga remonta a 1978. Esta nova versão em branco já surgiu em 665 conjuntos o que a torna demasiado comum para estar aqui. Para terem uma ideia, no ano passado teve presença em 78 sets diferentes!!

Peça útil mas que facilmente toda a gente tem uma boa quantidade delas em casa. No entanto, ao contrário da segunda peça desta lista, até consigo perceber a sua presença já que facilmente estou a ver situações onde podem ser gastas dezenas.

2 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:48

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 36)

por baixinho, em 10.08.23

Sem grandes preâmbulos, fica aqui a análise de mais cinco peças do Pick & Build lisboeta.

 

Blue Support 2 x 2 x 10 Girder Triangular Vertical - Type 4 - 3 Posts, 3 Sections

Como o nome da peça indica, esta é a quarta versão desta peça. Talvez a LEGO não saiba bem o que quer com este suporte. A primeira versão surge em 2000 num set que tem o seu quê de lendário. O 1349 Steven Spielberg Moviemaker Set. Daquelas coisas que parecem ser uma excelente ideia até que se percebe que depois do tempo necessário para o desenvolvimento do conjunto e quando finalmente sai cá para fora, já a tecnologia utilizada está ultrapassada.

Voltando à peça em questão. Esta versão surgiu em 2010 mas, segundo o Bricklink, coexistiu com outras versões durante alguns anos. Em azul apenas existe em dois conjuntos, um do ano passado e outro deste ano. Sim, a peça é bastante rara, mas duvido que isso a torne especial.

É uma peça de utilização bastante específica mas que, por ventura, poderá ser utilizada de forma dissimulada para elevar estruturas. No entanto, esta solução além de não ser versátil, poderá ser onerosa tendo em conta que estas peças ocupam bastante no copo (ou o novo recipiente em cartão).

Pessoalmente era capaz de colocar umas unidades no copo (ou no novo recipiente em cartão…) já que estou a ver-me a utilizá-las em algo espacial.

2 em 3 estrelas

 

Green Plant, Tree Pine Small 2 x 2 x 4

Ora aqui está um pinheirinho. 

A peça é de 1986. Pensava que era mais antiga, mas devo estar a confundir com a versão um pouco maior que é de 1971. Curiosamente esta peça saiu em 111 conjuntos nesta cor, 2 sets em verde escuro e em apenas um conjunto em Olive Green.

É uma peça bastante útil para povoar terrenos mas que com a experiência de construção, começa a ser abandonada em detrimento da construção de vegetação com recurso a técnicas mais avançadas. Mesmo assim creio que é uma mais valia no Pick & Build, apesar de pessoalmente não iria comprar nenhuma. Tenho algumas e sei que são mais que suficientes para as minhas necessidades já que duvido que as utilize em projectos futuros.

3 em 3 estrelas

 

Red Brick 1 x 4

Peça comum com origem em 1964 e que nesta cor começou a sair nesse mesmo ano e já habitou 921 conjuntos. 

Comum e numa cor que não consigo utilizar com frequência o que faz com que provavelmente nem uma colocaria no copo. No entanto reconheço a pertinência da sua presença na parede e que pode ser fulcral para quem se está a iniciar no mundo das construções originais.

2 em 3 estrelas

 

White Slope 45 2 x 1

Superfícies nevadas. É a primeira coisa que me ocorre para a utilização desta peça. Claro que a sua versatilidade não termina aí, já que esta peça poderá ser facilmente utilizada em edifícios históricos além de poder equipar naves espaciais e outros veículos.

A peça em si é de 1977 tendo uma variante sem o tubo inferior que data de 1959. A versão em branco desta peça aparece em 1978 e desde aí marcou presença em 590 conjuntos.

Devido à sua versatilidade mas ao facto de que também não estou a ver forma de utilizar muitas ao mesmo tempo num só MOC, aconselho a levar um pequeno punhado mas sempre verificando a quantidade que já temos em casa.

Pessoalmente seria outra peça que não pegaria em nenhuma.

2 em 3 estrelas

 

Red Plate 1 x 4

Outra peça básica em que analisei a versão em preto relativamente há pouco tempo (ler aqui). Aplico o mesmo critério: útil, cor demasiado comum (de 1977 até agora já saiu em 1006 sets) e que vale a pena trazer algumas no caso de já não termos montanhas lá em casa.

2 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:39

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 35)

por baixinho, em 01.08.23

No dia 26 de Julho o Miguel Santos reportou uma quantidade apreciável de peças novas, o que é excelente para a dinâmica da parede mais gira de Lisboa. Claro que pouco depois algumas das slots começaram a ficar vazias, o que pode ser visto, conforme as perspectivas, como algo negativo ou positivo.

Mas não tenciono alongar-me aqui sobre este fenómeno, apesar de ter a minha opinião, já que o que interessa para este artigo são as peças propriamente ditas!

 

Dark Green Plant Leaves 6 x 5

Folhas são sempre bem vindas e esta em verde escuro ainda mais.

Já esteve presente em 70 conjuntos desde a sua estreia em 2007 (a peça em si tem mais vinte anos em cima, é de 1987). Pode ser considerada relativamente comum, mas como quando se gastam, gastam-se às dezenas. Vale a pena ter muitas em stock, principalmente se os nossos MOCs costumam ter árvores ou mesmo outros tipos de vegetação.

3 em 3 estrelas

 

Trans-Clear Panel 1 x 6 x 5

Nas fotografias ainda me pareceu que fosse um brick 1x6x5, mas olhando com mais atenção, acho que o que temos lá é um painel. Corrijam-me se estou errado!!

Esta é uma peça que só peca por ser enorme e ocupa imenso espaço no copo/caixinha. Considero-a bastante útil e acho esta cor (ou falta dela) bastante interessante. Torna-se útil não só para fazer grandes janelas como para colocar objectos em suspensão. Paredes de vidro para naves espaciais, edifícios com superfícies de vidro como telhados ou paredes, etc. Vale a pena ter um bom lote em casa.

Peça de 2005, esta versão surge em 2007 e já apareceu em 81 conjuntos. É a segunda cor mais comum a seguir ao branco. O tema onde se fez representar mais vezes foi no Friends.

3 em 3 estrelas

 

White Plate 2 x 2

Peça de 1962 (sim, são 61 anos!!) e que em branco saiu no ano seguinte. Desde aí já saiu em 1356 conjuntos e no ano passado esteve mesmo perto dos 100 conjuntos diferentes.

É uma peça básica que facilmente é utilizada em vários contextos diferentes. Se não tiverem já um bom lote em casa, vale a pena levar algumas.

2 em 3 estrelas

 

White Plate, Modified 1 x 2 with Bar Handle on Side - Closed Ends

Esta é uma peça que considero útil não só pelo formato que permite algumas soluções estéticas, mas também pela capacidade de servir de dobradiça quando em conjunto com uma peça com clip.

Lembro-me perfeitamente quando esta peça saiu em 2004 e a suspeita (infundada) que vinha para substituir a 2540. A versão em branco também é de 2004 e saiu em 255 conjuntos desde aí. Curiosamente o tema em que se fez representar mais vezes foi o Friends, o que começa a ser mais que uma coincidência.

Ter algumas em casa é uma boa ideia.

2 em 3 estrelas

 

Light Bluish Gray Ladder 1 1/2 x 2 x 2

Esta peça é de 1980 e desperta-me a nostalgia de forma valente. Na minha meninice apenas tive dois conjuntos com minifiguras como as conhecemos hoje, e um deles foi o 6927 All Terrain Vehicle de 1981 que continha 4 unidades desta peça em preto. Sim, o efeito desta peça era bestial na altura, já que haviam pouquíssimas peças especializadas. Servia para escadas mas também para grelhas de ventilação de motores ou simplesmente ar condicionado.

A versão em LBG é, claro, de 2004 e desde essa altura saiu em 49 conjuntos. Curiosamente a versão em cinzento antigo é mais vulgar já que saiu em 65 sets

É uma peça incomum que vai aparecendo esparsamente ao longo dos anos. 

Pode ser considerada útil conforme os temas em que construímos. Pessoalmente era capaz de colocar algumas unidades no copo, mas sem exagerar na quantidade.

2 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 34)

por baixinho, em 26.07.23

Opening Day of the first LEGO certified store in Portugal

Enquanto a parede lisboeta está num estado lastimável, o mundo continua a girar e eu a fazer estes artigos. Sim, haver demasiadas gavetas vazias é chato. Mas vamos ser honestos, não é algo essencial para viver para o comum dos mortais, nem para um AFOL que facilmente consegue peças através de outras vias. Claro que algo se passa errado, seja na loja, ou na Percassi ou na própria LEGO. Mas isso não é o propósito deste artigo.

Vamos ao que interessa, mais cinco peças!

 

Dark Bluish Gray Brick, Modified 1 x 2 with Log Profile

Uma peça de 1996 que é, talvez, um dos maiores contributos do tema Western. Isso e os narizes desenhados nos peles-vermelhas que afinal eram amarelos.

A versão neste novo cinzento escuro surge, é claro, em 2004. Havia também no cinzento antigo, que de 1998 a 2003 apareceu em 16 conjuntos diferentes.

Esta versão já vai nos 182 conjuntos e nos últimos 6 anos nunca aparece em menos de 10 conjuntos por ano. Curiosamente os temas em que é mais comum (23 sets em cada) é o NinjaGo e o.. Super-Heroes.

Esta é uma peça que facilmente pode-se encaixar em vários tipos de construção. A utilização mais óbvia é a de madeira pintada ou mesmo envelhecida, mas pode passar por sofás ou outras superfícies fofas nos interiores das casas ou até mesmo para criar ruído em paredes mais monótonas.

Vale a pena ter um bom punhado em casa.

2 em 3 estrelas

 

Dark Bluish Gray Rock Panel 2 x 4 x 6

Ok, eu sei que com esta peça podemos elevar o terreno de forma fácil e com um aspecto melhorzito. No entanto, é o próprio formato esculpido da peça que me faz torcer o nariz já que além de ter um aspecto que se afasta do conceito de blocos de construção, dificulta as modificações.

Segundo o Bricklink esta é uma peça de 2005… bem na verdade é de 2004 mas como surgiu com um padrão, faz com que tenha uma entrada diferente na base de dados. O que vale é que eu lembrei-me do tema em que surgiu, Alpha Team, Mission Deep Freeze, portanto notei o erro. Nesta cor já surgiu em 80 conjuntos (a cor mais comum) desde 2007. Nunca saiu em mais de 10 sets num mesmo ano e o tema em que foi mais vista é o Ninjago. Mesmo assim, acho que a de ver tanto, posso considerá-la relativamente comum.

Pessoalmente não gosto dela e é raro utilizá-la. Como podem ver neste trabalho que ando a fazer, esqueço-me que ela existe mesmo em situações em que a poderia utilizar.

Para quem acha que precisa delas, que traga um bom molho com o cuidado necessário para tornar o espaço ocupado o mais eficiente possível. O pessoal mais avançado vai ignorar esta rocha.

2 em 3 estrelas

 

Black Slope 45 2 x 8

Na minha primeira visita à loja de Lisboa, um dos pontos fracos que notei na oferta de peças foi a falta de slopes tradicionais. É que é cada vez mais raro haver conjuntos (com um preço decente) em que tenhamos uma boa quantidade de slopes tradicionais para uma qualquer criança conseguir fazer um telhado. Logo, o Pick & Build poderia ser uma boa maneira de minimizar esse problema.

Por isso vejo com bons olhos a presença desta peça, apesar de não ser a melhor escolha quanto a slopes. Uma 2x4 em vermelho ou azul (mesmo que escuro) ficaria de longe melhor.

De qualquer forma, esta peça é de 1983 e a versão em preto surge dois anos depois. Fiquei relativamente surpreso em que nestes 40 anos só tenha surgido em 50 sets. Talvez para isso ajude o facto que nos primeiros vinte anos só tenha aparecido em 6 conjuntos…

Pode não ser uma peça muito importante nas mãos de um AFOL, mas com certeza que nas mãos de muita gente vai ser fundamental. Portanto, a quantidade a pôr no copo tem que ver com o estilo de construção que se faz em casa.

2 em 3 estrelas

 

Trans-Light Blue Door 1 x 3 x 6 with Stud Handle

Com o aparecimento da janela 1x6x6 na parede (analisada aqui), era inevitável que esta peça também se fizesse acompanhar. Pena não estarem as duas ao mesmo tempo na loja. Aliás, julgo que estas peças que normalmente são usadas em conjunto, deveriam estar na mesma slot. Exactamente como aconteceu na inauguração com as janelas 1x4x3 e respectivo vidro.

Esta peça apareceu no ano passado e nesta cor já existe em 18 sets. Reconheço que há alguma pertinência da sua presença por, primeiro, ser a única porta no sortido e, segundo, por ser bastante recente. Levem, mas duvido que vão precisar de muitas!!

2 em 3 estrelas

 

Light Bluish Gray Plate 2 x 2

Apesar de ser uma peça bastante comum, é a primeira que estou a analisar nesta série de artigos. Aliás, segundo os meus registos, é esta é a única cor que passou pela parede. A peça é da altura em que as plates surgiram em 1962 e esta versão é de 2004. No Bricklink refere a presença num set de 2002 e outro de 2003, mas devem ter sido novas edições com os cinzentos de 2004. Curiosamente, em cinzento claro antigo, a primeira é de 1962 e nos seus 41 anos de existência apareceu em 370 conjuntos. Esta versão com o cinzento novo, em 19 anos já vai nos 1026 conjuntos. 

Yeps, a LEGO lança cada vez mais conjuntos.

O problema desta peça é mesmo esse, é vulgar. 

É útil, gastam-se aos pontapés, mas duvido que a maior parte do pessoal que tenha peças soltas, que não tenha umas quantas.

1 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:25

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 31)

por baixinho, em 09.07.23

Conversss em Construção at LEGO Shop

A quantidade de novas peças que inundaram a parede lisboeta na semana passada animou bastante as hostes e eu como não sou de ferro, aqui estou novamente a falar delas. Seguem mais cinco!!

 

White Brick, Modified 1 x 2 with Masonry Profile

Wow

Só poderia começar assim o comentário sobre esta peça.

Analisei a versão em LBG no quinto lote de peças e esta versão em branco enche-me as medidas. Não, não é a cor que gosto mais para esta peça, mas acho que é uma excelente adição à parede. Apesar da cor não ser a minha preferida, é extremamente útil e vale a pena trazer uma catrapada delas para casa. A peça surgiu em 2012 e a versão nesta cor é de 2021. Desde aí apareceu apenas em 8 conjuntos o que faz com que se possa dizer que é uma peça relativamente rara. Digo relativamente porque no único set que ela aparece em 2021, vem logo com 85 unidades…

3 em 3 estrelas

 

Trans-Clear Bar 12L with 1 x 2 Plate End Solid Studs and 1 x 1 Round Plate End

Duplo wow.

Esta é uma peça que teve pelo menos duas versões (espero que esteja a indicar a certa) e que apareceu pela primeira vez em 2002. Curiosamente e segundo o Bricklink, a versão mais antiga é a sobrevivente, já que a outra surge em 2011 e aguenta-se até 2019. A versão em trans-clear aparece em 55 conjuntos, mais 28 na outra versão. Não é uma peça propriamente comum, mas acredito que um AFOL com uma coleção média (o que é que quer que isto seja) tenha algumas em stock. Acredito também que os mesmos AFOLs rapidamente lembraram-se que esta peça é excelente para colocar outras peças ou construções em modo voo ou flutuante. A presença de studs nas extremidades faz com a sua utilização seja facilitada e a barra transparente é bastante discreta. Por outro lado, até dá para criar um efeito de movimento como fiz aqui.

Esta é uma daquelas peças não básicas que vale a pena ter sempre um bom lote em casa. Principalmente se gostamos de ter elementos a flutuar (ou voar) nas nossas construções!

3 em 3 estrelas

 

Pearl Gold Plate, Modified 1 x 2 with Bar Handle on Side - Free Ends

Esta peça aparece pela primeira vez em 1989 e neste dourado nada catita apenas em 2020. Apesar de ser uma peça relativamente recente, habitou em 38 sets! Sim, fora o primeiro ano, aparece em mais de 10 conjuntos por ano!

Pergunto-me para quê…

A verdade é que a própria peça é muitas vezes utilizada como ornamento e o dourado reforça esse efeito. Mais da metade dos conjuntos onde esta peça aparece é no tema Ninjago e a grande maior parte das vezes o efeito utilizado é mesmo estético.

Creio que é uma peça que não faça grande falta e mesmo quando necessária, um punhado delas será suficiente.

1 em 3 estrelas

 

Yellow Brick, Modified 1 x 2 with Grille / Fluted Profile

Estava já a planear escrever para que é que é necessário esta peça em amarelo e lembrei-me que pode ser utilizada para representar fardos de palha. Daí podemos, com algum esforço, chegar a outras situações como, por exemplo, telhados de colmo. Claro que seria uma versão simplista tendo em conta outras técnicas já conhecidas, mas mesmo assim gira.

Claro que pode servir também para uns contentores amarelos.

Sempre pensei que esta peça tinha surgido nos primeiros conjuntos Star Wars, no entanto a verdade é que a sua origem dá-se no início dos anos 90. Em amarelo surge 3 anos mais tarde, em 1994. No entanto foi sempre tímida já que são vários os anos em que aparece ou em zero ou em apenas um conjunto. Só no ano passado é que consegue o feito de aparecer em mais de 10 sets.

É uma peça com uma utilização algo específica mas que pessoalmente não vejo mal a sua presença na parede mais interessante de Lisboa.

1 em 3 estrelas

 

https://www.bricklink.com/catalogItemIn.asp?P=30136&colorID=1&in=A

Madeira em branco que aparece pela primeira vez em conjuntos Castle Ninjas no ano da nossa expo e logo em boas quantidades (um dos conjuntos tinha 33 unidades!). A peça em si pouco mais antiga é, 1996, e esta em branco já apareceu em 89 conjuntos. No entanto apenas a partir de 2015 é que começa a aparecer com alguma relevância.

A utilização desta peça a representar madeira pintada de branco é talvez a mais vulgar e imediata. No entanto, estas ondulações podem ser utilizadas para simular outros materiais e até ruído em superfícies lisas (o Jakob fez isso na sua Torre de Belém).

Vale a pena ter um bom punhado em casa já que facilmente pode ser utilizada.

2 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:45

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 30)

por baixinho, em 07.07.23

Opening Day of the first LEGO certified store in Portugal

O Miguel Santos já tinha indicado a possibilidade de vir uma enchente de novas peças e esta semana ele próprio confirmou-o com um levantamento exaustivo da parede lisboeta mais interessante. Vale a pena visitar o grupo no Facebook dedicado a esta loja, já que foi lá que contabilizei 24 novas peças na parede e mais duas num copo de sobras. Uma boa parte das peças novas são interessantes, há outras que acrescentam novas possibilidades ao sortido básico e outras que… nah.

Vou então analisar um lote de cinco peças e para não andar a escolher, vai ser mesmo pela ordem que o Miguel fotografou. Vou tentar acelerar a análise para ver se abordo as novas 24 peças ainda durante este mês!

 

Trans-Clear Panel 1 x 2 x 1 with Rounded Corners and 2 Sides

Ao princípio parecia um vulgar brick 1x2 transparente sem o tubo interior, mas depois ao olhar com mais atenção para a fotografia, reparei que não batia certo. Um olhar mais atento e voilá, é um painel!

Apesar de achar que a peça é relativamente intrigante e curiosa, confesso que não estou a ver uma utilização massiva para ela. Ok, vale a pena ter algumas em stock para uma emergência, mas penso que não vale a pena comprar um copo cheio delas. A menos que já tenhamos uma utilização planeada, é claro.

Esta é uma peça que surgiu apenas em 2016 (pensava que era um pouco mais antiga) e nesta cor (ou falta dela) também é do mesmo ano. Já apareceu em 30 conjuntos desde aí, o que faz com que seja uma peça algo incomum.

2 em 3 estrelas

 

Yellowish Green Brick 1 x 2

Não sei se esta é a cor correta, mas a ser, é uma escolha um pouco esquisita. É verdade que não é a primeira peça desta cor já que analisei uma no 22º lote. No entanto, a verdade é que sendo a versátil 1x2, e mesmo não havendo mais peças nesta cor, é possível dar-lhe alguma utilidade. Nem que seja para colocar uns apontamentos noutra tonalidade de verde nos imensos campos que os AFOLs gostam de construir. Ou dar aquela cor “especial” para uma divisão na casa.

Já falei várias vezes desta peça que surge nesta versão em 1961 e nesta cor em 2015. Desde aí já apareceu em 27 conjuntos, mas cada vez mais raramente. Três vezes em 2020, uma em 2021, zero em 2020 e uma vez neste ano.

Creio que é uma boa adição ao Pick & Build mas sem ser fundamental.

2 em 3 estrelas

 

Reddish Brown Bar 7 x 3 with 2 Clips (Ladder)

Esta é uma peça que surgiu em 1992, na altura em 3 cores, Black, Dark Gray e Brown. Como seria de esperar, em Dark Gray e em Brown deixaram de aparecer em 2003, devido à transição de cores. O curioso é que não há registos de sets com esta peça em Dark Bluish Gray (apesar de aparecerem alguns lotes dessa peça à venda) e a versão em Reddish Brown (esta que estamos a analisar) ter levado 10 anos a aparecer. Curioso mesmo.

Então a partir de 2013 esta peça apareceu em 43 conjuntos o que a torna relativamente invulgar. Principalmente tendo em conta que o tema onde apareceu mais vezes é o Friends!

A utilidade desta peça não se cinge apenas às escadas, já que facilmente podemos a introduzir em outros contextos, por exemplo como suporte de vegetação. O detalhe de no fundo serem várias barras paralelas pode ser excelente para a colocação de peças com clip em várias posições diferentes. Pessoalmente acho esta peça bastante versátil e com um bom potencial de utilização.

Vale a pena ter um bom lote em casa, principalmente para quem gosta de construir algo mais histórico!

2 em 3 estrelas

 

Medium Nougat Arch 1 x 6 x 2 - Medium Thick Top without Reinforced Underside

Outra peça que não consigo confirmar com 100% de certeza de que estou a falar da cor correcta.

Esta é, com certeza, a versão “corrigida” da peça que surgiu em 2011 e que, infelizmente, não permite o encaixe de studs no arco. Apesar desse detalhe que diminui a sua versatilidade, a verdade é que continua a ser uma excelente peça. O charme das entradas com arcos continua a ser um ponto forte em vários tipos de construções.

A versão nesta cor surge em 2014 e desde aí já habitou 23 sets. Curiosamente o tema mais representado continua a ser o Friends, o que ajuda a confirmar que é um tema onde o sortido de peças pode torna-se interessante. Curiosamente está presente em três dos quatro últimos modulares.

Vale a pena ter algumas em stock, mas penso que não valha a pena ter assim tantas!

2 em 3 estrelas

 

Dark Blue Plate 3 x 3

Ora aqui temos uma peça que me faz coçar a cabeça quanto à sua pertinência. No entanto, já escrevi sobre isso na versão branca no sétimo lote analisado, chegando à conclusão que poderá haver algum interesse nesta peça. 

Esta versão em azul escuro surgiu em 2015, e que desde aí já apareceu em 22 conjuntos, é-me difícil de entranhar. Não é uma cor que utilize muito e que não há assim uma grande variedade de peças para precisarmos de uma peça mais específica (apesar do seu aspecto básico) como esta.

1 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:37

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 29)

por baixinho, em 26.06.23

Opening Day of the first LEGO certified store in Portugal

Mais um lote a ser analisado das peças que costumam andar pela parede mais interessante de Lisboa. As coisas tem andado bem calmas, como é demonstrado pelas imagens do Miguel Santos neste grupo do FaceBook, em que nos últimos dias muitas das slots estão vazias ou contém peças repetidas de outras.

No entanto, com o anúncio de uma nova loja em Matosinhos e com a possibilidade de ter uma parede semelhante, acredito que as coisas vão ficar mais animadas. Enquanto a loja não abrir, vou manter esta série de artigos. Quando abrir, logo se vê, já que não irá fazer sentido falar apenas em “Lisboa”.

 

Bright Pink Brick 1 x 2

Antes de mais devo dizer que demorei a pegar nas peças nesta cor não só porque não lhes consigo dar grande uso, mas também porque há tantas pequenas variações que tenho medo que não seja a tonalidade certa a que indico aqui.

A peça é antiga (1961) e nesta cor é de 2008. Mesmo sendo relativamente recente, já infectou 91 conjuntos LEGO. Mas mesmo não achando piada à cor em termos de construções LEGO, consigo entender a sua pertinência na parede. Além de que em ser esta peça em específico faz com que a escolha tenha ainda mais sentido. 

Pessoalmente era capaz de levar um bom punhado já que, por exemplo, poderia dar perfeitamente para as paredes exteriores de um edifício português.

2 em 3 estrelas

 

Medium Nougat Bracket 1 x 1 - 1 x 1 Inverted

Este lote é quase dedicado a peças que possibilitam o SNOT e esta é a primeira delas. A estreia da peça é de 2018 e nesta cor surge de forma tímida em 2020, mas desde aí já habita 19 conjuntos. Curiosamente o Titanic precisou de apenas uma.

Apesar desta cor não primar pela variedade de peças disponíveis, o que por vezes pode dificultar a sua utilização, é suficientemente versátil para passar por vegetação, madeira e até outros materiais. A utilidade da peça faz o resto já que o SNOT é cada vez mais utilizado como forma de estabilizar as estruturas sem recorrer ao Technic, além das suas outras e variadas capacidades estéticas.

Sim, ter um bom punhado delas no nosso stock é uma boa ideia já que é possível derrete-las num instante se precisarmos delas num MOC maiorzito.

3 em 3 estrelas

 

Red Bracket 1 x 2 - 1 x 2 Inverted

Outra SNOT. Desta vez mais antiga (2012) e bastante mais comum. A versão em vermelho é de 2014 e já apareceu em 132 conjuntos!

Curiosamente na altura que apareceu a irmã mais pequena (vista acima), não achei que fosse afetar a utilidade desta versão. Levou alguns anos, mas agora quando procuro este tipo de peças, invariavelmente vou à gaveta da versão mais pequena antes de sequer raciocinar se posso poupar peças utilizando esta.

Apesar da cor não ser propriamente a mais versátil, continuo a achar que vale a pena ter um bom lote lá em casa, principalmente porque a maior parte das vezes que se utiliza esta peça, ela fica escondida.

3 em 3 estrelas

 

White Brick 2 x 4

Já falei várias vezes de bricks 2x4, do aparecimento desta versão em 1978, da sua utilidade e também do seu simbolismo. A versão em branco é, como não havia deixar de ser, de 1978 e é inegável a sua utilidade e versatilidade.

Tem um senão. Neste sistema de compra, ocupa um espaço dos diabos!

Tentem ter um bom stock em casa, mas sem levar muitas de cada vez. Comprar um copo apenas com estas peças, além de criar vários espaços vazios, parece-me que iria ficar demasiado caro.

2 em 3 estrelas

 

Medium Blue Brick, Modified 1 x 1 with Studs on 2 Sides, Adjacent


A última peça deste lote foi também a mais recente a ser vista no Pick & Build lisboeta. Pessoalmente achei uma excelente ideia a colocação desta peça que, apesar de ser de utilização relativamente limitada, é extremamente útil na construção de casas/prédios. Sim, provavelmente as construções originais mais comuns.

A cor pode ser e é um impedimento, já que não é propriamente vulgar, Preferiria um tan ou mesmo um LBG, mas mesmo apesar desta beliscadura, não deixa de ser uma excelente escolha.

A peça é de 2017 e nesta cor apareceu no mesmo ano e desde aí em 24 sets.

Se gostam de construir edifícios, levem um bom lote para casa já que há grandes probabilidades de precisarem de uma boa dezena!

3 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:53

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 28)

por baixinho, em 15.06.23

LegOficina 20221005

Desculpem o espaçamento cada vez maior entre artigos, mas a disponibilidade tem sido baixa. Bem, na verdade as novidades também não tem sido assim tantas.

Ora aqui estão mais cinco peças.

 

Light Bluish Gray Brick 1 x 3

Temos duas versões da 1x2 em cinzento claro e em vez de termos a expectável 1x4, ficamos com esta que fica a meio caminho. Por isso considero que a sua utilidade é relativa. Ok, conseguimos construir paredes com ela, mas a sua medida ímpar faz com que não seja ideal.

É uma peça de 1978 e, como é de esperar, a versão em LBG apareceu em 2004. É uma peça bastante comum já que nestes quase 20 anos apareceu em 369 conjuntos.

Sim, vale a pena ter um bom lote em casa, mas sem cair em exageros. A menos que queiram fazer castelos com muitas paredes de comprimento ímpar!

2 em 3 estrelas

 

Orange Slope 45 2 x 1

A versão laranja desta peça surgiu em 1999. Nos primeiros anos de forma tímida, mas a partir de 2002 com alguma presença mas nunca a ter presença de mais de 10 sets por ano. A peça em si é de 1978, mas há que lembrar que a versão sem barra interior é muito mais antiga. De 1959.

É uma peça básica mas que com esta cor fica com uma utilização algo limitada. Comboios, naves e estações espaciais, camiões do lixo. Sim, dá para perceber que podemos colocá-la em alguns tipos de veículos, mas duvido que seja necessário exceder para além do stock das peças soltas que temos lá em casa.

1 em 3 estrelas

 

Trans-Clear Slope 45 2 x 2

Ena, eu lembro-me de ter esta peça quando era miúdo. Não consigo confirmar de que set era, já que eu herdei o “LEGO” dos meus irmãos mais velhos em peças soltas e não em conjuntos montadinhos todos catitas.

Sim, foi melhor assim. Peças para montar coisas novas e não seguir as instruções.

A peça é de 1959 mas a versão nesta cor (ou falta de cor, se preferirem) é de 1971. Desde aí já apareceu em 346 conjuntos, mas duvido que os mais antigos mantenham o mesmo tom que os atuais…

Apesar de a ter utilizado imenso na minha infância, julgo que perdeu relevância com o aparecimento de vários parabrisas que, apesar de serem de utilização mais específica, são visualmente mais atractivos. Ficaram a servir para telhas de vidro…

Vale ter sempre algumas, lá podem ser necessárias para alguma utilização mais específica.

1 em 3 estrelas

 

Yellow Slope, Inverted 45 2 x 1

A peça é de 1977 e a sua versão em amarelo é do mesmo ano. Nestes anos todos já habitou em 260 conjuntos, bastante mais do que eu estava à espera. Não é que eu considere que a peça não tenha a sua utilidade, mas é que em amarelo a sua utilidade torna-se bastante limitada.

Claro que vale a pena ter algumas, nem que seja para fazer uma versão melhorada do clássico castelo amarelo ou brincar com cores básicas em estruturas modernas. Mas mesmo assim, creio que um punhado delas seja suficiente para qualquer emergência.

1 em 3 estrelas



White Tile 1 x 6

As tiles brancas devem ser a família de peças com mais presença no Pick & Build lisboeta. Há para todos os gostos o que faz com que esta seja apenas mais uma e não receba o destaque que poderia ter se não viesse acompanhada pelas manas todas.

A peça é de 1996 (sim, mais recente do que estava à espera) e a versão em branco é do mesmo ano. Desde aí já apareceu em 459 sets diferentes! Yeps, nestes últimos anos facilmente tropeçamos em conjuntos que contenham esta peça.

A sua vulgaridade e a questão de haver outras tiles brancas disponíveis, faz com que a pertinência desta peça seja questionável.

Se não precisarem da peça para aquele projecto em especial e se não houver outras tiles brancas à mão, se calhar o melhor é ignorá-la!

2 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:53

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 27)

por baixinho, em 11.05.23

Conversss em Construção at LEGO Shop

Infelizmente não tenho conseguido ter disponibilidade para alimentar o blog e esta série de artigos. Creio que as coisas aos poucos voltem a um bom ritmo.

Sem mais delongas, aqui vão mais cinco peças!

 

Bright Light Blue Plate 6 x 6

Ora aqui está uma peça que apareceu e desapareceu sem deixar rastro. Claro que tendo em conta a dinâmica da parede lisboeta, creio que há boas probabilidades de voltar a aparecer.

Sim, é bom pensar assim já que a peça é bastante interessante.

A plate 6x6 é uma peça de 1979 e que nesta cor (isto se não a confundi com outro azul) surge em 2017 e desde aí apenas aparece em cinco sets. Os dois conjuntos de 2017que contêm esta peça é um Friends e outro Minecraft. Em 2018 estreia-se em Disney e depois apenas volta em 2021 novamente no mesmo tema. O quinto conjunto é já deste ano e faz parte de um tema já perto do seu ocaso, o Dots.

Portanto temos uma peça nada vulgar, num formato útil e numa cor que facilmente poderá ser utilizada como água para, por exemplo, criar o efeito de diferentes profundidades em conjunto com outros azuis. Curiosamente a LEGO nunca a utilizou como água.. Pelo menos no seu estado líquido.

3 em 3 estrelas

 

White Brick 1 x 3

Segundo o Bricklink a introdução desta peça dá-se apenas em 1978, no entanto o Peeron dá a sua presença já em 1975. É raro ir ao Peeron, mas como achei que 1978 era um bocado tarde para o surgimento desta peça, aprofundei ainda mais a investigação. Já agora, o Peeron foi o primeiro site a ter um inventário relevante das peças dos sets.

De qualquer forma, o aparecimento tardio da peça em relação a outras da mesma família só demonstra a aversão que a LEGO tinha com os números ímpares.

Desde 1978 a peça apareceu em branco em 765 conjuntos o que a torna extremamente comum.

É uma peça útil já que a sua presença torna-se importante em várias situações. A cor é relativamente neutra e bastante utilizável. Vale a pena ter sempre um bom punhado no nosso stock.

3 em 3 estrelas

 

Light Bluish Gray Brick 1 x 2

Estava na ideia que já tinha analisado esta peça já que é daquelas que, apesar da sua vulgaridade, não consigo deixar de olhar para ela com interesse.

A peça é de 1961 e nesta cor surge, é claro, em 2004. Desde aí já habitou 742 o que a torna mais comum que cartas pokémon nos recreios das escolas do 1º ciclo. Yeps, ando com essa pandemia em casa. 

A sua vulgaridade é compensada por ser uma peça extremamente útil tanto no formato como na cor. Em termos de formato já que pode ser considerada o tijolo standard para o pessoal já com algum traquejo na utilização de peças LEGO. A plate 1x2 poderá ser considerado o passo seguinte. Quanto à cor, facilmente é utilizada em vários contextos já que pensar nela em termos de, por exemplo, medieval, citadino ou espacial mostra a sua versatilidade.

3 em 3 estrelas

 

Black Plate 2 x 4

Peça que surge nos anos do aparecimento desta família em 1962 e que nesta cor também faz a sua estreia no mesmo ano. Claro que nesta porrada de anos todos faz com que seja extremamente comum (ainda mais que as cartas pokémon) com uns impressionáveis 1834 sets.

Gosto muito da peça principalmente porque quando era miúdo servia de base para várias naves em micro-escala. Além disso, permitiu-me construir sem elevar muito os objectos, algo que os bricks obrigavam. Ou seja, dá-me boas memórias.

No entanto acho que a LEGO poderia ter decidido colocar esta peça numa cor mais interessante não só a nível de utilidade como de raridade.

1 em 3 estrelas

 

White Plate 6 x 8

Analisei a irmã preta no 22º segundo artigo (link aqui) e a conversa é praticamente igual. Nesta cor surge também em 1958, desde aí teve a presença em 141 sets e continua boa de saúde já que no ano passado bateu o seu recorde habitando 12 conjuntos.  

3 em 3 estrelas



Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:02

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 26)

por baixinho, em 12.04.23

Desta vez sem grandes preâmbulos, fica aqui a análise de mais um lote de cinco peças.

 

Green Brick 2 x 4

Esta talvez tenha sido a primeira peça que comecei a comprar em “grandes” quantidades. Basicamente apareceu-me uma oportunidade de comprar alguns 3461 em promoção e aproveitei. Devo ter comprado umas 200 ou 300 peças e na altura foi o suficiente para estar abastecido durante uns anos. Bons tempos onde todas as construções cabiam apenas num caixote.

A razão dessas compras era simples, na altura eu e a Tânia adorávamos construir o terreno para os MOCs (como na Casa Minhota) e estas peças eram fundamentais para o verde. Claro que com o tempo outras técnicas foram surgindo e rapidamente passamos a utilizar outras peças. Mas a verdade é que mesmo quando construí recentemente a pista de Motocross, não fui meigo em gastar umas dezenas destas peças.

A versão desta peça é de 1978 e em verde começou a aparecer em 1996, curiosamente num set que é a bandeira sul-africana. Desde aí já apareceu em 344 conjuntos e acho que pode-se considerar que é uma peça relativamente comum.

Muito útil na hora de construir terrenos, vale a pena ter um bom lote e casa.

3 em 3 estrelas

 

Dark Bluish Gray Wedge 6 x 4 Triple Inverted Curved

Para mim é um grande mistério a forma como esta peça foi escolhida para aparecer nos Pick and Builds deste mundo.

Além de ser de utilização bem específica, como é invertida a sua finalidade pode não ser imediata para os mais novos. 

A peça é de 2003 e nesta cor surgiu no ano seguinte. É a segunda cor mais comum com 68 conjuntos diferentes. Apesar de nunca ter chegado aos 10 sets por ano, continua a estar presente em todos os anos da última década.

É, sem dúvida alguma, útil em situações específicas e foi das primeiras peças curvas (wedges/slopes). No entanto, será que é necessário gastar uma slot com estas peças?

1 em 3 estrelas

 

Light Bluish Gray Plate 4 x 4

Já analisei a versão verde desta peça no vigésimo lote destes artigos e, como se devem lembrar, considerei a peça como excelente. Será que penso o mesmo da versão em LBG?

A peça é de 1970 e, como seria de esperar, esta versão é de 2004, ano em que esta cor foi introduzida. Desde aí teve a sua presença em 341 conjuntos. Como curiosidade a versão em cinzento antigo contou com 83 conjuntos a partir de 1978.

Apesar de o cinzento já não fazer parte do meu top de cores favoritas (pois, já não faço tantas naves espaciais), ainda assim é uma cor bastante versátil. Metal, cimento, pedra e outros materiais podem ser facilmente emulados por esta cor.

Portanto, cor versátil, peça versátil, o melhor é levar um bom lote delas para casa. De preferência já encaixadas para ocupar menos.

3 em 3 estrelas



Trans-Light Blue Rock 4 x 4 Crystal, Ice Snowflake

Ok, também poderia perguntar porque raios esta peça está no Pick And Build. Mas acho que a resposta é mais simples do que a peça que falei acima. As crianças reconhecem-na facilmente e assim conseguem dar-lhe uso. Bem, mais ou menos…

A verdade é que a peça não é assim de tão fácil utilização, já que o seu formato implica que para ser conectada haja do outro lado peças relativamente específicas. Além disso, o formato e cor fazem com que seja demasiado específica. Ok, estou a vê-la em construções natalícias ou ligadas a uma qualquer princesa Disney (blargh), mas e depois disso?

A peça é de 2002 (apareceu em conjuntos Belville e podia ter morrido com o tema) e nesta cor apenas apareceu em 2016. Desde aí já esteve em 19 conjuntos, sendo mais de metade deles em sets, como não deixaram de adivinhar, Disney.

Colocar duas ou três no copo não vá precisarmos delas para uma situação bem desesperada. Depois é esperar que a slot esvazie rapidamente para ser substituída por uma peça mais interessante

1 em 3 estrelas

 

White Slope, Curved 3 x 1

Esta é uma peça de 2004 e uma das primeiras na invasão das slopes curvas. Intenção clara da LEGO querer aumentar a qualidade estética das suas construções durante a segunda metade da década 00. Nunca sei como chamar essa década. Há os anos 60, 70, 80, 90 e depois? 

Continuemos.

Nesta cor aparece em 217 conjuntos desde 2004 e dá para afirmar que nos primeiros anos surgiu de forma tímida. Apenas em um e dois conjuntos respectivamente. O primeiro conjunto em que apareceu, o 7239 Fire Truck pode ser considerado especial por duas razões. Primeiro porque foi um dos conjuntos que definiu o standard de 6-wide para os veículos de cidade. Sim, era um gigante na altura. Segundo porque teve uma longevidade enorme. Lembro-me de ter estado disponível imenso tempo e fui verificar ao Brickset se a minha impressão confirmava-se. Sim, confirmava-se e por mais tempo do que estava à espera, já que segundo esse site de referência esteve à venda na loja oficial online até dezembro de 2011. Sete anos para um conjunto regular é obra!!

Voltando à peça, é útil para suavizar construções como, por exemplo, naves espaciais, aviões e outros veículos. Se gostam deste tipo de MOCs, vale a pena ter umas boas dezenas. Se vão para temas mais medievais, já pode ser uma peça de difícil utilização. Como é relativamente comum, também será fácil de encontrar de outras formas.

2 em 3 estrelas

 

Como sabem, estas análises reflectem a minha visão do hobby e, como sempre, fica o aviso que as peças podem não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Fica aqui o link para um documento onde mantenho um registo das peças avistadas na loja.

Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:01

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 25)

por baixinho, em 30.03.23

Mais um lote analisado e assim chego, se não contar com erros, às 125 peças analisadas. Mesmo havendo algumas peças que não interessam ao menino Jesus, a verdade é que a quantidade de peças interessantes e o facto de a parede ter uma boa rotação, faz com que esta iniciativa seja bem melhor do que eu estava à espera. Basicamente é uma grande ajuda para o pessoal (de Lisboa e arredores) poder compor os seus MOCs de forma rápida e, creio eu, a um preço mais ou menos justo.

Fica o habitual aviso que as análises reflectem a minha perspectiva do hobby e que estas peças podem não estar disponíveis no momento da vossa visita à loja. Sigam este documento onde tento manter um registo do que se passa em Lisboa.



Black Plate 1 x 2

Esta é das peças mais utilizadas em MOCs, já que se rapidamente se torna no tijolo básico de uma construção onde a resolução é maior. É inegável a sua utilidade, apenas questiono a cor.

A peça é da altura em que introduziram as plates (1963) e desde aí nesta cor já saiu em 2239 sets. Yeps, não me lembro de escrever um número tão alto nesta caracterização de peças. A peça continua a ser extremamente comum e para terem uma noção, entre 2016 e 2022 nunca esteve em menos de 100 conjuntos por ano.

Peça útil, mas que é provável já termos umas boas dezenas em casa. Noutra cor seria excelente!

2 em 3 estrelas

 

Neon Yellow Brick 1 x 4 x 3

Neon quê?

Brick 1x4 com 3 de altura?

Que raios de combinação.

Este amarelo vibrante pode ter alguma razão na utilização específica de algumas peças, mas sinceramente não estou a ver a necessidade numa peça tão grande. A própria peça é outra que me causa alguma impressão, já que facilmente pode ser vista como uma simplificação de 3 peças empilhadas. Será utilizada por motivos estruturais para aumentar a solidez de uma construção? Ou será apenas para ser uma grande superfície para colar autocolantes?
Bah.

A peça é de 2019, nesta cor existe em 2 conjuntos (ambos de bombeiros do ano passado) e a menos que tenham uma situação já pensada para a peça, é inútil.

Ok, poderá servir para encher…

1 em 3 estrelas

 

Trans-Clear Brick 1 x 2 x 5 without Side Supports

Esta peça tinha tudo para cair na apreciação que fiz à anterior. No entanto tem um detalhe que a torna muito interessante. É transparente!

Ok, mais ou menos transparente que o novo material é mais basso que o antigo.

Acho esta peça mais interessante para colocar construções a “flutuar” do que as beams ou bricks round transparentes, já que a ausência de estruturas interiores faz com que fique com um aspecto mais limpo. Além disso, pode ficar bastante bem a servir de superfície transparente em prédios ou naves/estações espaciais. Por fim, em SNOT pode servir para representar água ou, agora de pé, quedas de água. Como devem estar a perceber, gosto de ter um bom punhado delas por perto.

A peça é de 1988 e em trans-clear começou a aparecer apenas em 2011. Desde aí já a temos em 46 conjuntos, principalmente em conjuntos Friends(!).

3 em 3 estrelas

 

Trans-Red Brick 1 x 2 without Bottom Tube

A peça é de 1954 (pré patente dos tubinhos) e surgiu nesta cor em 1969 num pack de peças de iluminação. Demorou 7 anos para reaparecer em duas curiosas motorizadas. Ao todo já esteve em 126 conjuntos.

Esta cor não é propriamente a mais interessante para o meu tipo de construção. Lembro-me de ter utilizado algumas, provavelmente num vitral ou algo do género. 

Por isso acho que é uma cor difícil de utilizar e que, por experiência própria, tende a acumular-se nos nossos stocks.

1 em 3 estrelas

 

White Window 1 x 6 x 6 Flat Front

Apenas dei por esta peça no ano passado e por isso fiquei algo admirado por ser já de 2019. Ao todo apareceu em apenas 40 sets, sendo 25 deles em branco. Estes 25 começaram a aparecer no ano de estreia da peça e tiveram o seu ponto alto no ano passado com 15 conjuntos. Isto torna a peça já relativamente comum para quem anda a comprar sets regularmente

Apesar de estar catalogada como janela, vejo-a mais depressa como um aro de porta.. Dupla. Algo que fazia falta ao sistema LEGO. Dá a possibilidade de representar de forma mais realista a entrada de edifícios públicos sem se a habitual portinha individual.

É interessante a sua presença na parede lisboeta já que é uma peça recente e que facilmente poderá ser utilizada num certo estilo de MOCs. No entanto fica a questão. Onde andam as janelas ou portas para serem utilizadas com esta peça?

Vale a pena ter algumas em casa, nem que seja para elevar terrenos.

2 em 3 estrelas


Podem percorrer as análises anteriores através deste link.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:50

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 24)

por baixinho, em 17.03.23

Mais cinco peças e aos poucos começo a aproximar-me da totalidade das peças que tenho registo em como já estiveram no Pick And Build lisboeta. O que vale é que conto entrar numa pausa forçada nestes artigos durante umas duas semanas, o que vai dar tempo para o pessoal da loja conseguir adiantar-se. 🙂

 

Dark Turquoise Bracket 1 x 2 - 1 x 2

Plates para ajudar no SNOT são sempre bem vindas, o que me questiono é aparecer numa cor que praticamente não tem companhia no resto dos recipientes da parede. Mas pronto, eles tem que deixar aquilo com alguma consistência a nível de palete de cores.

Esta peça é de 2012 e esta versão aparece apenas em 2019 e desde aí já teve a sua presença em 31 conjuntos. Curiosamente, sete neste ano de 2023.

Como indiquei acima, é uma peça bastante útil para a criação de secções em SNOT. Secções que muitas vezes são utilizadas não só para efeitos estéticos, mas também para a resistência estrutural das construções. Por exemplo, esta peça e mais a irmã ao contrário são excelentes para esse efeito.

Pena a cor, que apesar de interessante, não me parece que seja a melhor. O que vale é que muitas vezes que utilizamos este tipo de peças, elas ficam escondidas.

2 em 3 estrelas

 

Dark Bluish Gray Brick 2 x 2

Já falei por duas vezes de bricks 2x2 e já não tenho muito a acrescentar. É uma peça relativamente útil mas bastante comum. Por exemplo, esta versão já apareceu em 374 conjuntos desde 2004. Por norma costuma acumular-se nos nossos stocks já que usualmente é utilizada apenas para terminar paredes.

No entanto uma utilização mais criativa pode dar-lhe mais uso, como por exemplo para servir de suporte interior de landscapes ou mesmo edifícios. Sim, uma peça para “encher”. Neste cor também pode ser utilizada em alguns detalhes de rochas, e é daqui que provavelmente virá a sua maior versatilidade.

Por isso, levem um bom punhado no caso de não conseguirem encher o copo com peças que vos façam falta.

2 em 3 estrelas

 

Lavender Plant Leaves 6 x 5

Pronto, aqui está uma peça que me consegue pôr numa situação de indecisão bem vincada. É que a peça em si é extremamente útil e daquelas que rapidamente voam no meu stock. O problema está na cor que, pela sua tonalidade bem particular, torna a sua versatilidade bem menor. Só que mesmo assim, já vi MOCs com esta peça e.. pois.. achei-os espectaculares.

A peça é de 1987 e esta versão é extremamente recente já que data de 2020 e desde aí apenas apareceu em 11 conjuntos.

Portanto fico indeciso. É uma peça recente e relativamente rara o que a torna interessante ter na parede do Pick and Build. O seu formato é popular e bastante utilizado, só que a cor faz com que a sua utilização seja bem específica.

2 em 3 estrelas

 

Light Bluish Gray Plate, Modified 1 x 2 with 2 Open O Clips (Horizontal Grip)

As plates modificadas são um dos grupos de peças que mais cresceu nos últimos anos. Não só em tipos diferentes mas também na quantidade de peças que estão nos conjuntos. Noto isso bem em casa já que a área dessas peças está em constante mutação.

No entanto, apenas tenho 6 peças desta categoria nos meus registos do P&B lisboate e esta era a única que ainda não tinha sido analisada. É curioso haver poucas peças destas na parede, mas não vejo isso propriamente como um mau indicador.

A versão original desta peça é de 2008, no entanto o Bricklink refere que existem 3 variações desta peça mas apenas as separa em dois registos diferentes. Coloquei aqui o mais recente.

Apesar da peça ser recente, já apareceu nesta variante e nesta cor em 378 conjuntos, o que é obra para os seus 15 anos.

É uma peça bastante útil para algumas situações e que facilmente é utilizada em MOCs. No entanto é também muito comum e acredito mesmo que arrisque-se a amontoar-se nas nossas gavetas se não fizermos MOCs em que se necessite delas em boas quantidades.

2 em 3 estrelas

 

White Wedge, Plate 6 x 6 Cut Corner

Outra peça algo desconcertante.

A peça é de 1995 e a versão em branco surge apenas em 2015. Sim, 20 anos depois é que vai aparecer numa cor tão comum como o branco. Desde aí apenas apareceu em 20 conjuntos o que a torna bastante incomum.

É inegável a versatilidade desta peça onde facilmente aparece nos terrenos (nevados), em edifícios para provocar diagonais desconcertantes ou até nas asas das naves espaciais. No entanto esta cor, apesar de neutra, corta alguma das suas possibilidades de utilização.

É uma peça que vale a pena trazer algumas com o cuidado de as encaixar bem para ocuparem menos espaço. Haverá sempre uma altura onde farão falta. 

2 em 3 estrelas

 

Pronto, já sabem que estes textos reflectem a minha visão do hobby e que é possível não encontrarem estas peças na parede lisboeta.

 

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 1)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 2)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 3)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 4)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 5)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 6)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 7)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 8)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 9)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 10)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 11)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 12)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 13)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 14)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 15)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 16)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 17)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 18)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 19)
Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 20)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 21)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 22)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 23)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:37

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 23)

por baixinho, em 12.03.23

Sem grandes delongas, aqui vai a análise de mais cinco peças

 

Red Plate, Round 1 x 1

Não sei se é uma peça que está sempre a ser reposta ou simplesmente ninguém lhe pega, mas segundo os registos que vou colocando neste documento, está disponível de forma ininterrupta desde o início de janeiro.

A peça é de 1980 e, curiosamente, a versão em vermelho aparece apenas em 1985 num único set, o 7722 Steam Cargo Train. Nos três anos seguintes continua a aparecer apenas num único conjunto por ano, o que nada tem que ver com as 46 presenças no ano passado. Aliás, a peça é extremamente comum já que vai em mais de 7 centenas de sets nestes seus quase 40 anos de vida. Lembrem-se que esta peça bem sempre pelo menos uma extra nos sets em que aparece.

Acho que este é mesmo um dos problemas da presença desta peça no Pick & Build, é relativamente vulgar e qualquer pessoa que goste de LEGO é capaz de ter algumas dezenas em casa. Além disso é uma peça útil mas que nesta cor tem uma utilidade mais limitada, logo faz com que não seja necessário ter um bom stock delas em casa.

É uma peça simpática de utilização reduzida e que provavelmente apenas está a ocupar espaço na parede. Vale a pena levar algumas para casa e se todos fizermos isso, o recipiente irá vagar para outras peças mais interessantes. 

Será que é de fazer um hashtag disto?

#VamosDespacharAsVermelhinhas

1 em 3 estrelas

 

Black Stairs 7 x 4 x 6 Straight Open

Err, apesar de achar que é uma peça incontornável nas construções dos mais pequenos e que, por vezes, é bastante útil para os mais velhos. A verdade é que basta ter algumas unidades em stock para cumprir as necessidades anuais da peça. Além disso ocupam um espaço enorme no copo.

Sim, a interessante utilização das escadas como estrutura de suporte das slopes na Grande Pirâmide de Gizé deu um novo alento a esta peça, mas mesmo assim acho que não acrescenta nada de relevante à parede lisboeta.

A peça é de 1996 e a versão em preto é do mesmo ano e desde aí já apareceu em 57 conjuntos (ficando atrás apenas da versão em reddish brown).

1 em 3 estrelas

 

Black Vehicle, Mudguard 2 x 4 with Arch Studded with Hole

Ehh?

Mas porque raios é que esta peça foi parar à parede mais bonita de Lisboa?

Vamos por partes. Esta é uma peça de praticamente utilização única e que depende de outras peças que não estão disponíveis na parede. Ok, todos os miúdos gostam de fazer carrinhos e, sinceramente, na versão em 4-wide é muito mais fácil de criar do que nas restantes. Eu próprio sugeri isso num workshop que dinamizei há pouco tempo. Curiosamente uma das propostas de trabalho nesse mesmo workshop teve que ser alterada por não ter em número suficiente destas peças em particular.

Sim, já vi imensas construções geniais que dão utilização a peças esquisitas em situações diferentes do esperado. No entanto, esses criadores não são propriamente os clientes das lojas LEGO.

Esta peça é de 2005 e vem substituir a irmã mais velha (que apenas não tinha um buraco a meio) que já datava de 1978. Sim, esta foi uma peça que acompanhou o aparecimento das minifiguras LEGO. A versão em preto é de 2010 e aparece em apenas 37 sets. Confirmo que em alguns deles a sua utilização não é a habitual.

Mesmo assim, acho que é uma peça que não vejo grande utilidade para estar a ocupar um espaço no Pick and Build.

1 em 3 estrelas

 

Dark Bluish Grey Cone 1 x 1 with Top Groove

Esta peça surge em 2006 e também vem substituir uma versão mais antiga. No entanto esta substituição tem que ver com um erro, diga-se de passagem que era parvo, que a peça antiga tinha. Basicamente o cone antigo não tinha um minúsculo “degrau” que impedisse a peça de entrar por, por exemplo, um brick 2x4 adentro. Yeps, inadvertidamente poderia servir de cunha e abrir de forma indigna algumas peças. Mas depois de 19 anos a LEGO lá se apercebeu do problema e mudou para esta nova versão. A versão neste DBG aparece também em 2006 e desde aí já apareceu em 2^8+2 conjuntos.

É uma peça comum e também relativamente fácil de utilizar já que facilmente vai parar aos greeblies de naves espaciais, escapes de motores, detalhes em prédios e por aí a fora. Não sei se haveria necessidade de a termos na loja.

2 em 3 estrelas

 

Light Bluish Grey Vehicle, Air Scoop Engine Top 2 x 2

Duplo Ehhh?

Mas primeiro um pouco de história. Esta peça surge em 2005 e a sua versão em LBG é do mesmo ano. Curiosamente o Bricklink refere que os 4 conjuntos desse ano que contêm esta peça fazem parte de dois temas diferentes, Dino 2010 e Dino Attack. Sim, leram bem. Dois conjuntos com nomes muito próximos. Antes de seguirem este link para ver os quatro conjuntos, posso explicar que não são bem dois temas diferentes mas duas variações de um mesmo tema. Sim, a LEGO em 2005 teve a brilhante ideia de fazer um tema relacionado com dinossauros em que todos os sets tinham duas versões, uma claramente bélica onde os “humanos” combatiam os dinossauros com armamento bastante imponente e na outra versão os “humanos” apenas capturavam os dinossauros, não se sabe bem para fazer o quê. Depois de saber isto, fica divertido andar a ver as diferenças entre os sets. Não me alongo mais nesta história, mas como devem ter adivinhado, é um tema bastante interessante para discutir.

Voltando à peça, nesta cor já saiu em 73 conjuntos e o seu formato demasiado específico torna-a de difícil utilização. Sim, aquilo é um motor e apenas com utilizações muito criativas irá fugir dessa função.

Será que vale a pena colocar meia-dúzia no copo?

1 em 3 estrelas

 

Só depois de escrever todas as análises é que me apercebi que as peças escolhidas para este lote foram resultado de uma fraca pontaria. Mas como sempre, fica o aviso que as minhas análises reflectem a minha perspectiva do hobby e que há a possibilidade das peças analisadas já não estarem disponíveis no Pick and Build lisboeta. Excepto as plates round 1x1 em vermelho..

Por isso, #VamosDespacharAsVermelhinhas 



Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 1)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 2)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 3)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 4)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 5)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 6)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 7)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 8)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 9)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 10)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 11)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 12)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 13)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 14)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 15)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 16)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 17)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 18)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 19)
Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 20)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 21)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 22)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:33

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 22)

por baixinho, em 08.03.23

Parece-me que a longevidade destes artigos está assegurada já que continuo a surpreender-me com as novidades. Se o artigo anterior já reflectia isso, este vai pelo mesmo caminho.

Aqui ficam mais cinco peças com os habituais avisos de que segue a minha visão do hobby e que há a probabilidade de não encontrarem estas peças na loja na altura da vossa visita. Vale a pena seguir este documento para terem uma ideia do que anda por lá.

 

Green Brick, Round 2 x 2 with Axle Hole

Em verde? E porque não em castanho ou cinzento? Castanho porque haveria muitas mãos que as iriam tornar em árvores. Cinzento porque facilmente poderiam tornar-se em colunas, sejam em antigos templos gregos como em fachadas de monumentos contemporâneos.

Mas pronto, existe em verde e vamos lá ver o que se pode fazer com isto. Primeiro, a peça é de 1979 e nesta cor apenas apareceu em 2004. Desde aí fez parte de 70 conjuntos mas com uma média anual que nunca ultrapassou os 10 sets, havendo mesmo anos com 0! No entanto devo referir que o aparecimento desta peça nesta cor surge de forma curiosa. Em 2004 aparece listada em 2 sets, ambos peculiares. O primeiro é o do FLL, competição anual de robótica dedicada a crianças. O segundo é do conjunto 4562, um set que, segundo o Bricklink, era composto por 400 peças, 200 regulares que apareciam em todas caixas e as segundas 200 que variavam de caixa para caixa. Se percorrerem a página do Bricklink dedicada a este conjunto irão perceber a quantidade de peças estranhas que compõem esse segundo pack. Por exemplo, peças em cinzentos antigos no primeiro ano em que essas cores foram postas de lado.

Mas fora esta grande curiosidade, importa saber que a utilidade desta peça fica muito limitada devido à cor, mas que mesmo assim vale ter algumas unidades lá em casa. Pergunto-me se isso justifica ocupar uma slot?

1 em 3 estrelas

 

Dark Tan Plate, Round 1 x 2 with Open Studs

Quando esta peça saiu, em 2018, entrou logo para a minha lista de preferências. Além de ser bonita e ficar bem em paredes para criar algum ruído, a verdade é que a conjunção de algumas é suficiente para colocar um stud em qualquer ponto fora da habitual grelha LEGO. Sim, imaginem um jumper que não se limita ao ponto intermédio entre dois studs. Apesar dessa vantagem ter sido logo utilizada no Corner Garage de 2019, a verdade é que não vejo os designers a utilizarem-na muito para esse efeito. Eu próprio também não o faço, provavelmente porque parece que no LEGO também temos alguma aversão a contas que resultam em números que teimam a não ter apenas uma casa decimal.

Nesta cor a peça já saiu em 61 conjuntos. Curiosamente em 2018 só apareceu uma única vez (num conjunto Star Wars), mas desde aí a sua presença tem sido crescente.

Apesar da sua potencialidade demasiado grande para ser abarcada por um AFOL comum, a verdade é que continua a ser uma peça útil devido à sua capacidade de criar texturas diferentes e pela presença de studs furados que permite um bom lote de conexões. Colocaria uma boa mão-cheia no copo!

3 em 3 estrelas

 

Yellowish Green Brick, Modified 1 x 1 x 1 2/3 with Studs on Side

Verde amarelado? Que raio de cor.

Por acaso estou bem habituado a ela já que costumo realizar algumas actividades no meu trabalho com a malinha amarela e esta peça é utilizada de forma muito peculiar como motores a jacto. Por falar em malinha amarela, já repararam que é um conjunto de 2018 e que, segundo o Brickset, ainda não foi anunciada a sua retirada do mercado? Isto sim, é um caso de longevidade!

A peça saiu em 2017 e de certa forma foi um esperado desenvolvimento da sua irmã mais gorda. Claro que acrescentou nova possibilidade de SNOT, mas não obteve o factor wow que, se calhar, merecia. Apesar da sua capacidade de criar superfícies em SNOT, vejo-a mais como uma forma de suportar efeitos. Talvez isso se deva a que a sua irmã mais gordinha tenha a capacidade de criar superfícies mais sólidas.

Como escrevi acima, a peça é de 2017 e esta versão de 2018. Desde aí apareceu em apenas 9 conjuntos e em vários deles ficava escondida atrás de outras peças. É caso para dizer, não seria interessante tê-la noutra cor?

Esta é a única razão que me faz torcer o nariz à sua presença na parede mais bonita de Lisboa. A peça é útil e facilmente poderá dar jeito em vários tipos de construção. Só que a cor (ou mais propriamente, a falta de variedade de peças nesta cor) faz com que a sua utilização se limite a ser feita quando não fica à vista.

2 em 3 estrelas

 

Magenta Plant Leaves 2 x 2 with 4 Petals and Axle Hole

Pelas fotos a peça parece ser Magenta, mas existe a variedade de Dark Pink, o que para mim é uma cor muito próxima. De qualquer forma ambas cores têm um percurso muito próximo. Vou limitar-me à magenta, mas se tiver enganado, o que não seria a primeira vez, corrijo num dos artigos seguintes.

A peça é, surpreendentemente para mim, de 2014. Esta versão em magenta aparece pela primeira vez em 2021 no Flower Bouquet da Botanical Collection e num qualquer livro Disney que já remeti para o esquecimento. Desde aí já assombrou 3 outros sets.

Não consigo entrever uma utilização diversificada para esta peça, tanto pela cor como pelo formato.

1 em 3 estrelas

 

Black Plate 6 x 8

Não, não aprecio a cor, mas esta peça é extremamente útil na altura de construir e a maior parte das vezes até fica escondida, o que faz com que a cor seja irrelevante.

Na minha infância julgo que tinha algumas unidades herdadas dos meus irmãos mais velhos, provavelmente provenientes do velhinho 345. As peças eram tão utilizadas que estavam de tal forma gastas que os cantos estavam todos embotados. A razão era simples, eram as plates com maior área da colecção e isso fazia com que fossem utilizadas numa enorme variedade de situações. Fundo do casco de navios, base dos andares dos prédios, asas de aviões entre outras construções que vergonhosamente já me esqueci.

Claro que agora há uma maior disponibilidade de plates com uma boa dimensão. Estranhamente, ou talvez não já que ocupam um bom espaço, no Pick & Build este tipo de peças não é vulgar. Além desta temos a irmã gémea branca e o irmão um pouco maior em LBG (8x8 analisado aqui) o que poderá ser pouco tendo em conta a versatilidade e utilidade deste tipo de peças na hora de construir.

Por isso sim, é uma peça extremamente importante e vale a pena encaixar umas 8 ou 10 e pormos no fundo do copo e depois rodeá-la com peças pequeninas para aproveitar os espaços criados.

Surgiu em 1958 e a versão em preto teve a sua estreia em 1969 em dois sets, sendo um deles o tal 345 que falei acima. Desde aí já habitou 280 conjuntos e continua bem de saúde já que no ano passado bateu o seu recorde pessoal com a presença em 15 sets!

3 em 3 estrelas

 

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 1)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 2)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 3)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 4)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 5)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 6)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 7)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 8)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 9)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 10)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 11)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 12)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 13)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 14)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 15)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 16)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 17)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 18)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 19)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 20)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 21)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:32

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 21)

por baixinho, em 28.02.23

Ainda bem que vivo bem longe da loja LEGO de Lisboa. É que quando surgem peças novas no Pick and Build fico sempre com vontade de comprar algumas. Mas para comprar algumas, lá teria que ser um copito. E se calhar outro para acompanhar que um só, parece mal.

Assim longe poupo uns bons cobres e dedico-me a imaginar o que poderia fazer com aquelas peças todas. Fica aqui a análise de mais cinco, algumas delas bem recentes na parede (pelo menos segundo os meus registos), outras já mais antigas.



Light Bluish Gray Tile, Modified 2 x 3 Pentagonal

Wow, não estava nada à espera de ver esta peça no Pick & Build. Esta tile já ganhou fãs um pouco por todo lado devido ao seu formato nada usual que permite alguns padrões interessantes. O interessante desta peça é que surgiu para servir de parte do escudo dos cavaleiros do Nexo Knights onde era impresso algo identificativo para depois utilizar numa qualquer app que irremediavelmente desapareceu sem deixar rastro. No entanto, os designers perceberam logo o potencial da peça e começaram a utilizá-la um pouco por todo lado. Talvez mais notoriamente no Brick Bank de 2016, ano do aparecimento da peça.

A versão no novo cinzento claro é a segunda mais comum (atrás do preto) com 54 aparições neste momento. Sim, mais do que a Virgem Maria em Fátima. Como disse acima, esta versão em cinzento apareceu logo em 2016 mas apenas em dois conjuntos. No Brick Bank como já tinha referido e no Castelo da Disney. Desde aí já aparece mais regularmente (mais ou menos 10 sets por ano) exceptuando em 2018 que apenas apareceu num.

É uma peça útil e que vale a pena ter um bom punhado em casa. Dá para ornamentar castelos, fazer padrões nos passeios das ruas ou até fazer uns telhados como no Medieval Blacksmith, mas para este caso, se calhar outra cor ficaria melhor.

2 em 3 estrelas

 

Trans-Clear Panel 1 x 2 x 2 with Side Supports - Hollow Studs

Outra peça que não estava à espera ver aparecer na parede lisboeta.

Este painel apareceu algures em 2008 para substituir as versões anteriores que não possuíam laterais reforçadas. Apesar de não serem propriamente estéticos, a verdade é que esses reforços funcionam bastante bem e permitem que se utilize a peça sem a possibilidade de ela dobrar facilmente.

Esta versão em trans-clear é super interessante já que pode facilmente ser utilizada para criar grandes superfícies transparentes. Ok, o seu tamanho não é muito grande o que vai criar demasiado ruído. No entanto, a sua dimensão permite também mais versatilidade.

Esta cor (ou falta de cor) é a versão mais comum, com 128 sets desde 2010. Lembro-me perfeitamente de utilizar 347 no Daily Bugle… o que posso desde já afirmar que não é propriamente o estilo de construção que aprecie.

Sim, vale a pena ter bastante lá em casa que quando a utilizarem, vão num instante.

3 em 3 estrelas



White Arch 1 x 2 Jumper

Ok, esta também é inesperada.

Quando esta peça saiu em 2018 foi logo considerada um must have. A verdade é que além de acrescentar mais uma peça aos arcos de apenas um stud, devido à sua dimensão reduzida e ao seu formato estranho (dois meios arcos para cada lado) possibilita algumas construções interessantes. Claro que a primeira possibilidade que pensei foi na utilização em micro-escala, no entanto dá para perceber que facilmente pode ser integrado em fachadas e até em castelos. Por último, pode ter usos inesperados como o busto no Pirates of Barracuda Bay.

A versão em branco é a mais comum com a presença em 16 sets e estreou em 2019.

Vale a pena ter um bom punhado em casa e como é relativamente pequena, até fica a um bom preço.

2 em 3 estrelas

 

Sand Blue Brick 1 x 2

Da peça já sabemos que é de 1961 e que a chamo de “bola” por causa de uma brincadeira de criança. No entanto, esta cor é incomum o que a torna muito mais interessante.

Aliás, quando digo que é incomum, é mesmo quanto à peça e quanto à própria cor. A peça apareceu pela primeira vez em 2002 apenas num set num tema já esquecido, o Studios. Desde aí aparece 21 vezes e, curiosamente, teve um hiato de 13 anos (!!!) entre 2004 e 2017. Em 2021 esteve presente em 4 conjuntos e 5 no ano seguinte. Para uma peça básica, não são assim tantas as vezes.

Não vou falar da inegável versatilidade da peça em si, mas desta combinação forma+cor. Esta é uma cor que considero invulgar mas ao mesmo tempo sóbria. A sua tonalidade é perfeita para criar cenários e ambientes mais sérios, algo que por vezes é difícil de conseguir com peças LEGO. Prédios com esta cor tomam sempre um aspecto mais real e, por vezes, até lhe dá um efeito de “gasto”.

Por isso acho que é uma grande mais valia a introdução desta cor no Pick & Build e ainda por cima numa peça básica e versátil.

3 em 3 estrelas

 

Black Panel 1 x 6 x 5

Por norma não gosto de peças grandes. Mas será que não há grande utilidade para elas?

Bem, esta é uma peça em preto (cor terrível de utilizar) e tem um formato demasiado grande para as construções que costumo fazer em casa. No entanto também é verdade que adoro recorrer a este tipo de peças para elevar estruturas ou encher terrenos já que tem uma altura bastante interessante. Utilizar várias para criar travamento entre elas torna-as relativamente resistentes o que limita bastante o problema de empilhar várias.

Por isso, acho que vale a pena trazer algumas para casa para quando necessitarmos de elevar construções e onde a cor não interessa. Claro que preferiria que a loja tivesse outra cor como o LBG ou, melhor ainda, trans-clear, já que assim poderia também utilizá-las em situações em que ficam à vista.

Peça de 2005 em que a versão em preto é do mesmo ano e apareceu desde aí em 30 conjuntos.

2 em 3 estrelas

 

Já sabem que estas opiniões reflectem a minha visão do hobby e que estas peças poderão não estar disponíveis na altura da vossa visita à loja. Podem dar uma vista de olhos neste documento para ver que peças estão disponíveis!



Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 1)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 2)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 3)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 4)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 5)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 6)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 7)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 8)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 9)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 10)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 11)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 12)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 13)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 14)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 15)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 16)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 17)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 18)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 19)
Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 20)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:54

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 20)

por baixinho, em 16.02.23

Opening Day of the first LEGO certified store in Portugal

Ora aqui estamos para mais uma análise das peças que vão aparecendo no Pick & Build da loja certificada da LEGO em Lisboa. Desta vez chegamos a um número redondo, o que me faz pensar se um dia aparecer outra loja em Portugal, de preferência mais próxima do norte do país, se tenho que reiniciar a numeração. Na altura decidirei algo.

O vigésimo artigo significa que também analisei 100 peças (mais algumas por engano) e estes números certos na LEGO daria logo para comemorar qualquer coisa. Por aqui, vamos continuar com o trabalho engraçado de perceber se as peças da parede valem ou não a pena. Pelo menos para mim, já que se sabe que estes textos reflectem a minha perspectiva do hobby. Lembrem-se também que as peças podem mudar e no momento da vossa visita pode acontecer não estar nenhuma das peças analisadas disponíveis. Consultem este ficheiro para ter uma informação um pouco mais actualizada do que para lá anda.

 

Light Bluish Gray Plate 8 x 8

Nos meus registos é a maior plate que apareceu na parede lisboeta e, por isso, torna-se imediatamente interessante. Ok, basta uma pequena quantidade delas para ocupar demasiado espaço no copo. Mas que raios, este tipo de peças são essenciais para uma boa parte das construções. A cor cinzenta é, também, relativamente neutra para poder ser utilizada em várias situações. Por isso acho que é uma mais-valia a presença da peça, nem que seja para trazer apenas meia-dúzia para compor o nosso stock.

Surpreendentemente esta é uma peça já deste século (2001) e a sua versão em LBG apareceu, claro está, em 2004. Curiosamente o Bricklink não tem registo desta peça em cinzento antigo. Desde 2004 a peça nesta cor já apareceu em 92 conjuntos ficando apenas atrás da versão em DBG (com 117 conjuntos). É uma peça relativamente comum mas extremamente versátil e útil.

3 em 3 estrelas

 

Yellow Support 1 x 6 x 5 Girder Rectangular

Penso que já tinha visto esta peça numa das fotos da loja há uns meses atrás, mas depois caiu em esquecimento. Quando a vi novamente nas fotos que o Nuno Taborda disponibilizou há uns dias atrás, decidi logo que teria que falar sobre ela.

Essa decisão passa muito por, à primeira vista, não perceber até que ponto é útil ou não ter esta peça no Pick & Build.

Esta é uma peça de 2009 e que em amarelo apareceu apenas em 12 conjuntos. Curiosamente existem duas cores com mais presenças, o esperado DBG e o inesperado castanho. 

Sim, este andaime amarelo é uma peça mais incomum do que pensava. Isso faz com que justifique parcialmente a sua presença na parede, mas há outro detalhe que torna essa justificação mais forte. A sua versatilidade. Apesar de ser uma peça específica, a verdade é que é possível utilizá-la numa cidade num lote diversificado de situações. Além disso, acho que ficaria bastante bem em algumas naves ou estações espaciais.

2 em 3 estrelas

 

Trans-Light Blue Brick 1 x 2 without Bottom Tube

Aqui temos uma bolinha* transparente que posta de lado dá perfeitamente para representar superfícies de água. Além disso, é sempre óptima para colocar em paredes onde necessitemos de uma janela diferente. Já uma parede com estas peças de várias cores pode servir como um género de vitral.

A versão desta peça sem o tubinho inferior (lol) é bem antiga já que precede a invenção da LEGO, os tubinhos inferiores (duplo lol), no início de 1958. Curiosamente a versão desta cor apenas apareceu em 2001 e desde aí habita 79 conjuntos. 

É uma peça com a sua utilidade, mas que sinceramente não consegue entusiasmar-me.

2 em 3 estrelas

 

Red Plate 1 x 1

Tão pequenina que dá logo vontade de encher um copo inteiro só para trazermos mais de duas mil peças** para casa por 20 euros. Sim, menos de um cêntimo por peça.

A peça em si é de 1962 (esqueço-me sempre de referir, segundo o Bricklink) e em vermelho surge no mesmo ano. Desde aí já andou por 666 conjuntos o que somando à sua cor pode fazer com que cheguemos a conclusões demoníacas.

É uma peça comum com uma utilidade moderada. No entanto vejo com bons olhos a sua presença na parede já que facilmente podemos gastá-la em várias das nossas construções.

2 em 3 estrelas

 

Green Plate 4 x 4

Nos primeiros anos de AFOL esta foi uma peça que utilizava frequentemente. Não só nas construções, já que a sua dimensão é excelente para fazer terrenos, mas também para a base de minifiguras. Houve uma altura que tentei conceber um jogo que misturava LEGO com conceitos de Warhammer e RPG e estas peças serviam de bases para as personagens.

Mesmo agora as peças desta dimensão vão parar inevitavelmente à mesa de trabalho e, esta cor, é facilmente chamada.

A peça é de 1970 e claro que a sua versão em verde é de muito mais tarde, 1999. Desde aí já apareceu em 160 conjuntos e nos últimos anos é garantida a sua presença em pelo menos 10 sets. O tema onde aparece mais vezes é o Town (que no Bricklink envolve o City) logo seguido do Creator.

É uma peça relativamente comum mas que a sua versatilidade faz com que seja extremamente utilizada.

3 em 3 estrelas


*quando era miúdo chamava aos bricks 1x2 de “bolas” por servirem de bolas para os jogos de caricas. Caricas que por sua vez chamava de “cunchas” que penso ser uma expressão moçambicana.

** não testei esta peça, mas sei que podemos encher um copo com mais ou menos 1100 plates 1x2 ou cerca de 3500 plates round 1x1.


Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 1)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 2)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 3)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 4)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 5)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 6)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 7)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 8)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 9)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 10)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 11)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 12)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 13)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 14)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 15)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 16)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 17)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 18)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 19)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:30

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 19)

por baixinho, em 07.02.23

Conversss em Construção at LEGO Shop

Décima nona parte desta análise sem fim das peças LEGO que pululam algures no sul deste pequeno país. Antes de começar com a análise de mais cinco peças, espreitem este artigo do Alex na Play Well Portugal onde disserta sobre a forma de caber mais peças no copo.

Como sempre, já sabem que a análise e avaliação segue a minha perspectiva do hobby e é possível que as peças analisadas não se encontrem disponíveis no momento da visita à loja.

Neste documento podem seguir os últimos avistamentos como os links para as minhas análises.

 

Blue Plate 4 x 6

Ora aqui está mais uma placa de média dimensão na cor que, das três primárias (azul, amarelo e vermelho), talvez seja a que esteja a resistir melhor ao tempo. Falo em questão de percepção de potencialidade na utilização em construções, já que esta cor é conhecida por ser uma das primeiras a “amarelecer”.

A peça é de 1970 e a versão em azul surge 3 anos depois em três conjuntos diferentes. Possuo um deles, o 310 Tug. Desde esse ano já apareceu em 201 sets o que a torna relativamente comum. Todos os anos aparece em alguns conjuntos o que para o pessoal mais velho como eu, é sinónimo que acaba sempre por se ter algumas lá em casa.

Pessoalmente acho a peça bastante útil já que considero o azul uma cor bastante versátil. Dá para água como dá para colorir várias construções que passam por veículos modernos, estruturas antigas e naves espaciais. É uma peça que pelo seu tamanho médio e cor tem a sua utilidade garantida.

2 em 3 estrelas

 

Green Plant Flower Stem with Bottom Pin

Na parte 11 já tinha referido que as peças de vegetação que eram comuns até há bem pouco tempo não me agradavam totalmente já que se soltavam muito facilmente. Esta peça veio corrigir directamente esse problema e veio acrescentar muitas mais possibilidades de conexões. Neste momento acho que é incontornável na construção de campos e afins. 

Surgiu em 2018 e apenas existe em três cores, sendo esta a mais comum com apenas 80 conjuntos até agora. Sim, digo “apenas” porque acho que deveria ser uma peça ainda mais comum. O tema onde aparece mais é Minecraft e o Creator aparece logo de seguida.

Enchia meio copo com esta peça.

3 em 3 estrelas

 

Pearl Gold Plant Stem, Curved with 2 Thorns and 2 Swirls

Ok, confesso que demorei um pouco mais do que o habitual a encontrar esta peça no Bricklink. Claro que agora olho para ela e vejo que realmente é uma planta, no entanto como a sempre vi como uma peça ornamental, levei algum tempo a encaixar que era um elemento botânico.

Mesmo agora ainda a vejo essencialmente como um elemento ornamental, principalmente nesta cor.

A peça é relativamente recente já que aparece pela primeira vez em 2017 e nesta cor também é do mesmo ano. Aliás, esta é a cor mais comum (talvez reforçando o seu carácter ornamental) com a presença em 40 sets nestes sete anos onde o tema Disney é o mais representado com 14 conjuntos. Não seria de esperar outra coisa.

Apesar de achar a peça curiosa e com a sua utilidade, a sua utilização é demasiado específica para termos necessidade de grandes quantidades. Pessoalmente acho que é uma slot que poderia ser ocupada por outra peça.

1 em 3 estrelas

 

Tan Minifigure, Utensil Ingot / Bar

Um lingote em tan?

Tive que olhar com bastante atenção para confirmar que não era apenas uma tile comum. Depois de ter a certeza, wow!

Para mim esta peça nesta cor é um achado já que pode ser utilizada para imitar pedra (sim, em determinadas construções acho que o tan representa melhor a pedra trabalhada do que o LBG) tanto em paredes como no chão. O formato desta peça é excelente não só para pedra trabalhada mas também para suavizar interiores mais modernos. O seu formato dá a sensação de conforto quando utilizada, por exemplo, em sofás ou cadeiras de comando.

A peça é de 2010 mas nesta cor apenas surgiu em 2019 em dois conjuntos, sendo um deles a Gingerbread House do Tiago Catarino (obrigado, pá!). Neste momento já apareceu em 30 sets e parece que veio para ficar.

Completava o meio copo acima com esta peça!

3 em 3 estrelas

 

White Plate 2 x 2 Corner

O formato desta peça torna-a extremamente útil já que facilita a conexão entre diferentes superfícies laterais tornando a construção mais sólida. Quem já fez landscape ou edifícios com várias fachadas sabe do que estou a falar 🙂

Claro que esta não é a cor mais indicada para o que estou a falar, no entanto mesmo assim é bom ter um bom punhado delas lá em casa. 

A peça é de 1987, nesta cor surgiu no mesmo ano (logo em 10 sets diferentes) e desde aí já apareceu em 503 conjuntos diferentes! Yeps, é daquelas que deve abundar no stock do pessoal.

Mesmo assim a sua versatilidade faz com que esteja constantemente a ser chamada à mesa de trabalho.

2 em 3 estrelas

 

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 1)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 2)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 3)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 4)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 5)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 6)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 7)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 8)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 9)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 10)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 11)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 12)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 13)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 14)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 15)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 16)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 17)

Análise das peças do Pick & Build Lisboa (Parte 18)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:31


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog