Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A Oficina foi ao Espaço

por baixinho, em 28.08.19

Mars Exploration Sets

Esta pequena aventura passou pelos vários conjuntos do tema Mars Exploration deste ano e resultou nas seguintes reviews:

10266 NASA Apollo 11 Lunar Lander

40345 MF Set - LEGO City 2019

60224 Satellite Service Mission

60225 Rover Testing Drive

60226 Mars Research Shuttle

60227 Lunar Space Station

60228 Deep Space Rocket And Launch Control

60229 Rocket Assembly & Transport

60230 People Pack - Space Research And Development

Mais este pequeno artigo de introdução: A Oficina Vai Para o Espaço.

Segue-se uma pequena tabela comparativa em que deixo de fora o 10266, já que não faz parte integrante do sub-tema Mars Exploration.

Ref.

40345

60224

60225

60226

60227

60228

60229

60230

Preço

12.99€

9.99€

19.99€

29.99€

54.99€

109.99€

139.99€

44.99€

Nº Peças

44

84

202

273

412

837

1055

209

Nº Minifigs

4

1

2

2

4

7

8

15

PPP

29,5

11,9

9,9

11,0

13,3

13,1

13,3

21,5

Avaliação

6

8

8

8

7

7

8

6

 

Mesmo tendo em conta que o PPP do 40345 e do 60230 não deve ser considerado já que são packs de minifigs, penso que em termos médios é algo elevado. Esperaria algo mais próximo da barreira dos 10 cêntimos por peça. Fiquei admirado foi com a quantidade de minifigs, 43. Claro que a presença de dois packs de minifigs influencia este número, mas mesmo assim fiquei positivamente surpreendido com o número de figuras nos dois maiores conjuntos. Todos os conjuntos funcionam relativamente bem sozinhos e as avaliações que registam reflectem isso. Os packs são inevitavelmente mais fracos e os conjuntos maiores surpreenderam menos dos que os mais pequenos. Agora com a visão conjunta se calhar o 60225 e 60226 aproximariam-se de um 9 e o 60288 de um 8.

Em jeito de conclusão e tendo todos os conjuntos montados e em cima da mesa, o resultado é impressionante. Sendo de notar que vários conjuntos complementam-se criando sinergias a nível de jogabilidade. No entanto nota-se alguma redundância. Por exemplo entre o 60228 e o 60229 já que estão quase na mesma franja de preços e representam situações relativamente semelhantes. Também parcialmente entre partes de conjuntos já que temos naves algo semelhantes no 60224, no 60227 e no 60229. No entanto devo destacar que fora os casos que relatei de redundância, todos os conjuntos são bem diferentes e facilmente se integram numa história conjunta. Os packs definitivamente são um complemento e apenas necessários se construirmos mais estruturas com peças extra a este tema.

Apesar do tema ser mais “terrestre” do que inicialmente estava à espera, é uma boa forma de o integrar de forma bem firme no tema City. Fico apenas com pena por não ter mais astronauta e poderia haver mais modularidade entre as espaço-naves, foguetões e estação espacial. 

Como tema é no geral bastante interessante e facilitador de uma brincadeira sem conflito aparente. Olharia com bons olhos a uma continuação, mas agora com a representação de uma pequena colónia em Marte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:15

Review do 60228 Deep Space Rocket And Launch Control

por baixinho, em 20.08.19

60228 Deep Space Rocket And Launch Control (8)

Tema: City

Ano de Edição: 2019

Número de Peças/Minifigs: 837/7

Preço LEGO®: 109.99€ (99.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60228-1/Deep-Space-Rocket-and-Launch-Control

O último review desta série é dedicado ao segundo maior conjunto do tema e, talvez, aquele que pode chamar mais a atenção aos AFOLs devido à evidente presença de segmentos dos novos carris em LBG.

À semelhança dos restantes conjuntos do tema, o PPP não é nada simpático situando-se acima dos 13 cêntimos. Preço que pode ser parcialmente justificado pela presença de sete minifigs, várias peças de grandes dimensões e algumas exclusivas ou semi-exclusivas. Destaco a 6269132 que está mesmo a pedir para ser utilizada num qualquer projecto espacial, as duas unidades da 26021 em azul (penso que para já é a cor mais interessante desta peça), duas unidades do domo 4x4 em branco (35320) e, claro, três unidades em cinzento claro do segmento maior de recta, a 25059. Os minifigs contam com a presença de um casal de astronautas, quatro elementos do pessoal de terra e um robô em rodas bastante interessante. Aliás, devo referir que todos os robôs deste tema são interessantes. Alguns minifigs são exclusivos deste set, mas sem ter qualquer peça exclusiva.

60228 Deep Space Rocket And Launch Control (14)

A construção desenrola-se durante oito fases (sete livros já que a sexta e sétima fase estão no mesmo). Na primeira são montados dois minifigs, um pedaço da superfície de um qualquer planeta ou lua, o robô e um veículo que definitivamente não pode ser utilizado no pedaço acima citado já que é bem maior. Adorei a construção e desenho do robô. O veículo apesar de ser relativamente interessante, muito devido à forma como se movimenta e à presença do braço mecânico, parece incompleto não só pela presença de inestéticos studs como pelo facto dos suportes das rodas ficarem soltos (na vertical). A segunda fase compreende a astronauta, um telescópio espacial e a cápsula que será colocada no topo do foguetão. O satélite telescópio é uma boa surpresa já que a presença da lupa dá um efeito engraçado que o meu filho adorou. Fiquei também agradado com a construção e desenho da cápsula (algo parecida com algumas Millennium Falcons) onde aponto apenas uma falha, só dá para colocar um astronauta. Sim, adoro a peça impressa e várias delas dariam jeito para um bom display temático. Na terceira fase constrói-se a secção inferior do foguetão. Sim, também me perguntei porque é que se passou do topo para o fundo sem se dar cavaco à parte intermédia. A construção é relativamente linear onde são criados três espaços interiores. O maior foi logo utilizado pelo meu filho para colocar o segundo astronauta. É espaçoso mas bem espartano. O segundo espaço (na parte inferior) intrigou-me mas a sua utilidade foi explicada numa das fases seguintes (serve para estabilizar o foguetão na plataforma de lançamento). O terceiro espaço (na parte superior desta secção) ficou por explicar e o mais provável é que seja um vazio da estrutura que ficaria dispendioso preencher. Pessoalmente e como gosto de aproveitar todos os cantos, é uma oportunidade desperdiçada. Gostei dos pequenos foguetes na parte inferior. Na quarta fase temos finalmente a oportunidade de construir a secção intermédia bem como os dois boosters laterais. A secção central é simples e com porão semelhante ao da secção inferior. Tem algumas peças no interior para acomodar convenientemente o telescópio espacial construído na segunda fase. Os boosters laterais não acrescentam grandes novidades mas cumprem a função. Ao fim desta fase monta-se o foguetão inteiro e apesar de ter alguma imponência tem um aspecto talvez de demasiado “brinquedo”. No entanto gosto da presença de dois porões de transporte (os quais o meu filho tem alguma dificuldade em abrir) e, como disse acima, da cápsula apenas me posso queixar do espaço para um astronauta. A construção da base de lançamento do foguetão revelou-se mais interessante do que suponha já que inclui um gadget com um efeito bem porreiro. As torres de suporte descaem quando o foguetão descola.

60228 Deep Space Rocket And Launch Control (9)

A sexta e sétima fase concentram-se na construção do centro de controle. Não tinha grandes expectativas quanto a esta secção do conjunto (sim, confesso que o meu grande interesse neste tema é a parte espacial!) mas a adição de meios para uma maior jogabilidade é notória. A sala de controle é relativamente espartana apesar da presença de duas secretárias com os respectivos computadores. A cobertura de vidro sai facilmente apesar de ter ficado com um extras inestéticos na parte da frente em baixo. No entanto as estrelas vão para o grande ecrã composto por dois 35286 transparentes onde são aplicados dois grandes autocolantes. Com esses autocolantes e com dois pequenos gadgets que ficam nas traseiras, são criados pequenos e engraçados movimentos que podem ser vistos nos ecrãs. Duvido que uma criança brinque muito tempo com estes efeitos, mas o resultado é mesmo muito bom. Mas se não for suficiente, a construção permite a colocação de um smartphone e existe uma app para animar as coisas. O meu filho ficou colado um bom tempo já que lhe dava vida à construção. A principal função da aplicação (tem várias) é servir de fundo (sonoro e de imagem) para o centro de controle sem necessitar de qualquer interacção.60228 Deep Space Rocket And Launch Control (6)

A oitava e última fase limita-se à construção dos tão esperados carris e dos dois vagões que o percorrem. Apesar de simples, acrescenta imenso à jogabilidade do conjunto. Não é a primeira vez que construo algo com estes carris e ainda continuo a ficar maravilhado com a suavidade que os vagões se deslocam. Por fim devo destacar que o conjunto disponibiliza uma variedade interessante de situações que despoletam oportunidades de brincadeira. Temos o foguetão com a sua cápsula, porões e secções destacáveis; uma base de lançamento com um efeito divertido; o veículo de testes que apesar de não não poder ser transportado pelo foguetão, serve sempre para algumas tarefas; os vários minifigs e um bem interessante e robô; um centro de controle que acrescenta uma nova dimensão à brincadeira da exploração espacial; e por fim um pequeno segmento de carris que pode servir para várias aventuras.

As Peças 7/10 (PPP algo caro)

A Construção 7/10 (agradável mas sem brilhar)

O Desenho 7/10 (competente com bons pormenores)

Jogabilidade 9/10 (variada e cheia de potencialidades)

60228 Deep Space Rocket And Launch Control (15)

Apesar de um pouco caro, o set oferece bastante jogabilidade com um design competente mas que não brilha. Este e o 60229 podem ser considerados um pouco redundantes entre si.

Conclusão 7/10


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review do 40345 MF Set - LEGO City 2019

por baixinho, em 19.08.19

40345 MF Set - LEGO City 2019 (1)

Tema: City

Ano de Edição: 2019

Número de Peças/Minifigs: 44/1

Preço LEGO®: 12.99€ (também 12.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/40345

 

Este pequeno conjunto com um nome tão.. coiso (o Brickset atribui-lhe um nome menos coiso - Mars Exploration Minifigure Pack) é, como o Brickset refere, um pequeno pack de minifigs. Mas será que vale a pena esta adição à série? Ou melhor, será que é um set que valha por si próprio?

Como é composto essencialmente por minifiguras, o cálculo do PPP não se mostra tão essencial. No entanto há que referir três peças no conjunto. Primeiro a 49656 que é exclusiva neste conjunto de cores. Não é propriamente algo especial, mas é sempre um ponto a ter em conta. A segunda peça é a interessante 37096 que aparece, neste momento, apenas em mais 3 conjuntos. Por fim há que referir a 30166 que está mesmo a pedir para ser utilizada em MOCs espaciais.  As restantes peças são relativamente interessantes e úteis.

Quanto às quatro minifiguras o destaque vai logo para o astronauta com o torso exclusivo e que por cima é bastante giro. Gosto também da proporção de astronautas/pessoal de terra e também deve-se referir que a cientista (com esta composição de peças) é exclusiva deste conjunto.

A construção do conjunto é a esperada, mínima e sem qualquer ponto de interesse. Quanto ao desenho resume-se à pequena bancada de laboratório que cumpre na perfeição a sua função.

A função deste conjunto é mesmo o proporcionar minifigs tanto para aumentar o nº de personagens nos outros conjuntos do tema como para preencher as construções originais (espaciais ou não), vulgo MOCs, que os miúdos vão criando. A inserção dos acessórios, pedras e pequeno laboratório cria um cenário que pode ser utilizado para pequenas brincadeiras.

 

As Peças 9/10 (bons minifigs)

A Construção -/10 (não aplicável)

O Desenho 6/10 (suficiente)

Jogabilidade 6/10 (mínimos cumpridos)

 

É um pequeno pack de minifiguras que pode ajudar a compor alguns conjuntos do tema. Não me parece suficiente para valer por si próprio.

Conclusão 6/10

 

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

Review do 60224 Satellite Service Mission

por baixinho, em 28.07.19

60224 Satellite Service Mission (2)

Tema: City

Ano de Edição: 2019

Número de Peças Minifigs: 84/1

Preço LEGO®: 9.99€ (também 9.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60224

 

Se o maior conjunto da série até conseguiu satisfazer (ver review aqui), como se irá comportar o mais pequeno? Sim, eu sei que existem dois mais pequenos, mas um é promocional (30365) e outro nem sei bem o que é (40345). No entanto este último será analisado em breve e sim, eu sei que é um pequeno pack de minifiguras.

Mas este conjunto ao ocupar o lugar do mais barato da série regular, também tem a sua responsabilidade. É que pode muito bem ser entendido como a porta de entrada para o tema além de ser uma óptima prenda casual.

60224 Satellite Service Mission (1)

São 84 peças por 10 euros, o que volta a atirar o PPP para mais de 10 cêntimos. Algo que me começo a perguntar é se os outros sub temas City também tem um PPP médio acima da barreira psicológica dos 10 cêntimos. Neste set não existem peças exclusivas e sinceramente não consegui destacar uma peça que me faria ir a correr comprar este conjunto. Fiquei com pena do windscreen não ser impresso mas devo referir que as peças fazem, no seu conjunto, uma variedade interessante.

O pequeno livro de instruções (que é mesmo pequeno) tem mesmo assim cinquenta e seis páginas. Como sempre começamos pela minifigura, passamos rápido pelo satélite e chegamos ao prato principal que é a construção da pequena espaçonave. A construção é agradável mas fora dois detalhes, é basicamente empilhar peças. No entanto é sempre giro ver o veículo tomar forma.

Considero o desenho da nave excelente. Segue linhas actuais, tem espaço para o satélite, mesmo assim o astronauta fica confortavelmente sentado e parece mesmo preparada para umas boas reentradas. Pena, como referi acima, o windscreen não ser impresso.

60224 Satellite Service Mission (3)

Quanto à jogabilidade, é a suficiente para um pequeno conjunto com apenas uma minifigura. A inserção do satélite e do muito importante espaço necessário para o transportar na espaçonave é, provavelmente, a característica mais importante para a jogabilidade no conjunto.

As Peças 7/10 (as essenciais mas sem grandes destaques)

A Construção 7/10 (agradável)

O Desenho 10/10 (lindo)

Jogabilidade 8/10 (a possível para um set desta dimensão)

 

Nunca se pode esperar muito de um conjunto tão pequeno, no entanto este cumpre a sua função sem desiludir. Gostei mesmo do aspecto final da nave espacial e do detalhe do compartimento para o satélite.

Conclusão 8/10


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:13

Review do 60229 Rocket Assembly & Transport

por baixinho, em 27.07.19

Tema: City

Ano de Edição: 2019

Número de Peças/Minifigs: 1055/8

Preço LEGO®: 139.99€ (129.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60229-1/Rocket-Assembly-Transport

 

Chegamos então ao maior conjunto desta série. São 1055 peças e 8 minifiguras a 140 euros. Sim, o PPP  de mais de 13 cêntimos não é nada simpático. No entanto há que referir que a caixa fica bem recheada e onde duvido que coubesse mais algum saco de peças. Além das peças temos que referir os 6 (!) livros de instruções.

Quanto às peças destaco as que aparecem nas imagens mais a 31592/35168 que segundo o Brickset são, nestas cores, exclusivas deste conjunto. Não devo esquecer os bem úteis 56 segmentos de lagarta, a dezena e meia de tiles 2x4 em LBG e azul ou os 7 lingotes de prata. Também temos 16 unidades da 35313, mas ainda não sei bem o que poderei fazer com isso.

Quanto aos 8 minifigs o grande destaque vai para o robô. A distribuição acompanha um pouco o resto da série onde temos uma boa percentagem de astronautas e uma quantidade maior de pessoal de terra. Por acaso tive o azar da cara de um dos minifigs estar danificada e mesmo sabendo que bastaria um telefonema ou preencher um formulário para a LEGO enviar-me uma nova, decidi não o fazer.

A construção decorre ao longo de 11 fases que atravessam os 6 livros que referi acima. Livros que vão crescendo de dimensão ao longo das fases. A primeiro livro (1ª fase) dedica-se a um pequeno edifício de controlo, robô, rover e um (muito) pequeno cenário lunar/marciano. O robô, como referi acima, está espectacular, o rover está bastante interessante e o gadget da antena e ecrã é bem engraçado. Apenas fiquei curioso porque é que raios o pé direito da porta é atravessado por uma autêntica viga.

60229 Rocket Assembly & Transport (3)

O segundo livro (corresponde à segunda fase) dedica-se apenas à carrinha que cumpre a função sem brilhar. Talvez devesse destacar o braço mecânico que é semelhante ao encontrado no 60225 (review aqui).

60229 Rocket Assembly & Transport (13)

O terceiro livro (sim, terceira fase) já é mais substancial e muito melhor do que estava à espera. A garagem/hangar está bem mais preenchido do que parece à primeira vista e com pormenores interessantes. Gostei das portas, do braço mecânico, do elevador e da disposição geral. Fiquei desiludido por não haver local para guardar todas as ferramentas. Destaco também o detalhe da utilização da peça 30157 numa situação não habitual. Como não costumo fazer carros, é uma peça que inevitavelmente vai-se acumulando.

60229 Rocket Assembly & Transport (12)

Para o quarto livro (sim, adivinharam, quarta fase) temos o portal/grua (?) que apesar de ter uma estrutura aparentemente frágil comporta-se bastante bem para a função que foi desenhado. Não conhecia este fio com uma bolinha na ponta (desenho já de 2016) e fiquei agradado com a ideia e a sua qualidade. Fiquei também agradado com alguma preocupação estética nesta estrutura que, pensava eu, não se daria a esses detalhes.

60229 Rocket Assembly & Transport (2)

Para o quinto livro (agora das fases 5 a 8) vamos construir o gigantesco transportador do foguetão. Adorei as rodas centrais para obrigar as lagartas funcionarem, o pormenor de colocar dois segmentos de recta dos novos carris (mais dois para a colecção!), o piscar de olhos que é colocar algumas peças “espaciais” no chassis e o aspecto robusto mas ao mesmo tempo simples.

60229 Rocket Assembly & Transport (4)

O último livro dedica-se às três últimas fases que abarcam a construção do foguetão. Devo salientar que acho o foguetão bem mais interessante do que estava à espera, tanto a nível de construção como desenho. A ideia de estar dividido em três secções, ter uma dimensão considerável, ter espaço para o rover e os dois astronautas e um aspecto bem moderno fazem com que seja um brinquedo bem interessante, A construção do conjunto num todo é bastante agradável e variada. Dá também a sensação de história já que percorremos (ok, de modo simplificado) as várias fases do lançamento de uma missão espacial.

60229 Rocket Assembly & Transport (5)

É mesmo neste pormenor que está o âmago e ponto forte deste conjunto. Devemos olhá-lo como uma história que tem o princípio, meio e fim numa só caixa. Por isso considero-o excelente a nível de jogabilidade. Não é apenas um foguetão e as suas aventuras espaciais. Temos também a possibilidade de brincar com a forma como foi projectado, construído, testado, etc.

As Peças 6/10 (as essenciais mas sem grandes destaques e um PPP alto)

A Construção 8/10 (agradável e que de alguma forma cria uma história)

O Desenho 8/10 (alguns bons pormenores)

Jogabilidade 10/10 (o próprio conjunto pode ser visto como uma história)

60229 Rocket Assembly & Transport (6)

Apesar de não ter avaliado de forma muito positiva as peças do conjunto, não me parece que esta característica seja de grande importância se tivermos em conta o volume. O conjunto é bom principalmente pela forma como possibilita histórias e brincadeiras à volta do tema da exploração espacial com uma construção competente e que até possui alguns brilharetes.

Conclusão 8/10


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

Review do 60230 People Pack - Space Research And Development

por baixinho, em 15.07.19

Tema: City

Ano de Edição: 2019

Número de Peças/Minifigs: 209/15

Preço LEGO®: 44.99€ (39.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60230-1/People-Pack-Space-Research-and-Development

 

Penso que já há muito tempo que não faço uma análise a um conjunto deste género, pack de minifigs. Como o meu ódio/amor às minifigs anda mais ameno, talvez as coisas até fiquem mais interessantes. É que apesar de adorar a minifig como brinquedo, escala e ponto de partida para construções, a forma como a LEGO tem explorado a figura, principalmente nos conjuntos licenciados onde muitas vezes a construção propriamente dita é relegada para o décimo-quinto plano, tem me desagradado imenso. Parece que deixa de ser “o brinquedo de construção” para ser mais um brinquedo de figuras. Por isso ainda pensei deixar este conjunto de lado, mas como iria ser o único da série a ficar de fora (excepto promocionais), lá fiz o esforço de o analisar. :)

60230 People Pack - Space Research And Development (1)

Peças, mas que peças? Este pensamento seria o que se poderia esperar de um “People Pack”. No entanto o conjunto até tem algumas peças mesmo ignorando os minifigs e respectivos acessórios. Ok, nada de transcendente que nos faça correr à loja mais próxima para comprar o set. Ou melhor dizendo, aceder ao site da loja mais em conta. Talvez a única peça que olhe duas vezes seja mesmo a 35322, mas como até aparece em vários conjuntos não me parece que seja cara no mercado paralelo. 

Mas aqui o que interessa são os minifigs. São 15 (contando o robô, que de qualquer forma está genial) e apesar do tema ser espacial, são mais os minifigs “terrestres” do que os que estão preparados para ir para o espaço. A variedade e quantidade de acessórios é mais baixa do que esperaria para um “People Pack”, mas tenho que reconhecer que contém bem mais peças do que esperaria.

60230 People Pack - Space Research And Development (2)

Sim, não referi o PPP neste set, já que penso que aqui o essencial são as minifigs e não as peças.

A construção é dividida em três fases/sacos, cada um ilustrado pelas imagens deste review. A construção (além de montar minifigs) é mínima e apenas na última fase temos algo mais substancial. Mesmo assim são necessários dois livros de instruções!!!

60230 People Pack - Space Research And Development (3)

O desenho das pequenas construções é eficaz sem brilhar. Apesar disso gosto muito da estufa, do robô e do pequeno drone.

Existe alguma jogabilidade no conjunto, já que as pequenas construções e até a forma como os minifigs são apresentados dão uma orientação de que aventuras podemos dar a estes minifigs. No entanto é claro que estes minfigs são um complemento aos restantes conjuntos desta série, principalmente aos dois maiores, o 60228 e o 60229. Por isso penso que o rácio entre pessoal de terra e astronautas não seja propriamente aquilo que esperaria. Penso que os miúdos também estão de acordo comigo. O que se quer é muitos astronautas para os enviar para o espaço!

 

As Peças -/10 (Não aplicável)

A Construção -/10 (não aplicável)

O Desenho 7/10 (poderia haver mais astronautas)

Jogabilidade 7/10 (boa, mas demasiado dependente de outros sets)

 

É um pack de minifigs interessante para o tema e complementa de forma interessante os dois maiores sets. Mas é mesmo nessa dependência que surge a sua maior fraqueza já que só se torna interessante depois de investir nos maiores conjuntos do tema e mesmo assim não é essencial.

Vale o investimento, mas é de interesse secundário.

 

Conclusão 6/10


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review do 60227 Lunar Space Station

por baixinho, em 08.07.19

60227 Lunar Space Station (4)

Tema: City

Ano de Edição: 2019

Número de Peças/Minifigs: 412/4

Preço LEGO®: 54.99€ (49.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/10266-1/NASA-Apollo-11-Lunar-Lander

Ena, uma estação espacial e só custa 50 (e cinco) euros!! Foi isto mesmo que pensei quando vi pela primeira vez este conjunto nas imagens disponibilizadas pela LEGO. E até construir o conjunto foi mesmo essa a opinião que tinha sobre o set. Ah, sim, é uma estação espacial. O nome algo enganador surge por ser uma espécie de gateway entre a Terra e a sua lua natural. Algo que não estava mesmo à espera de ser representado por um conjunto LEGO.

No entanto quando começamos a analisar o set, as coisas não começam lá muito bem. Uma pessoa pega no preço (português) do conjunto, divide-o pelo número de peças e chegamos a um PPP acima dos 13 cêntimos.

Ok, temos ali algumas peças grandes, outras novas e/ou semi-exclusivas e até se espera um volume algo grande.. Mas de qualquer forma parece ser demasiado para um conjunto City. Sim, posso estar desactualizado quanto a ter uma noção correcta dos PPP médios de sets com ou sem IP (licença) mas fico com a sensação que este conjunto mereceria algo mais substancial em termos de peças. Não é que as peças sejam más, muito pelo contrário.

São óptimas para construirem estações espaciais ou até mesmo para servirem para outros projectos ligados de alguma forma à exploração espacial. Arrisco a dizer que comprar várias cópias deste conjunto seria uma excelente forma de fazer uma estação espacial como deve de ser. Se não fosse o preço. Os minifigs são óptimos para este set, já que inclui jogabilidade no interior e no exterior. O robô é super giro.

A construção é dividida em cinco fases que resultam em quatro livros de instruções já que a terceira e quarta fase encontram-se num mesmo livro. A primeira fase dedica-se à pequena nave espacial sem nenhum ponto digno de nota. A segunda fase centra-se no módulo maior e que tem uma construção facilitada à custa de algumas peças grandes. A terceira e a quarta fase de construção completa os dois módulos mais pequenos. Nada a apontar já que as construções são muito semelhantes ao módulo anterior. A última fase é dedicada ao hub central e ao segmento com os painéis solares. Há uns pins distribuídos pela estação para a tornar mais rígida, mas nada de mais. Não posso dizer que a construção foi chata (o que poderia acontecer por ter módulos muito semelhantes), mas também não despertou qualquer entusiasmo.

60227 Lunar Space Station (3)

Difícil de julgar é o desenho do set. Há algumas características que adoro. A modularidade, a falta de simetria, a dimensão e variedade do interior dos módulos e a hipótese de, com algumas pequenas modificações, fazer crescer a estação espacial e uma pequena nave espacial com um design simples mas bonito e, por fim, o pormenor da cama estar na parede! No entanto aquele hub central é fraco. Muito fraco já que é apenas um caixote cinzento e aberto que apenas serve para segurar os restantes módulos (não, não abre para servir de passagem nas brincadeiras). Penso que foi uma oportunidade perdida, já que também poderia servir para segurar a pequena nave espacial. É que a forma como ela liga à estação espacial é tão cómica que até o meu filho me questionou como passavam os bonecos de um lado para o outro. Sem falar do escape do motor…

60227 Lunar Space Station (5)

Mas este pequeno erro não mina demasiado a jogabilidade do conjunto. Claro que sem um conflito declarado prevejo que esta estação espacial irá sofrer todo o tipo de acidentes para povoar as mil e uma histórias que os miúdos vão inventar para brincar. Gostei do pormenor que parte do segmento dos painéis solares se solta para formar um pequeno satélite. E sim, vai ser um óptimo ponto intermédio para receber os astronautas em trânsito da Terra para a Lua ou vice-versa. Ou, quiçá, para Marte! 

Pena não haver outros pequenos sets com módulos para acrescentar à estação!

As Peças 7/10 (PPP muito alto)

A Construção 7/10 (não desilude, mas também não entusiasma)

O Desenho 8/10 (no geral é agradável, apesar daquele hub)

Jogabilidade 9/10 (excelente apesar de sentir a falta de alguns acessórios)

60227 Lunar Space Station (8)

Apesar de ser relativamente fraco não deixa de ser interessante a LEGO ter lançado uma estação espacial. Têm matéria prima para algo maior.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review do 10266 NASA Apollo 11 Lunar Lander

por baixinho, em 02.07.19

10266 NASA Apollo 11 Lunar Lander (16)

Tema: Creator Expert

Ano de Edição: 2019

Número de Peças/Minifigs: 1087/2 

Preço LEGO®: 99.99€ (89.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/10266-1/NASA-Apollo-11-Lunar-Lander

 

O lançamento deste conjunto é uma justa homenagem a um dos grandes feitos da humanidade, resta saber se a LEGO esteve à altura da tarefa.

Começo pelas peças que compõem o conjunto e para o seu Preço Por Peça (PPP). Mesmo para o preço português o PPP é pouco superior a 9 cêntimos, algo aceitável para este conjunto. Aceitável porque possui várias peças exclusivas e dessas muitas delas são cromadas (ou melhor, com efeito semelhante ao cromado). Mas antes de dirigir a nossa cobiça para as peças cromadas, há que dar o devido valor a muitas outras peças. Conforme ia abrindo os sacos, separei algumas das que achei mais interessantes (escolha que não tem que ver directamente com a novidade ou raridade) para fotografar.

Peças essas que na sua maior parte até estavam presentes em quantidades interessantes e que me parecem bastante úteis noutras construções. Sim, temos o problema que a maior parte das peças são cinzentas ou pretas, mas o modelo final assim o pede. Outro problema está nos minifigs, mais propriamente no fato espacial fantasioso.

Penso que o momento pedia algo mais próximo do fato original que, com certeza, poderia ser utilizado pela LEGO noutros conjuntos. Para terminar confesso que a utilização massiva de autocolantes é outro ponto negativo. Sim, eu sei que iria aumentar o PVP, mas acho que o público-alvo deste conjunto não se importaria de dar mais alguns euros pelas peças impressas.

A construção é dividida em quatro fases. A primeira fase dedica-se apenas ao landscape lunar, a segunda e a terceira fase albergam a base do módulo lunar (Eagle) e por fim a última fase fica-se pela secção superior do mesmo módulo. O terreno como é relativamente irregular, para assim representar a superfície lunar, torna-se algo interessante de construir. Mas o momento alto da construção deste set está mesmo na segunda e terceira fase para construir a insuspeitadamente complexa e detalhada base do módulo lunar. As mais variadas conexões são utilizadas (algumas delas nada ortodoxas) e que no final criam formas onde bate tudo certo, por vezes até de forma surpreendente. É um deleite a utilização de algumas técnicas de construção. A quarta fase contém também alguns pontos interessantes. Talvez o maior seja as várias orientações das peças. Gostei particularmente do pormenor da forma como algumas 36840 ficam alinhadas apesar de estarem orientadas de forma diferente.

10266 NASA Apollo 11 Lunar Lander (10)

Mas a construção desta vez não se limita apenas ao acto de construir. O livro de instruções além de trazer várias imagens e um texto muito interessante, tem algumas descrições ao longo dos passos de construção. Estas pequenas descrições são excelentes para perceber alguns dos componentes do veículo espacial, já que aparecem na altura que estão a ser construídos.

No final da construção temos um belíssimo resultado onde além de ser imediatamente reconhecível, o módulo lunar da Apollo 11 contém vários detalhes que por vezes vão além do que seria esperado num set LEGO. Gosto particularmente das soluções engenhosas que foram utilizadas para conseguir o formato octogonal da base; as diferentes orientações para obter o formato especial da parte superior do Eagle; da forma simples e eficiente com que foi representada a superfície lunar; o pormenor de incluir detalhes que no final ficam quase, ou de todo, escondidos; o esforço conseguido de tornar o set não só excelente para expor como para ser brincado.

Sim, a jogabilidade deste conjunto vai mais além do que se estava à espera. O veículo contém todas as particularidades para ser brincado e até inclui pequenos gadgets. O acesso ao interior está facilitado, apesar de exíguo. Fica apenas a faltar mais alguns acessórios para os astronautas.

10266 NASA Apollo 11 Lunar Lander (19)

As Peças 9/10 (peca apenas nos minifigs e na quantidade de autocolantes)

A Construção 10/10 (um deleite com o extra de um livro de instruções excelente)

O Desenho 10/10 (mais do que se poderia esperar)

Jogabilidade 10/10 (excelente apesar de sentir a falta de alguns acessórios)

10266 NASA Apollo 11 Lunar Lander (13)

Este é daqueles conjuntos que dá imenso prazer em construir e que o resultado final brilha em qualquer prateleira. A LEGO esteve à altura do momento!

Conclusão 10/10

 

ps. Eu tenho o 10029 Lunar Lander algures num caixote. A ver se o desencanto para escrever um artigo de comparação.


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26

Review do 60226 Mars Research Shuttle

por baixinho, em 27.06.19

60226 Mars Research Shuttle (6)

Tema: City

Ano de Edição: 2019

Número de Peças/Minifigs: 273/2 

Preço LEGO®: 29.99€ (os mesmos 29.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60226-1/Mars-Research-Shuttle

 

Os Space Shuttle já foram tantas vezes representados em conjuntos LEGO que já mereciam um artigo como os que fazia para a MOGazine. O seu aparecimento no início dos anos 80 (ou final dos anos 70 para os mais atentos) fez com que transformasse o imaginário mundial para este estilo de naves espaciais. Aliás, para os filmes e séries que queiram ser credíveis, sair fora deste formato e esquema de cores é quase sempre uma ousadia e um risco de não serem reconhecíveis quanto à função. Por isso nada de estranhar quando a LEGO num tema deste género inclua pelo menos um shuttle deste género e, como é o caso deste ano, até transporte o estilo e formato para as outras naves espaciais mais pequenas.

Se começarmos a análise pelas peças, podemos não gostar muito do Preço Por Peça (PPP) próximo dos 11 cêntimos. Algo caro para um conjunto que não é licenciado. Apesar de relativamente caro, a variedade de peças é relativamente interessante e a isso ajuda a inclusão de um rover.

As peças que mais me chamaram a atenção são as que aparecem nestas fotografias. Apenas a 18671 em laranja é exclusiva, mas várias são incomuns e apenas aparecem em conjuntos deste tema. No entanto e ao ver as todas peças espalhadas em cima da mesa nota-se que será algo difícil construir fora do tema, já que várias são relativamente específicas tanto no formato como na cor.

Os minifigs são dois astronautas, um com fato branco e viseira dourada e outro laranja com viseira azul transparente. Julgo que isto significa que o primeiro está preparado para EVA* em vácuo e o segundo na superfície de Marte. Continuo a gostar bastante de ambas as impressões.

A construção está dividida em três fases cada uma com o seu livro de instruções. A primeira dedicada ao rover e drones e a segunda e terceira ao shuttle. A construção é simples e linear sem grandes surpresas. Só aponto o pormenor de se colocar dois painéis 35391 que depois são simplesmente tapados por outras peças. Fiquei também com a sensação que alguns espaços do shuttle poderiam ser melhor aproveitados para criar jogabilidade no interior.

60226 Mars Research Shuttle (4)Mas talvez esse detalhe tenha mais que ver com o desenho do que propriamente a ver com a construção.

No desenho os pequenos drones brilham, já que são facilmente reconhecíveis tanto quanto à função apesar da simplicidade. Aliás, um deles até aponta para um mistério quanto a um artefacto numa rocha de Marte e que pode sugerir outro tipo de aventuras para este conjunto. Pena esse artefacto ser um autocolante... O rover é enorme e até nos faz perguntar porque é que não tem lugar para um tripulante. O shuttle tem, como indiquei acima, um formato perfeitamente reconhecível apesar de algumas alterações significativas ao que estamos habituados. Gosto no geral apesar de ter alguns pormenores que não me agradaram tanto. Refiro-me a um aspecto demasiado achatado (outra vez) quando visto de perfil, a não terem dividido completamente os dois compartimentos interiores (algo que gastaria duas ou três peças) e que até leva o interior a ficar com ar de inacabado, às “rodinhas” ridículas e por fim ao piloto ficar algo desenquadrado com o windscreen. Windscreen que, por outro lado, adoro e que me parece que vai ser obrigatório para uma série de MOCs que adoraria construir. E sim, existe outro noutro conjunto do tema. Também devo reconhecer que apesar de ter falado negativamente do interior, até gosto do ar arrumado que ele tem com os vários componentes.

60226 Mars Research Shuttle (8)Quanto à jogabilidade acho que este conjunto é excelente já que a presença do rover e dos drones complementam de forma perfeita o shuttle. Só se fica com pena de o rover não caber dentro do shuttle. O apelo à exploração é evidente e é um conjunto que mesmo sozinho irá com certeza proporcionar umas boas horas de brincadeira.. Mesmo sem a presença de um conflito evidente. Devo referir que existe um item no conjunto que pode bem passar por armamento…

60226 Mars Research Shuttle (7)

 

As Peças 7/10 (necessita de mais peças para ter um PPP aceitável)

A Construção 8/10 (nada a salientar)

O Desenho 8/10 (vários pontos positivos e outros negativos)

Jogabilidade 10/10 (apelativo com várias alternativas de brincadeira)

 

No geral parece uma versão modernizada do nosso querido Space Shuttle com vários pontos interessantes mas com outros que poderiam ter uma melhoria substancial com poucos recursos. Excelente na jogabilidade.

 

Conclusão 8/10

 

* consegui utilizar esta sigla!!! 


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review do 60225 Rover Testing Drive

por baixinho, em 25.06.19

60225 Rover Testing Drive (3)

Tema: City

Ano de Edição: 2019

Número de Peças/Minifigs: 202/2 

Preço LEGO®: 19.99€ (os mesmos 19.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60225-1/Rover-Testing-Drive

 

É simples explicar porque é que comecei esta série de reviews com este set. Sempre achei interessantes este tipo de rovers, tanto que um dos meus últimos MOCs até tem algumas semelhanças com este set. Explorar terreno desconhecido e hostil com recurso a um veículo equipado com várias ferramentas mas com um espaço exíguo, parecem-me que são condições mais que suficientes para somar um pouco de imaginação e obter umas boas horas de divertimento.

Depois de abrir a caixa a grande curiosidade estava nas peças. Não só nas novas e/ou exclusivas como nas que me poderão ser úteis no futuro. As fotografias mostram as peças que considerei interessantes em cada uma das saquetas. O conjunto apenas contém uma peça exclusiva, a canópia, que pessoalmente acho espectacular e bem integrada no tema. Existem várias peças incomuns mas prefiro destacar a presença de um novo capacete mais pormenorizado e realista e uma rocha com cristais no interior. Os 10 cêntimos a peça parece-me um pouco exagerado mas nota-se que aqui o preço foi atribuído pelo conjunto em si e não as peças que o compõem. A variedade e quantidade de peças parecem-me ótimas para fazer… um rover marciano!

Os minifigs são minimamente interessantes com as habituais impressões de qualidade. Sim, também preferiria a presença de outro/a astronauta em vez da técnica do test drive

Isso faz levantar a grande pergunta sobre este set. Porquê um test drive e não uma missão noutro astro? Provavelmente a resposta estará na necessidade de colocar dois minifigs no conjunto e o veículo só ter espaço para um. Logo cria-se o conceito de test drive para justificar a presença do segundo minifig. Claro que isso é uma suposição e provavelmente a verdade até deve ser menos rebuscada.

A construção está dividida em duas etapas, cada uma com o seu (pequeno) livro de instruções. Nenhuma técnica surpreendente ou utilização incomum de peças que fique registrado na memória, mas variada o suficiente para não ser monótona.

Quanto ao desenho e apesar de referir a inspiração em NASA Test Rovers, parece-me que a grande inspiração está em rovers utilizados em filmes e séries de ficção científica. Nada de mal com isso, já que continua a ser minimamente realista. O aspecto final poderá parecer um pouco achatado, mas nada que choque. Adoro o esquema de cores, apesar de ainda estranhar um pouco os dourados.

Pessoalmente acho que o tema (de exploração e não de test drive) é mais que suficiente para umas boas horas de brincadeira, o Artur percebeu bem a dinâmica do set (de exploração e não de test drive) e fartou-se se apanhar rochas e analisá-las.

 

As Peças 8/10 (um PPP mais baixo e seria perfeito)

A Construção 8/10 (nada a salientar)

O Desenho 8/10 (competente mas sem surpreender)

Jogabilidade 9/10 (brincar sem conflito também é possível!)

60225 Rover Testing Drive (6)

É um conjunto bastante bom se pensarmos na idade do público-alvo. Para adultos não surpreende no entanto parece-me um bom ponto de partida para MOCs do tema.

Conclusão 8/10


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:16

A Oficina vai para o Espaço

por baixinho, em 24.06.19

Mars Exploration

Um dos temas LEGO deste ano que mais captou o meu interesse foi sem dúvida alguma os novos conjuntos espaciais City. Em termos de classificação o Brickset coloca-os num sub-tema Space dentro do tema principal City. O Bricklink já é um pouco mais complicado, já que os coloca no sub-tema Space Port que está dentro do City que por sua vez está dentro do Town. Já a LEGO, no seu site de compras on-line, simplesmente coloca-os junto aos inúmeros sets do tema City. Por fim, acho que há que referir que na parte traseira dos conjuntos existe a referência ao LEGO City Mars Exploration.

Mas sinceramente isso das classificações já não me preocupa muito. O que interessa é que a LEGO lançou um conjunto de sets que se aproximam de forma bastante interessante do conceito de exploração espacial, tema que me é querido desde que me lembro. À acompanhar o tema e em jeito de grande homenagem à exploração espacial a LEGO comemora os 50 anos da primeira alunagem tripulada com o lindíssimo 10266 NASA Apollo 11 Lunar Lander.

Por isso não poderia deixar de escapar a oportunidade de construir estes conjuntos e analisá-los individualmente e globalmente. Assim sendo, durante as próximos semanas irei analisar os seguintes conjuntos:

10266 NASA Apollo 11 Lunar Lander

40345 MF Set - LEGO City 2019

60224 Satellite Service Mission

60225 Rover Testing Drive

60226 Mars Research Shuttle

60227 Lunar Space Station

60228 Deep Space Rocket And Launch Control

60229 Rocket Assembly & Transport

60230 People Pack - Space Research And Development

 

No fim farei uma apreciação global do tema e das suas potencialidades como ponto de partida para MOCs.

edit: Essa apreciação pode ser lida aqui.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Review do 17101 Boost Creative Toolbox

por baixinho, em 04.06.19

LEGO Boost

Tema: Boost

Ano de Edição: 2017

Número de Peças/Minifigs: 843/-

Preço LEGO®: 169.99€ (159.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/17101-1/Boost-Creative-Toolbox

 

Apesar do Boost andar por cá há quase dois anos, foi com alguma antecipação que abri esta unidade do Boost. Estive de alguma forma ligado profissionalmente e academicamente à inteligência artificial e robótica e após um período de afastamento estava curioso com este novo sistema da LEGO. Algo que podia ser visto como um meio caminho entre o sistema mais evoluído (EV3 da MindStorms) e os simples motores que acompanham alguns conjuntos Technic.

17101 Boost Creative Toolbox (6)

No início a minha curiosidade tinha sido refreada porque as especificações do Boost (ou da app que o acompanha) requeriam tablets ou smartphones que eu não possuía. Mas em Fevereiro passado o Carlos Barros, colega na Comunidade 0937, alertou-me que já não era bem assim e que a app já funcionava na maior parte dos telemóveis. Mesmo tendo um smartphone com alguns anos, tentei instalar a app e verifiquei que funcionava. Já podia ter um Boost!

A abertura da caixa presenteou-me com várias saquetas numeradas, algo que não estava à espera num set deste género onde pretende-se que se construam os vários modelos propostos bem como ir um pouco mais além. A numeração é referente ao primeiro modelo e depois de tê-lo construído apercebi-me que essa escolha (a de haver saquetas numeradas) não era inocente. É que o raio da construção era massuda e prolongada. Neste momento já construí quatro dos cinco modelos propostos na app e achei sempre o mesmo. As construções roçam o limite da paciência já que se perde imensas energias em vários pontos para a estrutura ser sólida e em intermináveis detalhes cosméticos. Há uma engrenagem ou outra, mas nada que se pareça com a construção de modelos do EV3 onde vá-mo-nos apercebendo, pouco a pouco, do funcionamento dos vários mecanismos. Não é que não haja soluções brilhantes porque há, mas são poucos os momentos de gratificação numa construção que se alonga no tempo.

17101 Boost Creative Toolbox (3)

Mas se a construção não é propriamente uma experiência a recordar, os resultados já são outra coisa. Gostei dos quatro modelos que montei (Vernie the Robot, Multi-Tooled Rover 4, Guitar4000 e AutoBuilder, faltando o Frankie the Cat) tanto nas formas como no esquema de cores. Aliás, devo salientar que o esquema de cores pode causar alguma estranheza ao pessoal mais velho. Os laranjas e o azuis criam um efeito algo berrante e moderno que foge das cores clássicas da LEGO. Cores que de qualquer forma nos andamos a desabituar. As formas são reconhecíveis e até certo ponto exageradas nos detalhes. Não sei porquê mas faz-me de alguma forma lembrar a estética muito vista em alguns animes.

Mas se a construção não é compensadora, ao contrário no EV3, a jogabilidade já consegue ter outro registo. Todos os modelos que experimentei são engraçados e conseguiram captar a atenção do Artur. Apesar da limitação do número de motores, três sendo que dois estão no mesmo eixo, todos os modelos conseguem ter várias funcionalidades. Funcionalidades estas que somente mostram todo o seu potencial quando são exploradas através de programação na app.

17101 Boost Creative Toolbox (1)

É exactamente na app que as minhas maiores dúvidas na avaliação recaem. Se por um lado até se pode ver como uma boa gestão de recursos o processamento dos programas no telemóvel e não no brick (para quê gastar num processador melhor se temos sempre um smartphone à mão?), causa-me alguma espécie estar tão dependente de um aparelho que é tão contestado quanto à sua utilização pelos mais novos. Mas se deixarmos essa dúvida de lado, a app revela-se algo pesada e, no caso do meu telemóvel, basta uns 15 minutos de utilização para o por a ferver. No entanto é bastante intuitiva e a forma de programar é simples, rápida e eficaz. O Artur aqui revela-se demasiado novo para me ajudar a perceber se é amigável para as crianças, mas a minha experiência diz-me que os miúdos do 3º e 4º serão capazes de a utilizar sem grandes problemas.

É sem dúvida alguma um conjunto que não se limita aos modelos propostos tendo muito a oferecer tanto na programação como na construção de soluções originais.

Por fim falta falar das peças. Peças que não são propriamente o mais importante neste tipo de conjuntos, no entanto há que referir algumas peças exclusivas nomeadamente em dark azur. Ahh, sem esquecer as mui úteis borrachinhas para as lagartas em laranja! Mas o conjunto não vive só de peças exclusivas. Temos uma variedade de peças que engloba tanto system como technic tudo com uma distribuição relativamente simpática o que quer dizer que no fim não são muitas as peças que poderíamos considerar inúteis para outras construções.

As Peças 8/10 (distribuição simpática)

A Construção 5/10 (massuda e por vezes parece interminável)

O Desenho 9/10 (modelos reconhecíveis e até atraentes)

Jogabilidade 9/10 (dúvidas na utilização do smartphone mas imenso potencial a explorar)

 

Apesar de construções algo pesadas, vejo este conjunto como uma excelente ferramenta para os alunos da segunda metade do primeiro ciclo de escolaridade. Os modelos podem proporcionar horas de exploração o que fazem com que este conjunto valha bem o dinheiro investido. Não aconselhável a crianças (e adultos) que não conseguem ter a paciência para explorar os limites de um brinquedo.

Conclusão 8/10


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Review do 75218 X-wing Starfighter

por baixinho, em 20.05.19

75218 X-wing Starfighter (8)

Tema: Star Wars

Ano de Edição: 2018

Número de Peças/Minifigs: 731/4

Preço LEGO®: 109.99€ (99.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/75218-1/X-wing-Starfighter

 

Da mesma forma que se pergunta ao pessoal mais velho onde estava quando foi o 25 de Abril, da mesma forma que se pergunta ao pessoal mais geek onde viu pela primeira vez o primeiro filme Star Wars. No meu caso tinha 10 anos e foi na escola durante a festa de natal. O efeito foi tão grande que andei durante meses a fazer a minhas interpretações em LEGO tanto das naves como das aventuras. Das três naves que durante o filme marcaram de forma indelével o meu jovem cérebro (Millennium Falcon, TIE Fighter e X-Wing), esta foi aquela que mais me atraiu. Um formato relativamente convencional (para a altura) com uma silhueta que a distinguia do resto tornando-a assim ao mesmo tempo única e vulgar. Foi provavelmente também esta nave que mais me ajudou a regressar ao LEGO em 1999 quando vi a 7140 nos catálogos LEGO.

Comprei essa, comprei a seguinte, várias unidades, tive várias em micro-escala e cheguei até a fazer alterações. Umas foram para peças, outras para a Comunidade 0937 e com o lançamento desta no ano passado lá senti falta de ter uma em casa.

75218 X-wing Starfighter (1)

Daí que este review siga um alinhamento diferente do habitual. Neste set reconheço que o que me interessava mais era o desenho. É um objecto para ter e expor em que a construção, peças e funcionalidades não me interessam tanto. E o desenho enche-me as medidas. Não, não é um UCS. Nem queria que fosse um UCS. É um brinquedo onde as limitações são as necessárias mas sem deixar de ser um retrato bastante fiel do original. Onde as superfícies e as formas acompanham na perfeição as nossas memórias e apelam tanto para a nostalgia quando a vemos meia escondida na estante como para pegar nela e fazer um tímido swooosh.

Sim, o cockpit abre, o armamento dispara, as minifigs sentam, o trem de aterragem frontal recolhe, mas nada bate à necessidade imperiosa de as asas abrirem e fecharem. Em pleno voo. Tudo poderia ser ignorado e esquecido, mas as asas não. Claro que o mecanismo não é original deste conjunto e tem sido melhorado nas várias encarnações que esta nave teve na LEGO. É simples, funcional e preciso. Tudo o que preciso para que funcione de forma perfeita a meio de um rápido swooosh.

75218 X-wing Starfighter (4)

A construção é uma mistura de sentimentos. O deleite dos greeblies na traseira, a simplicidade da solução para a frente afunilada, o clack do mecanismo que suporta as asas, a monotonia de quatro asas super parecidas e, por fim, a ânsia de ter tudo acabado para o primeiro swooosh.

Quanto às peças, sim temos as peças muito úteis, as peças raras, os minifigs com os habituais pormenores exclusivos, as peças technic que ninguém quer saber, aquele windscreen delicioso e até aquelas peças que coçamos a cabeça para tentar sequer imaginar o que fazer com elas. Mas no fim de tudo isso não interessa já que o que queremos é fazer um grandioso swooosh!

 

As Peças 10/10 (as necessárias)

A Construção 9/10 (com técnicas interessantes)

O Desenho 10/10 (a mistura perfeita entre modelismo e brinquedo)

Jogabilidade 10/10 (swooosh)

75218 X-wing Starfighter (7)

Eu sei que o nostalgismo pode ter-me perturbado a análise, mas o que se pode querer de uma nave mítica como esta?

Que fique perfeita na estante e que nos proporcione o mais belo swooosh.

Conclusão 10/10

75218 X-wing Starfighter (11)


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Mighty Dinosaurs vs Mythical Creatures

por baixinho, em 13.05.19

31058 vs 31073 (4)

O confronto entre dois sets semelhantes traz uma nova perspectiva e proporciona uma análise relativa que muitas vezes é ignorada nos reviews. Comecei esta série de artigos de forma algo inadvertida com os dois aviões Creator dos últimos anos (pode ser lida aqui) e é algo que pretendo continuar a fazer. Poderá é não ser fácil encontrar conjuntos que se enquadram no pretendido.

Para este mano a mano temos o 31058 Mighty Dinosaurs de 2017, cuja review por ser lida aqui, e o 31073 Mythical Creatures de 2018 com review aqui. Ao contrário do mano a mano anterior onde havia um empate nas avaliações em cada um dos reviews, desta vez avaliei o 31058 com um 8 e o 31073 em com 9. Assim seria fácil declarar logo o vencedor e fechar aqui o artigo, mas acho que o que importa não é limitar-me às avaliações e tentar perceber as comparações directas entre estes dois sets.

Mas antes de me embrenhar nas comparações, devo dizer que estes dois conjuntos funcionam muito bem juntos. Claro que me estou a limitar aos modelos principais e ignorar o contexto de cada animal (coisa que um miúdo como o Artur, facilmente ignora). Como são de dimensões semelhantes e ambos caracterizam criaturas agressivas são facilmente utilizados para um bons e divertidos combates. Não cheguei ao ponto de tentar criar algo com as peças de ambos, mas apesar das cores discordantes, existem vários pontos em comum que poderiam funcionar.

Em termos de peças o dragão leva a melhor. Principalmente por ter um PPP muito mais baixo. Mas não nos podemos esquecer que o dinossauro contêm peças interessantes e que facilmente podem ser utilizadas em outros contextos.

Fruto de ser um conjunto com menos peças, fez com que a experiência de construção fosse menos satisfatória no conjunto de 2017. No entanto devo realçar que em ambos conjuntos o ponto forte está na quantidade de articulações e na utilização de SNOT tanto para efeitos estéticos como estruturais.

Quanto ao desenho volto a preferir o conjunto avermelhado já que todos os modelos são interessantes e acima da média. Entre todos os 6 modelos destes conjuntos o dinossauro pode ser mais imponente e o triceratops mais querido mas não fiquei nada convencido com o pterodactyl.

Na jogabilidade ambos os conjuntos são muito bons e como a experiência proporcionada é semelhante posso admitir um empate técnico. Realço novamente o que escrevi acima, também funcionam muito bem juntos!

31058 vs 31073 (2)

Portanto e sem surpresas declaro o 31073 Mythical Creatures como vencedor desta batalha, no entanto sem deixar de que o 31058 Mighty Dinosaurs não deixa de ser um muito bom conjunto com interessantes potencialidades.

Ps. O Artur diz que gosta dos dois.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Review do 31058 Mighty Dinosaurs

por baixinho, em 08.05.19

31058 Mighty Dinosaurs (1)

Tema: Creator

Ano de Edição: 2017

Número de Peças/Minifigs: 174

Preço LEGO®: 14.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/31058-1/Mighty-Dinosaurs

 

Se há uma coisa que me fascina no tema Creator é a possibilidade de poder construir três modelos diferentes. Isso muitas vezes obriga a alguns compromissos no modelo principal mas também faz com que as peças escolhidas o sejam muito mais pela funcionalidade e versatilidade do que para um efeito, muitas vezes estético, único.

É mesmo por essa característica que começo este review, a versatilidade das peças que compõem este conjunto. Já que o PPP (cerca de oito cêntimos e meio) não é por aí animador ou sequer as peças exclusivas (duas) são atrativas, vamos ter que olhar para a variedade de cores (muito interessante) e para o tipo de peças (wedges plates, articulações, SNOT) para perceber o valor do set. Peças, que apesar da baixa quantidade, facilmente desaparecem no nosso stock de peças para serem utilizadas nas mais variadas construções.

A construção de todos os modelos é simples.. Se calhar demasiado simples e rápida que, e aqui tenho mesmo que comparar, o 31073. De qualquer forma tem todos algumas articulações, algum SNOT e, também, algumas partes de construir em espelho. Nada que não se estava à espera.

O desenho é simples em todos os modelos, provavelmente fruto da construção também simples. O T-Rex (?) parece-me construído de forma competente mas sem brilhar. Gostei do Triceratops porque apesar de pequeno, ficou com um aspecto bem agradável. O Pterodactyl acho que é o que resulta pior já que as articulações nas asas causam falhas nada agradáveis à vista. Além de ser um pesadelo para posar.

31058 Mighty Dinosaurs (6)

De qualquer forma qualquer um deles é perfeitamente reconhecível.

Reconhecíveis e jogáveis já que o Artur deu pulos de alegria quando finalmente lhes pode por as mãos em cima… e assim o Dragão do 31073 teve companhia.

Todos os modelos possuem articulações (se calhar demasiadas no caso do réptil voador) que possibilitam imensas posições, sempre necessárias para uma boa luta.

31058 Mighty Dinosaurs (7)

As Peças 8/10 (variedade de peças interessante)

A Construção 7/10 (algo simples)

O Desenho 8/10 (ajustado mas algo simples)

Jogabilidade 9/10 (boa para qualquer um dos modelos graças à quantidade de articulações)

 

É um conjunto relativamente barato que dá a possibilidade de construir três construções interessante e que com uma variedade de peças interessante.

Sim, escrevi o mesmo que no 31073 e acrescento que fazem uma boa parelha.

 

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review do 31073 Mythical Creatures

por baixinho, em 29.04.19

Tema: Creator

Ano de Edição: 2018

Número de Peças/Minifigs: 223

Preço LEGO®: 14.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/31073-1/Mythical-Creatures

 

O texto que criei para a comparação de dois conjuntos (aqui) foi deveras interessante e mal tive a oportunidade tratei de obter dois conjuntos em que pudesse fazer algo semelhante. Não precisei de pesquisar muito para perceber que este 31073 e o 31058 eram a escolha perfeita.

31073 Mythical Creatures (1)

Este Mythical Creatures tem um PPP muito interessante já que nem chega aos 7 cêntimos, algo não muito vulgar nos dias de hoje. No entanto a maior parte das peças são de pequenas dimensões e isso é constatado quando se abre a caixa. Atrevo-me a dizer que este conjunto tem mais peso em papel (são três livros de instrução) do que em plástico.

Apesar de ser um conjunto Creator, contêm algumas peças exclusivas que são a 6212206, duas unidades da 6212205 e também duas unidades da 6202773. Não me parecem que sejam peças que levem a comprar este conjunto com o propósito de as obter. No entanto as peças do conjunto tem uma interessante variedade de peças em dark-red e imensas peças que permitem articulações. Este é provavelmente o ponto forte a nível de peças.

31073 Mythical Creatures (2)

A construção de qualquer um dos modelos é relativamente simples e, apesar de algumas repetições ou repetições em espelho, não se pode dizer que seja maçadora. As quantidade de variedade de articulações evita isso. Isso e necessidade de algum SNOT para efeitos de estabilidade e estéticos.

O desenho de todos os modelos é bastante bom. O dragão como modelo principal é mesmo o mais impressionante. Pode não ter sido intencional, mas está bastante em linha com os dragões que neste momento voam por Westeros. O aracnídeo está desenhado de forma competente mas dos modelos secundário quem brilha é mesmo o ogre (troll?) mais pela sua originalidade do que propriamente pela sua realização.

Qualquer modelo com a quantidade de articulações que possuem tornam-se facilmente jogáveis. Além qualquer um deles pode ser integrado facilmente em cenários de fantasia à escala minifig.

31073 Mythical Creatures (3)

O meu filho adorou todos os modelos e, deixando o pai orgulhoso que os conjuntos LEGO são para isso mesmo, prestou-se logo a fazer alterações e mesmo desmontar partes.



As Peças 9/10 (um PPP muito bom com variedade de peças interessante)

A Construção 8/10 (muitas articulações!)

O Desenho 9/10 (ajustado e, no caso de um dos modelos, original)

Jogabilidade 9/10 (boa para qualquer um dos modelos graças à quantidade de articulações)

 

É um conjunto relativamente barato que dá a possibilidade de construir três construções interessante e que com uma variedade de peças interessante.

 

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:40

Review do 76134 Spider-Man Doc Ock Diamond Heist

por baixinho, em 15.04.19

Tema: Marvel Super Heroes

Ano de Edição: 2019

Número de Peças/Minifigs: 150/3

Preço LEGO®: 29.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/76134-1/Spider-Man-Doc-Ock-Diamond-Heist

 

A construção e análise do 10734, em conjunto com o meu filho, abriu as portas de cá de casa aos conjuntos Juniors. A relutância quanto a peças enormes foi esbatida pela comprovação que para aquela idade elas revelam-se óptimas para uma construção mais facilitada e sólida. Portanto não foi difícil de escolher o próximo conjunto Juniors a analisar.. tendo em conta que o miúdo na altura do Carnaval andava louquinho pelo Homem Aranha.

76134 Spider-Man Doc Ock Diamond Heist (4)

Quanto a peças e esquecendo as juniorizadas e as com impressões exclusivas ao set, temos duas bem interessantes e que, para já, apenas existem neste conjunto. A 26022 e a 64449 em amarelo, cor que pode ser bem útil neste tipo de peças. Pena que do segmento de recta dos carris apenas haja uma. Também há que destacar a 35345 que é fabricada com um material diferente do habitual para as peças transparentes. Material que a torna mais baça mas também mais maleável. De resto as peças são mais ou menos interessantes mas sinto falta de mais peças básicas como poderia esperar-se de um conjunto direccionado para esta faixa etária.

76134 Spider-Man Doc Ock Diamond Heist (5)

A construção é relativamente simples e dividida em três fases, uma para cada veículo e a final para o cais e grua. Como foi o Artur que construiu e em dias de semana, a construção prolongou-se por três dias. Foi interessante verificar que cada fase pode ser vista como um brinquedo independente. Fiquei também admirado que o Artur não sentiu dificuldades de maior com as click-hinges que por vezes podem ser difíceis de encaixar.

Apesar de até gostar de acompanhar os super-heróis no cinema, não consigo achar grande piada aos conjuntos LEGO que lhes são dedicados. Portanto sou suspeito a dizer que este não é excepção. No entanto o Artur adorou apesar de apenas conhecer o Homem Aranha e as peças já serviram para mil e uma aventura. Digo peças porque não demorou muito a desmontar o avião e o barco para fazer.. Outro avião e outro barco. O cais já aguentou mais tempo.

76134 Spider-Man Doc Ock Diamond Heist (6)

O interessante foi verificar que as mono-peças do barco e do avião são excelente como base. Para o Artur a existência destas peças dão-lhe a hipótese de ser “guiado” para conseguir fazer aviões e barcos que realmente se pareçam com aviões e barcos.

76134 Spider-Man Doc Ock Diamond Heist (7)

Portanto o potencial de jogabilidade não se esgotou com o modelo proposto e é nisso que o brinquedo LEGO é rei. Nas mãos certas é um brinquedo novo todos os dias.



As Peças 7/10 (várias peças interessantes num sortido um pouco desequilibrado)

A Construção 9/10 (ajustada à faixa etária alvo)

O Desenho 7/10 (identificável q.b.)

Jogabilidade 7/10 (herói, inimigo, um civil e um lote de peças)

 

Sim, a avaliação é muito influenciada pelos anseios de um AFOL, no entanto não devo deixar de referir que o set está bem desenhado para os miúdos que estão a deixar o DUPLO.

 

Conclusão 7/10


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Race Plane vs Daredevil Stunt Plane

por baixinho, em 08.03.19

31094 vs 31076

Tanto o 31094 Race Plane como o 31076 Daredevil Stunt Plane do ano passado foram sets que me encheram as medidas. Ambos surpreenderam-me pela positiva tanto a qualidade do design como pelas peças disponibilizadas. Mas qual é o melhor deles? No review independente de cada um deles (respectivamente aqui e aqui), avaliei-os ambos com nove pontos em dez possíveis, por isso surge a razão deste artigo, um mano a mano entre dois aviões LEGO.

A nível de peças, e mesmo tendo em conta que estes sets estão numa gama de preços diferentes, o pequeno 31076 mostra-se mais interessante. A distribuição de peças é mais interessante e útil noutras construções. Além disso as peças exclusivas (as 23444 e a 31498 em branco) são realmente uma mais valia. Sim, tive em conta o excelente minifig do 31094.

31094 vs 31076 (6)

Em termos de construção a vitória vai para o Race Plane. A experiência de construção dos modelos principais é semelhante se não ligarmos à diferença de tamanho. No entanto os modelos secundários do 31094 proporcionam uma construção mais gratificante do que os pequenos modelos disponibilizados pelo Daredevil.

A escolha quanto ao design já foi mais difícil já que ambos os modelos são cativantes a sua maneira. Ambos são bastante credíveis sendo o 31075  um biplano querido e muito jogável e o Race Plane mostra força e imponência em todos os studs. No entanto novamente os modelos secundários dão a vitória ao 31094 já que além de representarem veículos de forma mais credível são muito mais interessantes em termos de design.

Por fim temos a jogabilidade e aqui há um empate. Todos os veículos, modelos principais e secundários, tem potencial de brincadeira semelhante e não consigo destacar nenhum deles.

31094 vs 31076 (3)

Sendo assim, declaro o 31094 Race Plane como vencedor desta pequena contenda, mas sem deixar de frisar que o 31076 Daredevil Stunt Plane é um excelente set.

Mas o melhor é mesmo ter os dois :)

31094 vs 31076 (2)


Ps. O Artur gosta dos dois, mas mais do Daredevil. Perguntei porquê, respondeu “porque tem as asas assim”...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Review do 31094 Race Plane

por baixinho, em 06.03.19

31094 Race Plane (1)

Tema: Creator

Ano de Edição: 2019

Número de Peças Minifigs: 333/1

Preço LEGO®: 29.99€

LinkBricksett: https:/brickset.com/sets/31094-1Race-Plane

 

No ano passado fiquei visivelmente agradado com o 31076 (ver review aqui), portanto este ano não podia deixar de escapar mais um avião desportivo neste meu tema tão querido, Creator.

Tal como o avião do ano passado, a seleção de peças é bastante boa, mesmo tendo em conta que a grande maioria estão nas cores mais clássicas. A distribuição entre peças básicas, peças específicas e Technic é interessante já que nos dá material para construir outras construções sem termos muitas peças inúteis. Então se juntarmos mais alguns conjuntos Creator, fica-se com um stock de peças interessante.

Não possui peças exclusivas e no máximo tem os space dish 2x2 prateados que nesta referência são deste ano. Pensei que o, excelente, minifig fosse algo incomum mas depois de uma rápida pesquisa deu para perceber que aparece em vários conjuntos recentes. Da grande variedade de peças destaco o windscreen, as novas brackets 1x1 e os inesperados arcos 1x3 em azul.

31094 Race Plane (2)

A construção dos três modelos é bem agradável e sempre com pontos que são de algo modo inesperados. Claro que por vezes pode ter momentos mais monótonos, já que em algumas situações temos que fazer componentes que são simétricos de outros. A inclusão de peças Technic é relativamente pacífica e essencial para a resistência de algumas partes dos modelos.

Quanto ao design, fiquei bastante surpreendido com o resultado final de todos os modelos. O modelo principal fica com um aspecto bem imponente e bastante realista. O helicóptero, apesar dos buracos habituais nos modelos secundários, tem um formato bem diferente do esperado mas sem deixar de ser credível. O último avião segue a linha do helicóptero em relação aos “buracos” e a um design bem original. A integração em displays citadinos é possível já que em termos de qualidade o modelo principal supera muitos outros sets e os secundários apenas necessitam de alguns melhoramentos.

Em questão de jogabilidade tenho que começar por referir que este conjunto não se limita a ser construído para depois ser “brincado”. Os 3 modelos são excelentes construções e possui peças ideais para outras construções originais. Quanto à jogabilidade propriamente dita, o meu filho é o perito cá em casa e adorou todos os modelos.

 

As Peças 9/10 (sortido agradável com uma boa distribuição)

A Construção 9/10 (interessante com vários pormenores avançados)

O Desenho 9/10 (realista em todos modelos e com um resultado imponente no principal)

Jogabilidade 9/10 (veículos voadores desportivos!!)

31094 Race Plane (3)

Confesso que quando peguei na caixa deste conjunto, não esperava que chegasse aos calcanhares do 31076. No entanto fiquei surpreendido em todas as facetas do conjunto, principalmente pelo aspecto imponente do modelo principal.

Conclusão 9/10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Review do 10264 Corner Garage

por baixinho, em 19.02.19

Tema: Creator Expert

Ano de Edição: 2019

Número de Peças/Minifigs: 2569/6

Preço LEGO®: 199.99 € (179.99€ na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/10264-1/Corner-Garage

 

O lançamento anual dos modulares causa sempre uma grande expectativa junto dos AFOLs. Este é o décimo-quarto (sim, também conto com o Market Street) e acredito que o interesse tem se mantido nestes últimos anos.

Pareceu-me que a reacção às primeiras imagens deste conjunto foi mista, muito talvez pelo estilo do prédio não ser dado a grandes ornamentos e/ou detalhes. Pessoalmente fiquei agradado tanto pelo tema retratado (um posto de combustível) como pela grande fachada na diagonal, bem diferente do que a LEGO tinha feito até agora.

Mas os modulares não vivem apenas da beleza do edifício, mas também das técnicas de construção que utiliza (muitas vezes inovadoras e extremas) e das peças que traz (muitas vezes raras e em grandes quantidades).

10264 Corner Garage (5)

Em relação à série, pessoalmente estive muito entusiasmado com os primeiros três modulares (que os tive) e depois o interesse esmoreceu. Voltei a entusiasmar-me com a série com o Parisian Restaurant, já que além de ser esteticamente bonito, estava recheado de peças novas e técnicas interessantes. Neste momento considero os modulares o state of art da LEGO tanto nas peças utilizadas como nas técnicas. Obrigatório para quem gosta de estar ao corrente em termos de LEGO.

Mas voltando ao Corner Garage e começando pelas peças, mesmo tendo em conta o PVP português, o PPP é interessante já que fica próximo dos 7,8 cêntimos. Segundo o Brickset, são várias as peças exclusivas, algumas delas até em quantidades apreciáveis. No entanto acredito que num dos casos seja devido a alteração da referência LEGO (portanto não uma peça nova) e outras vão ser peças que irão aparecer, possivelmente de forma comum, noutros sets. No entanto algumas delas são muito bem-vindas, como são o caso da window 2x2 em verde escuro e da window 2x3 em sand blue.

Mas um conjunto com mais de 2500 peças não vive apenas das peças exclusivas. A presença de peças em dark orange (nomeadamente bricks 1x?) é notória e extremamente interessante. Arrisco a dizer que suficiente para ficar com um stock satisfatório desta cor. Depois tenho que realçar alguns bricks em dark green, a presença em três cores e numa quantidade apreciável da minha amada plate 1x2 rounded, vários tiles recortados com quantidades e cores interessante e, por fim, as novas folhas (32607) e flores (24866).

10264 Corner Garage (6)

A construção está dividida em seis fases, as primeiras três dedicadas ao rés-do-chão e veículo, a quarta ao segundo andar, a quinta ao terceiro andar e sexta e última ao terraço. Como nos últimos modulares, os minifigs vão aparecendo em cada uma das fases e já não é novidade que deixaram de ter o sorriso clássico. A construção, como é hábito neste tipo de sets, é intercalada entre fases mais monótonas como é o levantamento das paredes ou a colocação de um número por vezes grande de peças iguais, e fases mais interessantes onde conseguimos um detalhe original ou nos apercebemos porque afinal tínhamos colocado aquelas peças naqueles locais estranhos uns passos atrás. Aliás, arrisco novamente a dizer que construir um modular é das experiências mais satisfatórias enquanto construção de sets LEGO e este Corner Garage, apesar de não ser excelente, está em linha com que a série nos habituou.

Penso que o design é o melhor possível tendo em conta o estilo de edifício escolhido. Apesar do aspecto um bocado austero da fachada, existem alguns pormenores que fazem com que valha a pena olhar duas vezes. As janelas (principalmente as do lado direito e as do veterinário), a cornija e, principalmente, a sugestão que o posto de gasolina é posterior à construção do edifício e obrigou a remodelações na fachada do rés-do-chão. O próprio posto de abastecimento é um pequeno tesouro bem secundado por um veículo de reboque extremamente interessante.

10264 Corner Garage (2)

Não considero que os interiores sejam interessantes, mas também não desiludem. Existem vários pormenores interessantes (aquário, mesa de trabalho do veterinário, parede interior na diagonal no veterinário, quarto de banho, televisão e os vários sofás) apesar de me parecerem que todos andares estão um pouco vazios e mereciam umas tiles no chão, nem que seja a representarem alguns tapetes.

10264 Corner Garage (4)

Apesar de o conjunto ter alguns gadgets e estar pensado para ser “brincado”, não consigo olhar para ele propriamente como um brinquedo com o propósito último de estar nas mãos dos mais novos. Bem, no meu caso o Artur anda sempre de volta dele, mas neste caso ele sabe que não é para desmontar.. Pelo menos para já.

De notar que apesar de questionar a pertinência da existência de alguns gadgets, como o portão e a plataforma elevatória de automóveis, reconheço que a sua introdução está realizada de forma interessante e praticamente não afecta o aspecto exterior do edifício.

 

As Peças 10/10 (uma verdadeira cornucópia de peças apetitosas)

A Construção 9/10 (não é a experiência perfeita, mas não deixa de ser muito boa)

O Desenho 8/10 (talvez aqui o problema não seja tanto o desenho do modelo mas a escolha do próprio modelo)

Jogabilidade -/10 (acredito que na maior parte dos casos é um parâmetro que não se aplica nestes sets)

 

Não é o melhor dos modulares mas está longe de ser o mais fraco. Consegue cumprir na questão das peças interessantes e técnicas avançadas e é um pouco vítima do modelo de edifício escolhido. No entanto penso que é uma adição de mais valia à série de modulares, já que nem todos os edifícios tem que ser belezas arquitectónicas.

Obrigatório para quem gosta de modulares (claro) e muito interessante para quem gosta estar em cima das novidades LEGO.

Conclusão 9/10


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


subscrever feeds