Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Review: LEGO 60264 Ocean Explorer Submarine

por baixinho, em 25.01.21

60264 Ocean Exploration Submarine 1

Tema: City

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs:286/4

Preço LEGO®: 29.99€ 

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60264-1/Ocean-Exploration-Submarine

 

Yeps, depois de um ritmo alucinante de reviews nos últimos meses de 2020, estes dias sem fazer uma única análise souberam bem. Mas também sabe bem voltar a estas lides.

60264 Ocean Exploration Submarine 2

Nos últimos anos a LEGO tem lançado sempre um sub-tema City no segundo semestre que não cai na vulgaridade de sempre. Bombeiros, polícias e ladrões, etc. Estes conjuntos por norma são versados mais para a exploração (mar, árctico, espaço, selva) e em 2020 calhou o fundo dos oceanos. Sim, estou ansioso para saber o que nos reserva 2021!!

60264 Ocean Exploration Submarine 3

Da série do ano passado o conjunto que mais me atraiu foi este 60264. O submarino tem bom aspecto, é credível e, à primeira vista, está recheado de peças interessantes. Vamos então ver o que achei depois de o construir.

60264 Ocean Exploration Submarine 4

Primeiro uma coisa que já não fazia há algum tempo. Ver as peças raras… São algumas as exclusivas (principalmente peças específicas em amarelo) que não ficam propriamente na memória. A peça exclusiva que fica na memória é mesmo o peixe que tem um aspecto abissal. Digo aspecto, porque além de achar que está demasiado estilizado para parecer assustador, é demasiado grande!. Para terem uma ideia, esta versão LEGO pouco menor é que os machos deste tipo de espécies. As fêmeas já são outra história já que, por norma, são muito maiores que os machos :). Mas um set não vive apenas de peças exclusivas e este tem a particularidade de insuspeitadamente trazer várias em sand green (insuspeitas por estarem nos rochedos, componente do set que normalmente não se dá tanta atenção), de ter um lindíssimo windscreen e um conjunto de peças amarelas com uma variedade deveras interessante. Não esquecer os minifigs que apesar de não serem propriamente excelentes, cumprem muito bem a função além de serem quatro (apenas esperaria três para um conjunto deste género). 

Um PPP um pouco acima dos 10 cêntimos (ok, temos 4 minifigs) faz com que este conjunto não seja propriamente um achado em termos de preço,

60264 Ocean Exploration Submarine 5

A construção divide-se em quatro fases ao longo de três pequenos livros de instruções. Tanto o unboxing como a montagem podem ser vistas no vídeo que está no final do artigo. Ultimamente tenho tentado fazer pelo menos o vídeo de “Abrir e Montar” ou o de “Analisar” para cada conjunto que analiso aqui no blog. Na primeira fase montamos os minifigs, o pequeno drone submarino e uma parte das rochas (!!??). Na segunda fase vamos para o rochedo bem como o (pobre) mecanismo que faz o “peixinho” sair. A terceira e quarta fase abarcam o componente principal deste set, o veículo submarino.

De construção relativamente simples onde faz uso inteligente de várias peças LEGO e com um resultado final bastante vistoso e credível, tem um erro crasso que simplesmente arrasa o veículo (a meu ver, claro) e pede por modificações urgentes. Não é estanque. Quando não falo de não ser estanque, não me refiro às habituais frinchas que aparecem, por exemplo, com a passagem de peças arredondadas para rectas como acontece com o windscreen. Falo mesmo na entrada do drone submarino (que está muito bem escondida na maior parte das fotografias do set) que faz com que todo o submarino fique aberto na parte de trás. Então não colocavam uma divisória entre o local em que está o segundo tripulante e o cais do drone??

Quanto ao drone em si.. acho demasido simples.

60264 Ocean Exploration Submarine 6

Quanto à jogabilidade, posso começar por dizer que adoro estes temas de exploração. Não há um conflito explícito (apesar da presença do peixinho descomunal poder induzir algum conflito) e todos os minifigs tem uma missão pacífica definida. Aliás, nem temos arpões! No entanto penso que esta exploração não foi totalmente bem explorada ou, podemos dizer até, mal direccionada. A presença deste tipo de veículos e mergulhadores poderia indicar a recolha de espécimes marítimos, mas pelo tamanho do compartimento de transporte do drone e até mesmo das gigantescas pinças do submarino, podemos afirmar que aqui o que interessa são mesmo os cristais. Isso reduz imenso a credibilidade do conjunto apesar de, a meu ver, não eliminar o factor de brincadeira. Não conheço bem os restantes sets deste sub-tema para perceber se este problema é transversal.

 

As Peças 7/10 (algumas peças interessante e uma boa variedade sem ser excelente)

A Construção 7/10(simples, sem ficar na memória)

O Desenho 7/10 (ahh, se não fosse aquele buraco e tínhamos aqui um set muito melhor)

Jogabilidade 9/10 (interessante e “correcta”)

 

Apesar de algumas falhas é um conjunto que não desilude e cumpre o requisito pedido. Veículo de exploração relativamente credível que permite uma boa jogabilidade.

Conclusão 7/10

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:49

Os 10 melhores sets LEGO de 2020

por baixinho, em 23.12.20

Top 10 Sets de 2020

Mais um ano e mais um artigo dedicado aos 10 melhores conjuntos LEGO. Como sempre e antes de começar a revelar quais foram para mim os melhores conjuntos de 2020, devo fazer a ressalva habitual onde indico que esta escolha reflecte os meus gostos e interesses pessoais. Apesar de ter montado mais de meia centena de sets este ano não conheço todos que a LEGO lançou, mas tenho uma ideia bastante boa dos mais cativantes. Sendo assim e tendo em conta a minha experiência de duas décadas de AFOL, da minha forma de encarar as peças LEGO e a minha análise do panorama geral do hobby, a minha escolha recai sobre os seguintes sets.

 

10271 Fiat 500

Quando comecei a construir este conjunto, não tinha grandes expectativas já que tanto o tema como o veículo nunca me chamaram grande atenção. Mas a verdade é que a experiência de construção foi excelente, cheia de bons detalhes e técnicas ousadas que resultam num excelente set bastante fiel ao original. Obrigatório para os fãs de LEGO e automóveis e sim, fica lindo junto dos restantes conjuntos do tema.

Review com vídeo de unboxing/speedbuilding.

 

10275 Elf Club House

Depois de ter analisado e gostado bastante do conjunto Winter Village de 2019, fiquei bastante curioso com o set deste ano. Portanto, quando tive a oportunidade de o construir, não hesitei mesmo tendo em conta que a temática não é de todo do meu interesse. A experiência de construção é agradável mas provavelmente o maior valor está no resultado final que além de ficar em linha do que melhor se fez na série Winter Village, é um excelente set quando só. Yeps, eu adoro estas coisinhas pequeninas e queridas.

Review com vídeos de unboxing/speedbuilding e de análise.

 

11009 Bricks and Lights

A minha implicação anual neste top é colocar pelo menos um conjunto da linha Classic. É o tema onde acho que a essência de um jogo de construção está a 100%. 

Este ano dos vários conjuntos que analisei desta linha o Bricks and Lights fascinou-me. Como é que uma ideia tão simples nunca tinha sido utilizada pela LEGO (pelo menos do meu conhecimento)? É que apesar de cada vez mais estar avesso a estas misturas entre jogos de construção e outros meios, a verdade é que este conjunto superou esse sentimento com uma solução bem simples e que foi um sucesso com o meu filho mais novo. Além disso o sistema é tão fácil de modificar que apela mesmo à criatividade para a criação de novas sombras. Tenho que apontar em algum lado que tenho que experimentar fazer um workshop com a ideia deste set.

Review.

 

21322 Pirates of Barracuda Bay

Arrr!

Já algum tempo que a LEGO não dedicava um conjunto do tema piratas a um público mais adulto. Se bem me lembro o último foi o magnífico 10210 Imperial Flagship em que as duas cópias que adquiri serviram de base para um dos MOCs que mais adorei construir. 

A ideia original para este conjunto tinha tudo para gerar um grandioso set, mas a LEGO conseguiu fazer melhor ainda! Ao ter introduzido a referência ao 6285 Black Seas Barracuda e a possibilidade de transformar os destroços num navio levou a que este set rapidamente se transforma-se num clássico. É obrigatório para o pessoal nostálgico dos anos 80 e 90 e é simplesmente imponente para estar exposto lá em casa. Sim, também é uma grande fonte de peças…

Review com vídeo de unboxing/speedbuilding.

 

31105 Townhouse Toy Store

Outra implicação que tenho neste top é colocar conjuntos a preços mais acessíveis, de preferência de temas não licenciados. Claro que isto é sinónimo que provavelmente teremos aqui pelo menos um set Creator já que são aqueles que acho que maior valor geram na gama mais baixa de preços. 

Quando analisei este conjunto fiquei maravilhado pelas peças, pela experiência de construção e resultado final de todos os modelos propostos. Este é um set pequenito com um grande potencial para grandes aventuras como foi provado por uma construção portuguesa que vi no Facebook e que a porcaria da plataforma não me ajuda nada a encontrar novamente para referir aqui.

Review

 

31109 Pirate Ship

Duplo Arrr!!

E quando pensei que o 21322 Pirates of Barracuda Bay iria ofuscar completamente este set, não é que fiquei completamente rendido ao charme deste?

O modelo principal deste conjunto proporcionou-me uma das melhores experiências de construção dos últimos anos. Um set com peças essencialmente básicas, com técnicas interessantes mas sem ser rebuscadas e com um resultado magnífico. Apesar dos modelos secundários não serem tão bons, são mesmo assim acima da média.

Se tivesse que escolher o melhor set do ano, provavelmente a minha escolha ia para este. Tem a nota máxima na variedade de peças, na experiência de construção, no design sendo o bom exemplo daquilo que eu acho que deve ser um brinquedo de construção.

Ahh, e não é licenciado :D

Review com vídeos de unboxing/speedbuilding e de análise.

 

42114 6x6 Volvo Articulated Hauler

Technic é outro tema que tento encaixar sempre nesta lista e por norma não sigo a tendência de ir aos mais caros. Este ano não foi excepção e a escolha recai nesta máquina e as razões são simples. Além de todos os mecanismos que fazem brilhar qualquer bom set technic e das excelentes formas que o tornam-o imediatamente reconhecível, este veículo cai mesmo no meio do que eu creio que deve ser um set technic. Representação de máquinas, mecanismos e tecnologia ao serviço do trabalho.

 

43179 Mickey Mouse and Minnie Mouse

É conhecida a minha aversão à proliferação de temas licenciados e quando tive a oportunidade de analisar este set não estava muito animado. A Disney continua a afastar-se do meu imaginário e a época retratada por este Mickey e Minnie não é propriamente a minha.

Mas a verdade é que a experiência de construção foi extremamente interessante e além disso o resultado final é, além de excelente, único. É provavelmente o set com a presença mais original que a LEGO lançou nos últimos anos.

Review com vídeo de unboxing/speedbuilding.

 

71705 Destiny’s Bounty

A ideia da análise deste set seria mesmo ver como o meu filho (6 anos) iria reagir a uma construção mais avançada. A verdade é que fiquei completamente rendido com este set. Além de um aspecto muito bom, está recheado de excelentes técnicas de construção. 

Também serviu de prova aquilo que sinto há muito tempo, a LEGO não precisa de licenças para criar play themes com sets de excelência. Isso porque na altura que analisei este set também analisei o 75292 The Razor Crest que é um conjunto com um preço semelhante e como brinquedo de construção a Destiny’s Bounty dá-lhe uns expressivos 10-0.

Review com vídeo de análise.


75978 Diagon Alley

Não podia faltar nesta lista este grandioso trabalho do Marcos Bessa, que tenho imensa pena de não o ter analisado. Apesar do conselho do Tiago Catarino, fui para outro grande set doutro designer português, o 75290 Mos Eisley Cantina do César Soares. Não posso dizer que estou arrependido da escolha, mas uma análise atenta realmente diria que o Diagon Alley seria mais do meu gosto já que compreende vários estilos e técnicas de construção num só conjunto com um resultado final impressionante. A variedade de peças disponibilizadas é também um chamariz para qualquer um que goste depois de aproveitar as peças para os seus MOCs.



Algumas anotações:

Como é lógico, não inclui nesta lista o 10278 Police Station já que, apesar de já o ter analisado, é um conjunto de 2021.

Claro que esta escolha tentou de alguma forma chegar aos mais variados temas e preços, o que tornou a tarefa bastante mais difícil. Se não fosse assim, arriscava a fazer uma lista dos sets não licenciados mais caros :D

Sim, desta vez o Friends ficou de fora.. Sinceramente não consegui que nenhum conjunto me despertasse a atenção.

Construí oito dos dez conjuntos aqui listados. Penso que é a primeira vez que chego a uma percentagem tão alta! :)

Por fim, estou a planear fazer o vídeo deste top. Quando o fizer, coloco aqui o link

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:16

Review: LEGO 71742: Overlord Dragon

por baixinho, em 22.12.20

71742 Overlord Dragon 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 372/2

Preço LEGO®: 29.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71742-1/Overlord-Dragon

 

Chegamos então à última review desta série. A tarefa não poderia ter ficado mais difícil, avaliar um dragão construído com peças LEGO. É que sinceramente às vezes gosto muito do resultado atendendo à grande dificuldade que é recriar com peças LEGO um ser vivo, outras vezes detesto porque não consigo transportar a visão da construção para a visão de uma criatura viva. Qual será a minha opinião para este dragão em particular?

71742 Overlord Dragon 2

Primeiro devo referir que este conjunto não traz qualquer minifigura limitada apesar da presença de uma versão dourada do Lloyd. Além disso, segundo o Bricket este conjunto não é o “redux” de um mais antigo como acontece com os outros quatro sets analisados nesta série.

A construção do bicho é engraçada já que essencialmente estamos a construir de dentro para fora (como acontece em muitos sets technic) e não de baixo para cima como muitos conjuntos system. Além da utilização do SNOT para a introdução de vários detalhes há também a utilização desta técnica para aumentar a resistência do modelo. Forma bem mais interessante que o habitual travamento através de peças technic. No entanto, as peças technic estão lá. Pode não ser em grande quantidade como acontece noutros conjuntos, mas mesmo assim numa quantidade notória. Isto acontece compreensivelmente devido às articulações e para conseguir certas orientações. No fundo temos três fases de construção agradáveis, mesmo tendo em conta alguns momentos montar secções em espelho.

71742 Overlord Dragon 3

O resultado é.. Escuro. Mesmo que queira, não consigo deixar de não gostar de esquema de cores demasiado escuros nas construções LEGO. Não é só porque depois dificilmente utilizo as peças mas também talvez porque o brilho das peças é mais notório e dá um ar mais plástico/artificial à coisa. Ok, é mesmo uma esquisitice minha. Fora a escuridão (brilhante) que é o dragão, a verdade é que o resultado consegue ser maioritariamente proporcional e captar as formas gerais de um dragão (estranhamente europeu). Talvez as asas fiquem um pouco vazias com aquelas três espadas gigantes, mas no geral esse defeito não se nota muito. Fiquei mais descontente com as patas que parecem ser um pouco grandes em relação ao resto do dragão.

Por ser demasiado escuro o meu interesse pelas peças é limitado. Ok, há ali algumas bem interessantes mesmo sendo escuras e não me posso esquecer que o cinzento escuro é uma cor que até é fácil de utilizar. O preço por peça é de 8 cêntimos o que até é bastante aceitável para um conjunto Ninjago. Destaco algumas peças relativamente comuns em cores não tão comuns (roxo, azul escuro e dourado) e relembro que podem ver o vídeo “Abrir e Montar” que se encontra no final deste artigo onde eu refiro outras peças.

As brincadeiras possíveis com o dragão é mesmo pô-lo a voar de um lado para o outro (sim, porta-se bem quanto a isso) e simular umas lutas com o pequeno Lloyd. Estranhamente senti mais falta de um oponente à altura neste conjunto que nos anteriores (71738, 71737 e 71736). De qualquer forma tem um aspecto bem imponente para o preço que é e ficará bem em qualquer prateleira dedicada ao tema.

As Peças 7/10 (muito escuro)

A Construção 9/10 (rápida e bastante interessante)

O Desenho 7/10 (imponente, mas escuro)

Jogabilidade 7/10 (a esperada para um dragão dos maus)

71742 Overlord Dragon 4

Talvez o ponto que eu considero mais fraco (esquema de cor escura) é algo demasiado pessoal para pesar numa avaliação mais imparcial. No geral é um dragão com boa presença a um preço que eu considero justo.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review: LEGO 10278 Police Station

por baixinho, em 21.12.20

10278 Police Station 01

Tema: Creator Expert - Modular  Buildings

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 2923/5

Preço LEGO®: 179.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/10278-1/Police-Station

 

Poderia começar alertando para a importância que a série de sets de modulares tem hoje em dia para o hobby LEGO, mas acho que já falei tanto nisso que não iria acrescentar nada de novo. Vou abreviar a introdução para dizer apenas que fiquei ultra-curioso mal soube que o modular de 2021 iria ser uma esquadra de polícia. Como é que iria ser? Seguiria a linha dos anteriores modulares ou iria avançar para algo mais próximo do que a LEGO costuma fazer nas linhas correntes?

10278 Police Station 02

Na sexta-feira negra o mistério ficou resolvido e a curiosidade passou para o “vale ou não a pena”?

10278 Police Station 03

O set chegou-me às mãos numa altura complicada em termos de disponibilidade. Demorei uns quatro dias até poder começar a construí-lo, tarefa que foi dividida em três alturas diferentes ao longo de dois dias e que resultou na longa-metragem que pode ser vista no final deste artigo. Vídeo que demorou praticamente um dia a editar. Levei ainda mais tempo a escrever este artigo...

A construção desenrola-se ao longo de catorze fases num livro de instruções com mais de trezentas páginas. As primeiras seis fases são dedicadas ao rés-do-chão, da sétima à décima fase dedica-mo-nos ao primeiro andar, da décima-primeira à décima-terceira ficamos com o segundo andar e a última fase é para fazer o terraço central e mais uns detalhes nos exteriores. O livro continua a ser com o fundo desagradavelmente negro mas traz uma novidade (pelo menos para mim). Em algumas páginas traz pequenos comentários, alguns sobre as personagens, outros sobre técnicas utilizadas e outro sobre uma referência a outro conjunto. É uma característica bastante interessante mas ainda tímida. Espero sinceramente que esta faceta seja desenvolvida no futuro. Ahh, antes que perguntem. Os sacos ainda são vulgares de plástico.

10278 Police Station 04

Apesar de ter construído um pouco à pressão, gostei da experiência. Não tem muitos pontos wow, mas também não há propriamente pontos monótonos já que as paredes vão-se levantando de forma intercalada com a construção dos mais variados pormenores. Fiquei algo intrigado é por haver passos com imensa variedade e quantidade de peças mas nada que afecte a experiência de construção. Apesar de não haver grandes pontos wow de técnicas de construção nunca vistas, a verdade é que até se utiliza técnicas simples para efeitos bestiais. E isso também provoca uma boa experiência de construção. Gostei particularmente das escadas (yeps, tão simples e tão bom), dos esquinas da esquadra, da fachada do primeiro andar da doçaria e do variado mobiliário que preenche os vários cantos dos edifícios. Fiquei surpreso com alguns pormenores que na altura da construção não conhecia. Primeiro o túnel que apesar de ser um pormenor que pouco acrescenta ao edifício em si, dá alguma piada e possibilidade de histórias. Adorei o detalhe que as paredes interiores estão rebaixadas facilitando assim não só o acesso mas também a visualização dos detalhes. Estranhamente não afecta nada a aparência geral dos andares. Achei a ideia da inserção de um arquivo de provas excelente, apesar da execução ter sido algo esquisita. É que para acedermos, metade das provas ficam na nossa mão junto com o telhado. Mas esquisito mesmo é a forma como os minifigs acedem ao único apartamento do conjunto…

10278 Police Station 10

Mas continuando com os interiores. Pode dizer-se que não estão vazios, mas mesmo assim acho que estão longe de estarem preenchidos. É que as imagens de séries e filmes da época remetem-me para imensos papéis, dossiers, cadeiras, secretárias, estantes espalhados por todos os cantos das esquadras. Existe mobiliário e até outros detalhes, mas algo bem longe daquilo que o meu imaginário pedia. Claro que se calhar estou a ser demasiado exigente, já que não me lembro de a LEGO alguma vez fazer algo como estou a dizer. O interior do apartamento está bastante frugal e o da doçaria está impecável. Não me perguntem como é o interior do quiosque, já que acho que a ideia é mesmo nem entrar lá,

10278 Police Station 11

O design da fachada central é soberbo. São várias as características que me agradam. Primeiro o facto da esquadra ter uma fachada sóbria e realista; segundo por ser secundada por dois elementos (quiosque e doçaria) que ajudam com que a esquadra sobressaia; terceiro, a escadaria reforça o aspecto institucional do edifício e ajuda também a destacá-lo dos restantes; quarto, detalhes como as esquinas, a vegetação, as cores, as janelas e decorações fazem com que não exista monotonia na construção; por fim devo salientar que a presença de vários detalhes que exigem técnicas avançadas de construção compõem uma fachada interessante para os AFOLs mais exigentes. A presença de um edifício anexo à esquadra que contêm a quarto do prisioneiro, a salinha de fotografias e o arquivo de provas (R/C, 1º andar e 2º andar respectivamente) é uma solução nada convencional, no entanto acho que até fica bem.

10278 Police Station 05

O calcanhar de Aquiles de alguns modulares são as traseiras (como aconteceu no modular anterior). Neste não são propriamente excelentes mas podiam ter sido algo melhores. A presença dos dois edifícios laterais ajudam a quebrar a sensação de monotonia do edifício central. E sim, aquelas peças cinzentas ali perdidas irritam um bocado. 

10278 Police Station 12

Se calhar também na secção do desenho devo apontar mais duas falhas, se é que são falhas. Há a sensação que faltam impressões ou autocolantes em alguns locais e falta também pelo menos um minifig (um civil ou mesmo um detective à paisana) para a proporção da dimensão da construção/número de minifigs, ficar mais composta.

10278 Police Station 17

Em termos de peças é um festival de coisinhas interessantes e úteis. Claro que ser um edifício com quase 3000 peças ajuda na questão das peças úteis, mas a verdade é que entre peças básicas e peças mais específicas como janelas, elementos decorativos, plantas, etc, a distribuição é como eu gosto. Ou seja, temos uma abundância de peças básicas e fáceis de utilizar bastante bem secundada (humm, outra vez esta palavra) por elementos mais específicos. Além disso deve ser referido a presença de peças (moldes) novas. Uma que é com certeza uma novidade que é o arco invertido que aparece tanto na fachada como nas paredes interiores e outra que é uma novidade para mim que é a barra (3L?) com studs abertos nas pontas. Esta última aparece também num set Ninjago que analisei há uns dias mas que construi depois deste. O foco vai para o arco invertido que, com certeza, vai servir para… sim, ornamentos em edifícios. Mas também prevejo a utilização em conjunto com a slope invertida curva 1x2x2/3 em cor diferente para criar padrões em, por exemplo, paredes. Há muitas outras peças para destacar, mas penso que é mais simples que vejam nos vídeos “Abrir e Montar” e “Analisar” que se encontram no fim desta análise.

10278 Police Station 16

A jogabilidade destes conjuntos pode ser limitada à simples exposição ou à possibilidade de criação de MOCs com as suas peças. No entanto, e como já se viu em alguns modulares, há uma história latente na construção e minifigs potenciada pelas imagens da caixa e livro de instruções. Claro que a existência desta história obrigou à existência de algumas particularidades na construção, algumas delas verdadeiramente deliciosas como é o caso do túnel. Mas mesmo havendo esta história latente, o conjunto oferece possibilidades de muitas outras histórias e, pessoalmente, creio que é o modular com mais potencial dos últimos anos.

As Peças 9/10 (festival de peças)

A Construção 9/10(sem muitos momentos wow, mas deliciosa do princípio ao fim)

O Desenho 9/10 (fachada impressionante, interiores interessantes e traseiras ok)

Jogabilidade 9/10 (tudo o que se precisa para uma boa história)

10278 Police Station 18

Não é um modular perfeito, no entanto é com certeza o melhor dos últimos anos. Fachada irrepreensível, interiores interessantes são características acompanhadas por um bom potencial de criação de histórias.

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review: LEGO 71738 Zane's Titan Mech Battle

por baixinho, em 21.12.20

71738 Zane's Titan Mech Battle 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 840/4

Preço LEGO®: 59.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71738-1/Zane-s-Titan-Mech-Battle

 

Para quarta review desta série temos um mech, tipo de veículos para qual não tenho uma opinião conclusiva. Se por um lado aprendi a gostar dos mechs bem militares do universo Battletech (adorava jogar no computador os vários MechWarriors dos anos 90), os mechs humanóides bem estilizados vindos do animé ou do manga nunca me atraíram grandemente. 

71738 Zane's Titan Mech Battle 2

Este conjunto entra bastante bem no segundo grupo e por isso entro novamente de nariz torcido para um review. Será que vai acontecer o mesmo que na análise anterior?

71738 Zane's Titan Mech Battle 3

Em termos de peças devo referir que um PPP de pouco mais de sete cêntimos é bastante interessante para este tema. Claro que existem imensas peças minúsculas, mas a verdade é que é bem compensado pelo facto de existir uma boa variedade de peças interessantes bem como estar bastante bem fornecido em termos de peças não tão vulgares. Como vem sendo habitual, consultem o vídeo “Abrir e Montar” que está no fim do artigo para verem as peças que destaco ao longo de cada uma das fases. A verdade é que os tons utilizados neste conjunto são bem mais da minha preferência o que animou logo as coisas. Lingotes em branco e em dourado com fartura, wedges e tiles de várias cores e, não devo deixar de referir, boa variedade de peça em sand-blue.

71738 Zane's Titan Mech Battle 4

Os minifigs apesar de bem peculiares, não lhes consigo dar grande destaque. Sim, temos direito a mais um dourado versão limitada.

71738 Zane's Titan Mech Battle 5

Passando uma vista geral às peças, chegamos ao ponto onde os mechs conseguem ser bastante positivos, a experiência de construção. A verdade é que a presença de articulações como o cuidado estético para que tudo fique bonitinho no fim, proporcionam soluções bem interessantes que tornam a construção entusiasmante. Este set não foge a isso. A longo das seis fases temos vários momentos que são em espelho (então a das pernas..), no entanto como a construção envolve tantas orientações e várias articulações, não chega a ser cansativa. Aliás, há umas semanas construí três mechs do filme Ninjago (não, não fiz o review) e sinceramente este bate todos.. Principalmente porque é mais pequenino e também por utilizar algumas técnicas diferentes. Uma das técnicas que vai ficar para a memória é a articulação do joelho onde a parte de trás está simplesmente incrível.

71738 Zane's Titan Mech Battle 7

A construção resulta num desenho que apesar de não ser o meu estilo, está muito, muito bom. O aspecto humanóide está perfeito e muito próximo daquilo que me habituei a ver nos mangas. Gosto particularmente do esquema de cores onde o branco sobressai de um núcleo mais escuro. A posição do piloto é a habitual apesar de achar que fica demasiado exposto. As articulações permitem várias posições no entanto acho que os tornozelos fiquem um pouco frouxos o que por vezes resulta em que o mech tombe um pouco, mas sem cair.

Ahh, não esquecer que este set tem provavelmente a melhor parte de trás que já vi num mech LEGO.

71738 Zane's Titan Mech Battle 8

Apesar dos inimigos estarem fracamente representados (na versão original, o 70737 Titan Mech Battle, estavam representados dois mechs), existem bastantes possibilidades de brincadeira. Claro que para isso ajuda o próprio mech, já que facilmente arranjam-se inimigos mais poderosos para ele combater. Sim, não consigo ver uma criança a ter uma brincadeira mais pacifista com um mech deste género...

As Peças 8/10 (selecção muito interessante)

A Construção 9/10 (cheia de momentos bons)

O Desenho 9/10 (excelente)

Jogabilidade 7/10 (a esperada para um mech)

71738 Zane's Titan Mech Battle 6

Surpreendentemente este foi o conjunto desta série (até agora) que mais me agradou. Digo isso porque não vou muito à bola com este tipo de mechs, mas o resultado é bastante interessante. Além de que traz uma boa variedade de peças e a construção é recheada de bons momentos.

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Review: LEGO 71737 X-1 Ninja Charger

por baixinho, em 18.12.20

71737 X-1 Ninja Charger 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 599/5

Preço LEGO®: 49.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71737-1/X-1-Ninja-Charger

 

Se à primeira vista o 71736 Boulder Blaster foi o set que mais me chamou à atenção, o terceiro set da série (este) foi o que me atraiu menos. Um carro enorme vermelho e preto? Nahh, isto não é mesmo para mim. Quando a caixa me chegou às mãos, reparei que tinha um mecanismo para sair uma mota do interior o que ajuda a justificar a dimensão do veículo bem como o preço. Mas estas características serão suficientes para destorcer o meu nariz?

O PPP é de um pouco mais de 8,3 cêntimos. Bom para um conjunto que apesar de não ser licenciado, é de um tema conhecido por trazer várias peças únicas ou raras. É o caso deste conjunto que traz algumas peças que, pelo menos para mim, eram desconhecidas. Pena que o Brickset ainda não tenha o inventário das peças para poder verificar se realmente são novas já que pelo menos no Bricklink não as encontro nas cores que aparecem neste set. O melhor é mesmo dar uma vista de olhos no vídeo de “Abrir e Montar”, no final deste artigo, para saber quais as peças que destaco. Apesar de haver uma ou outra novidade em termos de cores, a verdade é que o sortido de peças do conjunto não me foi assim tão especial. A quantidade de peças em preto e vermelho e ainda por cima com uma quantidade apreciável de peças technic ajudaram a que o meu nariz se mantivesse torcido. As minifigs seguem a qualidade do tema mas sem brilhar como acontece no 71735.

71737 X-1 Ninja Charger 2

Sim, não me posso esquecer da presença de mais um minifig dourado versão limitada, desta vez o Cole.

71737 X-1 Ninja Charger 3

A construção, que se faz em cinco fases através das folhas de um livro com pouco mais de 150 páginas, confesso que foi algo aborrecida. Não sei se foi por estar de mau-humor na altura que o montei, ou pela presença de vários componentes technic ou mesmo de vários momentos de construir o simétrico dos passos anteriores. Sim, há muito SNOT e várias curvas bem conseguidas. No final o efeito até é giro, agressivo e transmite potência. No entanto, não deixo de o olhar como descomunalmente grande para um carro! São mais de 23cm.. Quase uma baseplate. Aliás, ele ocupa praticamente toda a secção da estrada de uma (posso dizer agora, antiga) roadplate. Já vi tanques de guerra mais pequenos.

71737 X-1 Ninja Charger 4

É mesmo essa a maior sensação sempre que olho para este carro. É enorme, demasiado grande para a escala minifig. O minifig fica literalmente perdido lá no meio.

71737 X-1 Ninja Charger 5

Mas se no veículo a minha principal queixa até nem está no design mas sim na dimensão (ok, e também no esquema de cores), a mota é para mim um desastre. Primeiro acho-a desequilibrada ao ter bastante mais volume na frente e praticamente nenhum na traseira. Sim, eu sei que isso até acontece regularmente nas motorizadas reais, mas acho que nesta o efeito não é bem conseguido. Além disso acho que, no mínimo, é irrealista a forma como o condutor fica sentado, já que não segura nenhum guiador e fica algo desamparado e deslocado. Se calhar até devo cometer a heresia de dizer que a mota da versão original deste set (70727) é melhor!

71737 X-1 Ninja Charger 6

Em termos de jogabilidade não tenho grande coisa a apontar. É um veículo todo ele (tanto funcionalmente como esteticamente) virado para o conflito e pouco se pode esperar mais. De qualquer forma este deve ser o mote de 90% deste tema...

As Peças 6/10 (algumas boas peças no meio de um mar de vermelho e preto)

A Construção 5/10 (aborrecida com muito technic e secções em espelho)

O Desenho 8/10 (agressivo e potente.. Mas demasiado grande)

Jogabilidade 7/10 (a esperada para um set Ninjago)

71737 X-1 Ninja Charger 7

71737 X-1 Ninja Charger 8

Um veículo de dimensões enormes que apela à agressividade tanto funcionalmente como na estética e com um esquema de cores que me desagrada, teria tudo para não me encantar.

E não me encantou. 

Tem peças interessantes e, agora, até posso dizer que tem elementos bem construídos, simplesmente não se encaixa naquilo que eu espero de um set LEGO.

Conclusão 6/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:26

Review: LEGO 71736 Boulder Blaster

por baixinho, em 16.12.20

71736 Boulder Blaster 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 449/4

Preço LEGO®: 39.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71736-1/Boulder-Blaster

 

Eis a segunda review desta série!

Dos cinco conjuntos Ninjago que recebi, este foi o que mais me despertou a atenção. As razões são simples. É aquele que me parece menos dependente do tema, é uma (espécie de) nave e tem aquele intrigante windscreen.

71736 Boulder Blaster 2

Começo logo pelo windscreen.. É que quando abri a caixa (e como podem ver no vídeo no final do artigo) a peça estava solta. Nada aconselhável já que pode ficar riscada e suja. Bem, por outro lado é menos um saquinho plástico no oceano. Mas fora esse pormenor a peça é lindíssima mesmo tendo em conta que os apliques são em dourado, o que a torna perfeita para algo mais próximo do steampunk :D. Fora isso e apesar de haver várias peças interessantes e até uma que não conhecia, o que ficou para a memória é que uma boa percentagem delas são pretas. O que para mim é quase sinónimo de serem praticamente inúteis. Yeps, tenho que começar a construir em preto para não ter sempre este discurso. Também não quer dizer com isto que o set não vale a pena para peças, porque vale. Aliás, fiquei de olho em tantas que este não é um set que vai para o Artur, como outros desta série. Lingotes em cinzento metálico.. Hummm.

Ahh, sim, o PPP está um pouco abaixo dos 10 cêntimos.

71736 Boulder Blaster 3

Como no set anterior, traz também uma minifig limitada em dourado (desta vez o Kay) mais dois dos heróis da série e um inimigo com o cabelo em crista que tem um aspecto bastante familiar.. Deve ser porque é o irmão de um minifig do set anterior.

71736 Boulder Blaster 5

A construção é bastante fluida e sem momentos monótonos já que a estrutura do veículo é bastante singular. Penso que os únicos momentos repetidos sejam as asas e as secções que são colocadas à volta do motor. Gostei da forma como criam resistência à estrutura através do travamento mas com peças system. Solução de dimensão mais reduzida e com utilização de peças mais úteis que as technic. Não quer dizer com isto que não há peças technic, mas pelo menos não são assim muitas.

O aspecto final é bastante interessante, agressivo e transmite bem o ar de potência. Pena a cor. É que além de, como disse acima, as peças pretas serem de difícil utilização, a verdade é que o veículo fica demasiado escuro e não consegue mostrar de forma vincada as formas que possui por causa da cor. Talvez com mais castanhos e cinzentos o efeito ficasse melhor e mesmo assim ficaria dentro da tonalidade do herói que o utiliza, o Cole. Mesmo assim o efeito é muito melhor que a versão original. O 70747 Boulder Blaster de 2015 que até tinha mais castanhos, mas era mais pequeno e mesmo assim custava quase o mesmo. Gostei também do detalhe da pega que é bastante útil e não afecta em nada o desenho.

71736 Boulder Blaster 6

A aeronave já é mais que suficiente para brincadeiras. Mas mesmo assim temos várias outras características que podem gerar mais brincadeiras. O múltiplo canhão frontal  funciona bem e como bónus pode servir para libertar o Lloyd da pequena prisão. O mal é depois andar de rabo para o ar a apanhar os projéteis espalhados pelo chão. De qualquer forma os miúdos devem disparar poucas vezes já que depois passam para o clássico “pin, pin, pin” também conhecidos por “tiros pela boca” ou mais prosaicamente, onomatopeias. Isso e o “swoosh” que tão bem fica quando andámos com este Boulder Blaster de um lado para o outro a rasar os móveis lá de casa.

 

As Peças 8/10 (boas, mas muitas pretas)

A Construção 8/10 (agradável e com momentos interessantes)

O Desenho 9/10 (agressivo e potente, pena o preto)

Jogabilidade 8/10 (voa que se farta)

71736 Boulder Blaster 4

É um set que vale imenso pelo aspecto agressivo e potente do veículo que até está muito bem acompanhado por minifigs e potencial de jogabilidade. Pena ser em preto :/

Conclusão 8/10


(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review: LEGO 71735 Tournament of Elements

por baixinho, em 15.12.20

71735 Tournament of Elements 1

Tema: Ninjago

Ano de Edição: 2021

Número de Peças/Minifigs: 283/7

Preço LEGO®: 29.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/71735-1/Tournament-of-Elements

 

Tive a oportunidade de analisar cinco conjuntos Ninjago de Janeiro de 2021 e apesar de não ser um dos meus temas de eleição, a verdade é que à custa do entusiasmo do meu filho, já começo a conhecer os nomes das personagens, quem é tio de quem, quem é irmão de quem e que o Cole é o mais divertido deles :)

71735 Tournament of Elements 2

Para comemorar os 10 anos do tema (yeps, quem diria) a LEGO começou este ano a editar alguns conjuntos que revisitam outros mais antigos (quando digo antigos é com quatro anos ou mais) num género de construção que no meio AFOL é conhecido por “redux”. 

71735 Tournament of Elements 3

Em Janeiro vai continuar a fazê-lo e desta vez com uma pequena surpresa. A surpresa é a presença de uma versão dourada e limitada de seis dos personagens principais. Em alguns conjuntos sai uma delas e é preciso adquirir seis conjuntos diferentes para ficar com a colecção completa. Nesta série de reviews aparecem quatro destas minifigs.

71735 Tournament of Elements 4

Portanto a partir de hoje e durante cinco dias vou tentar postar o review de cada um desses sets acompanhado com o habitual vídeo de “Abrir e Montar”. Desta vez não vou fazer vídeos de análise, fazendo apenas um final com os cinco conjuntos.

Começando, neste momento ainda não existe a lista de peças no Brickset, ferramenta essencial para as minhas análises da raridade e interesse das peças do conjunto. No entanto no vídeo de “Abrir e Montar” faço a referência a várias delas. No geral o conjunto tem várias peças interessantes onde realço os acessórios de minifigs, as peças douradas e as várias plates em tan que tanto jeito dão quando estamos a construir landscape. Não há propriamente grandes estreias no entanto tem várias peças recentes (por exemplo o cone invertido de 2x2x2 e a tile 2x6) para o conjunto ter o seu interesse. Não falo muito do PPP do conjunto por causa da presença de 7 minifigs, um número expressivo que altera facilmente este tipo de contas para um set deste preço. Aliás, devo referir que as minifiguras são.. Brilhantes. Há ali três que são compostas por peças (sim, para mim as minifigs são compostas por peças que podem ser separadas) que facilmente podem criar personagens bastante únicas noutros cenários originais. Parecem mesmo saídas de uma qualquer série de minifigs coleccionáveis.

A construção é dividida em três fases e não é propriamente memorável. A presença de secção na diagonal e a interessante forma de fazer as colunas vermelhas apimentam um pouco as coisas, mas a experiência é tão rápida que facilmente é esquecível. 

71735 Tournament of Elements 5

Pelas imagens do cenário original percebe-se que este conjunto é uma interpretação bem simplista. No entanto não deveremos esquecer que a versão original do conjunto, o 70756 Dojo Showdown, ainda mais deslocado é em relação ao cenário original. Portanto não deveremos ser assim tão críticos em relação ao cenário.. Já que não passa disso mesmo. Um cenário com alguns troféus e itens escondidos para um torneio de porrada velh.. Ops, de combate.

E a jogabilidade centra-se nisso mesmo. Temos 6+1 minifigs que devem combater entre si num torneio. É um bocado limitado, no entanto a inclusão de troféus e itens no cenário faz com que seja suficiente para um bom potencial de histórias.. Se bem que alicerçadas na luta. Sim, o tal gadget para por o Jay a rodar à força toda e assim derrubar tudo e todos é divertida.

 

As Peças 7/10 (minifigs!!!)

A Construção 7/10(básica)

O Desenho 7/10 (um cenário competente para o torneio)

Jogabilidade 8/10 (porrada velha com alguns troféus)

71735 Tournament of Elements 6

Apesar de a avaliação não ser excelente, não deixa de ser um curioso conjunto pejada de várias minifigs interessantes (e talvez exclusivas) que podem originar boas histórias. Pessoalmente acho que a jogabilidade está muito centrada na luta entre minifigs.

Conclusão 7/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00

Review: LEGO 854065 Water Tape

por baixinho, em 17.11.20

854065 Water Tape 1

Tema: Xtra 

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs: 23/-

Preço LEGO®: 8.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/854065-1/Water-Tape

 

Em Junho deste ano a LEGO lançou dois pequenos conjuntos que abrem um novo conceito nos brinquedos de construção da marca. A utilização de fita-cola para criar uma base para a brincadeira. Um desses sets foi o 854048 Road Tape que foi analisado aqui. Hoje ficam com a análise do segundo conjunto desta série.

 

Em termos de peças o grande destaque vai para a fita-cola. Sim, vou a considerar como sendo uma peça. Do mesmo material que a anterior (de papel), tem um padrão que acho bastante interessante. Se cheguem o blog sabem que uma das coisas que mais me fascina ver em construções originais são as formas como os AFOLs representam a água com peças LEGO. Duvido que comecem a utilizar esta fita-cola, no entanto acho que é extremamente interessante para ser utilizada pelos mais novos, que no fundo são o público-alvo deste set.

Como este set foi desenhada por uma AFOL (a australiana Mel Caddick), nota-se algum cuidado nas peças já que várias são algo incomuns e minimamente interessantes para AFOLs. Aliás, para duas delas (copo de café e mala de ferramentas) até nem consigo entrever outra razão para estarem neste set. A menos que seja para representar a poluição dos mares.

Fiquei algo decepcionado apenas ter uma pagaia.

Em termos de construção acho que o único ponto que posso tentar avaliar é a pequena jangada. Tem apenas 9 peças que são mais que suficientes para criarem um efeito giro.

O meu filho apesar de saber que lhe vou dar a fita-cola, ainda não teve oportunidade de a utilizar. Claro que já fez alguns planos para colá-la no chão do quarto para fazer companhia às estradas, que passado um mês, ainda aguentam.

854065 Water Tape 2

Apesar de não ser um set direccionado ao público adulto, acho esta fita-cola mais interessante que a da estrada. A estrada tinha uma largura reduzida o que limitava imenso a sua utilização por AFOLs. Esta “água” parece-me mais abrangente e, sinceramente, deve resultar num efeito melhor (e mais barato) do que espalhar simples baseplates azuis em frente das praias de muitas cidades LEGO.

Conclusão 8/10

 

Ps. Filmei o “abrir e montar” mas ainda não tive tempo para editar o vídeo… :/

 

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Pronto, aqui temos o gigantesco Coliseu em LEGO

por baixinho, em 13.11.20

Dias atarefados estes que nem consegui escrever algo como deve de ser sobre este belíssimo e gigantesco set. Fica aqui o habitual press release em português e o aparte que adoraria construí-lo!

CONTEMPLE A MAJESTOSA CONSTRUÇÃO DO COLISEU ROMANO, SEM SAIR DA SUA SALA

O maior set de peças LEGO® criado até hoje estará disponível na loja online – www.LEGO.com – a partir de 27 de novembro

Os fãs de LEGO® poderão ter em casa um pedaço da História e recriar o monumento mais icónico de Roma, com o novo e incrível set LEGO Coliseu. Composto por 9.036 peças, este não é apenas o maior set de LEGO lançado até hoje (suplantando o set LEGO® Star Wars™ Millennium Falcon), mas foi também habilmente projetado para recriar a incrível arquitetura do anfiteatro romano original, tornando-o uma construção e um cenário admiráveis.

Agora, os fãs de LEGO e os aficionados de História não vão precisar de ir além da sua sala de estar para experienciar um pouco da História italiana, já que este set é uma recriação autêntica do poderoso Coliseu – com muitos detalhes realistas para ajudar os construtores a dar vida a este edifício. Este épico set LEGO apresenta uma recriação das três histórias distintas do Coliseu, com cada uma delas adornada com as colunas das ordens Dórica, Jónica e Coríntia. Estas colunas foram fielmente recriadas recorrendo a uma variedade de técnicas de construção criativas, incluindo volutas decorativas que foram criadas utilizando patins LEGO invertidos para criar uma aparência autêntica.
Cada detalhe do conjunto foi meticulosamente trabalhado para permanecer fiel ao Coliseu real – incluindo as 80 divisórias das bancadas (exatamente o mesmo número do original) e três tons diferentes de peças para replicar as diferentes colunas e envelhecimento de um monumento com quase 2.000 anos. A experiência de construção foi habilmente criada para corresponder ao mesmo processo que o original, com a arena de “madeira” LEGO a ser a última parte a ser colocada no set, tal como foi na década de 1990.
Além de ser uma construção desafiante, este modelo pode ser o centro das atenções em qualquer sala. LEGO Coliseu assenta numa base oval, permitindo uma disposição de 360º. Os construtores podem assim escolher que lado preferem que fique visível, seja o lado Sul do edifício, que foi destruído por vários terramotos e desastres naturais ao longo dos anos, ou o lado Norte, com a parede mais completa. O Coliseu inclui arcos, que foram recriados com detalhes em peças LEGO, permitindo uma visão do lado de fora, da sua parte central, assim como o seu original.

O designer do set, Rok Zgalin Kobe comentou:

“Um dos maiores desafios e uma das coisas mais importantes foi transmitir a monumentalidade do Coliseu na sua versão LEGO. Achei que o modelo LEGO deveria exibir uma característica arquitetónica especial do original - as fileiras de colunas lado a lado com os arcos em estilos diferentes. Para isso, o set foi criado usando um efeito de exagero vertical. O corte transversal é, portanto, muito mais íngreme do que na estrutura real. Espero que as pessoas se inspirem para aprender mais sobre o Coliseu original depois da experiência de construir o modelo em LEGO.”

O set LEGO Coliseu mede mais de 27cm de altura, 52cm de largura e 59cm de comprimento, tornando-o uma peça fulcral para qualquer coleção LEGO.

LEGO Coliseu estará disponível diretamente via LEGO.com a partir de 27 de novembro.

10276 - LEGO® Coliseu
● Preço recomendado a partir de 499,99€
● Recomendado para maiores de 18 anos
● 9.036 peças
● Produto disponível em LEGO.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30

Review: LEGO 75980 Attack on the Burrow

por baixinho, em 10.11.20

75980 Attack on the Burrow 1

Tema: Harry Potter

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs:1047/8

Preço LEGO®: 109.99€ (97€ e qualquer coisa na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/75980-1/Attack-on-The-Burrow

 

Não sou grande admirador das aventuras do HP, no entanto devo referir que sempre achei interessantes as várias incursões da LEGO por este tema. Aliás, no início do século os sets Harry Potter eram essenciais para quem quisesse construir algo mais histórico de tão pobre que era a diversidade temática LEGO na altura.

Por isso não estranhem eu fazer análise a este set apesar de não saber (nem estar interessado em saber) o nome das personagens e apenas ter uma vaga ideia deste cenário nos filmes. É que o raio da casa é mesmo visualmente cativante e a versão LEGO acompanha bastante bem a original.

75980 Attack on the Burrow 2

Mas antes de chegarmos ao design do resultado final, vamos seguir a habitual fórmula das minhas reviews começando pelas peças. O PPP situa-se nos 10.5 cêntimos de euro, o que não está propriamente mau para um set licenciado e para o facto de ter 8 minifigs, característica que por norma encarece um set. Apesar de ser um conjunto temático, está repleto de peças relativamente básicas (bricks, plates, slopes)... e em cores interessantes. Além disso devo referir a presença de inúmeras janelas com uma variedade interessante tanto em termos de cores como formato e um sem número de peças mais específicas que podem abrilhantar qualquer MOC. Por outro lado devo referir que fiquei algo triste por algumas peças apenas aparecerem numa cor quando, para efeitos de design, deveriam estar em pelo menos duas cores diferentes. Isto acontece nomeadamente nas peças do telhado e em particular na 3045 com 26 unidades!

75980 Attack on the Burrow 3

As minifigs são espectaculares e representam de forma bastante fiel (sim, lá fui ver umas imagens no Google) as personagens. Além disso alguns torsos, cabeças e cabelos são interessantes para criar novas personagens para MOCs. Sim, tenciono fazer isso.

75980 Attack on the Burrow 7

A construção divide-se por 7 fases ao longo de um livro de instruções de 180 páginas. Cada vez fico mais horrorizado com a quantidade de papel que se gasta em livros de instruções. Fora este aparte, a construção é agradável onde o empilhar peças é intercalado por vários momentos interessantes tanto na construção do mobiliário como na introdução de um pequeno gadget e na construção da estrutura para o topo da casa ficar inclinado. Não é uma experiência memorável para um AFOL, mas não deixa de ter o seu valor.

75980 Attack on the Burrow 8

Visualmente a casa segue as linhas gerais da original mas com a habitual compressão selectiva. A dimensão é interessante mas sem ser impressionante já que há a sensação que deveria ser um pouco maior. Essa sensação é aumentada quando verificamos que os interiores são super apertados. Tão apertados que duvido que até uma criança consiga aceder facilmente para poder brincar neles. Um brick de altura em cada andar com certeza que iria tornar o acesso mais facilitado, o aspecto mais desafogado e duvido que aumentasse de forma significativa o preço ou afectasse o design geral.

Ahh, não devo deixar de referir que o acesso aos interiores é realizado através da ausência das paredes laterais e não traseiras como é habitual.

75980 Attack on the Burrow 10

Fico algo confuso quanto à qualidade do potencial de jogabilidade. É que se por um lado é verdade que o set representa de forma satisfatória o original (ficando bem em qualquer prateleira de aficionados) criando um cenário bastante bom para aventuras dos personagens dos filmes (e livros), é também verdade que a reduzida dimensão dos interiores afecta o acesso e, consequentemente, a brincadeira. Principalmente tendo em conta que o set possui 8 minifiguras que precisam do seu espaço!

As Peças 9/10 (variedade interessante)

A Construção 8/10 (agradável sem ser memorável)

O Desenho 8/10 (lindo por fora, apertado por dentro)

Jogabilidade 7/10 (interiores demasiado apertados)

75980 Attack on the Burrow 4

É um bom set da linha regular, com boas peças, excelentes minifigs, com detalhes interessantes e um design final bonito e próximo do original. Peca por uns interiores demasiado apertados.. Apesar de lindos e caprichados.

Conclusão 8/10

Apesar de ter gravado vídeos para o Abrir e Montar e Analisar, ainda não tive tempo de os editar. Tentarei fazê-lo no futuro próximo e aí actualizo este post.

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review: LEGO 75292 The Razor Crest

por baixinho, em 09.11.20

75292 The Razor Crest 1

Tema: Star Wars

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs:1023/5

Preço LEGO®: 134.99€ (126 e qualquer coisa na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/75292-1/The-Razor-Crest

 

Entre as desculpas que queriam guardar o máximo de segredo com um mais que esperado espanto em relação ao sucesso da série (tendo em conta o sucesso mediano nos filmes mais recentes). A verdade é que o surpreendente foi que a máquina de vender inutilidades que é a Disney, não tinha nada para vender relacionado com a série The Mandalorian quando esta espalhou-se pelas TV e computadores deste pequeno mundo. Portanto, apenas praticamente um ano depois é que, nós AFOLs, começamos a ser inundados com sets (grandes) relacionados com o tema e de entre deles está este The Razor Crest (com outro nome em alguns países devido a uma história deveras única) que pessoalmente sempre achei uma nave feia, mas muito interessante.

Mas interessante porquê?

Simplesmente porque é o sonho de qualquer AFOL ligado à ficção científica criar uma nave para o seu personagem. Sim, podem falar do exemplo da Millennium Falcon, mas vou mais além referindo jogos como o Elite ou o Privateer e um sem número de filmes, séries, BDs, livros, etc. Há algo nas aventuras espaciais que ligam o veículo com a personalidade dos personagens envolvidos na história.

Por isso sempre quis fazer uma nave que fosse ao mesmo tempo casa e cenário de aventuras.

Sera que este Razor Crest pode ser isto?

A construção percorre um livro de 248 páginas e é dividida em seis fases. As duas primeiras possuem bastantes componentes Technic, o que resulta numa estrutura bastante resistente. Aliás, este é provavelmente o ponto mais interessante da construção: a forma como as peças são intercaladas e como um sistema em Technic resulta numa construção sólida. Já há algum tempo que não construía uma nave Star Wars e a sensação continua igual. Carcaça forte (normalmente com ajuda de peças Technic) para depois ser coberta por peças system obtendo assim os traços gerais do veículo. Ficam para a memória a construção da inclinação do windscreen, a construção dos motores laterais e a forma como as paredes laterais são colocadas.

75292 The Razor Crest 7

Depois de construída, a nave é bastante semelhante ao exterior do original. Segue algumas orientações esquisitas, acredito que o esquema de cores é o mais próximo possível com peças LEGO e tudo de forma bem resistente que dá vontade logo de fazer uns swooosh. O problema chega quando queremos espreitar os interiores. Se no cockpit é aceitável a pobreza de pormenores por falta de espaço, o interior da restante nave, e custa a dizer, é ridículo. É que a colocação da pequena cama e dos dois prisioneiros em carbonite ainda piora o aspecto. Mais valia terem assumido interiores vazios.

Mas além disso temos um escape pod que apesar de estar no local correcto (quando fiz os vídeos, ainda não tinha investigado sobre o assunto) é feio como tudo. Ok, a nave e escape pod original não ajudam em termos estéticos, mas pessoalmente acho que facilmente poderia ter ficado mais agradável e até terem colocado completamente estanque. Fez lembrar-me o escape pod da primeira Millennium Falcon em LEGO. Vá-lá, saltem para a página 41 do livro de instruções do 7190 Millennium Falcon e digam lá se este não é o pior escape pod da história LEGO?

75292 The Razor Crest 6

Mas mesmo não havendo interiores de jeito (ou de todo) e com isso cortando muito do potencial de brincadeira, a verdade é que a nave por si só já vale. Voa bastante bem nas nossas mãos (reflexo de uma construção sólida) e as parecenças com a original facilitam a transposição das histórias.. Yah, mais uma vez pena a falta de interiores já que é um componente central de algumas histórias do The Mandalorian.

75292 The Razor Crest 8

Falta falar sobre as peças. Bem, o PPP não é agradável, mas tendo em conta o tema surpreendentemente já não choca. Temos algumas peças novas e exclusivas. A canópia é a peça mais relevante, mas provavelmente no futuro vamos ver com mais regularidade as slopes 42862 e 48165 que afinal já tinham aparecido no ano passado. E depois são imensas as peças em cinzentos onde vou destacando as plates de várias formas e feitios. Como sabem não sou muito de apreciar minifigs licenciadas mas devo admitir que estão excelentes.

75292 The Razor Crest 2

75292 The Razor Crest 3

As Peças 7/10 (sim, tem algumas interessantes… no meio de um mar de cinzentos)

A Construção 8/10 (a esperada para uma nave Star Wars)

O Desenho 7/10 (bonito por fora, feio por dentro)

Jogabilidade 7/10 (voa que se farta, mas literalmente oca)

 

Apesar de parecer um trabalho irrepreensível em termos de forma geral e exteriores, a falta de interiores dá a entender uma grave falha tanto a nível de realismo como de jogabilidade. Não desilude mas acredito que não vão passar muitos anos até aparecer um set com uma versão melhorada

Conclusão 7/10

75292 The Razor Crest 4

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review: LEGO 21324 123 Sesame Street

por baixinho, em 22.10.20

Tema: Ideas

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs:1368/6

Preço LEGO®: ??€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/21324-1/123-Sesame-Street

 

Não, quando era pequeno nunca fui grande fã da série. Provavelmente porque quando deu em Portugal já não fazia propriamente parte do público alvo e mesmo quando era transmitido em Espanha (yeps, viver praticamente na raia fazia com que visse muitos canais espanhóis) nunca me despertou o interesse. No entanto é uma série de TV incontornável tanto a nível de entretenimento, como na educação e na formação de valores. Não é perfeita, mas a sua longevidade mostra que conseguiu adaptar-se bem aos vários e rápidos períodos que assistiu. Portanto o conjunto LEGO teria tudo para me passar ao lado se não fosse aquele grande edifício que tem tudo para possuir várias peças e técnicas interessantes. Será que vale a pena para um AFOL que não é fã da série?

Como tem sido hábito nos últimos meses, podem ver dois vídeos no meu canal de Youtube dedicados a este set, o Abrir e Montar e o Analisar. Ambos também estão no final deste artigo.

Na altura que escrevo esta análise a página do Brickset dedicada a este set está praticamente vazia. Apesar de conhecer o número de peças (1368), não conheço o PVP do conjunto mas acredito que o PPP resultante irá estar um pouco acima dos 10 cêntimos. Para um produto licenciado não é propriamente caro principalmente se pensarmos que temos vários moldes exclusivos (minifigs) para este set. Sim, não é hábito tecer grandes comentários sobre os minifigs, mas neste caso tenho mesmo que deixar uma palavrinha ou duas. É que apesar de não conhecer muito bem os personagens (principalmente os nomes), a verdade é que os minifigs além de imediatamente reconhecíveis estão bastante proporcionais (ok, há ali um que deveria ser extremamente magro mas ninguém repara nisso) o que por vezes não é conseguido muito bem. As impressões são simples mas bem conseguidas, mesmo nas cabeças. 

Em termos de peças é um autêntico festival para todos os gostos onde há várias peças novas, recentes e/ou raras. Quase que merece um artigo apenas dedicado a estas peças já que várias são, para mim, uma completa novidade. Não o vou fazer o artigo, mas tirei algumas fotografias às peças interessantes, que podem ser vistas abaixo.

Mas as peças deste conjunto não valem apenas pelas raridades e novidades. Devo destacar a quantidade apreciável de peças básicas (bricks, plates, tiles) em cores tão agradáveis como tan e dark flesh. Ahh, sem esquecer a quantidade interessante de peças que permitem SNOT (vá, bricks e plates com studs de lado). Tudo isto faz com que este conjunto seja muito interessante a nível de peças.. Isto se não fugir muito ao PPP que estou a prever.

A construção é dividida em seis fases que percorrem um enorme livro de instruções com 256 páginas. Como é hábito nestes conjuntos 18+, o livro é tem fundo negro o que não é propriamente facilitador do acto de construir (sim, peças castanhas escuras ficam próximas do invisível), a capa e contracapa são interessantes e as primeiras páginas são ocupadas com alguns textos e fotografias sobre o tema do set.  O desenrolar da construção é bastante fluído onde existem vários pormenores que fazem com que não notemos o levantar do edifício. Sim, existe uma outra altura em que repetimos alguns passos (por exemplo as janelas), no entanto são relativamente rápidos para sequer serem notados. Destaco a construção dos vários pequenos componentes que embelezam os dois edifícios como, por exemplo, a banheira, as duas camas iguais que ficam no primeiro andar, os sofás, a televisão, a escada de incêndio, o canteiro de flores e a até a escadaria para a porta do edifício principal. Sim, poderia falar dessa porta mas penso que o resultado não é propriamente o melhor. É também questionável a ausência da janela por cima dessa porta já que em todas as imagens que consultei, bem como no projecto original, essa janela existe.

Nada que ofusque este set em termos de desenho. É que fora o pormenor (yah, pequeno pormenor mesmo) da falta da janela, exteriormente o edifício está mesmo parecido. Claro que o projecto original é mais fiel, mas também é gigantesco. O mesmo se passa com os interiores que conseguem retratar de forma simples o cenário de algumas aventuras da série. Pode ser questionável terem optado por um edifício sem a parede traseira (tipo casa de bonecas), mas penso que para este caso seria um custo desnecessário ter essa parede. O pequeno edifício da loja/sala do Monstro das Bolachas (sim, tive que googlar para não me enganar no nome) está cheio de pequenos detalhes que o tornam quase um MO.. set à parte. Se ao ver a fotografia da caixa ainda me perguntei a real necessidade deste pequeno acrescento. Depois de construir o set dou-lhe o devido valor e até penso que ajuda a compor já que não deixa o edifício principal isolado. Aquele passeio recortado é que me parece bastante interessante. Será que funciona com as estradas/ruas LEGO que vãos sair no próximo ano?

Quanto à jogabilidade.. Isto é um set 18+, depois de construído só serve para ser exposto. Nah, estava a brincar. O conjunto apesar de ser dirigido para, não sei bem porquê, um público adulto, a verdade é que contém vários detalhes jogáveis. Os interiores estão bem recheados para servirem de um bom cenário de histórias da turma habitual desta série, o exterior tem espaço para umas boas aventuras e a presença dos principais personagens são mais que suficientes. 

As Peças 10/10 (muita variedade mas também muitas para construção)

A Construção 9/10 (fluída onde não se pára de construir detalhes)

O Desenho 8/10 (excelente apesar de uma outra opção questionável)

Jogabilidade 9/10 (excelente efeito em exposição e com boas possibilidades de cenário de histórias)

Este é um conjunto que mostra que a LEGO não sabe fazer sets fracos. Teria tudo para me causar um bocejo, no entanto a experiência de construção é mesmo agradável e interessante. Além disso é um autêntico festival de peças!

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:05

Review: LEGO 854048 Road Tape

por baixinho, em 08.10.20

854048 Road Tape 1

Tema: Xtra 

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs: 35/1

Preço LEGO®: 8.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/854048-1/Road-Tape

 

Em junho deste ano a LEGO lançou dois pequenos conjuntos que abrem um novo conceito nos brinquedos de construção da marca. A utilização de fita-cola para criar uma base para a brincadeira. Um desses sets foi este 854048 Road Tape que passo aqui a analisar e que podem também ver o vídeo de abrir e montar aqui ou no fim deste artigo.

Começo como habitualmente pelas peças mas não com o também habitual comentário sobre o PPP já que para este conjunto essa característica não tem grande lógica. Mas começo por duas outras peculiaridades deste conjunto. Primeiro o site da LEGO refere 35 peças e a caixa do próprio set refere 36 peças. Claro que contei-as (não são assim muitas) e na verdade o set traz exactamente 35 peças.. Mais a fita-cola. Portanto aqui a grande questão é que provavelmente uns consideram a fita-cola como peça e outros não. A segunda peculiaridade deste conjunto em termos de peças está mesmo na palavra “exactamente” que escrevi um pouco acima. Sim, são 35 peças (ou 36 se contarem com a fita-cola) já que não há lugar a qualquer peça extra.. Coisa que até era vulgar haver nos polybags Xtra. Já tenho andado a sentir que a LEGO anda a cortar nas peças extra já que nos grandes conjuntos recentes só vem uma peça extra de cada quando até há bem pouco tempo poderiam vir várias, uma para cada saqueta onde a tal peça aparecia. Muito provavelmente as balanças estão mais precisas e a LEGO não vê necessidade de colocar mais peças para diminuir o risco de erro. Fora a fita-cola, que falarei já a seguir, a grande atracção em termos de peças é a, claro está, lambreta. As outras compõem bem o ramalhete mas não são propriamente vistosas.

A fita-cola é o ponto central deste pequeno conjunto e a minha opinião ainda é algo confusa. Por um lado é de papel, ou seja, rasga-se com alguma facilidade mas também tem a enorme vantagem de poder ser retirada facilmente sem deixar qualquer vestígio. Se os 15 metros parecem ser suficientes para criar várias estradas na cidade dos mais pequenos, a largura parece-me algo insuficiente. No total a largura é de pouco mais de 10 studs (8 cm e mais um pelinho) com cada faixa a ter algo como 4,5 studs. Ou seja, seria pouco mesmo para os veículos 4-wide que a LEGO fazia nos anos 80 e nem se fala dos 6-wide e por vezes 8-wide que se vão fazendo agora. Fora esse pormenor devo dizer que o efeito que a fita-cola cria é bastante giro e o meu filho divertiu-se imenso a colocar estradas no chão do quarto até que lhe retirei das mãos para não gastar tudo em pouco mais de meia-hora. Depois de ele brincar um pouco com alguns carrinhos, minifigs e motorizadas, fiquei com a impressão que ele divertiu-se mais a “construir” a rede viária do que propriamente a brincar com ela.

Está a ficar como o pai :)

Como este é um conjunto relativamente diferente do que a LEGO faz, apenas vou realizar uma avaliação global.

854048 Road Tape 2

É um conjunto diferente e que nas mãos certas pode proporcionar um grande acrescento à jogabilidade de muitas construções LEGO ou até mesmo de outro tipo de brinquedos. O preço parece-me ajustado tendo em conta as peças que traz bem como à jogabilidade que pode proporcionar. Não é propriamente cativante para os AFOLs.

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:45

Review: LEGO 31198 The Beatles

por baixinho, em 07.10.20

31198 The Beatles

Tema: Art 

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs: 2933/-

Preço LEGO®: 119,99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/31198-1/The-Beatles

 

O tema LEGO Art pode não ter animado a comunidade de AFOLs, mas o efeito criado por estes sets e mostrado nas imagens promocionais é, a meu ver, espectacular. Aproveitando que o meu filho (a fazer 6) é fã dos The Beatles não resisti à oportunidade de analisar o set dedicado à banda de Liverpool. Desta vez apenas tenho a acompanhar este texto o vídeo de análise que podem ver aqui ou no fim deste artigo. Este conjunto também é abordado no episódio 7 do podcast Conversas em Construção do qual faço parte e que pode ser ouvido aqui.

Antes de mais devo dizer que este conjunto da LEGO é diferente do que esperamos ver de um brinquedo de construção. Ok, constrói-se, mas a experiência de construção, fora a moldura, é de simplesmente assentar tiles. Nem há aquela procura da peça certa como acontece nos puzzles, simplesmente seguimos a folha de instruções, escolhemos a peça na cor correcta e colocamos no sítio. Ainda tentei em vez de construir linha a linha construir cor a cor para ver se “apimentava” a experiência e… nada. Não há magia alguma naquilo. Sim, é relaxante, mas pessoalmente e provavelmente por construir em demasiada conjuntos e MOCs, este conjunto não me satisfaz nesse critério.

Mas se calhar adiantei-me e deveria ter primeiro explicado como é composto este set. Temos perto de dois milhares e meio de tiles round 1x1 em quinze cores diferentes (várias delas exclusivas deste set) que são colocadas em nove gigantescos bricks 16 x16. Estes bricks fazem lembrar um pouco uns antigos que existiam nos longínquos anos 70 já que, como seria de esperar, a parte inferior não está totalmente preenchida pelos famosos tubos da LEGO. Além da novidade deste gigantescos bricks, temos um novo separador de peças maior que o habitual e duas peças technic que servem de suporte para os pregos ou parafusos para pendurarmos o mosaico na parede.

Depois de assentar as 2 304 tiles necessárias (sobram várias dezenas para se conseguir construir as outras iterações), pode-se finalmente construir a moldura para termos então o quadro completo. No caso deste set temos instruções e peças para montar uma de quatro possibilidades, ou seja, um dos quatro fab four.

Sim, se quisermos desmontar o quadro para montar a imagem de outro beatle, temos que obrigatoriamente desmontar a moldura. 

Para acompanhar a construção temos um podcast num inglês que para mim estava algo puxado. Conta alguns factóides do famoso álbum branco (na verdade o álbum é intitulado simplesmente The Beatles) e peripécias dos locutores. Nada de transcendente mas sem deixar de ser interessante.

Mas se a experiência não é nada de especial, achei o efeito o máximo. Já tinha construído mosaicos e posso dizer que o efeito final deste é muito bom. Estou ansioso para pendurá-lo na futura LegOcifina ou mesmo na sala de estar. Isto se o Artur não se apropriar dele primeiro para o colocar no quarto dele. :)

Pena que para ter os quatro beatles teria que fazer um grande investimento e aqui vou a outra característica que me desagrada. O preço. Sim, podem referir que o custo de produção é alto.. Mas a verdade é que 120 euros é mesmo muito dinheiro por um mosaico. Dava quase para comprar a discografia (que de qualquer forma é obrigatória para qualquer apreciador e de música moderna) da banda. Então se quisermos ter os quatro.. :/

Devo também referir o livro de instruções é uma pequena maravilha (apesar de insistirem no preto). Contém alguns pormenores da banda incluindo as fotografias originais destes mosaicos e que originalmente estavam na parte central do LP The Beatles.

Como devem compreender, desta vez não vou fazer uma avaliação às várias características ficando-me apenas por uma avaliação geral não só deste conjunto em especial mas do próprio tema.

 

Esta série de conjuntos é, de certa forma, algo já há muito esperado pela LEGO. No entanto não penso que sejam indicados para um fã da marca, mas mais para os fãs dos temas representados. Apesar de serem algo caros e com uma experiência de construção reduzida, dão um efeito final extremamente interessante.

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:47

Review: LEGO 31107 Space Rover Explorer

por baixinho, em 29.09.20

31107 Space Rover Explorer 1

Tema: Creator 

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs: 510/1

Preço LEGO®: 59.99€ (48,73 na Alemanha)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/31107-1/Space-Rover-Explorer

 

Quando vi pela primeira vez as imagens dos três conjuntos Creator para Junho deste ano pensei logo que a LEGO pelo menos compensa a inexistência dos temas mais clássicos com algumas coisitas. Este conjunto e o 31109 (review em breve) são bons exemplos disso!

31107 Space Rover Explorer 3

Como vem sendo hábito, paralelamente a esta análise disponibilizo um vídeo de unboxing e speedbuilding e outro de análise que podem ver aqui ou aqui ou mesmo no final deste post.

31107 Space Rover Explorer 4

O primeiro comentário desta análise vai logo para o preço. Em Portugal é um conjunto relativamente caro não só pelo PPP (quase 12 cêntimos) mas também pelo volume final dos modelos propostos. Sim, mesmo o preço na Alemanha é algo caro já que temos que ter em conta que é um conjunto Creator. No entanto a minha opinião fica confusa quando vejo com mais atenção as peças que compõem este conjunto. É que eu adorei a diversidade e a maior parte das cores. Uma excelente distribuição entre peças básicas e outras específicas e estas últimas são mesmo interessantes. Sim, há algumas peças exclusivas (segundo o Brickset), no entanto acho que o maior chamariz deste set são mesmo a quantidade de algumas peças, sejam elas incomuns e ou até mais comuns. Apesar do volume final não ser impressionante, a verdade é que ficamos com peças suficientes para fazer pequenas construções originais. Sim, o conjunto merecia mais um minifig.

31107 Space Rover Explorer 5

Gostei da construção dos três modelos propostos já que nenhum deles cai no simples empilhar peças. Temos até a oportunidade de ter alguns momentos ao estilo Technic onde estamos a montar uma secção e apenas mais tarde é que percebemos como ela encaixa no todo. Ficam para a memória as partes inclinadas do terceiro modelo (a nave espacial) e o acesso lateral no modelo principal.

31107 Space Rover Explorer 6

Mas onde este conjunto brilha é no resultado final de cada um dos modelos. Bem melhor dizendo, no resultado final do primeiro e do terceiro modelo. O rover é extremamente interessante e fora um ou outro pormenor (como o acesso aos acessos :)) está perfeito. Até tem uns interiores bastante pormenorizados para a dimensão do veículo. Quase que faz lembrar um MOC não só por causa de algumas soluções encontradas como a abordagem ao próprio tema. O mesmo se passa com a nave espacial, ou se calhar deveria dizer, Vic Viper. A construção é uma delícia e o resultado final é bem melhor do que o esperado para um modelo alternativo. O segundo modelo, o interior de uma base espacial, ainda não consegui decidir o seu valor. Mesmo passado uma semana depois de o ter construído. Existem pontos que gosto, como o aspecto desarrumado que tem que simula o que acontece em muitos filmes do género. No entanto há algo que não resulta bem, definitivamente o esquema de cores é um deles e, talvez principalmente, o exterior que me parece que não foi trabalhado como deve de ser.

31107 Space Rover Explorer 7

Quanto à jogabilidade, este set é um excelente brinquedo de construção. São três os modelos propostos, todos muito interessante enquanto experiência de construção.  As peças que o compõem também me parecem ser suficientes para umas boas horas de criatividade. Também devo referir que todos os modelos são proporcionadores de contexto para boas histórias. Apenas sinto falta (principalmente para o primeiro e segundo modelo) de uma segunda minifig.

As Peças 9/10 (excelente variedade de peças a um preço não tão bom)

A Construção 9/10 (bastante interessante em todos os modelos)

O Desenho 9/10 (excelente no primeiro e terceiro modelo)

Jogabilidade 10/10 (excelente para construir e brincar)

31107 Space Rover Explorer 2

Não é um conjunto perfeito e a questão do preço abala-o um pouco. No entanto é mesmo um excelente brinquedo de construção que não se esgota nos modelos propostos (dois deles muito bons). Espero que a LEGO continue a visitar os temas mais clássicos com a linha Creator.

Conclusão 9/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Review do 40424 Winter Snowball Fight

por baixinho, em 14.09.20

Tema: Seasonal

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs: 149/2

Preço LEGO®: 12.99$ (preço nos EUA)

Link Brickset: https://brickset.com/sets/40424-1/Winter-Snowball-Fight

 

Aqui está um pequeno conjunto sazonal para este inverno. Apesar de ainda não estar disponível em terras europeias, esta review poderá ajudar a definir se é interessante ou não para o leitor.

Como já começa a ser hábito, paralelamente a esta review podem ver o unboxing e speedbuilding neste vídeo e uma análise neste outro vídeo. Ambos estão também acessíveis no final deste artigo.

40424 Winter Snowball Fight 2

Não podendo definir o PPP, torna-se um pouco difícil de perceber se o investimento neste conjunto vale a pena em termos de peças. No entanto posso avançar que, segundo o Brickset, apenas os torsos das crianças são peças exclusivas. Posso destacar peças como as quatro unidades da 13548 em branco, a 17485 também em branco, as imensas dezasseis plates 1x2 arredondadas 35480 em branco e, por fim, os acessórios de vestuário dos minifigs. Há mais peças interessantes e praticamente todas são fáceis de utilizar e a distribuição entre peças básicas e específicas é como eu gosto.

40424 Winter Snowball Fight 3

A construção é bastante rápida e sem grandes pormenores. Talvez mereça destaque a construção do forte onde as plates 1x2 arredondadas permitem uma pequena muralha curva. Ainda sinto que esta é uma peça que ainda não foi explorada em toda a sua amplitude, seja pela própria LEGO, seja pela comunidade AFOL.

40424 Winter Snowball Fight 4

O desenho pode remeter directamente à série Winter Village mas sem se tornar dependente do mesmo. Já não é a primeira vez que a LEGO lança conjuntos deste tipo e penso que o tema invernal é dos melhores explorados com estes pequenos sets sazonais. Principalmente quando não são ligados directamente à temática natalícia. Devo referir, como fiz nos vídeos, que este set fez-me lembrar de uma história em BD da Disney desenhada pelo Carl Barks (que como já devem ter reparado, sou fã dos trabalhos dele). Curiosamente encontrei este vídeo no Youtube que é vagamente inspirado na história que falo.

Tenho que apontar duas coisas a nível de jogabilidade. O facto que apesar de ser pequeno ter mesmo assim alguma potencial de brincadeira sem necessidade de grandes acrescentos. A segunda é que essa mesma jogabilidade (ou potencial de criar histórias) é apoiada em simples brincadeiras de crianças e sem necessidades a actividades adultas ou a conflitos maniqueístas.

As Peças 8/10 (interessante selecção com boas peças brancas)

A Construção 7/10 (regular para um set desta dimensão)

O Desenho 7/10 (eficaz)

Jogabilidade 8/10 (simples mas com potencial)

40424 Winter Snowball Fight 1

É um pequeno set que recorre de forma simples e eficaz a uma actividade vulgar (brincar na neve) para criar um momento de brincadeira, coisas que muitas vezes a LEGO se esquece em detrimento de outras mais questionáveis.

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review do 31064 Island Adventures

por baixinho, em 02.09.20

Tema: Creator

Ano de Edição: 2017

Número de Peças/Minifigs: 359/1

Preço LEGO®: 29.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/31064-1/Island-Adventures

Outro conjunto que estava abandonado nos meus caixotes, será que é um tesouro perdido?

Como tem sido hábito ultimamente, paralelamente a este review lancei já há alguns dias dois vídeos, um de análise e outro de unboxing comentado.

Em termos de peças o primeiro ponto que refiro é o simpático PPP de pouco mais de oito cêntimos que é apenas manchado pelo facto de termos direito a uma única minifigura. Segundo o Brickset a cabeça dessa minifigura é a única peça exclusiva deste conjunto, todas as outras até são relativamente comuns. Nada que manche o valor deste set em termos de peças. É que acho que a variedade de peças é bastante boa já que a distribuição entre peças básicas e específicas é muito boa. Posso destacar as plates 4x4 em castanho (yeps, peça comum, mas muito útil e são logo sete num conjunto relativamente pequeno), as slopes curvas em lima e verde, as duas hélices technic (4262978) e o windscreen (6246850).

31064 Island Adventures 1

A construção do modelo principal é muito interessante já que além de envolver SNOT, joga com as dimensões das peças LEGO para a secção das asas baterem certo com o resto da estrutura. Apesar de ter achado que o segundo modelo (cabana do náufrago) ser o modelo mais fraco, a verdade é que a construção até é engraçada já que tem bastante variedade de estilos. O terceiro modelo tem uma construção bastante boa apesar de lembrar bastante a secção central do hidroavião.

31064 Island Adventures 8

Aliás, a nível do desenho são mesmo o barco e o hidroavião os que gosto mais. São muito proporcionais, o esquema de cores é bastante aceitável e a forma como o casco é conseguido é interessante e resulta muito bem. Até a simpática e minimalista ilha do primeiro modelo é encantadora. Apesar de ter ficado surpreso com a ideia e com a construção do segundo modelo, a cabana do náufrago, não gostei muito do resultado final. A construção parece-me muito limitada às peças do modelo principal apesar da ideia ser mesmo essa.

31064 Island Adventures 10

A nível de jogabilidade a ausência do segundo minifig é notória principalmente no segundo e terceiro modelo. No entanto isso não invalida boas brincadeiras com todos os modelos. Devo referir que adoro a dimensão dos veículos (hidroavião e embarcação) já que as acho que estão bem entre o compromisso de brinquedo e realismo. Em termos de peças para novas construções, a variedade pode não ser a melhor para todo o tipo de MOCs, mas é aceitável tanto para o início como reforço de um stock de peças.

As Peças 7/10 (não brilha mas boa selecção de peças)

A Construção 7/10 (adorável mas, também, sem brilhar)

O Desenho 9/10 (bastante melhor do que esperado)

Jogabilidade 8/10 (tem potencial)

31064 Island Adventures 5

É um set LEGO em todo o seu esplendor. Modelos interessantes com um bom compromisso entre brinquedo e realismo, boa variedade de peças apesar de não brilhar e um bom potencial de brincadeira. Não desilude.. Pelo contrário!

Conclusão 8/10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Review do 60271 Main Square

por baixinho, em 31.08.20

Tema: City

Ano de Edição: 2020

Número de Peças/Minifigs: 1517/14

Preço LEGO®: ??€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/60271-1/Main-Square

Confesso que fiquei surpreso com a existência deste conjunto quando surgiu a oportunidade de o analisar. Não conhecia a existência da série de TV (duvido que alguma vez a vá ver) e pelo que sei não houve nenhuma leak até ao anúncio do press release no passado dia 12. Provavelmente porque não é um set direccionado para AFOLs :D

60271 Main Square 1

60271 Main Square 2

60271 Main Square 3

Como tem sido hábito nos meus últimos reviews, paralelamente são lançados dois vídeos. Um deles com uma breve análise ao set, o segundo com o unboxing comentado tanto do set como de cada um dos sacos e a montagem do mesmo em modo acelerado.

Na altura que escrevo este review o Brickset ainda não tem a lista de peças nem o preço atribuído, logo o exercício de escrever sobre as peças torna-se bem diferente do que estou habituado a fazer. Desta vez começo pelos catorze minifigs em que temos uma boa parte deles como mais generalistas, que são óptimos para serem utilizados em mil e uma situações, e outros mais específicos que sempre dão jeito para determinadas construções. Temos uma boa representação do que poderia ser os habitantes de uma cidade LEGO. Alguns dos minifigs são personagens da tal série de TV mas como já devem ter percebido, é um factor que não me interessa.

60271 Main Square 4

60271 Main Square 5

Em termos de peças a variedade é interessante. Um bom lote de peças básicas em cores cativantes, várias peças específicas com a sua utilidade (destaco aqui a quantidade de janelas) e algumas peças raras bem interessantes. Confesso que não estava mesmo à de um sortido assim tão interessante. Claro que há o punhado de peças assim para o inútil, mas penso que não desvalorizam assim tanto o conjunto.

60271 Main Square 6

60271 Main Square 7

A construção é dividida em catorze sacos distribuídos por oito livros. Podem ver a distribuição dos sacos nas imagens abaixo. 

60271 Main Square 17

60271 Main Square 18

60271 Main Square 19

A caixa do conjunto (e os livros de instruções) referem o conceito de Build Together que não é mais do que a possibilidade de várias pessoas estarem a construir em paralelo. Isso é conseguido devido ao facto de não haver precedências para cada um dos sacos exceptuando os envolvidos no edifício da câmara. A construção dos vários modelos é bastante agradável e diversificada. No entanto devo referir que existem algumas fases que são praticamente iguais a fases anteriores, nomeadamente a secção final do eléctrico e as laterais do edifício da câmara, o que torna a construção um pouco mais do mesmo. Claro que se forem várias pessoas a construir, isso pode ser evitado.

60271 Main Square 8

60271 Main Square 9

60271 Main Square 10

Em termos de desenho o conjunto não é, de qualquer forma como é de esperar, tão cativante como alguns sets direccionados a adultos. A maior parte das construções são simples, vários pormenores são mesmo infantis e a ausência de outros em alguns pontos é gritante. No entanto devo referir que no global é agradável e, acima de tudo, potencializadora de histórias. Apesar de ter ficado algo decepcionado com a simplicidade de alguns componentes (edifício, limousine, eléctrico, etc), outros de certa forma até compensam com alguns detalhes que não estava à espera (interior do restaurante, parque e carripana do biscateiro). Aliás, aponto este desequilíbrio quanto à qualidade como um ponto negativo já que não cria uma linha igual em termos de estilo de construção. Outro ponto que também achei que houvesse algum desequilíbrio é em relação à diferente escala dos vários modelos. Como devem imaginar, não posso avaliar o grau de fidelidade quanto à série.

60271 Main Square 11

60271 Main Square 12

Temos aqui um pedaço de uma cidade LEGO que, apesar das várias falhas, pode mesmo ser o início de um interessante display para brincadeiras. Apesar de alguns elementos serem, com certeza, referentes à série, a maior parte poderá ser facilmente integrada em qualquer cidade LEGO. Por isso questiono a presença da limousine, do biscateiro e pergunto porque raios o restaurante não é de comida mais tradicional. Portanto a jogabilidade é assegurada mas, pessoalmente, penso que poderia brilhar mais para um conjunto deste tamanho.

60271 Main Square 13

60271 Main Square 15

As Peças 9/10 (bom lote de minifigs e peças)

A Construção 7/10 (agradável sem pontos altos)

O Desenho 7/10 (desequilibrado em termos de qualidade e também de escala)

Jogabilidade 7/10 (cumpre sem brilhar)

60271 Main Square 16

No fundo este conjunto vem preencher uma falha no catálogo LEGO, um grande set cidade especialmente dedicado às crianças e com alguns pontos de grande jogabilidade. Apesar de ter vários pormenores interessantes, decididamente não é um set desenhado a pensar nos adultos. Para adultos vale pelo lote de peças e minifigs.

Conclusão 8/10

(Este conjunto foi fornecido para análise pela The LEGO Group, mas a review é da minha inteira responsabilidade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:18

Review do 70351 Clay's Falcon Fighter Blaster

por baixinho, em 14.08.20

70351 Clay's Falcon Fighter Blaster 2

Tema: Nexo Knights

Ano de Edição: 2017

Número de Peças/Minifigs: 523/3

Preço LEGO®: 49.99€

Link Brickset: https://brickset.com/sets/70351-1/Clay-s-Falcon-Fighter-Blaster

Confesso que nem me lembrava que tinha este set num dos caixotes com material à espera da nova LegOficina. Como não tenho lá muito interesse no tema lá decidi fazer uma review para ver se ficaria mais cativado mesmo sabendo que este tema foi descontinuado há dois anos atrás. De qualquer forma já fiz outro review a um set do tema  (podem ler aqui) e não altura não fiquei muito entusiasmado. 

70351 Clay's Falcon Fighter Blaster 3

Como tem sido hábito ultimamente, este review é acompanhado por um pequeno vídeo de análise e por outro vídeo onde abro a caixa, comento algumas peças e monto o conjunto em fast forward. Ambos os vídeos podem ser vistos no meu canal de Youtube ou no fim deste artigo.

70351 Clay's Falcon Fighter Blaster 4

O PPP é um pouco superior a 10 cêntimos e onde a única justificação, já que não é licenciado, é talvez a quantidade de peças exclusivas (sete!). Peças essas que de qualquer forma não são muito cativantes (menos a 6166855 em dark azur). Mas há duas coisas que me incomodam imenso neste conjunto em termos de peças. A distribuição entre peças específicas e básicas não é a melhor, já que havendo demasiadas peças específicas complica na altura de construir modelos alternativos. O mesmo se passa com a enorme quantidade de peças Technic, já que se tornam inúteis nas mãos da maior parte das pessoas (miúdos, adultos AFOLs ou não AFOLs). 

70351 Clay's Falcon Fighter Blaster 5

A construção é dividida em três fases. A primeira trata dos vários personagens (que até são cinco) e de um pequeno veículo que depois se fixa na parte detrás do maior. A segunda e a terceira fase dedicam-se ao veículo principal. A construção torna-se interessante já que aos poucos vamos descobrindo como funciona o mecanismo das asas.. Algo semelhante ao que normalmente acontece nos sets Technic. Existem algumas partes repetitivas (nas asas), mas nada que cause demasiados bocejos.

O design consegue ser claramente agressivo apesar de um esquema de cores estranho. No entanto há ali algumas coisas que tornam-no demasiado confuso, principalmente a forma bem estranha do veículo pequeno (que dá para juntar ao conjunto 70362) e a forma como ele fica instalado no grande. É um apêndice esquisito.

70351 Clay's Falcon Fighter Blaster 7

O mecanismo de abertura de asas permite alguma interactividade mas pessoalmente acho que se esgota facilmente. Penso exactamente o mesmo dos três (!) mecanismos de disparo. Mesmo com as peças de suplentes, os miúdos devem perder as munições todas após alguns disparos. Além do conflito entre as duas facções poderia considerar a ligação à app.. Mas já estou tão habituado a que esse tipo de sinergias sejam extremamente datadas. Sim, tentei instalar a app mas ou o meu telemóvel não era compatível ou, mais provável, já deixou de existir.

As Peças 4/10 (tanto Technic para quê?)

A Construção 7/10 (agradável)

O Desenho 6/10 (algo confuso e demasiada mistura de estilos)

Jogabilidade 6/10 (dois ou três gadgets que se esgotam em segundos e conflito, apenas conflito)

70351 Clay's Falcon Fighter Blaster 6

O conjunto não é propriamente mau, no entanto é tão específico (tanto em tema como em peças) que se torna fraco isolado de outros sets do tema ou até mesmo da app.

Conclusão 6/10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:00


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


subscrever feeds